Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC 161

Renato Rebelo | 16/06/2013 às 21:58

Com o UFC 161 no passado, chegou a hora desse pretensioso jornaleiro que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés do chão, dispensando confrontos improváveis e excluindo atletas comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos:

 

NUM1Rashad Evans x Maurício Shogun – Chael Sonnen

O povo pediu Glovão, mas o nome que saiu da boca de Rashad foi o de Gegard Mousassi. Acontece que, para o primeiro, Joe Silva “tem outros planos” – segundo Dana White-, e o segundo mudará, em breve, de categoria. Levando essas infos em consideração, o único rival inédito que faz sentido para o “Blackzilian” no momento é Maurício Shogun. Só que antes, o curitibano precisa pisotear o “Gangster de West Linn” em agosto. Caso não seja bem sucedido, o falastrão assume nova bronca.

 

NUM2Dan Henderson x Wanderlei Silva

Se recorrermos ao ranking, tal casamento é descabido. Mas, raciocinemos. Aos 42 e com duas derrotas no lombo, Hendo será impedido pelo relógio de reconstruir uma estrada até o cinto dourado. Como o apetite do coroa é ávido, podemos muito bem alimentá-lo com superlutas. Desta forma, um dos rostos do “Monte Rushmore” do MMA vai, gradualmente, se encaminhando à porta dos fundos. Contra o “Cachorro Louco” o placar tá empatado (1 a 1). Que tal uma nega? Levem meu dinheiro!

 

NUM3Roy Nelson x Antônio Pezão

O tom ameno e o discurso reconciliador pós-luta sugeriu –pelo menos a mim- que o gordinho manterá o vínculo empregatício com os Fertitta Bros. Sendo assim -admitindo que Pezão não irá se desfazer de uma perna para enfrentar Thiago Silva-, temos o quarto e o quinto do ranking vindos de derrota e “de bob”.

 

NUM4Jake Shields x Rousimar Toquinho

“Paul Harris” não é um mero desconhecido pra pegar qualquer galinha morta na estreia entre os meio-médios. Shields, por sua vez, precisa de alguém que o pressione para não levar a platéia a óbito por chateação aguda. Casaria essa aqui torcendo por um pega pra capar louco no chão, mas, confesso: 15 minutos de kickboxing – muito- amador podem acabar fazendo o tiro sair pela culatra. Cruzemos os dedos.

 

NUM5Alexis Davis x Sara McMann – Sarah Kaufman

Como Ronda Rousey e Miesha Tate ainda estão gravando o TUF 18 – e a vencedora deve acertar contas com a lesionada Cat Zingano-, temos tempo de sobra para projetar uma nova desafiante incontestável. Pensei no seguinte: se a sobrevivente da colisão do dia 28 de agosto entre Sara e Sarah estiver em bom estado, podemos lança-la imediatamente contra a habilidosa faixa-preta do clã de Cesar Gracie. Que tal?

 

E o Stipe Miocic? Pensei em Rodrigo Minotauro, Mark Hunt ou o vencedor de Frank Mir x Josh Barnett. O que acham?

Abraços.

Tags: , ,