Doping de Lyoto deixa lição: menos
desculpas, mais pedidos de desculpa

Felipe Paranhos | 15/04/2016 às 16:30

A recente enxurrada de lutadores flagrados no exame antidoping tem gerado as mais diferentes reações.

Mas, entre a surpresa e o “eu já sabia”, os anúncios da USADA podem e devem ser interpretados com as mais variadas nuances. E o caso de Lyoto Machida, que assumiu ter tomado uma substância proibida e foi retirado do card do UFC on Fox 19, é emblemático para discutirmos isso.

Machida x Henderson 2 não rola mais esse sábado

Machida x Henderson 2 não rola mais esse sábado

Começo pela maneira com que a notícia surgiu: o próprio Lyoto avisou à USADA, na hora da coleta, o que tinha usado. Não o torna inocente, óbvio, mas é inegável que se trata de uma maneira mais digna de ser pego — sobretudo se, de fato, ele não sabia que a substância era proibida.

Depois — e pouco depois, o que deve ser ressaltado —, Lyoto pegou seu celular e gravou um vídeo no qual, emocionado, pede perdão e chora no fim. Isso o desculpa? Não. Você é obrigado a acreditar na veracidade das palavras dele? Não também.

Mas dificilmente você vai olhá-lo da mesma forma com que olhou Anderson Silva, que inventou toda sorte de desculpas para justificar seu doping, num cardápio de justificativas que quase incluiu “o cachorro comeu meu dever de casa”.

Lyoto se humanizou ao falar do erro, prestou satisfações aos fãs — que, em última análise, pagam seu salário — e não caiu na vala comum dos que dizem que críticas são “vozes no deserto”.

Se por um lado Machida perdeu a aura de “esse não se dopa” — e talvez ele fosse o último bastião deste lado da força —, por outro agiu com extrema hombridade diante da falha.

E isso o coloca em um patamar diferente, sim, de outros flagrados.

Como falei, não há só preto e branco na discussão. Foi só o anúncio sair que vários lutadores se manifestaram — claro, de acordo com a conveniência.

Dan Henderson, por exemplo, chamou Machida de “piece of shit” — pedaço de merda, no literal — por ter sido pego no doping, sendo que ele mesmo fez uso de testosterona, agindo no limite da lei por muito tempo.

Por sua vez, Fabrício Werdum, companheiro de treinos de Lyoto, usou a sutileza que lhe é habitual para tratar a questão.

Estamos juntos dos nossos! Na minha opinião, é um pouco de escândalo da USADA! Para as pessoas que não entendem muito, a substância não é bomba! Nada de mais! Daqui a pouco não vamos nem poder tomar café com açúcar! OBS: Vamos protestar!”, escreveu no Instagram.

Alguém imagina o campeão dos pesados, que gosta de chamar desafetos de “cu de cachorro”, defendendo assim Conor McGregor se ele fosse pego com a mesmíssima substância?

Rafael dos Anjos também adotou a tática “aos amigos, tudo”:

Como que uma substância proibida, pode ser vendida em qualquer loja de suplementos aqui nos Estados Unidos?

Ora, eu espero que o campeão dos leves saiba a diferença entre “substância proibida” e “substância proibida para atletas profissionais”. Até porque a USADA deu uma passadinha na casa dele no dia seguinte ao doping de Lyoto.

Dito isso, espero que o caso de Machida inaugure uma nova fase entre os lutadores profissionais de MMA, brasileiros ou não.

Ao se justificar, Lyoto afirmou que o DHEA entrou na relação de proibições em 2016 — o que não é verdade, uma vez que a USADA usa a mesma lista da Agência Mundial Antidoping (WADA) e desde 2012 a substância está vetada e relacionada como “anabólica”.

Machida foi incompetente com a própria carreira. Um lutador profissional com tanto tempo de carreira precisa ter o detalhamento daquilo que ingeriu.

Ler rótulos, pelo menos, e checar os ingredientes com a lista da USADA — há um aplicativo da WADA pra isso, inclusive. Além disso, o caso Yoel Romero provou que é importante guardar os suplementos que tomou, para o caso de uma eventual contraprova.

Por isso, apesar de ter gostado bastante da reação do brasileiro, fico com a opinião de Matt Brown:

Um cara tem que saber o que ele está colocando dentro do seu corpo. Eu fiz uma pesquisa de menos de dois minutos na internet e vi que o próprio ‘wikipedia’ lista a substância 7-Keto/DHEA como proibida pela Agência Mundial Antidopagem. Então, como que ele pode dizer que não sabia?”, afirmou, em entrevista ao Great MMA Debate, segundo tradução da Ag. Fight.

  • Betinho Moscoso

    Excelente texto !É aquilo o que o Brown disse,falta comprometimento com a carreira,não é possível que um lutador que está na estrada tem tantos anos não procure se informar do que pode ou não tomar..

  • Otavio Garcia

    Concordo com o Matt Brown, um atleta que trabalha com seu corpo tem que saber até da agua que bebe.

    Embora o Lyoto seja um dos lutadores mais respeitados pelo seu cárater, será que ele tomou e depois se arrependeu e bolou esse migué?

  • Thiago_NCO

    Dois fatos:

    1) Um atleta profissional tem a OBRIGAÇÃO de saber o que ingere/injeta, e tem a OBRIGAÇÃO de verificar uma eventual proibição da substância

    2) Reagiu muito melhor que 98% dos flagrados. Não abusou da inteligência/boa fé dos fãs e imprensa em geral, não tomou Viagra Tailandês ou coisas assim. Só por isso merece crédito.

    • Thorens Acchuphase

      Eu postei algo parecido no passado e fui escorraçado pela galera! Também não posso crer que um profissional de mma do maior evento do mundo e toda a sua equipe, incluindo técnico, preparador físico e nutricionista não tenha acesso ou interesse em ter acesso a essas informações relevantes ao seu trabalho!? Se eles estivessem comendo banana com aveia e a USADA dissesse que aveia é proibido até entenderia! A Galera me respondeu que os atletas brasileiros não tem a mesma informação que os atletas americanos?! kkk

  • Thiago Batista

    Na minha opinião, lutador que defende companheiro dopado tem 99% de chances de estar dopado também.

    • Coelho Bruno

      Ou 100% de chances de ser um completo idiota.

  • Jonas

    Frustrante. Esse substância é anabolizante e msm q ele não soubesse (mas já saiu avisando quando foi ser testado ne?), é falta de profissionalismo. Uma pena.

  • Vinicius Maia

    Acho que temos no caso dos brasileiro que ontem um amigo forista comentou foi sobre o Demian Maia. Acho que este é um cara que dificilmente será pego usando alguma coisa.
    No caso do Lyoto foi um baque muito grande ver ele suspender uma luta devido a usar substâncias proibidas. Não lembro do Lyoto desmarcando alguma luta dele. Unica coisa que achei triste foi como o amadorismo ainda impera no UFC no caso da USADA. Infelizmente se é proibido a staff do lutador tem que ter o conhecimento, ainda mais se tratando de um lutador que já foi campeão do UFC e foi um praticamente um lutador que será top 5 da categoria que lutar.

  • Thiago de Carvalho

    Ladrão não deixa de ser ladrão por que se entrega na DP. Acho que Lyoto e Romero deveriam levar as punições normais.

    O UFC disponibiliza alguma equipe para fazer verificações em remédios/suplementos que os atletas tomam? Se não, poderiam pensar nisso. Não basta só cuidar da roupa que o atleta usa, tem que profissionalizar as equipes.

    • Fernando Cruz

      Concordo que o Lyoto deva pegar a punição plena. Mas o Romero não. Ele consegui provar que o suplemento dele estava contaminado com uma substância que não deveria estar na suplementação. Vale uma advertência, mas não a suspensão máxima (que é de dois anos).

      • Thiago de Carvalho

        Verdade, tinha me esquecido que o suplemento dele que estava adulterado! Valeu!

  • Leo Corrêa

    Eu parei de torcer pelo Lyoto.

  • Hyuriel Constantino

    Eu diria que, “moralmente”, Lyoto não se dopa ou se dopou. Foi um erro tosco esperando-se de um atleta veterano? Foi. Mas isso não o torna um ciclado ou um dopado. Foi algo pontual. Além de que sua reação corrobora essa tese.

    Agora como se esse tal suplemento contém esse hormônio, a lista da USADA é de 2012 e ainda tem lutadores que consomem isso? E pq só o Lyoto foi pego 4 anos depois dessa última atualização de substâncias proibidas? Não há outros que consumam esse suplemento e que poderiam ter sido pegos, considerando que esse reforço a política antidoping já vai completar 3 anos?

    Estão percebendo os furos?

    • Felipe Paranhos

      Hyuriel, porque a USADA só faz os exames do UFC há menos de um ano. O fato de só Lyoto ter sido pego (e na verdade não chegou a ser, né, já que informou antes da análise) não quer dizer que outros fizeram exames enquanto usavam a substância.

  • Fernando Cruz

    Belo texto Paranhos. Opinião lúcida, como sempre. Muitos fãs hardcore do esporte e até analistas estão achando que o doping do brasileiro foi uma ‘coisa menor’ ou justificável, pelo fato de ele ser ‘boa gente’ e ter sido “pego na inocência”, se declarando culpado. Mas Apesar do mea-culpa, digno da parte do Lyoto, fica a decepção, o desencanto com um artista marcial na essência, que representava a filosofia de sua arte no MMA.

    Todos devem entender que um esportista profissional de alto rendimento não pode alegar desconhecimento como “desculpa” ou justificativa para o ‘doping’, propositalmente ou não. Apesar de ser grande fã do Lyoto, ele foi negligente e deve pagar caro por isso.

    Agora, umas perguntas Paranhos: quantos tempo de gancho o Dragão deve pegar? Será o fim da carreira do Lyoto, que já irá completar 38 primaveras este ano?

    • Felipe Paranhos

      Fernando, como o modo do flagrante foi diferente do normal, é possível que ele receba menos tempo do que os dois anos. Mas difícil dizer por enquanto. Abraço, velho!

  • Coelho Bruno

    Muita gente dizendo aí que ele merece crédito. Merece crédito porra nenhuma! Se há uma lista de substâncias proibidas é obrigação do atleta saber. E se o atleta tem preguiça de ler que pague alguém para fazê-lo.

    Imaginem o seguinte: eu assassino meu vizinho, aí chego na delegacia e digo “ué, assassinar era proibido? Pois eu não sabia, não tinha lido o Código Penal…”. Entendo essa relativização da galera, afinal o Lyoto é muito querido.
    Mas a carinha de choro de bebê que está com a fralda cheia não o faz melhor que nenhum dos outros trapaceiros. Trapaceiros sim senhor! Infringir regras é trapaça, logo…

    Então se o Cro Cop, ao invés de inventar aquela dor no ombro, diz “GH é proibido? Ué, não sabia…”, ele seria menos condenável? Seguindo a lógica de alguns comentários não sei não, hein… até chegar o dia em que algum dos defensores do carateca chegar em casa e encontrar a mulher na cama com o ricardão e escutar: “dar para o vizinho não pode? ué, não sabia…”, aí eu quero ver, aí eu quero ver…

    • Fernando Cruz

      Cara, você está com o posicionamento correto com a retórica errada. Mas compreendo o que você diz. Também sou/era super fã do Lyoto e agora estou desencantado. Triste.

      • Maurício Oliveira

        Concordo com você, Fernando Cruz!
        Dá pra criticar sem baixar o nível!
        O próprio Lyoto deve estar se sentindo um merda!
        Pra que chutar quem já está caído na lama?

    • Betinho Moscoso

      Exato,tão levando o Lyoto como “um herói” por essa declaração dele,mas quando vem um gringo doppado,nego cai em cima.

  • Rodrigo Tannuri

    Boa, Paranhos! Eu concordo. Foi legal essa postura do Lyoto? Sim. No entanto, tem que ser criticado e não exaltado.

    • Thiago Eugenio

      Creio que podemos fazer as duas coisas: criticar o vacilo e exaltar a sinceridade.

      • Rodrigo Tannuri

        Mas muita gente não critica justamente por ser o Lyoto e isso é errado. Ótimo que ele seja querido, mas errou e muitos têm que entender isso.

        • Thiago Eugenio

          Sim. Ele errou e acredito que foi exemplo do que pode acontecer quando não se tem a devida atenção pra evitar o dopping e de como se portar diante do fato.

          O que me incomodou foi a bipolaridade de alguns comentários antes e depois do vídeo. Primeiro, o cara foi execrado como se toda a carreira dele tivesse sido um fraude. Depois, publicaram elogios rasgados pela atitude demonstrada no vídeo, até desconsiderando a falta.

          Precisamos esperar um pouco antes de crucificar ou santificar alguém.

          • flavio israel

            È verdade cara ,muitas pessoas não pensam nisso!

          • Rodrigo Tannuri

            Com certeza! O que me chocou mais foi a atitude do Dan Henderson. E, olha só, não o criticam tanto, porque ele é lenda do MMA. Se fosse um McGregor da vida, os mesmos que não criticam, estariam quase matando o cara kkkkk

  • Lyoto era o último cara que eu achava que isso iria acontecer. Enfim… Pazienza…
    Muito honorável da parte dele assumir, mas mesmo assim tem que ser julgado, e será né!

    E viva Pro Wrestling, porque lá é todo mundo bombando mesmo e saem na “porrada” sem se machucar e ficar com demência pugilistica hahahaha (apesar que eles se lecionam mais que lutadores de mma).

    • Bruno

      Pois é, os caras do Pro Wrestling é que são espertos! Hahahaha

  • Rudá Corrêa Viana

    Foda eh ver dois campeões “apoiando” (ressalto o apoiando entre aspas) o uso de substâncias proibidas para atletas profissionais só pq o acusado eh “amiguinho de infância” ou pq eles usam a mesma cueca do homem aranha comprada na promoção da C&A. Aí não dá, né?

  • Tadeu Pastorello

    Sempre achei mais justo o Pride, toma bomba quem quer e vamos embora, partindo da premissa de que o cara que se dopa está em vantagem com quem não se dopa ( com ganho de força, preparo físico, etc) um americano que tem acesso aos melhores suplementos, academias e até técnicas para se recuperar estará em vantagem contra um brasileiro por exemplo em início de carreira que tem no máximo dinheiro compra qualquer suplemento baratinho. Ou seja, vai entrar mais fraco e morrendo no gás como vemos diversas vezes acontecendo e nego falando que brasileiro não tem preparo físico como os americanos. Então tem que tirar suplemento e passar uma dieta alimentar padrão para todos ficarem em pé de igualdade, sem o ” aumento de performance”.

  • Gustavo Gustavo

    Vacilou, mas deve ter sido por ignorância mesmo. Não entendo nada disso, mas essa substância deve ser bem menos eficiente que os venenos que a maioria usa por aí. É só imaginar que se fosse para trapacear o indivíduo não seria arriscaria por pouco, não é mesmo?

    • Betinho Moscoso

      Mas veneno é veneno,vai dar uma vantagem..

  • Henrique Leandro

    eu sò tenho certeza de uma coisa! q todos, e eu falo todos mesmo, ja usaram ou irão usar em algum momento da carreira, existe os q fazem isso com frequencia como o wand, belfort, lombard e outros por ai, e os q usaram em algum momento da carreira seja o motivo q for, nem vem com esse papo do Gsp e outros falsos moralistas q querem ser santos e não são, por q o fato é q ja deve ter usado sim em algum momento como todos os outros. cabe ao orgãos competentes julgar e penalizar os atletas. e o fan acostumar com o episodio, ou deixar d acompanhar o esporte, eu continuo torcendo pelos mesmos atletas de sempre e nao pretendo mudar isso não.pois esse tal de doping é mais comum do que pareçe.

  • Marcelo Silveira

    Li no mma Brasil uma frase só Alexandre que concordo. “Lutador mal conhece as regras do esporte que pratica”, quantas vezes vemos reclamações e interpretações equivocadas dos resultados das lutas ou de determinada punição imposta pelo árbitro? Não sei se o lyoto fez de má fé ou não p uso da substância ilegal mas não me surpreenderia em nada se ele n soubesse por ignorância mesno. E é bom os outros brasileiros que comentaram se ligar Pq 2 aninhos acaba com a carreira de alguns veteranos que tem por aí

  • Bruno Barbosa

    Ainda tem dois caras(pelo menos pra mim) com essa áurea de “esse não se dopa”, Frankie Edgar e Georges St. Pierre(vulgo GSP), mas superar o caso do Lyoto é complicado, o cara que eu mais me espelhava na disciplina cair no doping tira todo o encanto e parte da admiração que eu tenho por ele…

    • Betinho Moscoso

      Colocaria o Demian Maia nesse trio aí,o resto eu já não tenho certeza..

  • Bruno

    Acho que o pessoal aqui está pegando pesado demais.

    Primeiro que a substância nem é anabolizante, não daria um desempenho melhor na luta, no máximo ajudaria a perder uns quilinhos. Muitos lutadores (juízes inclusive) não sabem nem todas as regras do MMA, quanto mais saber todas as substâncias proibidas.
    Foi vacilo? Sim, foi vacilo e ele pagará por isso, ponto.

    Segundo, o Lyoto teve uma atitude honrada, assumindo a culpa.

    Agora tem gente dizendo que não é mais fã, pera lá, não é para tanto. Ele receberá a punição correta, os caras querem punir ainda mais, querem ver o cara sangrar. Não há motivo para tanto drama assim.

    Continuo sendo fã do Lyoto.
    Vida longa ao Dragão!

    • Fernando Cruz

      Quando o inusitado se torna corriqueiro, a ninguém é dado o direito de se surpreender com uma questão que deveria ser impensável. O fato de a substância em questão não ser um hormônio anabolizante, não torna o doping menos grave. Não é porque uns não conhecem das regras que outros podem alegar desconhecimento para infligir as normas.

      A substância (DHEA, que é um derivado de testosterona) pode não fazer diferença para um garoto de 25 anos, por exemplo, mas para um cara de quase 38 anos, possibilita ganho de performance nos treinos e ainda diminui o risco de uma eventual lesão muscular.

      E o que você chama de “pegar pesado demais” – com todo respeito a sua opinião – é uma crítica válida para um lutador pego no doping. Lutador que quebra as regras do esporte deve ser sempre criticado, não importa se é ‘boa praça’ como um Lyoto, ou boçal como um McGregor.

      E como o Tannuri disse, o mea-culpa é salutar, mas um doping dever se sempre criticado, nunca exaltado.

      Continuo sendo fã da pessoa; do atleta, não sei. Acho que não, sinceramente.

      Torço para uma vida longa ao Dragão, mas com 38 anos e uns 2 anos de suspensão por doping, talvez um “OBRIGADO POR TUDO E BOA APOSENTADORIA ” seja mas plausível. É triste, mas é a realidade.

      • Bruno

        Sério mesmo que você vai deixar de ser fã do cara por causa disso?
        Todo mundo erra, todos têm o direito de errar e pagar pelos seus erros.
        Ele ainda assumiu a culpa, está visivelmente arrependido, e será punido com certeza.
        Deixar de fã dele por isso eu acho “pegar pesado demais”.
        Todos têm o direito de se decepcionar, respeito sua opinião, só acho um pouco radical.
        Todos nós cometemos erros.
        Somos humanos.

    • Felipe Paranhos

      Cara, aqui no Brasil a gente se prende a minimizar tudo o que supostamente “não é bomba”. Primeiro que uma substância ser anabólica ou não é uma questão técnica. Segundo que o DHEA é proibido porque, sim, traz benefício ao atleta.

      • Bruno

        Paranhos, não estou criticando a punição, se é proibido não tem conversa. Disse até que ele deve e será punido, independente de a substância ser anabólica ou não.
        O que estou criticando são opiniões dos fãs e de outros lutadores, que do dia para noite já não gostam mais do cara. Como se fosse o pior dos trapaceiros.
        Todo mundo erra, na minha opinião ninguém tem o direito de condená-lo, já dizia o ditado: quem tem teto de vidro…
        O cara assumiu o erro, vai ser punido, para que mais críticas? Já sabemos que é errado.
        Se fosse uma trembolona seria muito pior, não acha? Pelo menos para a opinião pública.

        • Felipe Paranhos

          Entendi, Bruno. Me desculpe se pareci rude. 🙂

          • Bruno

            Que isso, Paranhos!
            Sexto Round é discussão de alto nível.
            Abraço!

Tags: