Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC FN 27

Renato Rebelo | 29/08/2013 às 19:48

Com o UFC Fight Night 27 no passado, chegou a hora desse pretensioso jornaleiro que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés no chão, dispensando confrontos improváveis e excluindo atletas comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos:

 

NUM1Carlos Condit x Nick Diaz II

Logo após bater Martin Kampmann, o “Natural Born Killer” se contradisse. Primeiro, pediu para retornar ao octógono o mais rápido possível. Depois, acenou na direção de Georges St-Pierre e Johnny Hendricks – que se pegam em meados novembro. Ao invés de esperar sentado, que tal repavimentar a estrada de forma dinâmica (e lucrativa)? Temos um Nick Diaz doido para sair do sofá curtindo a ideia de se vingar do “maratonista” que lhe ultrapassou de forma polêmica no UFC 154. Cadê você, Carlos?

 

NUM2Rafael dos Anjos x Gray Maynard

Se o carioca ignorou o sexto do ranking, nada mais justo que pinçar carne ainda mais nobre, certo? Pois bem, logo à frente, aparece um “Bully” doido para descontar em alguém os cascudos que levou de TJ Grant. Não tem atalho, meus amigos, se não pisar no cacau, a barra de chocolate ao leite não brota na prateleira.

 

NUM3Kelvin Gastelum x Paulo Thiago

Não há por que colocar a carroça na frente dos bois sob risco de queimar esse jovenzinho de apenas 21 anos. Kelvin precisa de quilometragem e tem muito nego cascudo longe da zona do gargarejo à disposição. Pode parecer falta de imaginação, mas vejo no “Caveira”, seu adversário original de ontem, uma bela chance termos algumas respostas. Por exemplo: como o americano se sairia por cima de um faixa-preta com quadril solto? Será que alguém que já dividiu a jaula com Josh Koscheck, Jon Fitch, Diego Sanchez e cia pode levá-lo na malandragem? A conferir.

 

NUM4Court McGee x Jason High

Não sei se o corte de peso fez bem ao “Crusher”. Como meio-médio, ele me parece lento e temeroso – mesmo tendo garantido seis pontos em duas partidas. O “Bandido de Kansas City”, por sua vez, botou uma pressão violenta em James Head e se recuperou do amasso que levou de Erick Silva. Quem sabe o estilo “prafrentex” de High vira o aditivo necessário para reanimar o ex-campeão do TUF

 

NUM5Takeya Mizugaki x Ivan Menjivar – Norifumi Yamamoto

Após espremer mais uma decisão a seu favor (a terceira consecutiva), o japa não tem mais pra onde caminhar se não em direção ao santuário do raso peso galo. Na guarita, encontra-se o “Orgulho de El Salvador” – que tentará mostrar a porta de saída ao legendário “Kid”, no próximo dia 21. Caso o ex-campeão do Pride evite mais um revés, um duelo com Mizugaki cairia bem em qualquer evento no oriente.

Algo em mente para os derrotados Donald Cerrone e Martin Kampmann, rapaziada?

Abraços.

Tags: