Conseguirá Uriah Hall
aposentar Anderson Silva?

Fernando Cappelli | 04/04/2016 às 19:25

Pouco tempo após o atribulado combate contra Michael Bisping, Anderson Silva retornará ao octógono do UFC dia 14/5, contra Uriah Hall, na estelar edição 198, em Curitiba, confiante em mais uma chance de retomar o fôlego nesta etapa final da carreira pelo MMA.

Uriah Hall Spinning Head Kicks Adam Cella TUF 17Após assombrar o TUF 17 com nocautes cinematográficos e receber o apelido de ‘Homem Ambulância’ em virtude disso, o jamaicano chegou a ser considerado um dos possíveis sucessores do Spider, mas as atuações irregulares que vieram a seguir esfriaram consideravelmente boa parte das ambições.

Com diversos ‘pontos a provar’ em ambos os lados, o desafio tem boas chances de não decepcionar até os mais exigentes.

A seguir, a primeira olhada livre sobre detalhes e possibilidades.

Um só

O poder de definir com um único golpe é fator inerente aqui. A variação de chutes com grande poder de explosão muscular é o carro-chefe de Hall. A defasagem principal reside justamente em ter um QI de luta volúvel e que já o deixou na mão em momentos cruciais de desafios importantes.

dancedodgingTecnicamente mais comedido na fase atual, Anderson Silva segue um dos caras mais inventivos da historia do esporte, com capacidade instantânea de ler movimentos e trejeitos dos adversários e capitalizar em cima de erros mínimos.

A expectativa deve recair em apreciarmos uma batalha tática e mental (quase) na mesma medida, com predominância em pé e assinaturas técnicas intensas nas formas peculiares de controlar distâncias.

Hall tem movimentação solta de quadril e pernas, mas mantém o tronco praticamente reto o tempo todo, sem esquivar ou ‘ciscar’ com frequência.

Essa postura é usada por bons chutadores para ocultar intenções nesse sentido, mas por ser estática demais, pode transformá-lo em um alvo muito mais fácil de ser alcançado contra um adversário tão eficiente na média tentativa/acerto quanto o Spider.

Anderson explora como poucos os movimentos de rotação de ombros e cintura para potencializar socos ou amenizar os possíveis danos de ataques contrários.

24968151O ‘hand fighting’ – tocar a guarda do oponente com uma ou as duas mãos sucessivamente para buscar aberturas e alternativas ofensivas -, é o grande termômetro do estilo para controlar o alcance, potencializado pela versatilidade ímpar e físico longilíneo.

O fato de Hall raramente descambar para as trocas mais francas de golpes e pouco desenvolver clinches poderá criar uma distância mais confortável da média para a longa e facilitar as coisas para o brasileiro nesse sentido.

Se a medida cautelar mais direta contra lutadores que gostam de giratórios é fechar o cerco ou antever o golpe pelo tipo de postura ou rotação do quadril, o jamaicano tem colocado em prática com frequência uma técnica comum entre os atletas de taekwondo, que consiste em aplicar um giratório 180 graus com o adversário mais próximo ou pegá-lo de encontro no momento em que se aproxima.

hallEste tipo de manobra requer precisão acentuada no ‘coice’. O chute tem de ser executado de forma ascendente, com o salto mais ‘para cima’, criando assim o espaço ideal até que o calcanhar (ou a sola do pé) acerte o alvo.

Foi assim que iniciou o nocaute mais importante da carreira, contra Gegard Mousasi, no Fight Night Japão do ano passado.

A técnica pode ser providencial para surpreender caso o Spider chame a luta para o infight e fique com as costas contra as grades, como gosta de fazer para intimidar oponentes.

Conclusão

No último artigo que escrevi sobre Anderson Silva, propus que um dos segredos para a longevidade dentro das oito paredes seria vê-lo menos espalhafatoso e mais condizente com as condições físicas e técnicas de um lutador de 40 anos.

Claro que tudo tem de ser feito com bom senso para que se preserve a parte efetiva das malícias técnicas que o eternizaram um dos lutadores mais perigosos do mundo. Ao rever a atuação contra Bisping para escrever deste texto, o fato foi sintomático e prova viva de que isso se faz necessário.

Pra quem gosta de colisões de estilos, a luta contra Uriah Hall conta com curiosidades interessantes. No MMA, Anderson nunca enfrentou um kicker tão letal quanto o jamaicano, e terá de se esmerar para amenizar a vantagem considerável em atleticismo do adversário.

Quando está em um dia bom, o jamaicano exerce o dom do imprevisível com suas pernadas. Ele também gosta de responder chutes com chutes, criando timing e cadências diferenciadas com isso.

É esperar pra ver.

  • Marco Aurélio

    Qual Hall vai entrar no 8? O que ganhou do Mousasi ou o que perdeu pro Sapo? Qual Spider vai entrar também? Esse é mais fácil de deduzir eu acredito, mas mesmo assim acredito que o espetáculo vai valer a pena, contando os dias para o UFC 198, melhor evento do ano até agora.

  • Thorens Acchuphase

    Gostei muito do texto, expôs as skills, os pontos fortes e fracos de cada um sem parcialidade! Claro que se olharmos apenas o histórico individual, o AS está a anos luz do Hall, e para mim, nem mesmo JJ chegou aos seus pés, (isso é apenas minha opinião pessoal) mas a realidade atual é outra. A idade chegou e o tempo parado fazem diferença sim! Acredito que a vitória está nas mãos do AS e sua postura e auto-análise é que farão a diferença. Já o Hall, fará o que sabe e nada que a mais que AS não possa superar.

  • Jp Mikelane

    A chance do rodado do Hall atingir o rosto do AS é quase nula. Na linha de cintura eu até fico calado.

    • Carlos Montalvão

      Perceba o amadorismo do Adam (?) ao tentar defender aquele chute lento e telegrafado do Hall, isso acertar num lutador do nível de Spider, Weidman, Rockhold, Romero, Belfort ou Belfort NUNCA aconteceria. Seria apenas um desperdício de energia do Uriah. Sei que “nunca” é uma palavra muito forte, mas porra, olha o que o cara do TUF faz com as mãos ali, pqp. A chance existe no chute que ele deu no Mousasi já que o Anderson também tem o costume de abaixar demais a cabeça, mas se ele viu aquela luta não cometerá um erro tão grotesco assim.

  • Franklin Stein

    Cappelli, Cappelli… É triste mas o Anderson de hoje não tem mais o queixo de titânio de antes e esta sendo muito mais atingido pelo adversários, por todos os fatores físicos e psicológicos dele e dos adversários que não travam mais na frente do antes invencível spider. Hall pode travar? pode. Mas to achando que o Homem Ambulância vai virar o Homem Rabecão.

  • Leandro Mendes

    Acho q o Hall vai vir como Bisping , pronto p fazer a luta da vida dele, principalmente pq sabe q o antes invencivel spider nao e mais tao invencivel

  • Tiago Nicolau de Melo

    Muxaxi claramente leu que o Hall ia mandar um rodado na tampa do côco e acabou indo de encontro calcanhar.

    Vai ser massa ver esse combate que tá com clima bem respeitoso, entre dois caras que já perderam pro Weidman. O Jamaicano leva vantagem na potência e Spider na precisão/volume. Imprevisíveis os dois são, espero que não fiquem se estudando por 3/4 da luta.
    Ainda levo fé no Hall, mas creio que o Anderson vence via TKO no primeiro Round.

  • Jones

    Mais um excelente texto. Acho que a resposta para o título é sim. Vai azedar pro Aranha quando a bica entrar

  • Sem querer babar ovo, mas por isso O Sexto Round é um dos melhores lugares pra se acompanhar mma, da atualidade. Textos jornalísticos de opiniões diferentes e embasadas, textos técnicos excelentes, lista de curiosidades, flashbacks, charges… Parabéns amigos!

    • Jp Mikelane

      pode babar mano… num é vergonha não! hhahah 6R é top

    • Renato Rebelo

      Aeee! Valeu, Dan! = )

    • Fernando Cappelli

      Oss!

  • Tiago Andrade

    Carpelli e seus ótimos textos. Seu conteúdo é raridade na internet.

    Só fica um porém esse lance de “aposentar” os caras. AS tá longe de se aposentar. Querendo ou não, fez uma luta de alto nível com Bisping. Tem muitas lutas em contrato ainda e parece gostar de lutar. Acho difícil, mesmo perdendo, se aposentar.

  • Fernando Cappelli

    Machida x Hall sparreando na Blackhouse.

    https://www.youtube.com/watch?v=I39u37XijhE

    • Cristiano

      Machida dando aula pro Hall no caso heheheh.

    • Tiago Nicolau de Melo

      Show de bola esse vídeo. Como demonstram profissionalismo, creio que se enfrentariam sem problemas.

      <3 Machida <3

      • Fernando Cappelli

        Seria uma excelente luta.

        • Tiago Nicolau de Melo

          For sure, Mestrão.
          E altamente “rolável”, creio.

    • Tiago Andrade

      O Hall é travadão. Sem movimentação.

  • Danyel P Lorenzo

    Cappelli vc é o cara, mas dessa vez vou deixar sua EXCELENTE análise (Como sempre) de lado para opiniar. Na minha opinião o Hall tem um problema gravíssimo que é o psicológico abalável. No TUF eu fiquei impressionado com ele, mas logo que ele fez sua primeira luta sem ser no ginásio onde rolava as gravações, já deu p perceber que o cara não aguenta pressão em lutar p um público imenso. Em Curitiba vai ser um caldeirão ainda mais com Brasileiros querendo matar e salgar qualquer Gringo que pise por lá. Além do que AS sabe como desestabilizar emocionalmente seus adversários. Eu acho que o Hall não aguenta a pressão e não vai conseguir impor seu jogo.

    • Fernando Cappelli

      Opine sempre, Danyel.
      abraço!

    • Jp Mikelane

      Notei isso tbm cara

  • Betinho Moscoso

    Creio que o Hall virá pra fazer a luta da vida,assim como o Bisping fez e se o Anderson se mostrar pouco pró-ativo como na última peleja,prevejo um nocaute do jamaicano.

    • Carlos Montalvão

      Bisping TENTOU fazer a luta da vida dele, mas a verdade é que ele foi tirado pra nada, mesmo tendo deixado tudo dentro do octógono. Ao contrário do que a Kyra Gracie disse, aquela não foi de longe a melhor performance do Bisping. Maior vitória sim, mas melhor, só contra o Cung Le. Acho que a falta de arsenal (dois chutes rodados e uma joelhada voadora) e movimentação não vão ajudar o Hall, apesar do extremo poder de nocaute com esses golpes.

      • Betinho Moscoso

        Discordo,o Bisping foi extramente eficiente mantendo seu volume de golpes contra um cara que é um exímio striker,pra mim isso é ter feito a luta da vida dele.Agora o Hall é de lua,se ele entrar inspirado e com a confiança lá,ele nocauteia qualquer 1 da divisão..

  • Aliny

    Se eu fosse apostar em algo, apostaria que o Hall vai pagar pela derrota que AS sofreu para o Bisping. Acredito que AS entra menos “brincalhão” e mais agressivo. Não foi em todas as lutas que ele exerceu ao máximo o seu estilo, creio que essa será uma delas. Tomara que eu esteja certa.

  • Natan Alves Pessoa

    Eu amo o sextoround, todas as opiniões bem proveitosas para o meu conhecimento, tanto dos adms quantos os seguidores. Um abraço a todos.

  • Fernando Cappelli
    • Jp Mikelane

      É o tipo do cara que tem um baita talento, e isso é nítido. Mas com centenas de câmeras e milhares de pessoas, o negócio trava. Ele tem que pegar um tempo muito justo pra esses movimentos plásticos pegarem de jeito. Caso contrário cansará, pois mesmo sendo uma luta de 3 rounds, esses movimentos consomem muito gás.

Tags: , ,