5 momento que definem a
carreira de Michael Bisping

Rodrigo Tannuri | 09/06/2016 às 20:25

Ajayô, people! Infelizmente, não teremos UFC nesse fim de semana, mas o milagre de Michael Bisping foi tão bonito que não paro de pensar nisso.

Essa conquistas inusitadas fazem muito bem ao MMA. Digo, o antes odiado inglês veio mudando sua imagem e, após 10 anos de casa, se sagrou campeão. Redenção define!

Que tal, então, lembrarmos cinco momentos que definem sua escalada até o topo?

1º – Vitória sobre Anderson Silva

Captura de Tela 2016-06-09 às 19.51.49Michael Bisping é tão subestimado/desacreditado que, mesmo estando invicto na Inglaterra (tabu é tabu!), Anderson Silva, em péssima fase (perdeu o cinturão sendo nocauteado, teve a perna fraturada no retorno, não convenceu contra o meio-médio Nick Diaz, reprovou no exame antidoping…) era visto como muito favorito.

Essa luta sempre foi desejada por ambos e, para o azar do brasileiro, ocorreu tarde. Assim, o ‘Conde’, ainda na flor da idade, cresceu. Começou com trash talk foi agressivo, não mostrando respeito a um cara acostumado a ser respeitado.

No octógono, o azarão também não se intimidou. Mesmo inferior na trocação, o mandante foi pro ataque e o peso da mão (quem diria!?) e a velocidade fizeram o já coroa ‘Spider’ cair algumas vezes.

Ou seja, o que seria fácil pro brasileiro virou tarefa tensa. Se não tivesse se distraído com a perda do protetor bucal, o inglês, inclusive, venceria com tranquilidade.

Anderson até pode ser melhor, mas perdeu de forma limpa pra um dos atletas mais esforçados. Em 27/02/2016, Bisping fez o improvável pela primeira vez.

2º – Derrotando nomes relevantes

Le desfigurado após o "abraço" de Bisping

Le desfigurado após o “abraço” de Bisping

Sinceramente, acho um erro dizer que Bisping fez toda sua carreira batendo em lutadores medianos.

Sim, o inglês perdeu lutas cruciais para tops, mas, em seu extenso cartel, também tem muita gente interessante. Thales Leites, CB Dollaway, Cung Le, Brian Stann, Yoshihiro Akiyama, Dan Miller, Chris Leben e Matt Hamill viram que não é tão fácil lidar com a pressão que o ‘Conde’ exerce.

Thales e Dollaway até assustaram, mas não aguentaram o ritmo do oponente. A versão marombeira do striker Le também era vista como uma possível ameaça, mas ficou apenas nisso.

Bisping fez o que quis com o veterano, o punindo severamente em plena China. Stann, outro adversário de muita força, foi controlado pelo volume e também pelo conjunto de habilidades do inglês.

Gostem ou não, o inglês, completinho e eficiente, sempre esteve entre os tops dos médios. E isso não se deu à toa.

3º – Dando cabo dos inimigos

Em alguns casos, a parada foi tão feia com alguns rivais que Bisping criou verdadeiros inimigos.

Mayhem, Bisping e o explosivo TUF 14

Mayhem, Bisping e o explosivo TUF 14

Não foram poucas as vezes que o inglês perdeu a linha e até vídeos foram produzidos em resposta – Alan Belcher e Jorge Rivera que o digam.

Infelizmente, o duelo contra o primeiro não foi tão empolgante quanto o trash talk incessante, mas serviu para trazer o inglês de volta ao caminho das vitórias na época.

Contra Rivera, cujo nível é bem inferior, a tarefa foi fácil, mas ainda mais polêmica. Ao nocautear no segundo round, Bisping enlouqueceu e na comemoração cuspiu na equipe adversária.

O ‘Conde’ até foi punido, mas isso pouco importou pra ele. Por último, mas não menos importante, vem Jason Miller. No TUF 14, eles sempre se atracavam e a equipe do americano venceu as batalhas (mais lutas), porém Bisping venceu a guerra via monólogo!

A superioridade foi tanta, que chegou a dar pena de ‘Mayhem’, que acabou nocauteado no terceiro round quando se encontraram. E Rockhold? Falou que ia humilhar e acabou humilhado. Esse tópico é clima de Libertadores. Tomou, levou! E segue o jogo.

4º – Vencedor do TUF 3

Bisping ainda garotão (e meio-pesado)

Bisping ainda garotão (e meio-pesado)

Em 2006, a terceira edição do The Ultimate Figher reuniu médios e meio-pesados – com alguns nomes interessantes (listo Matt Hamill, Ed Herman Kendall Grove).

Mas um, em especial, se destacava. Com um cartel de 10 vitórias e nenhuma derrota, Michael Bisping era visto como um dos favoritos a vencer o programa. Além dos números, suas atuações mostravam que o inglês não estava pra brincadeira.

Afinal, o campeão do Cage Warriors tinha nocauteado seis vezes e finalizado outras quatro – sendo que apenas duas lutas duraram mais que cinco minutos. Na casa, foi escolhido por Tito Ortiz (que dupla do barulho!) e fez os atletas de Ken Shamrock pagarem o pato.

No round eliminatório, passou por Kristian Rothaermel, nocauteando no primeiro round. Na semifinal, brincou com Ross Pointon, finalizando também no primeiro round. A final foi contra Josh Haynes, seu parceiro de time, mas a amizade ficou de lado: nocauteou no segundo round.

Que passagem brilhante! Assim, o patriota Bisping surgiu, pra alegria do UFC, que ganhou seu posterboy na Europa. Dez anos depois, a aposta deu certo.

5º – Treinador nos TUF 9 e 14

Se teve sucesso como participante, por que não ter como treinador? Em 2009, o UFC continuou aproveitando a popularidade e o jeitão do inglês, decidindo que ele e Dan Henderson seriam os mentores do TUF 9.

 

Essa foi a primeira edição no formato país x país e Bisping deu show, tanto pro bem, quanto pro mal. Ele foi o primeiro técnico a não estar presente em uma luta. O motivo? Cansado de viajar, acabou dormindo!

Também jogou água na cara do americano DaMarques Johnson, mas admitiu o erro, se desculpou e torrou a paciência de Hendo.

No geral, o ‘Conde’ foi superior: levou três lutadores à final e venceu a dos leves com Ross Pearson e a dos meio-médios com James Wilks.

Em 2011, o TUF 14 teve mais ódio entre os treinadores: Bisping e Jason Miller combinaram perfeitamente e sempre explodiam, contagiando os atletas da casa.

Essa edição foi uma das melhores, porque teve de tudo: bons conselhos, confusões e atletas promissores.

Quem diria que esses loucos ajudariam TJ Dillashaw, John Dodson, Dennis Bermudez, Bryan Caraway, Diego Brandão, etc? Vimos um Bisping insano e também paizão. Que temporada!

  • RWillians

    Michael Bisping é mito, seu azar foi ser da geração de caras mto talentosos, na mesma faixa de peso. Se analisar suas derrotas no UFC, são sempre para caras mto bons. Esse cinturão é mais que merecido, é icônico.

    • Rodrigo Tannuri

      Bisping fez história e calou os haters de forma linda. Que carreira!

      • RWillians

        Só quem crítica é esse povo da geração leite com pêra. É quem nunca acompanhou o cara.

  • Hyuriel Constantino

    Bisping mito! hehe…

    • Rodrigo Tannuri

      Mito máximo!

  • Thiago_NCO

    Lembro uma vez, lá em 2011 (ou 2012?), quando se exaltava a supremacia do AS nos médios… eis que ele deu uma entrevista com o teor mais ou menos assim “Já limpei a categoria, inteirinha, de cabo a rabo”. Bisping, em outra entrevista, respondeu mais ou menos isso “Fico triste que ele pense assim. Afinal, ainda não lutamos!”
    E na época ele foi motivo de chacota por todos, não pela superioridade do AS, mas por julgarem o britânico indigno ou inferior… Como o mundo dá voltas!

    • Rodrigo Tannuri

      Isso que é o mais legal nessa história toda. Não é de hoje que o Bisping vem falando que seria campeão. Ele sempre confiou e foi ridicularizado por isso. Merece muito! 🙂

  • Claudio Gomez

    Interessante que o Bisping é esquentado de verdade. Diferentemente de alguns lutadores, que conseguem segurar a onda, ou supostamente apenas “fingem” na hora de fazer o trash talk, parece que a questão dele é real e muitas vezes é mais forte do que ele. Achei a entrevista dele ainda no octógono no pós luta sintomática: “I want to be an asshole, but I need to be humble.” Ou seja, no bom vernáculo, a realidade era que ele queria ser escroto nessa hora, e apenas estava sendo humilde para manter as aparências. Não duvido do que o Rockhold disse, de que o Bisping foi lá zoá-lo enquanto ele ainda estava no chão. Enfim, olhando de longe, a história do cara trabalhador e azarão que ganhou é bonita; de perto, vendo todo o histórico dele e os eventos mais recentes, talvez ele simplesmente passe do ponto e seja mais real no trash talking do que a média. E, assim, se o cara é meio escroto, mesmo, acho que seria legal levar o KO na primeira mãozada que acertar a cara dele.

    • Rodrigo Tannuri

      Mas ali teve uma história Claudio. Antes da luta, o Luke falou alguma gracinha e por muito pouco não deixou o Bisping no vácuo quando o inglês estendeu a mão. Depois, seguiu diminuindo o cara. O Conde é sim explosivo e é legal exatamente por isso. Se falaram dele, a resposta virá e, provavelmente, vencerá todos no trash talk.

      • Claudio Gomez

        Pode ser. Não sou muito fã dele, mas a história é legal e a categoria pegou fogo. Acabei de comentar lá no forum (tópico provocação Weidman vs. Bisping) sobre como a soberba de Weidman, Anderson Silva e Rockhold, cada uma a seu tempo, fez da categoria uma grande bagunça. Estes dias vi uma entrevista do Rockhold nas épocas de Strikeforce, extremamente humilde, dizendo que à época ainda não estava pronto para lutar contra os top da categoria. Nem parecia a mesma pessoa. O ambiente pede que eles sejam assim, mas parece que há caras que realmente se perdem no meio do caminho.

      • Luis Felipe Fabricio

        O cara ganhou do Sonnen no Trash Talk !!!!! kkkkk

  • Shotokan Karate

    Rodrigo respeito tua opinião mas a luta que vi do Spider contra o Bisping foi outra. Spider pra mim a exceção dos 2 primeiros rounds onde sentiu nitidamente o tempo parado foi mto superior sendo que no 3 e 5 rounds chegou a surrar o Bisping como um sensei surra um faixa branca em seu 2 ou 3 treino. No terceiro inclusive foi um erro escandaloso do Herb Dean que não finalizou a luta quando a joelhada que o Spider mandou fez o Bisping apagar. Mas enfim a vitória sobre o Rockhold foi incontestável, o americano lutou justamente o contrário de seu normal que é na base da empolgação e adrenalina. O mundo das lutas é bem claro que a vitória só vem depois de encarar o adversário. Coisa que o Rockhold deve ter esquecido não importa se o cara é um top 5 ou uma escada.

  • Gefferson Nesta

    Ainda tô tão emocionado com essa vitória do Bisping que o nome o meu primeiro filho será Michael Conde!

  • Ricardo Mazzo

    1. Pra mim, o Spider ganhou aquela luta. O Bisping foi nocauteado naquela joelhada voadora. Ponto. Se a luta tivesse ocorrido fora da Inglaterra, o Bisping teria perdido tb por pontos. E olha que eu estava torcendo por ele…

    2. Sinceramente, não vejo nenhum desses oponentes citados como sendo de alto nível. O Bisping sempre se manteve no top 10 exatamente por ganhar dessa galera mais mediana. Se não me engano, nenhum desses já disputou cinturão. Ou seja, ele é e sempre será o porteiro da divisão, mesmo sendo o atual campeão.

    3. Ele sempre criou inimizades com lutadores medianos. Quando criou encrenca com o Sonnen, foi dominado por 5 rounds. Com o Belfort, nocautaço pro brasileiro. E por aí vai…

    4. Concordo. Ele fez o que tinha que fazer e apareceu para a companhia, ainda mais num momento em que o MMA precisava se expandir na Europa.

    5. O nocaute que ele levou do Hendo deixou ele meio mongolão até hoje. Pqp…

    Mas o ponto é que a vitória sobre o Rockhold foi legítima, seja lá qual for a desculpa do americano. Acho que esse título coroa uma carreira dedicada ao MMA e, principalmente, do trabalho duro sobre o talento nato. Agora é esperar quem vai ser o próximo campeão.

    • Castro

      resumiu tudo perfeitamente parabéns, se o Bisping tem que estar em alguma lista é dos campeões freak não vejo motivo pra tanta euforia assim

      • Raphael Bruno

        Freak?! Cara só por que você não gosta do cara não faz dele um Freak..

        • Castro

          quem disse que eu não gosto ? Pra quem boto pezão como Freak coloca o Bisping não seria nenhum absurdo

          • Rodrigo Tannuri

            Olha o que você quer comparar kkkkk Não é possível que esteja falando sério. E ainda diz que não gosta do cara kkkkk

  • Raphael Bruno

    Como faço para conseguir assistir as temporadas do TUF mais antigas? Alguém tem alguma dica?

    • Renato Rebelo

      Acho que só no Pirate Bay msm, fera

      • Raphael Bruno

        Valeu Renatão

  • diego

    o bisping tem 19 vitorias no ufc , não é um supra-sumo mas o cara tem seus meritos

    • Rodrigo Tannuri

      Muito mérito!

      • Gabriel Nicacio

        Relembrando essa época que tds gostavam do Bisping, hj em dia ninguém falaria que ele tem seus méritos kkk

    • total!

  • Ridelson Medeiros

    – Ele recebendo a joelhada do Venenandson e sobrevivendo… coisa de filme.

Tags: ,