Os pitacos da imprensa para Pezão x Velasquez

Renato Rebelo | 24/05/2013 às 16:21

Como de praxe, antes de todo grande evento convoco uma galera mais gabaritada para averiguar a cena do crime.

Afinal, o resiliente leitor do Sexto Round merece uma fuga esporádica das baboseiras que aquele analfabeto funcional chamado Renato Rebelo escreve.

Bom, neste sábado, Antônio Pezão terá a rara chance de vingar o banho de sangue que levou do descendente de mexicanos Cain Velasquez em maio de 2012.

Será que o raio cairá duas vezes no mesmo lugar? Com vocês, palavras de quem realmente manja da bagaça:

JORGE_CORREAJorge Corrêa (UOL)

Pezão mais uma vez está na situação que mais gosta, a de azarão. Ele não faz charme ao dizer que gosta de ser a zebra. Suas melhores vitórias foram nessa situação. Ser a zebra parece lhe dar mais calma e confiança de impor seu jogo. Sim, Cain é mais completo, tem um wrestling assombroso e bate muito forte, mas Pezão já mostrou ter recursos para fazer frente a qualquer rival, vide o que ele fez com Fedor e com Overeem. O caminho ele também mostrou. Se tiver a calma para impor sua tática, pode ser campeão dos pesados do UFC. Cain pode ser favorito, mas duvido que teremos um outro passeio como na primeira luta entre eles.

 

ANDREAndré Azevedo (Combate)

Atualmente não vejo nenhum lutador capaz de vencer Cain Velasquez no UFC. Acredito que nosso brasileiro Antônio Silva virá mais rápido desta vez pois está mais leve. Também é dono de mãos pesadíssimas e de um coração de leão. Mas o favoritismo é todo do americano; um completo lutador de MMA, com “olhos de tigre” e confiança de um verdadeiro campeão. A única chance de Pezão seria colocar Velasquez de costas no chão, mas não vejo essa possibilidade. Boa sorte ao paraibano gente fina mas pra mim dá Cain (TKO no 3º round).

 

ADRIANA_CALDASAdriano Caldas (SporTV.com)

Pode me chamar de ufanista, pode chamar de patriotada, “tô nem aí”. Vai dar Pezão, por nocaute técnico ou finalização. Cansei de apostar contra o Pé Grande. Sempre que a gente duvida do cara, ele vai e vence! Aliás, quer saber? Vou duvidar de novo, assim ele vence mesmo! Vai dar Cain, nocaute técnico…

 

 

LUIS_COUTINHOLuis Fernando Coutinho (Lance)

Haja rapadura para bater de frente com Cain Velásquez. Não adianta inventar de segurar a luta que o atual campeão tá longe de ser mole como o gigante bombado Overeem. A estratégia? Difícil falar. Cain é bom em tudo. Talvez no jiu-jitsu Pezão tenha alguma vantagem. Acho que o caminho será fintar um golpe para distrair Cain e conseguir que seu movimento (de baixa velocidade, inversamente proporcional a força) encontre o queixudo americano. Se a primeira pegar, amigo, vai dar Pezão! O problema é até pegar. Velásquez é rápido, forte e eficiente. Já sabe o caminho da vitória. Vai derrubar na primeira chance. Mesmo que TUDO nos leve a acreditar na vitória de Cain, acredito no coração e na vibração que Pezão terá a seu favor quando pisar no octógono. Assim como Galvão acreditou na força da torcida junto da “pegada de direita de Junior Cigano“, em novembro de 2011, chegou a vez do povo brasileiro sonhar e colocar energia na rapadura de Pezão. Não vai ter Galvão, e nem Cigano. Mas, ainda assim é Brasil. A parada é dura, mas Pezão merece respeito. É casca-grossa, tem garra e o instinto certo pra quebrar a banca mais uma vez. Aposto em nocaute no segundo round.

 

GUiGuilherme Cruz (Tatame)

Pezão cometeu um grande erro na primeira luta ao tentar um chute fraco contra um wrestler de altíssimo nível e em um momento da luta em que ele estava com o máximo de sua energia, e pagou caro por isso. Ele deve lutar com mais inteligência, mas com agressividade desde o início (não apenas no terceiro assalto, como contra Overeem) para vencer. Ainda assim, não acredito que ele chocará o mundo novamente. Tá certo, queimei minha língua em sua luta contra Overeem, mas Velasquez é mais lutador que o holandês e deve vencer por nocaute técnico.

 

ALE_EDITAlexandre Matos (MMA Brasil)

A odd de +500 para uma vitória de Pezão só não é maior porque sempre há a possibilidade de o brasileiro encaixar aquela mãozona na têmpora de Velasquez. Salvo isso, a possibilidade de uma zebra em Las Vegas é ínfima. Velasquez é mais rápido, mais ágil e tem um condicionamento físico de invejar maratonista. Contra Pezão, que é lento e tem alguns movimentos telegrafados, a vantagem do campeão é gritante. No campo técnico, Pezão tem suas virtudes além do punho pesado. Ele tem desenvoltura no jogo de solo e sabe muito bem usar a vantagem de mais de 15 quilos quando está por cima. O problema é que ninguém jamais esteve por cima de Velasquez. Brock Lesnar, um wrestler de elite e forte como um búfalo, arrebentou o ligamento do ombro para conseguir derrubá-lo e ainda assim não foi capaz de mantê-lo no chão sequer por um segundo. Pezão está em maus lençóis. Num confronto com Velasquez, a única possibilidade de não acabar derrubado é nocauteando rapidamente, como fez Cigano em 2011. Para isso, o brasileiro terá que começar a luta em ritmo mais elevado do que costuma fazer (e não cometer seu velho erro de chutar sem fintar, sob pena de levar outro single-leg). No solo, Cain é tão implacável quanto preciso. Provavelmente Pezão não passará pelo problema do sangramento que encerrou a luta anterior entre ambos. Como aguenta castigo, o brasileiro deve resistir, mas não mais do que o terceiro round.

Tags: , , ,