De olho no vice: os
pontos altos do Bellator 155

Laerte Viana | 21/05/2016 às 15:39

Foi para conta mais um Bellator! A edição 155, disputada nesta sexta-feira em Boise, capital do Idaho, na CenturyLink Arena, contou com uma decepcionante disputa de cinturão, ex-campeões se enfrentando, luta feminino que pode ter decidido o primeiro title shot da categoria e muito mais.

Cortando o papo furado, vamos aos destaques da noite.

Venceu, mas não convenceu

Ci9ZWC9UkAAMeNjQuem esperava um show de pancadaria desenfreada dentro do cage circular em virtude dos estilos agressivos dos protagonistas da noite, recebeu um balde de água fria.

Melvin Manhoef, conhecido por ser um dos power punchers mais temidos da história do MMA, até que tentou corresponder às expectativas, mas da série “quem tem, tem medo”, o campeão Rafael Carvalho evitou a qualquer custo os punhos pesados do holandês.

A atuação lembrou o duelo contra Joe Schilling, no qual o brasileiro abriu mão do kickboxing e adotou uma postura mais estratégica, claramente preocupado somente em levar os três pontos pra casa.

Vaiada do início ao fim, a luta alternou entre ruins e péssimos momentos, cautela em excesso, raras trocas de golpes e a impressão de que o desafiante levava  vantagem.

No fim, decisão contestada dos juízes, que deram a vitória a Rafael por decisão dividida (47-48, 48-47, 48-47), mantendo o cinta no Brasil.

“Daniel Straus, estou voltando..”

No duelo entre ex-campeões de organizações diferentes, a luta mais movimentada do card principal.

Enquanto Georgi Karakhanyan, que fazia apenas sua terceira luta no Bellator, buscava se recuperar da derrota frente à Daniel Weichel, Pat Curran tentava engatar a segunda e carimbar a volta por cima após ser destronado por Patrício Pitbull.

Pat abriu caminho com um lindo knockdown logo no início da luta, seguido de ground and pound e controle total até o fim do round. Nos cinco minutos seguintes, mais do mesmo: controle posicional do americano no chão, algumas tentativas de finalização e outro 10 x 9 pra conta.

O cenário foi invertido no último assalto, com Georgi tomando o controle das ações e grudando Paddy no solo até a buzina soar, nada que alterasse o resultado final.

No fim, melhor para o veterano da casa, que se coloca novamente na fila com a missão de reconquistar o que já foi seu um dia.

Cura para a insônia

Captura de Tela 2016-05-21 às 15.31.29Lembram da fatídica luta Gabriel Napão vs. Konstantin Erokhin, em dezembro passado? Pois bem, Augusto Sakai e Dan Charles conseguiram a proeza de oferecer algo tão chato quanto.

Para se ter ideia, os únicos momentos que levantaram o público foram duas bicas que Sakai acertou em cheio nos países baixos de Charles, ainda no primeiro round, arrancando sonoros “uuuuh” dos presentes na arena.

Após a segunda tentativa de castração ao vivo, o brasileiro teve um ponto retirado pelo árbitro Big John McCarthy. No minutos finais, consciente da desvantagem, Augusto buscou a luta, encurralou Dan na grade e fez gestos incitando a trocação, sem sucesso.

É verdade que, não fosse a punição recebida, a vitória teria sido brasileira, porém, o desempenho de ambos foi tão sofrível que o empate acabou sendo justo.

Atuação bem abaixo do esperado se tratando de alguém visto, mesmo que de longe, como um sopro de renovação na organização. Aos 25 anos, o gigante curitibano continua invicto (9-0-1) e tem margem à evolução, porém, precisa apertar o cinto se almeja alçar vôos mais altos.

Quebrando a banca

Zebra colossal! Assim pode ser definida a vitória de Alexis Dufresne.

Vindo de duas derrotas consecutivas (as primeiras da carreira) após passagem pífia pelo UFC, Dufresne chegou com o pé na porta, chocando o mundo ao finalizar a favorita Marloes Coenen, considerada por muitas a atual segunda melhor peso-pena do mundo, atrás apenas de Cris Cyborg.

Agora, além de anotar a vitória mais expressiva em seu cartel, a cosplay feminina de Patrick Cummins – joga sem o centroavante – também se coloca na boca da disputa do título inaugural da categoria, adiado após a saída de Julia Budd do card.

Logo de cara, a debutante da noite tratou de levar a luta ao chão, onde controlou por cerca de dois minutos, até a experiente Coenen reverter a posição numa linda raspagem.

Na guarda da adversária, Marloes esboçou reação, mas nem deu tempo: Alexis encaixou o triângulo e obrigou a ex-campeã do Strikeforce a dar os três tapinhas.

Marloes, completamente desolada, parecia não acreditar no que acabara de acontecer. E nem nós.

Outros Resultados:

Chase Gormley derrotou Joey Beltran por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)
Marcin Held derrotou Dave Jansen por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Joe Hamilton derrotou Tyler Freeland por finalização (mata-leão) aos 22 segundos do primeiro round
Veta Arteaga derrotou Jackie Vandenburgh por decisão unânime (29-27, 30-27, 29-28)
Vince Morales derrotou Hamilton Ash por nocaute (socos) aos 2:32 do segundo round
Casey Johnson derrotou Brendan Raftery por finalização (mata-leão) a 1:16 do primeiro round
Scott Thometz derrotou Josh Tyler por decisão unânime (30-27, 30-25, 30-25)
Will Noland derrotou Sean Powers por nocaute (socos) aos 3:29 do primeiro round
Jesse Brock derrotou Olly Bradstreet por finalização (mata-leão) aos 3:57 do segundo round

  • Beto Magnun

    Não assisti Held vs Jansen mas certeza que deve ter sido melhor que a maior parte do card principal. Os dirigentes do Bellator tem merda na cabeça pra deixar uma luta dessas no preliminar e Joe Beltran no card principal.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      A luta do Joe Beltran foi algo constrangedor.

      • Henrique Santos

        De tão ruim q nem passou na Fox Sports haha

  • Jonas

    Um dos piores eventos que ja vi na vida. O card principal foi quase td um horror

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Que fase do Bellator!

  • Henrique Santos

    E o Rich Chou tentou fazer um Card competitivo ao Casar Carvalho-Manhoef, Curran-Kharakhyan, Held-Jansen , mas culpa total foi dos atletas que estiveram no evento , mt respeito ambos e luta que bom nada

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Exatamente isso, Henrique. Dessa vez a culpa foi exclusivamente dos lutadores. No papel eram bons casamentos, mas na prática..

      • Henrique Santos

        O problema que mancha a imagem da empresa

  • Gabriel Carvalho II

    Quem diria que Phil Davis vs. King Mo seria uma luta mais maneira que Manhoef vs. Carvalho

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Só por ter sido mais chata que alguma luta do Phill Daivis, já da para imaginar o nível que foi..

  • Gio

    No papel era para ser um dos melhores cards do ano, agora na pratica foi totalmente ao contrario, Dufresne surpreendeu muito, fiquei tão chocado quanto a Coenen com a finalização, mas o MMA é isso mesmo, e outra coisa bem surpreendente foi o Manhoef bem preparado, talvez se apertasse um pouco mais ele cansaria mais, mas para o ritmo que foi ele tava bem preparado, oque me diz que ele tem preguiça de treinar para as outras lutas..

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também achei o preparo físico do Manhoef um pouco melhor. E olha que ele completou 40 anos há poucos dias..rs

      • Thorens Acchuphase

        Não tenho conhecimento suficiente para pontuar, mas em minha opinião o Manhoef mereceu vencer a luta. Carvalho tinha uma grande vantagem física e de idade, mas o cara não tem espírito e nem coração de campeão, fugiu do combate franco, cozinhou a luta e ainda mostrou um chão fraquíssimo.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Também achei que o Manhoef venceu.

          • Thorens Acchuphase

            Injustiças dos árbitros no mma sempre teremos, mas como consolo, nada se iguala as garfadas monumentais no evento romeno de kickboxing “kombat”. `Lá a corrupção russa impera sobre quaisquer circunstâncias e isso tira muito a credibilidade do evento, mesmo assim gosto de assisti-lo por causa da participação de várias estrelas mundias. Essa luta do surinamês Redouan Cairo vs a estrela romena Andrei Stoica, conhecido como “Mister Knockout” deve ter entrado no ranking das maiores garfadas (reparem o formato da platéia com mesas para a elite e arquibancada para o povão – os milionários do gás natural devem fazer apostas exorbitantes):
            https://www.youtube.com/watch?v=tDpUKZQD8TQ

  • Lucas Silva

    Será q depois de mais uma derrota, o Bellator ainda insistirá no Joey Beltran?

  • Ridelson Medeiros

    – Dufresne fez uma das lutas mais amadoras que eu já vi no Whofc… inclusive nem sabia que ela tinha sido mandada pro Bellator. Ai ela vai e ri na face da vida…

Tags: , ,
Instagram