Pensando alto: análise do card principal do UFC on Fox

Renato Rebelo | 05/08/2012 às 00:36

Mike Swick x DaMarques Johnson

Depois de dois anos e meio fora de ação, graças a uma sequencia de lesões, Swick nos relembrou por que já esteve próximo de disputar o cinturão dos meio-médios. O veterano chegou a ser castigado R1, é verdade, mas sobreviveu e aplicou um nocautaço (da noite) no segundo. Vale ficar atento às próximas lutas do atleta da AKA. Revanche com Paulo Thiago? Alguém?

Lauzon x Varner

Que casca-grossa é esse tal de Lauzon. Mesmo sendo grappler por excelência, resolveu se aventurar na trocação, maior qualidade de Varner. No R1, levou knockdown, no R2 aplicou um. No terceiro, foi quedado, raspou e, na transição, encaixou o triângulo que lhe rendeu a finalização da noite. Lauzon se recupera da derrota para Anthony Pettis e volta a estar no ‘’mix’’ dos leves.

Lyoto x Bader
Exibição de gala do Lyoto. Achei que a diferença de força física poderia ser influente, mas errei redondamente. A trocação do Lyoto é de encher os olhos. Noção de distância, timing, impacto dos golpes… Perfeito. Só não entendi a estratégia do americano. Seu feijão com arroz sempre foi o wrestling, a pressão, o tamanho. Nenhuma entrada de queda sequer. Virou alvo fixo e foi derrubado por um tradicional contragolpe do carateca. The Dragon is back!

O Lyoto vai enfrentar o vencedor de Jon Jones x Dan Henderson- cravou Dana White.

Shogun x Vera
Estaria Shogun tentando tirar o posto de Minotauro como lutador que mais atenta contra o sistema cardíaco dos fãs brasileiros? Meu Deus! No primeiro round, até parecia que o curitibano tinha optado por pegar um atalho para a vitória  – quedando e trabalhando o ground and pound. No entanto, além de não ter conseguido, parece ter usado todo seu gás tentando. Ainda no meio do R2, sua boca bem aberta para respirar denunciava o cansaço precoce. Vera até perdia os rounds, mas parecia mais inteiro e disposto na trocação. Aí, meu amigo, tensão pura até o meio do R4, quando a mão pesada de Shogun resolveu a parada. Rua conseguiu se safar com a atuação de hoje, mas perdeu a chance de tentar reaver o cinturão. O futuro dele parece uma incognita.

– Cansei mais do que deveria – admitiu Shogun.

– O Shogun não me mostrou nada que me faça acreditar que ele quer lutar com o Jon Jones de novo. O Lyoto me mostrou. Esse cara quer muito o cinturão de volta – disse Dana White.

Menções honrosas
Wagner Caldeirão parecia solto e tranquilo em sua estreia no UFC. Infelizmente, a dedada no olho acidental de Phil Davis abreviou a luta. Levei fé no ‘’Together’’. Espero que retorne logo.
Rani Yahya conseguiu uma rara finalização no MMA: estrangulamento da posição norte-sul (69). Vitória providencial para manutenção do emprego do brasiliense campeão do ADCC – que havia perdido para Chad Mendes em sua última luta.

Tags: , , , , , , , ,