O que pensa alguém prestes a enfrentar Toquinho?

Renato Rebelo | 26/07/2012 às 21:40

Toquinho finalizando David Branch

Infelizmente, Toquinho sentiu o joelho e não enfrentará o japonês Yushin Okami no UFC 150, no próximo dia 11. Mais infelizmente ainda, o aluno de Murilo Bustamente não se apresentou bem e foi dominado por Alan Belcher em sua última luta.

E ai surgiu a pergunta: será que o americano desenhou um ‘mapa da mina’ que pode ser capaz de fazer com que Toco perca seu prestígio de finalizador temido?

Para Chris Weidman, não. Hoje, em entrevista à revista britânica ‘Fighters Only’, o novo queridinho da imprensa expos um ponto de vista interessante sobre o jogo do mineiro de Dores do Indaiá:

Você vai passar todo seu treinamento tentando não tomar chave de calcanhar, aí, se você for finalizado na chave de calcanhar, vai se sentir terrível. Você sabe o que ele quer fazer com você e, se acontecer, mesmo que você tenha trabalhado para evitar, você vai querer se matar. Então, isso é intimidador sobre ele – disse.

A análise do aluno de Matt Serra e Ray Longo é perfeita. Se você é peso médio do UFC e não se chama Anderson Silva, o Rousimar tem boas chances de vencê-lo.

Não escondo que sou seu fã, tanto pelo jiu-jítsu justo como pela história de superação.

No entanto, para que ele chegue ao patamar que esperamos e não tropece ao longo do caminho, alguns ajustes precisam ser feitos. Mas quais? Pelo que dizem, ninguém treina mais na BTT do que ele. Também não o considero um lutador unidimensional – Toco também tem um wrestling acima da média.

Quanto à tão questionada trocação… Bom, estamos falando do atleta mais baixo da categoria, nem todo treino do mundo fará com que ele tenha vantagem em pé contra a maioria dos rivais.

E aí? Digam vocês: o que acham que falta no jogo do Toquinho?

Tags: , , , ,