Super lutas no Bellator: por
que não Henderson x Pitbull?

Mario Filho | 25/08/2016 às 19:43

Como não amar a ideia de uma super luta entre Patrício Pitbull – que poderia descer para galo – contra Ben Henderson – que poderia lutar de meio-médio? É quase um Sensei-Noção! Só que ao vivo, e no Fox Sports!

Antes de analisar como Patrício pode vencer Bendo, vamos especular porque Patrício enfrenta Bendo. Primeiro a índole dele. Ele gosta de sair na porrada, e adora ser pago pra sair na porrada sem infringir lei nenhuma. Por isso, ele tá à disposição indistintamente….

Chegou a hora!

Chegou a hora!

“Ah, então tá… oferece a estreia do Sergei Kharitonov pra ele”, diriam os invejosos. Aí entra justamente o segundo ponto da especulação: a relação custo-benefício. Não que o Patrício declinasse de sair na porrada contra o russo albino. Mas valeria a pena? Nos tempos do Pride, sim. No Bellator desta sexta, não. Mas protagonizar a luta da noite contra um ex-campeão do UFC e WEC, que é um dos mais populares funcionários da franquia… é interessante sim, claro que é.

Ben Henderson é uma das jóias preciosas do Scott Coker, e, justamente por isso, não haverá economia para explorar a imagem do Bendo e promover o inusitado duelo. Com toda a exposição que essa luta vai render, o nosso ex-campeão dos penas vai faturar muito mais mídia, publicidade e grana que levava quando era o campeão.

Conor McGregor vem provando que recordes de PPV e boas promoções são muito mais rentáveis que disputa de cinturão. O próprio Bellator valoriza muito mais um “sucesso de audiência e entretenimento” que uma defesa de título. A diferença é que agora, ao invés de escândalos e freakshow, a super luta é legítima e entre dois astros do esporte que dominam as artes marciais mistas (ao contrário de Dada 5000 e Kimbo Slice) e estão trabalhando em altíssimo rendimento (ao contrário de Royce Gracie e Ken Shamrock).

Aliás, a malícia comercial do Patrício deve ter amadurecido justamente no Bellator 138 – Unfinished Business, quando Kimbo e Shamrock se digladiaram na luta principal, ofuscando a inesquecível defesa de título dele contra Daniel Weichel. Ali, ele deve ter questionado a realidade do MMA em relação ao profissionalismo e o mercado do entretenimento.

“O que vende mais? O que chama mais a atenção televisivamente e comercialmente? Uma super luta bem casada e bem promovida pode ter bem mais apelo público que uma defesa de cinturão”, são algumas reflexões que podem ter influenciado a cabeça de um Patrício hoje, pai do Davi e ciente do que valor que pode lucrar dentro da organização.

Pitbull se recuperou da derrota para Strauss apertando Corales

Pitbull se recuperou da derrota para Strauss apertando Corrales

A exposição dos patrocinadores não só é bem-vinda como é estimulada pela diretoria do Bellator. Especialmente porque se tornou um dos maiores atrativos para os lutadores insatisfeitos com a ditadura da Reebok e UFC. Dito isso, a negociação do Patrício com as marcas que vão estar escancaradas no uniforme dele e equipe durante as transmissões mundiais tem que ser muito mais inflacionada e valorizada.

E não apenas marcas nacionais. Durante muitos anos, os irmãos Pitbull representaram a Everlast brasileira.

Agora já ostentam a logomarca de imponentes empresas multinacionais que sequer fazem parte da fightwear, como a Mitsubishi Motors por exemplo. A milionária Affliction também tá com o Patrício pra esse próximo confronto.

Ainda no terreno das especulações, toda a grana que essas marcas têm que pagar para usufruir da visibilidade que uma super luta como essa oferece deve ser mais interessante que o valor pago quando ele defendia a coroa dos penas em edições menos expressivas.

Com relação à bolsa, imagino que seja outra oferta irrecusável. E de qualquer maneira, é um dinheiro bem superior ao que o Patrício continuaria a receber enfrentando os “Corrales” da vida, já que o campeão Daniel Straus segue no pós-cirúrgico.

A motivação já foi discutida. Agora vamos ao “durante”… Certamente é um desafio duas vezes maior que o Daniel Straus. Em todos os aspectos. O Bendo é superior ao Straus em tamanho, força, trocação, quedas, chão e condicionamento físico.

Mas principalmente resistência à surra. Daniel Straus teria que operar não só a mão, mas a cabeça, os dentes, o nariz, as costelas e até os dreadlocks se tivesse apanhado como o Ben Henderson apanhou do Andrey Koreshkov.

Nos leves, Bendo quer apagar má impressão deixada na surra para Koreshkov

Nos leves, Bendo quer apagar má impressão deixada na surra para Koreshkov

E o que aconteceu depois dos 25 minutos de chacina? Bendo palitava o clássico palitinho como se tivesse vencido o Jorge Masvidal. Aparentemente sem inchaços, hematomas, cortes e dor!

Portando, nocautear não me parece o plano mais sensato para o brasileiro. Finalizações: finalizar por cima requer uma queda. Sim, é verdade que um peso pena já derrubou o Ben Henderson, mas naquelas ocasiões o Frankie Edgar lutava de leve, não se esqueçam. E o wrestling do Edgar é acima da média.

Quem finalizou o Mogli foi somente o Anthony Pettis, mas jogando por baixo, com as costas no chão. Eu não acredito que ninguém mais nessa vida vai conseguir de novo envergar o braço do Bendo. Que, aliás, é um faixa-preta de jiu-jitsu indiscutivelmente merecedor da graduação. Tem um tal de Rocky Johnson que estrangulou o Mogli com menos de um minuto de luta mas foi no terceiro dos 29 combates que o Ben Henderson já fez.

Uns 10 anos atrás. Sendo assim, imagino que a poderosa guilhotina do Patrício tem um pouco mais de chance que um nocaute. Agora como eu acho realmente que o Pitbull pode fazer o favorito engasgar com o palitinho de dentes é vencendo por pontos. Lutando com estratégia e inteligência como fez o McGregor contra o Nate Diaz.

Pontuando e sobrevivendo. Pontuando e garantindo pelo menos dois dos três rounds. As combinações do Patrício são muito rápidas e explosivas. Três ou quatro socos andando pra frente e, em seguida, sumir do raio de ação.

Deixei o principal e mais difícil por último. Lembra que eu comecei falando da índole de predador do Pitbull? Então, pra ele fazer a luta menos arriscada e sem se expor, ele tem que fugir das características principais dele. Ser o agressor sim, mas de maneira metódica e controlada, com a razão prevalecendo.

E não a emoção. Menos pitbull, e mais serpente. Essa mudança de postura deve ser o maior desafio pro Patrício. Mas também o maior progresso.

O Bellator 160 com a luta entre Patrício Pitbull e Ben Henderson você assiste ao vivo no Fox Sports 2, nesta sexta-feira às 23h.

  • Renato Rebelo

    O tamanho e a força a favor do wrestler superior será uma baita barreira para o brasileiro sobrepor. Patrício, no entanto, é um sujeito ardiloso e conta com arsenal vasto. Em suma, não me contento com nada menos do que cinco rounds de guerra encarniçada!

    • Mario Filho

      não são 3 rounds? a rapeize do Patrício me disse 3 rounds! 15 minutos de insanidade máxima! se fizerem 5 rounds, as chances do Patrício diminuem drasticamente..

      • Renato Rebelo

        Ih, rapaz, não sabia. Deve ser pq já tinha me acostumado com os main events serem de cinco rounds hehe.

  • Renato Rebelo
    • Hyuriel Constantino

      Pitbull é foda. Encarou dois de uma vez só. kkkk

      • Dow Jones

        Tirou onda. : )

    • Marcio Lennon

      pit bull e encardido hein, se ele vence o bendo ele ganha ts nos leves do bellator, 2 categorias acima da q ele deveria estar, nos galos ?

  • Diogo Barbosa

    Como essas categorias mais leves do Bellator tem grandes talentos!!

  • Hyuriel Constantino

    Cara, eu vi o vídeo do Sensei-Noção. É vc mesmo, Mario Filho?! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…

    • Mario Filho

      contra o Popó eu apanhei realmente muito. Mijei sangue no day after hahahaha
      Foi só boxe dentro de um ringue menor, e o Popó perdendo peso pra matar aquele Michael Oliveira… foi cruel rs

      • Hyuriel Constantino

        Rapaz, cê é doido? Mijar sangue? Credo… kkkkkkkkk… Por tudo que já treinei na vida, nunca passei por uma parada dessa. Acho que se eu me visse mijando sangue, ia acreditar que tava com câncer de próstata. kkkkkkkkk…

  • Ricardo Nog

    Oba! Sexta-feira à noite eu não trabalho! A propósito, serão quantas lutas a serem transmitidas, uma vez que o Bellator não transmite o card preliminar?

    • Mario Filho

      só as do card principal, e resgatando tb os melhores momentos da luta do Chinzo. A gente ia fazer o mesmo com a luta do filho do Kimbo Slice mas ele se machucou. abs!

  • Gefferson Nesta

    Pitbull tem sofrido já algum tempo com alguns Knockdowns, fico me pergunto até quando seu queixo vai aguentar? Ele teria grande vanagem de força na categoria de baixo, mas me parece que isso já foi cogitado e nada até agora!

  • Sexto Empírico

    Imagina se o Bendo perde? Há grandes chances de acontecer, apesar dele ser favorito. Seria devastador pra carreira dele e pro investimento do Bellator.

    • Thiago de Carvalho

      Pensei a mesma coisa :/

Tags: , ,