Ei, Dana White, eu quero superlutas!

admin | 22/07/2012 às 16:56

E lá se foi o que talvez era a última esperança de Dana White para bater de frente com Anderson Silva nos médios. Com uma apresentação muito abaixo do esperado, o cubano Hector Lombard, até então invicto desde 2006, foi derrotado pelo apenas mediano Tim Boestch num combate sonolento.

O resultado gera duas considerações imediatas. Uma é que realmente há um abismo bem grande entre o UFC e o Bellator. A outra citei no início do texto: Spider dificilmente se aposenta sem o título de multicampeão de sua categoria.

Uns podem citar a sensação Chris Weidman, que impressionou diante de Mark Muñoz e que diz ter um wrestling capaz de anular o jogo de Anderson. Outros podem acreditar que Vitor Belfort, mesmo após o nocaute espetacular que sofreu no UFC 126, possa fazer uma apresentação melhor em uma nova oportunidade.

Claro que no MMA podemos ter surpresas, mas não acredito que nem Weidman, nem Belfort, Belcher, Bisping ou qualquer outro peso médio hoje tenha chances diante de Spider.

E essa superioridade do campeão dos médios também é vista em outras categorias. Nos meio-pesados, Jon Jones reina absoluto. Nos meio-médios, GSP, apesar da lesão e das últimas lutas mornas, também não parece ter adversários à altura, nem mesmo o atual detentor do cinturão interino, Carlos Condit.

Nos penas, José Aldo é superfavorito diante de todos que enfrentar, seja Erik Koch, o Zumbi Coreano Chan Sung Jung ou qualquer outro.

Para evitar que essa “falta de competitividade” para os campeões tire um pouco do brilho de seus grandes eventos (e consequentemente diminua a venda de pay per views), o UFC, na minha opinião, deveria começar a testar superlutas. Isso mesmo que você está pensando.

Casar os pesos, descer alguns atletas para combates especiais, subir outros, enfim, dar uma boa movimentada na organização e testar de fato o potencial de seus principais nomes.

Quem não gostaria de ver uma luta entre Anderson Silva x GSP? Ou então Daniel Cormier (ainda no Strikeforce, mas com futuro garantido na organização de Dana White) encarando Jon Jones? Quem sabe um José Aldo x Frankie Edgar?

Se formos parar pra pensar, as possibilidades são muitas e só de imaginar possíveis combates já dá pra se empolgar. Outro que poderia entrar nessa dança das cadeiras é Rashad Evans, que ensaiou descer para os médios e enfrentar Anderson. Mas por que não subir o paulista e casar o duelo entre os meio-pesados?

E vocês, o que acham?

Tags: , ,