Afinal, por que Conor McGregor
consegue sempre o que quer?

João Vitor Xavier | 28/09/2016 às 15:45

Há alguns dias, Dana White deixou José Aldo cheio de esperança. O mandatário do UFC havia expressado seu desejo de vê-lo enfrentando Conor McGregor novamente.

Antes disso, o careca mais famoso do MMA havia dito que a intenção era casar Khabib Nurmagomedov x Eddie Alvarez.

Prato principal para a estreia em NY

Prato principal para a estreia em NY

Na última segunda-feira à noite, porém, o Ultimate anunciou Alvarez x McGregor pelo cinturão até 70kg, decepcionando Aldo e Khabib. O que mudou desde então? Na verdade, nada. A vontade de McGregor foi novamente atendida.

Tudo começou com o ex-campeão dos leves Rafael dos Anjos – o eleito do irlandês cheio de moral após nocautear José Aldo em 13 segundos. O brasileiro se lesionou e, como Aldo não pôde pegar a luta em cima do laço, um Nate Diaz (preferência de Conor) fora de forma – com 77kg – o substituiu.

Finalizado, McGregor, mesmo em baixa no campo esportivo (em alta comercialmente), bateu o pé para ter a revanche nos mesmos 77kg e venceu.

Agora, o irlandês volta à carga para o plano inicial: fazer história e se tornar o primeiro campeão de duas categorias do UFC ao mesmo tempo.

Originalmente, o UFC queria que ele concedesse a revanche a Aldo ou, pelo menos, desistisse da cinta dos penas para lutar pelo título dos leves – destravando uma divisão sem title shot (linear) desde dezembro de 2015. Nada feito. É do jeito dele, não de outro.

Mas por quê o UFC se dobrou às exigências de McGregor?

Ora, trata-se do atleta mais rentável da história do MMA. Ninguém nunca trouxe tanto dinheiro quanto ele para o Ultimate. Nos últimos quatro eventos que encabeçou, Conor só não quebrou a barreira de um milhão de vendas no UFC 189, quando 825 mil pessoas compraram o pay-per-view (o terceiro maior PPV e 2015).

McDiaz bateu todos os recordes

McDiaz bateu todos os recordes

No UFC 194, foram 1,2 milhão de vendas. No UFC 196 e no UFC 202, 1,6 milhão e 1,65 milhão, respectivamente (são os dois eventos mais rentáveis do esporte até hoje).

Isso significa que dos quatro maiores pay-per-views da história do UFC, Conor foi o ato principal em três deles – o outro foi o UFC 100, que fez 1,6 milhão de compras.

McGregor hoje é o atleta mais popular do MMA (lembrando que popularidade não é sinônimo de aceitação) e um dos mais populares do mundo.

Só pra ilustrar: um tweet seu “anunciando” sua aposentadoria em meio à briga com Dana White foi mais retuitado (163 mil vezes) que o tweet da aposentadoria de Kobe Bryant!

Ele também está presente em três das cinco maiores bilheterias da história do MMA (UFC 194, US$ 10 milhões, UFC 196, US$ 8,1 mi, e UFC 202, US$7,6 mi) e é o único lutador presente na lista dos 100 atletas mais bem pagos do mundo da revista Forbes – empatado com Eden Hazard, estrela do Chelsea.

O cara virou até um dos posterboys – junto com Kit Harrington, o ator que faz o papel de Jon Snow, na série Game of Thrones -, do novo “Call Of Duty”, uma das mais bem-sucedidas franquias de videogame de todos os tempos.

Esse é um ano de 40 milhões de dólares pra mim. Um bom ano”, mandou McGregor na coletiva de imprensa de ontem.

A fama de McGregor traz visibilidade ao UFC. Todos param para vê-lo lutar, mesmo que alguns fãs – incluindo aí 90% dos brasileiros – queiram vê-lo beijar a lona ou batucar.

A verdade é que Conor é idolatrado na Irlanda e nos Estados Unidos (o maior mercado consumidor do planeta). Muito por seu estilo fora do octógono. Seu nível de trash talk faz até seu “pai” Chael Sonnen parecer amador. Só ver a facilidade com a qual o campeão dos penas destruiu o veteraníssimo Jeremy Stephens na coletiva de ontem.

Outra questão que faz com que o irlandês seja bem visto pela chefia é a frequência com que luta. McGregor estreou no Ultimate em abril de 2013 e já fez nove lutas, média de três por ano. Mesmo quando perdeu, quis voltar logo ao octógono. E não se fez de rogado quando precisou mudar de oponente em cima da hora.

Há também o sucesso esportivo. McGregor dominou Max Holloway, nocauteou Dustin Poirier, Chad Mendes e José Aldo e aplicou alguns knockdowns em Nate Diaz. Está 8-1 no UFC.

Características muito apreciadas pela gerência.

McGregor é inteligente. Sabe o quanto de grana traz para o Ultimate (a expectativa é que o UFC fature 600 milhões de dólares em 2016). Por isso, tem um enorme poder de barganha e sabe utilizá-lo.

Desde que entrou no UFC, seu sonho é repetir o o que fez no Cage Warriors e se tornar campeão em duas categorias ao mesmo tempo. O próprio Aldo chegou a flertar com essa possibilidade, mas lhe foi negada a chance de desafiar Anthony Pettis nos leves sem que ele desistisse de seu título nos penas – o que agora foi permitido a Conor.

Por tudo que foi explicado acima, McGregor fez sua vontade prevalecer. O UFC ficou de mãos atadas, pois sabia que a luta com Alvarez era o melhor main event para a estreia da companhia em Nova York e a luta só seria oficializada nos termos de McGregor.

Num mundo ideal, Conor vagaria o cinturão dos penas, liberando a divisão, e ficaria de vez nos leves.

Mas o irlandês quer fazer história. Na boa? Eu o respeito por isso.

Se o Ultimate perdeu a queda de braço com o Notorious e arriscou perder um de seus maiores atletas (Aldo), vai ganhar muito dinheiro no UFC 205 – e, como sabemos, mais dinheiro é sinônimo de mais gente assistindo.

E, no fim das contas, é isso que importa para eles.

  • Felipe Lemes

    McGregor está nocauteando até no espaço..como não reconhecer o talento desse rapaz?

    • Lucas Souza

      Nocautear até o Matt Serra conseguiu tal proeza contra ninguém menos que GSP. O problema de ser um vencedor e/ou campeão é que você precisa mostrar-se sólido como tal. McGregor saiu da categoria não cedendo sequer uma única revanche para ninguém que derrotou. Mas quando o mesmo foi derrotado, rapidamente ele conseguiu a sua; o que é uma sacanagem.

      Aliás, já venho dizendo aqui, nunca considerei ele um campeão merecedor (esportivamente) de uma super-luta. Antes exigir qualquer coisa, defenda o seu título e mostre para o mundo a benemerência do seu hype.

      Como o Thompson disse há pouco tempo para o Woodley: “Defenda seu cinturão algumas vezes antes de pedir por isso. (…) Você ganha do campeão, mas depois disso, prove que não foi sorte”.

  • Giulia Vargas

    Simples: o irlandês tem carisma, vende bem, é talentoso… Sem dúvidas é algo a ser explorado pelo UFC

    • abner albuquerque

      no shit sherlock

    • abner albuquerque

      nao diga

      • Giulia Vargas

        Digo

        • Tiago Nicolau de Melo

          Huhausuasuahushaus! Me deve uma paçoquinha, cuspi a metade no teclado.

          • Giulia Vargas

            Oxi kkkkkkkkkkk

    • Mauricio

      Carisma, talento e beleza o Massaranduba tbm tem! kkkk Só falta por ele em um PPV

      • Saulo Abraham

        Sem contar que ele é um homem que nasceu para bater em outro homem!
        Impressionante o UFC não colocar uma coroa na cabeça do nosso Trinaldo

      • Giulia Vargas

        Massara é lindo

  • ErCoelhoBruno

    Mas será mesmo que o Ultimate perdeu a queda de braço? Eu diria que talvez eles nem estejam “jogando” braço-de-ferro com o irlandês… Se existe essa queda de braço, ela é jogada em equipes: de um lado “Conor E acionistas do UFC” e do outro fãs hardcore e alguns poucos atletas.
    Esses poucos atletas podem ameaçar sair do evento, buscar novos caminhos, mas a verdade é que poucos o farão.

    Outra coisa: eu reclamo e reclamo, mas nunca comprei pacotes de PPV e jamais assinaria o Combate – nem TV tenho em casa, só um PC, um bom projetor e Netflix. Ou seja, sou um fã purista que não dá um centavo ao UFC. A verdade é que um negócio tem que ser rentável e nós, os puristas, incluindo os que compram PPV ou assinam o Combate não representamos nem 5% da receita do Ultimate. Assim, não temos voz nem direito a reclamar. Só nos resta nos recolher no nosso pequeno papel de público e ou vaiar ou aplaudir até fazer calo na mão.

    PS. O TT do Conor é melhor que o do Sonnen? Não força a amizade, companheiro, não força. O Sonnen ameaçava passar a mão na bunda de mulher alheia, tirava pra bobo um país inteiro, ganhava TS sem merecer… e o que resta para o Conor? Dizer “eu ganho 40 milhões…”. Faça-me o favor!

  • Saulo Abraham

    Foi amor a primeira vista:

    Um cara que vende muito + Outro cara que não tem respeito nenhum com outros lutadores/ranking/telespectadores/etc… = Um casamento longo e duradouro!

  • Renato Rebelo

    #prayforstephens

    • Gabriel Azevedo

      Eu ri muito com o “Who the fuck is that guy?”. huahsuahuhauehauheuh

    • Lyn

      Essa tostada no stephens foi a melhor coisa dessa coletiva.
      Nem a carolina e o romero aguentaram

    • THIAGOD

      O Conor falando e os demais rindo foi top.

    • ErCoelhoBruno

      rapaz, foi a descrição da gráfica daquele velho ditado: “quem fala o que quer…”.

    • magnuseverest

      Karolina rindo foi o melhor…

  • Julio Varoni

    Conor é um monstro e sabe ganhar dinheiro com isso. Muitos o criticam, mas quase todos tentam fazer o mesmo, ganhar o mesmo.
    Espero que Aldo fique no UFC. Ele também vai ganhar bastante dinheiro, e nós, amantes de MMA, ganharemos grandes espetáculos

  • João Vitor Xavier

    Ao amigo, cujo nome esqueci, que deletou seu comentário, não sei pq, já que era bem pertinente e daria um direcionamento bacana para o debate. Segue a resposta:

    “Cara, entendo seu ponto de vista. Acho até que em alguns momentos isso é verdade, essa parceria UFC + Conor existe sim.

    Mas quem está engolindo o sapo nesse caso é o próprio Ultimate. Os caras
    podem perder um dos maiores astros brasileiros – um mercado ainda
    estratégico para eles, estão tendo que lidar com vários lutadores
    insatisfeitos (ainda que outros estejam felizes com a vinda do Conor –
    pergunta lá pros outros três campeões no card do UFC 205 se eles estão
    putos, rs)…enfim, deixa de ser uma parceria quando há ônus tb pro
    Ultimate.

    Cara, o trash talk do Conor é superior porque ele
    chega e faz. Ele vence os caras muito antes de entrar no octógono. Foi
    assim com Brimage, Brandão, Aldo, Poirier…ele fala e faz. Do que
    adianta Chael Sonnen chegar e falar que vai dar tapa na bunda da mulher
    do Anderson e acabar de quatro?”

    Abs

    • ErCoelhoBruno

      Meu comentário sumiu… eu não deletei… deve ter sido o moderador. o.O

      • João Vitor Xavier

        Falei com o moderador, não foi ele! Mas o comentário é excelente, por isso respondi!

        • Renato Rebelo

          Não deleto comentário NENHUM! Já chequei o Disqs e o WordPress e os comentários que sumiram não estão lá para moderação. Não faço ideia do que seja.

          • ErCoelhoBruno

            Que coisa! No histórico do meu Disqs diz que o comentário foi “delected as spam”. Bem, sem problemas, sigamos com a discussão!

          • Lyn

            Esse comnetario aqui?

            Mas será mesmo que o Ultimate perdeu a queda de braço? Eu diria que talvez eles nem estejam “jogando” braço-de-ferro com o irlandês… Se existe essa queda de braço, ela é jogada em equipes: de um lado “Conor E acionistas do UFC” e do outro fãs hardcore e alguns poucos atletas.
            Esses poucos atletas podem ameaçar sair do evento, buscar novos caminhos, mas a verdade é que poucos o farão.

            Outra coisa: eu reclamo e reclamo, mas nunca comprei pacotes de PPV e jamais assinaria o Combate – nem TV tenho em casa, só um PC, um projetor e Netflix. Ou seja, sou um fã purista que não dá um centavo ao UFC. A verdade é que um negócio tem que ser rentável e nós, os puristas, incluindo os que compram PPV ou assinam o Combate não representamos nem 5% da receita do Ultimate. Assim, não temos voz nem direito a reclamar. Só nos resta nos recolher no nosso pequeno papel de público e ou vaiar ou aplaudir até fazer calo na mão.

            PS. O TT do Conor é melhor que o do Sonnen? Não força a amizade, companheiro, não força. O Sonnen ameaçava passar a mão na bunda de mulher alheia, tirava pra bobo um país inteiro, ganhava TS sem merecer… e o que resta para o Conor? Dizer “eu ganho 40 milhões…”. Faça-me o favor!

          • ErCoelhoBruno

            Valeu, fera! É esse mesmo.

          • THIAGOD

            Quando abri a página tinham duas vezes o mesmo comentário deve ter sido algum erro.

          • Sexto Empírico

            Eu que reclamei, por isso deletaram. Estou negativando e denunciando todos os ” comentários fanboys” para limpar a terra dessa praga.

          • Renato Rebelo

            Vira e mexe o Disqs dá dessas. De repente é quando rola um volume grande de comentários ao msm tempo.

      • Rafael Alves

        Po… respondi as duas vezes no seu comentario e quando envio diz que o comentario esta inativo..!

    • Glauco Lopes

      Cara vc axa que o UFC liga pro Aldo? kkkk pro Dana e pro evento o Aldo não passa de um nada!!!

    • ErCoelhoBruno

      Entendo os dois pontos!

      – Concordo que é vacilo do UFC deixar lutadores insatisfeitos e mercados com potencial carentes de estrelas (não que isso dependa deles, mas se não deixam bons lutadores brasileiros lutar pela cinta é uma forma de brecar o protagonismo dos mesmos). Contudo, penso que experiências amargas fizeram o Dana/UFC evitar pensar a longo prazo, em perspectiva, e explorar ao máximo o momento. Concordo que isso a longo prazo é péssimo para eles, mas aparentemente eles ligaram o botão do foda-se e querem fazer valer os 4 bi imediatamente if U know what I mean….

      – Ele chega e faz mais ou menos… ou você já se esqueceu do silêncio e da cara de bunda quando ele perdeu para o Diaz na primeira luta? Digo que o do Sonnen é superior pelas sacadas inteligentes. Ficar dizendo “eu ganho mais, eu ganho mais” é engraçado na primeira e na segunda vez, mas quando o cara fica só nesse rame-rame enche o saco.

      Abs!

    • Hyuriel Constantino

      Sendo sucinto na divergência, mas respeitando a solidez de seu argumento:

      1) sempre que falam dessa do Conor trazer grana pros demais atletas, só consigo me recordar pq Rory apenas ganhou 59k na posição de desafiante em Co-Main Event num evento que, conforme vc mesmo escreve no texto, está no TOP 5 das maiores receitas geradas. Então será que não existe uma falácia, uma falha lógica, um falso silogismo nessa tese?

      2) não direi que o TT do Conor é melhor ou pior que o do Sonnen. Mas a verdade é que, quando acuado, ele usa como recurso se reduzir a falar o quanto gera dinheiro. Vendo isso no âmbito moral, é curioso como Aldo e Conor, apesar de ambos terem saído da mesma origem de pobreza, o primeiro nunca tenha precisado falar do quanto ganha ou gera para denegrir seus oponentes. Só demonstra aquele velho dito popular: “(Conor) saiu da pobreza, mas a pobreza não saiu dele (do Conor).”

      • João Vitor Xavier

        O UFC 189 foi o começo da onda McGregor. Tanto que não chegou a 1M de compras por PPV. Não digo que ele vai elevar o salário de TODO MUNDO. Mas os campeões que lutam no mesmo card do McGregor estão sorrindo de orelha a orelha pq ganham dinheiro por venda.

        Por que será que a Holm abriu mão de esperar pela revanche com a Ronda quando poderia lutar num card do Conor?

        Por que será que tem até campeão chamando o McGregor pra briga?

        Conor fala que lutar com ele é como ganhar na loteria. E, cara, acho que é quase por aí…Só ver o Nate Diaz, que deve ter ganho uns 5 ou 6 milhões de dólares por 33 minutos de trabalho contra o irlandês…

        A questão do trash talk: realmente, o “carro-chefe” do Conor é o dinheiro. Mas ainda assim é mais efetivo que o Sonnen, simplesmente pq ele faz o que fala que vai fazer. O Chael chega e fala que vai humilhar não sei quem. Aí vai e perde, hahaha. Depois de um tempo, isso acaba…

        • Hyuriel Constantino

          Boas colocações. Porém, ainda se referindo ao caso do UFC 189, diria que, proporcionalmente, é uma quantia irrisória para o Rory em tais circunstâncias (se não me falha a memória, Mendes quase ganhou 10x mais que o canadense, e é um peso-pena com background bem menos que o do Rory).
          Quanto a Holm, o principal motivo para ela não esperar a revanche não foi lutar num card do McGregor (isso foi consequência), mas se manter ativa, pois ela não queria esperar pela judoca (e veja como ela tava certa, considerando o tempo e a indefinição da situação da Ronda até agora? A categoria estaria travada até hj.).

  • Rafael Alves

    João, vou discordar de alguns pontos do seu texto, pra dar minha visao sobre o Conor, de trás pra frente:
    Frequencia com que luta – A primeira luta dele no UFC foi em abril de 2013, desde então, em 4 anos (2013,2014,2015 e 2016), fez as 9 lutas. Contando com a próxima, em novembro, serão 10 lutas em 4 anos. 2,5 lutas ao ano. Nos dois primeiros anos duas lutas, nos dois anos seguintes 3. Meu ponto é que ele não foi recompensado por ser lutador ativo… ele passou a se tornar ativo após ser melhor pago.
    Já o fato de ele ser um atleta vendável, como o é, não aconteceu de imediato. No 178, por exemplo, como 3 luta principal da noite, o card fez 205 mil vendas de PPV depois um TE contra o Siver (!) e aí sim os 800.
    Pra explicar o meu ponto, vale citar que 205 mil vendas foram 80 mil a mais que o DJ vendeu uma luta antes e uma depois. Então, com boa vontade, podemos atribuir 80 mil PPV ao Conor. Ou seja, um irlandes falastrâo vende 2/3 do que nosso campeão mosca. Vamos ver o que acontece se dermos um FN em Boston p ele liderar contra alguem vencivel e foi o que foi.
    Depois disso o UFC fez o maior investimento em marketing jamais feito pelo evento pra promover o Irlandes num tour mundial. Resultado que de um cara que vendeu potencialmente 80mil, em 10 meses ele se tornou um cara de 800 e daí pra cima.
    Meu ponto aqui é que o UFC fez do Conor um recordista (óbvio que se aproveitando dos talentos dele) e não o Conor que se fez recordista (como, por exemplo, se fez o GSP). Vejo a atitude do UFC como quem defende um investimento de milhões que ainda precisa render mais. Não como a demonstração que o irlandes manda mais que o Chefe e consegue o que quer.
    Vejo o Conor como um excelente lutador e só. Não o vejo se criando nos 70 nem tendo um reinado longo nos penas. Logo, pra o investimento feito obter o máximo de retorno devemos expreme-lo rapidamente.

    • João Vitor Xavier

      Cara, em relação ao tempo e à frequência: realmente são quatro anos e não três. Mesmo assim, mantenho meu ponto. Nenhuma grande estrela, tirando a Ronda no auge, lutava com tanta frequência. E nem uma derrota tirou isso dele, ao contrário do que fez à Rousey.

      Jon Jones são duas vezes por ano e olhe lá. Colocar o Anderson no cage, então, era como parir um filho. Mantenho meu ponto, na comparação com outros grandes astros.

      Também concordo que o UFC construiu o Conor. Mas na boa, eles ficaram reféns da grandiosidade do irlandês. Precisavam de alguém pra fazer um evento histórico em NY. Ronda e Jon Jones não poderiam preencher isso. Nem GSP. Sobrou McGregor. Não acho que o Conor manda mais que o UFC. Foi uma escolha que o Ultimate fez. Há alguns meses, a escolha foi oposta. Preferiram exercer o poder sobre o atleta ao invés de ceder.

      • Rafael Alves

        Então eu acho que não deixei claro. Eu reconheco que tres lutas por ano é uma média alta para uma estrela. O que pontuei é que ele não foi recompensado por ser frequente (nos dois primeiros anos lutou duas vezes por ano) ele tornou-se frequente a partir da luta com o Chad. Ou seja, basicamente disse que ele não vende mais por ser fresquinho, e sim que é fresquinho por vender mais. Só ponto de vista mesmo.

        Lembrando que quando resolveu tirar o Conor de NY eles tinham o JJ.
        Por isso disse que não vejo como o Conor ganhando o que queria contra o UFC.
        Talvez essa coisa de mandar contrato pro Khabib tenha sido até pra pressionar o irlandes pra diminuir a pedida mas me parece óbvio que o UFC queria ele la.
        Acho que ganhou o fa médio, ganhou o Conor, ganhou o Alvares e, principalmente, o UFC. Só quem ficou de fora da conta de NY é o fa que segurou as pontas nas vacas magras, o Khabib e o Aldo.
        Eu acho ruim, não gosto. Mas eu não ganho dinheiro com o UFC, se eu fosse gestor lá decidiria a mesma coisa.

        • João Vitor Xavier

          Não foi recompensado, concordo, mas isso é algo que certamente é apreciado pela chefia do UFC. Só ver como era difícil colocar o Anderson no octógono.

          O UFC ganhou, certamente. Mas o ponto todo do texto é dizer que o Ultimate escolheu se queimar com alguns fãs e com lutadores em troco de casar essa luta que vai trazer muito dinheiro.

          • Rafael Alves

            No final concordamos… Acho exatamente isso.
            E, finalizando, o ganho é potencializado porque ou o Conor ganha e o céu será o limite para os ganhos ou perde e ainda poderá defender seu cinturao (e, se perder, tera a revanche imediata) e no meio disso sempre cabe uma trilogia com o Diaz… Ou seja, na pior das hipoteses, 4 lutas autamente rentáveis.

      • Tiago Nicolau de Melo

        Mas colocar o Conor pra defender a Cinta tá sendo um parto também, não?

    • Marcelo Silveira

      Cara eu discordo que o UFC construiu o irlandês, aliás discordo que o UFC consegue construir grandes vendedores de PPV. A primeira luta que vi do Irlandês quando ainda era um “desconhecido” já teve uma galera enlouquecida da Irlanda na torcida e deu pra ver tinha o algo a mais ali.
      O Tour mundial já foi feito outras vezes não?
      Lembro de Weidman vs AS 2 e nem por isso o Weidman vende um terço que o McGregor. Se teve esse investimento em construir um grande vendendor acho que foi feito com o JJ que, mesmo no auge , não conseguiu vender nada parecido.

      O meu ponto é: Tanto ele quanto a Ronda tem o ALGO A MAIS natural que faz as pessoas gostarem dele e o UFC é esperto para aproveitar. Como a maioria dos lutadores são pragmáticos e esses dois TEM um leque de possibilidades diferentes que podem ser abordadas em TUFs, Vídeos e promoções o que vejo é o UFC sugando tudo o que pode SEM MODERAÇÃO. A Ronda veio defender o cinturão dela no BRASIL contra uma BRASILEIRA, não acredito que veremos um americano fazendo isso tão cedo. Esse irlandês maluco luta duas categorias acima do seu cinturão e vamos lembrar que tudo isso que ele tem feito foi com menos de um ano desde a tomada da cinta do Aldo,
      Eu preferia Aldo x McGregor 2 mas entendo perfeitamente essa luta, o que não entendo é o piti do Aldo pedindo a recisão de contrato, Não foi ele que pediu o Pettis e não o Holloway pq vendia mais?? O que o Holloway deveria ter feito se o UFC atendesse ?? Pedir o cancelamento do seu contrato também???
      E só para terminar o textão, não é só o público médio que se importa e dá audiência pro Irlandês. Vejam a quantidade de comentários em notícias e colunas que tem o McGregor relacionado e comparem com qualquer outra. É uma diferença tão grande ou maior que os números de PPV dos EUA.

      De um jeito ou de outro todos nós somos McGregor.

      • Rafael Alves

        A tour do Anderson com Weidman era equilibrada pendendo pro astro maior, Anderson.
        A tour Aldo Mcgregor era para o Mcgregor. Outra coisa, nada se compara ao que foi gasto naquele tour. Foi o maior gasto da história em mkt focado em um lutador.
        Óbvio que só gastar dinheiro não faz um campeão de vendas. Lá eu disse, o irlandes aumentou em 60% as vendas do DJ. O passo seguinte foi um evento pra ele, em Boston, com adversario vencivel e promocao pra ele. Ele devolveu em promocao E em luta aí ganhou o tour mundial, TUF, etc…
        Investimento pode dar certo ou errado em qualquer área. Conor foi um investimento alto que nao vejo (opiniao pessoal, posso estar errado) dando retorno a longo prazo, porque, ao contrário da Ronda, no caso dele o mkt precedeu o dominio (ronda chegou a vender menos de 400mil, até atingir a aura de imparável). Ele teve uma boa escalada e uma linda conquista e, a partir de entao, nada indicou que esse dominio seria longo. Por isso acho que o UFC quer acelerar os ganhos com ele.
        O Aldo se perde toda vez que tenta ser outra pessoa. Entrou na onda de provocar e empurrou o Chad (pra depois se desculpar) entrou na onda do moneyfight pra pedir o Pettis… Vejo apenas como alguem que nao sabe jogar tentando entrar num jogo… Natural fazer dessas. O piti tem uma razão, o prometido foi: ou o Conor defende o cinturao ou ele larga o cinturao. Nao acho q ele iria fazer o que fez se o conor abandonasse o cinturao. De novo, como fa: nao me lembro de esporte de combate algum onde o campeao faz tres lutas sem defender o cinturao e mantem o cinturao, isso é bizarro. Fosse gestor do UFC e ganhasse de acordo com resultados…. Faria exatamente o mesmo.

  • Glauco Lopes

    Porque o UFC é apenas um negócio, onde a maioria dos fãs não luta artes marciais, e onde PPV fala mais alto do que merecimento. Desde que aceite que o UFC não é sobre artes marciais parei de me chatear com coisas assim. Antigamente (sim eu sou uma maldita viúva vadia do Pride e do Vale Tudo e K1) fã queria saber da porrada comendo no cage e da porrada comendo nos bastidores, e na porrada comendo no saguão do hotel, hoje parece que pra ser fã do UFC tem que ter graduação em Administração ou Marketing, onde se fala em demanda e oferta, promoção, arrecadação e toda essa merda!!! O UFC é perito em criar mitos, foi assim com Ronda e está sendo assim com o Gregor!!! Não existe ranking, mérito ou nada que envolva lutar, sangrar e vencer, se vc fala muito e os semi leigos “em luta” curtem, vc pode ser campeão.

    R.I.P UFC!!!

  • Mauricio

    Cara, eu nem questiono o fato do UFC dar o TS para o MacGregor, o cara se promove e trás dinheiro para a empresa, o problema é que outros atletas foram
    feitos de ‘trouxas’ e isso não é legal…

    Se for para deixar o cara lutar pelo cinturão dos leves, tira o dos penas antes.. é uma política da empresa, o próprio Aldo já teve esse pedido negado.

    Khabib foi anunciado como desafiante, assinou o contrato e tbm foi feito de otário..

    Faz a parada direta, mais ou menos assim:

    Khabib, você tá mais lesionado que ativo, Aldo você não vende e o UFC NY precisa ser algo grandioso, os criadores do UFC desde os primórdios queriam um UFC lá. Conor, Você não é maior que a empresa, quer fazer historia e ser o ME no primeiro UFC NY? Se sim, largue o cinturão dos penas, caso o contrario defenda ele…

    E publica o acordo, e já era.. fica nesse joguinho besta aí; eu já até decorei as falas do dana;

    “VAmos fazer isso acontecer”
    “Realmente está focado nisso”
    “Isso é algo que o UFC quer fazer”

    • João Vitor Xavier

      Inclusive, o que irritou o Aldo foi esse joguinho. Mas eles judiaram do Khabib, enviando contrato pra ele assinar, usando os posts do russo nas redes sociais como leverage pra pressionar o Conor. Bizarro.

  • abner albuquerque

    seria interessante se fosse proposta uma forma de explorar o mcgregor sem parar uma divisao e prejudicar outros atletas como o aldo

  • THIAGOD

    Assim como diz o um bom texto do combate de Marcelo Russio, “Como uma esposa esperta, o UFC faz McGregor achar que está no comando”.
    Enquanto o Conor trouxer retorno para o UFC e isso for dentro e fora do octagono, ele estará fazendo o que “quer”. Quando os resultados deixarem de andar lado a lado com eles, as coisas vão mudar e ambos já vão ter faturado muita grana!
    Agora estão parando duas categorias e sendo uma das melhores (senão for a melhor) e não faz o menor sentido o que estão fazendo com elas.
    Podem fazer o que quiserem com o Conor, mas, façam algo para promover os demais sem menosprezá-los.

  • Marcelo

    O problema são as lutas serem decididas por critérios como popularidade do lutador e interesse do público.

    Deveria existir um critério mais específico, por escrito, para as lutas serem definidas, um ranking com regras também para o posicionamento dos lutadores, um sistema imparcial, definido previamente e não subjetivo.

    Deveria ter um calendário pré-definido no começo do ano de disputas de cinturão de cada categoria, com data marcada e lutas definidas entre lutadores de acordo com posição no ranking, independente de qual seja o lutador posicionado.
    E se o dono do cinturão estiver machucado, indisposto, acordou de ressaca, perdeu a vaga para outro e ponto final. Não compareceu é W/O. Mudou de categoria, perdeu o cinturão.

  • Lucas Toledo

    Se aparece ym fã louco e mata ele a la John Lennon o Dana White suicida

  • davi teles

    só uma coisa a constar , eu acho que o golpe do Álvarez no dos anjos foi mais demérito do RDA do que mérito do Álvarez, no caso se o Álvarez não tivesse acertado aquele soco eu acho que o RDA teria vencido .
    no caso dessa luta , se o Álvarez não for pro chão bem rápido eu acho que o Mcgregor nocauteia em menos de metade do 1 round , então o Álvarez se for pra trocação como ele falou e eu acho q vai , vai ser nocauteado mais precisamente por um contra golpe . renato você poderia fazer um vídeo analisando essa luta

  • nelson alves domingos

    Quem adora o Irlanda é a Receita Federal Americana…

    • ErCoelhoBruno

      HAHAHAHAHAHAHA! Verdade. É pedir pra levar fumo do leão…

  • Cássio Rafael Guimarães Nascim

    Caraca! Conor engoliu o Stephens.. pqp

  • Fernando Ribeiro

    O foda é pensar que pelos próximos anos o Mcgregor vai deitar e rolar sobre o UFC, mas fazer o que? é o maior vendedor da história do MMA. Só que é muito chato a maneira que o Mcgregor é protegido/beneficiado, como por exemplo a revanche com o Nate, e no final vc ve o Joe Rogan tentando fazer parecer aquilo justo, eu acho até um tanto constrangedor. Lembro que no comecinho de 2015 eu vi uma lista se não me engano no Sherdog sobre lutadores que iriam se destacar no ano e o Mcgregor estava em segundo lugar e eu pensei comigo ”que nada, com esse wrestling fraco não vai demorar muito pra perder o hype”. Ah se eu soubesse…

    • Tiago Nicolau de Melo

      Próximas anos? Só se ele continuar escolhendo as lutas… se pegar os melhores nos Leves, o cartel dele inverte em dois anos.
      Exagerei, mas…

      MENTI?

  • Diego Piñeyrua

    Baita texto! Acho que o problema vai vir a médio/longo prazo. Querendo ou não aqueles ‘fãs intermediários’, que não acompanham todos os eventos, vão se desinteressando por conta da falta de critério. Tipo, essa situação do Aldo e do Nurmagomedov. O pessoal que não é profundamente envolvido com o esporte tende a ir se afastando por conta da injustiça e o desrespeito com o ranking. Os ‘fãs incondicionais’ sim, esses vão continuar acompanhando tudo, achando justo ou não… meu caso.

    • Rudá Corrêa Viana

      Cara eu já acho o contrário. O fã intermediário não liga tanto pra ranking. Eles ligam pra quem está em alta e aí sim qdo este atleta q está em alta perder sua fama, os fãs tendem a esvaziar. Tipo a galera que só sabe do Anderson Silva, qdo o viu sendo nocauteado pelo weidman, logo falou q foi marmelada e que não acompanharia mais. Eles não ligam pra injustiça. Pelo contrário, eles querem ver o atleta pop no ar. E qdo este sai ou perde, o público vai embora com ele. Quem liga pras injustiças são os fãs aficcionados, que de tofa forma continuarão assistindo mesmo com as injustiças.

  • HQ

    Ótimo texto João Vitor, análise clara que que antes de mais nada o UFC é um negócio e precisa remunerar os seus acionistas o máximo que puder.

  • Ridelson Medeiros

    – Mcgregor atrai o publico leigo… e majoritariamente quem da dinheiro pro Ufc são eles. Ou seja: ele manda e desmanda porque chama a demanda que a organização quer. O Ufc n ta especificamente interessado naquele fã hardcore de longa data que conhece boa parte do esporte… compara a quantidade destes com os primeiros citados e vc vai entender o porque. Eles querem o cara que se emociona e n segura a carteira ao ver um Kimbo, Punk, Mcgregor, Sonnen e etc.

  • Wadson

    Rapaz com uma imprensa fazendo esse nível de perguntas, McGregor nem precisa de esforço pra se promover. Cada pergunta dos caras parecia uma levantada pro Conor cortar. Depois dessa nunca mais reclamo de jornalista brasileiro defendendo atleta local. Eles pelo menos não fazem distinção entre famoso e anônimo. Rsrsrsrsrsrsrs.

    • Weslei Alvarenga

      Ontem me fez lembrar o pq de nunca assisto coletiva. Reporter esportivo é o emprego mais previsível do mundo.

    • Weslei Alvarenga

      Ontem me fez lembrar o pq de nunca assistir coletiva. Reporter esportivo é o emprego mais previsível do mundo, da até raiva.
      Por isso q o Airel fica destacado, pq ele tem raciocínio lógico, so foi chegar nele pra fazer a perguntar oq mais importava no momento “como ta a poha do teu pé?”

      • João Vitor Xavier

        Tem muito cara bom além do Ariel na imprensa gringa. Mas nesses eventos grandes, tem muito papagaio de pirata

    • ErCoelhoBruno

      Ahhhh, é o que eu sempre digo… Ô racinha…

      • Tiago Nicolau de Melo

        Grande Caju Freitas! Mas pelo menos ele põe Rage Against no programa dele na rádio, LOL.

        • ErCoelhoBruno

          hahahahahaha! Eu juro que já tentei ler a coluna dele, mas não dá cara. :s

          • Tiago Nicolau de Melo

            É um fã de UFC e não de MMA. Acho que só li uma vez ele falar de algo relativo ao MMA que não fosse UFC.
            Mas, cuidado que ele treina boxe… ele que não leia tuas críticas.

          • magnuseverest

            Já li algumas vezes,acho que só fala do UFC mesmo.

  • Tito Ortiz

    Chega deste complexo de vira latas! Só pq o cara derrotou o Aldo com 1 soco, todos os brasileiros odeiam o cara! O Irlandes domina o business, é um lutador espetacular, super articulado e inteligente! Olhem quantos comentários tem aqui nesta noticia dele!!!! Não adianta o cara ser bom e viver machucado ou dando desculpas. As entrevistas do Aldo são um porre, assim como de quase todos os lutadores. Sonnen dominava o jogo e o Conor elevou a um outro nivel! Espero que ganhe, fique com 2 centuroes, lute contra o Mayweather e faça o MMA cada vez mais crescer e virar maistream! O cara tem uns 5 melhores PPV entre os 10 mais do UFC, todos querem ver ele lutar, ele traz visibilidade para o MMA. Chega de lutadores que só falam a mesma coisa nas entrevistas, sem carisma! Que o MMA e o UFC, assim como as outras organizações, sejam super populares pois quem ganha com lutadores como o Sonnem e o Irlanda somos nós, amantes de MMA! Chega de entrevistas patéticas e insossas. Não adianta ser bom lutador, como Frank Edgar, Aldo, Holloway, Jacaré, Weidman.. são bons lutadores mas são insossos, não despertam interesse e se dependesse deles o MMA continuaria marginalizado. Graças a caras como Sonnen, Tito, e outros trash talkers é que o MMA está chegando ao mainstream. Com o Conor o jogo chega a outro patamar, e quem ganha somos nós! Chega de mimimi, chega de chuchus no MMA!

    • Hyuriel Constantino

      Boring…

      • Tito Ortiz

        E leu tudo.. imagina se fosse “exciting”!

        • Hyuriel Constantino

          Nada… Quando vi as duas primeiras linhas, já sabia do resto…
          Argumento de quem gostaria de ser acionista da organização. 😉

          Boring…

    • Bernardo Oliveira

      Gabarito.

    • Shotokan Karate

      Me interessa se o cara é lutador. Se ele quer dar entrevistas que ele vá fazer um curso de oratória e o MMA não é lugar pra oradores mas sim de lutadores.

    • Glauco Lopes

      Pode vender bem mas lutador espetacular ta longe, se fosse isso tinha dado show contra um maconheiro sem motivação como o Nate. Andesson sim é genio, quando pegou o Bonnar, Sonnen, Okami, e Griffin deu show, ganhava passando o rodo. O grande engano da sua geração de fãs é associar o business com a luta nos 8, vender fora é uma coisa, fazer bem feito dentro é outra. McPrego é bom lutador sim, mas longe de ser genio. Deixo essa frescurada de PPV, e outras merdas para os deslumbrados semi leigos, eu como artista marcial desde os 10 gosto de ver é luta boa, e isso o Chiken faz de maneira mediana!!

      • João Vitor Xavier

        Cara, não acho o Conor o melhor de todos os tempos. Pra mim, o José Aldo consegue derrotá-lo se mostrar todo seu potencial. Mas é inegável o que ele fez aqui até agora entre os penas. O cara nocauteou Chad Mendes, Aldo, Dustin Poirier, venceu bem o Max Holloway com uma lesão grave, enfim, o cara fez muito sim e pra mim é um craque do MMA. Não é um Ronaldinho Gaúcho, um Cristiano Ronaldo ou um Pelé, mas é um craque sim. E é macho, ao contrário do que falam por aí. Ninguém luta duas categorias acima da sua. NINGUÉM. Tem muito (ex-) campeão (alô Jon Jones) que peida de subir de categoria, imagina subir duas?

        • Vinicius Maia

          Porra, subiu duas categorias e enfrentou o Nate que é um peso leve. Sobe duas categorias e enfrenta Lawler, Stephen Thompson, Woddley, Demian Maia, Condit, Big Rigg, Gastelum, Neil Magney, Larkins. Antes dele falar que ele queria subir pra enfrentar, falar todo mundo fala. Quero ver lutar.

          • Tiago Nicolau de Melo

            Isso que não entendo… nunca falam que o Nate subiu uma. Só o Conor subiu duas e nem chegou no limite na hora da pesagem.
            Meio-médio pesa 85kg ou mais no dia da luta, até Leves pesam mais do que o Conor pesou lutando contra o Nate.

            É um grande lutador? Sem dúvidas.
            Faz barulho? Óbvio.
            Fantasiam demais os atos (já grandes) feitos por ele? Também.

          • Vinicius Maia

            Exato veio. Essa historia de subiu duas categorias é uma besteira tremenda. Subir duas categorias é enfrentar pessoas que lutam na categoria, não um peso leve sem cortar peso.

        • Tiago Nicolau de Melo

          Morre mais um panda.

  • Bernardo Oliveira

    Aldo eterno co-main event do Renan Barão. Welcome to UFConor! #McGregorEra

  • Vitor Oliveira

    Bom eu entendo a posição do Aldo, mas ele também disse que lutaria com o Conor em qualquer lugar, a qualquer hora, e quando surgiu a chance (Lesão do RDA) ele nao foi! Qual é, quase sempre alguém se lesiona antes da luta, como é que ele não se preparou ??

    • Hyuriel Constantino

      Pq não valia o cinturão. Simples assim.
      Do que valeria essa revanche e, em caso de derrota, o McGregor ainda permanecer com a cinta?

  • Diego Piñeyrua

    O UFC não segue o principio básico da meritocracia. Ele segue o principio da falácia e do retorno financeiro. Eu respeito essa questão do retorno financeiro que o Conor dá, mas tudo tem limite.
    Vejam Dan Henderson, numero 13 do ranking, vindo de 3 vitória nas ultimas 8 lutas. Qual o sentido dele ganhar o title shot tendo Jacaré, Romero, Luke e Weidman voando. Óbvio que o Bisping em conjunto com o Dana escolheram o adversário pq sabem que talvez essa seja sua unica chance dele manter o cinturão por mais um tempo. Talvez seja a unica chance dele vencer em casa e atrair mais fãs ingleses.
    Nos Leves, o certo seria Nurma ou Ferguson vs Alvarez. Estava se encaminhando pra Nurma, Ferguson com luta marcada contra Dos Anjos. Edson Barboza e Michael Johnson crescendo. Daí vem o Conor, fura a fila. Bagunça tudo. Pra limpar a merda, Dana deve ter prometido ao Nurma (que chorava nas redes sociais) que caso ele vença o MJ em NY será o próximo desafiante.. mas e aí? Já era pra ser agora. Ferguson ou Dos Anjos já deveriam estar com o title shot seguinte. Edson e MJ já sonhando com o tj num futuro breve. Esse furo, fudeu tudo. Bagunçou uma das categorias mais equilibradas e qualificadas do UFC.

  • Rafael Guedes

    João Vitor, abri o 6R e vi seu texto, quando ainda estava refletindo sobre este aqui: goo.gl/xOjvz7 que acabei de ler, cujo link foi visto na globo. EU, particularmente, detesto o McPrego, e o circo (maior ainda) que o UFC se transformou pós seu “deslanche”, mas agora que reli o supracitado texto fiquei a pensar…

    • João Vitor Xavier

      Eu concordo com o texto, mas tenho uma ressalva. Ninguém está culpando o McGregor sozinho por esse backlash em relação ao Khabib e, principalmente, ao Aldo. Muita gente culpa Conor E UFC ou só o UFC. Então o ônus está todo com o Ultimate. Pra mim, o irlandês deixa de ser um “escudo para decisões impopulares” a partir daí.

  • Hyuriel Constantino

    Excelente texto, mas me abstenho a me aprofundar mais sobre esse tema… https://uploads.disquscdn.com/images/a3fe5129497ce3310a89ec4ac1e55acec293be5d59112c9b0eaa2148ec816514.png

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Cheguei muito tarde… é tenso só notar os posts novos quando todo mundo já disse o que você pensa kkk

    • Henrique Anselmo

      Ou você comenta algo e não da ibope porque o pessoal já ‘”esqueceu” o post kkk

      • Idonaldo Gomes Assis Filho

        asehauhehusaheuuhaeshueshu, mas dessa vez só tive tempo de vir no site agora pra comentar, aí fui ver 58 comentários hahaha

  • Rogério Rodrigues

    Bota Aldo vs Cruz no UFC 205 tbm e pronto. Acaba a choradeira e faz uma superfight.

  • Shotokan Karate

    Numa boa não torço só pro Alvarez ganhar desse cara. Torço pra que ele simplesmente deforme a cara desse palhaço a porradas como em uma briga de rua. Chega a dar raiva essa palhaçada que o UFC faz pra esse irlandês numa boa no lugar do Zé Aldo eu faria o mesmo. É mta balaca e mta palhaçada em cima desse irlandês como se ele fosse um Fedor. Nem figurões como Tyson, Cassus Clay ou Sugar Ray Leonard tiveram tanta balaca como esse cara.

    • Glauco Lopes

      Vc pensa assim pelo fato de ser um artista marcial, que ta se lixando para merda de PPV e outras bostas que os novos fãs tanto amam, assim como vc eu to farto dessa merda!!

    • Vinicius Maia

      Rapaz, to no mesmo sentimento, não quero que ele seja derrotado, quero que ele seja surrado tipo Weidman x Rockhold. Maluco tem que sair deformado que nem o Chuck

  • RWillians

    O grande problema dessa situação é o presidente mentir na cara dura para dois contenders, e ainda achar isso normal. Apesar de não ter sido a favor da revanche imediata, acho q um lutador que era tido como o melhor peso por peso, não pode perder em 13s para um lutador tecnicamente inferior (desculpe fãs do Connor mas é), mas hj ele como interino, merece. O Campeão não pode ficar um ano brincando entre divisões e não defender sua cinta. Ainda bato na tecla, que José Aldo deveria assim q perdeu para Connor ter limpado a divisão, desde sua derrota, podia ter lutado as mesmas 3 vezes que Connor esse ano, Edgar, Holloway e em novembro o Pettis ou qq outro. Ele iria cercar Connor de uma maneira que ele teria que defender sua cinta. Da maneira que está Connor vai continuar dando as cartas, até perder e ser obrigado a descer. Sinceramente, sua luta contra Alvarez é imprevisível, não vejo Connor como favorito, chances ele tem, mas se a luta caminhar para 5 rounds, tem tudo para virar um atropelo.

    • João Vitor Xavier

      Uma coisa que ninguém está pensando é que o Conor acaba de sair de uma guerra de cinco rounds. Guerra mesmo, ficou tonto algumas vezes, lesionou o pé, enfim…se o Alvarez entrar com o mínimo de foco (tarefa difícil contra o McGregor), é favoritaço

      • Tiago Nicolau de Melo

        Ou a lesão do pé merece aspas ou ele já tem uma página do Manual Team Nogueira pra soltar em caso de derrota.

        Mas é louvável ele lutar tão pouco tempo após pegar o Nate, mesmo.

  • Pedro Augusto Monteiro

    Digo e repito, o UFC não é modelo de torneio, é uma empresa, e ser relevante para essa empresa em termos financeiros também entra na equação da meritocracia. É impossível um modelo de torneio no MMA, pela natureza do esporte, os lutadores mais proativos, lutam 3 vezes no ano. Eu tenho certeza que o público mundial quer muito ver Mcgregor vs Alvarez, a não ser os brasileiros, que levam a derrota do Aldo como algo pessoal. Eu aposto que o Mcgregor irá quebrar outro record de PPV! Sem marketing, mídia, vocês nem estariam acompanhando MMA, nem UFC.

  • Leivy Jeovany

    Todos do mimimi q diz q é injusto, q Connor n merece essa luta, q teria q lutar com o Junior. Vão todos assistir à luta do Connor contra o Alvarez. Vocês são o combustível para as decisões do Grana White Lee.

  • Tiago Nicolau de Melo

    Conor chegou a defender algumas das Cintas do Cage Warriors?

  • lee

    Então, ou o cara é ou não é. Teve gente e ainda tem que dizia que o aldo precisava melhorar..lógico, né. Ele era horroroso na promoção, daí..ele melhorou…e..em um tempo qualquer desses empurrou um adversario no maracanã e depois disse que foi premeditado. Porr, na boa, ou faz, ou nao faz! o cigano fez o mesmo provocando o werdum e depois disse que nao era a praia dele, que nao se sentiu bem. Se pensarmos com foco vamos perceber que esses caras é que se achavam e nao o mcgregor..pensem comigo que vão perceber…para eles antigamente era ótimo pq mesmo sem abrir o pio tinham as lutas e a grana, mas agora o negócio tá muito up!

  • flavio israel

    Infelizmente ,como Joao vitor falou: no final o que conta sao pay per views .

  • Rudá Corrêa Viana

    Muita gente se deixa levar pelo emocional pq o cara eh mala… Será que não perceberam que o que manda eh o dinheiro? Infelizmente essa eh a vdd. Agora só resta torcer pra ser uma luta do cacete, como sempre tem sido, verdade seja dita. Até qdo o irlandês perdeu, a luta foi boa. O cara eh mala, mas está longe de ser um lutador ruim.

  • Alexandre Costa

    Olha, na boa! Mesmo o Aldo sendo campeão interino e ter sido campeão linear e ficado 10 anos invicto, se ele sair do UFC, em 10 semanas (ou 13) já o terão esquecido. O que falta pra ele é a habilidade de fazer o que o mercado quer, aumento da receita. Aldo numa companhia qualquer seria aquele bom empregado, correto, assíduo, disciplinado, mas que não galgaria cargos maiores na empresa. E o UFC é uma empresa. Um grande negócio no ramo do entretenimento. Não tem nada a ver com um campeonato mundial promovido por uma federação internacional de alguma arte marcial qualquer. Portanto, ou o Aldo e sua equipe se ajustam a essa realidade do UFC, ou ele entrará na estatística dos desempregados!

  • Lero

    O UFC ainda tem essa parada de por contrato defender o cinturão 1 vez por ano?
    O Spider pegou o Weidman a primeira vez porque já estava perto do ano.

Tags: , , ,