O que esperar do cabo de guerra entre Wand e Dana?

Renato Rebelo | 26/08/2013 às 23:26

Quando pequeno, escutava minha mãe falando sobre uma tal de “lei de Murici”:

Meu filho, se quiser algo, não dá para esperar cair do céu. É cada um por si!

Guardem esse raciocínio.

vanderleisilvaAntes de chegar ao epicentro da explanação, vou chatear vocês com uma introdução sacal:

No sistema capitalista, todo trabalhador –do faxineiro ao dona da empresa –responde, obrigatoriamente, a alguém.

Se Dana White, os irmãos Fertitta e o sheik Tahnoon falharem em atender os anseios daqueles que consomem seus produtos/serviços (nós), toda operação vai, invariavelmente, mais cedo ou mais tarde, pro buraco.

Fixar esse conceito na cabeça requer uma simples reflexão: quantas empresas multinacionais conseguem completar 20, 30 anos de funcionamento?

Dana e Wanderlei Silva, doutorandos pela universidade da vida, conhecem de cor e salteado as regras do jogo.

Exatamente por isso, na última semana, decidiram recorrer ao “patrão”.

Primeiro, o presidente – que utilizou o repórter Ariel Helwani como intermediário:

Wanderlei Silva disse que não vai lutar a menos que ganhe pontos no pay-per-view. Então, acho que ele vai se aposentar.

Tradução: sabe aquele cara que diz lutar pelos fãs – uma vez que já é rico? Então, tá me pedindo mais dinheiro… O contrato já foi assinado e deve ser cumprido.

Wand demorou, mas respondeu em vídeo:

Não vou ganhar de você (Chael Sonnen) rápido, não, eu quero cinco rounds, eu quero “main event”, não quero “co-main event”, eu quero meia-hora para bater na sua cara. Quando entro em lutas assim, não entro pra lutar, entro pra brigar, tirar sangue, quebrar nariz. Essa é a minha diferença pros outros. Vou fazer você engolir seus dentes, seu frouxo… Se o Dana White receber um milhão de mensagens amanhã, vocês acham que essa luta não vai acontecer? Quem manda é o povo e o povo tá com Wanderlei Silva! Eu vou lá e vou mostrar pra ele o que acontece quando se desrespeita toda uma nação… É pra vocês que trabalho, é pra vocês que eu vivo!

Tradução: Eu e o Sonnen vamos dar uma baita audiência. Já que o retorno dos caras vai ser maior, por que também não posso ser recompensado de acordo? Se me ajudarem, entrego a vocês show mais duradouro.

Tito-Ortiz-pode-voltar-ao-UFC_1

Tito provocando…

E aí, qual dos dois está errado?

Nenhum, ora!

Trata-se apenas de uma negociação pública – onde um barganhou e o outro mandou o dedo médio.

Mesmo assim, ainda considero pequenas as chances de não haver acordo.

Ué, Renato, como ter certeza?

Simples: a demanda para testemunhar o acerto de contas entre o “Gangster” e o “Cachorro Louco” é monstruosa.

Dana White pode ter milhares de defeitos, mas intransigência e egocentrismo não são dois deles.

Lembram-se quando Tito Ortiz usou camisa com os dizeres “Dana é minha puta” – e foi recontratado meses depois?

E Roy Nelson, o cara “mais difícil de se lidar do mundo” que acabou de ter o contrato renovado?

Fedor Emelianenko, visto como “farsa inflacionada”, recebeu proposta “jamais antes vista”…

Dana é um homem de negócios bem-sucedido exatamente porque, no apagar das luzes, sabe priorizar o bem-estar da empresa em detrimento do próprio orgulho.

Nesse caso, abrir mão de luta tão rentável e, de quebra, ter outra estrela de grosso calibre cuspindo fogo não é jogo.

Wand, por sua vez, está preso a um contrato e, se frustrar o público – doido pelo combate contra o cidadão que o chamou, ao vivo, de “1,80m de merda empilhada”-, sairá dessa com a imagem arranhada.

Ambos têm muito a ganhar – e mais ainda a perder.

Portanto, com as cartas na mesa, fica a pergunta: quem vai ceder?

Abraços.

Tags: , ,