Chael Sonnen: cabra macho ou caça-níquel?

Renato Rebelo | 03/06/2013 às 18:34
UFC 148: Silva v Sonnen II

Chael P. acuado I

Antes de oferecer meus dois centavos a vocês, costumo peregrinar por fóruns nacionais e importados.

Não que minha opinião não se sustente por si só, mas gosto de pescar novos pontos de vistas.

E hoje, o anúncio da entrada de Chael Sonnen no UFC 161 com 12 dias de antecedência deixou nosso mundinho em polvorosa.

Afinal, o controverso “Gangster de West Linn” sairá na mão com Maurício Shogun gozando de tempo suficiente apenas para enxugar a gordurinha abdominal.

Pra começar, é notória a diferença do instinto coletivo se compararmos o caso do cancelamento do UFC 151 com esse.

Na época, apesar da evidente motivação financeira ser bastante apontada, a apreciação pela bravura do cara era quase unânime.

No apagar das luzes, Jon Jones fez Sonnen de gato e sapato e todo blá blá blá pre-luta realmente acabou soando bobo.

Com isso em mente, as massas passaram a rotular o representante da Team Quest como um reles caçador de recompensas que se atira em cheques polpudos sem muito raciocinar.

5a98500c-110b-40d1-ae32-d60f5e0a2c61_167693308

Chael P. acuado II

Seria algo como um neo Bob Sapp – aquele bobalhão que viagem o mundo para cair no primeiro round.

O que o povo ignora é que os homens que o fizeram sucumbir são os dois maiores fenômenos em atividade no MMA.

Tirando essa dupla, apenas Terry Martin, no longínquo 2004, o parou na porrada em mais de 40 lutas profissionais.

Sonnen realmente tem pouco a perder – além de dignidade e integridade física – e uma promissora carreira na televisão o aguarda, mas vale refletir:

Com a grana que fez nas últimas três apresentações e o futuro engatilhado, será que ele realmente precisa ligar o “foda-se” e topar qualquer coisa?

E por que mais ninguém se apresentou para matar o abacaxi no peito?

Pra mim, entrar na jaula é um ato admirável por si só.

Quando há agravantes como: ser em cima da hora, estar sob o olhar de milhões de pessoas e correr risco de humilhação sumária, então, nem se fala.

Acho que tudo se resumirá ao que veremos no dia 15 de junho.

Qualquer resultado que não seja Sonnen recorrendo à posição fetal nos primeiros minutos, me convenço, de vez, que o caboclo é corajoso.

Do contrário, visto minha capa de Batman à la ministro do Supremo e bato o martelo: caça-níquel.

Shogun, ouvi que uma galinha saiu do menu. O “Gangster Americano” ainda está disponível se você quiser mandar uma garçonete pra cá.

Atualização: como tragédia pouca é bobagem, Sonnen teve problemas com o visto canadense e não poderá entrar no país semana que vem, portanto, o duelo será transferido para o dia 17 de agosto no UFC on Fox Sports 1.

Abraços.

Tags: , ,