Receita: Anderson Silva
teria vencido "se quisesse"?

Fernando Cappelli | 29/02/2016 às 21:30

Sim, meus amigos. No palpite para Anderson Silva x Michael Bisping aqui no Sexto Round, sugeri que o inglês só teria chances concretas de vitória no UFC Fight Night Londres se tivesse uma noite taticamente brilhante e com margem de erros quase nula.

O resultado? O inglês fez a performance da vida e incinerou minha língua. Fato.

Claro que o destino do combate poderia ter sido outro caso Anderson não tivesse feito cena e continuado a golpear um semi-nocauteado oponente após a famigerada joelhada voadora no terceiro assalto – após vacilada absurda do britânico -, pouco antes do fim da etapa.

Mas isso é assunto de sobra para meus camaradas abordarem com a competência de sempre aqui no site. Vamos partir logo para a serventia da casa e analisar técnicas e táticas.

Calculado

No artigo ‘primeira impressões’ sobre desta luta, propus que o detalhe ‘quem avança/quem recua’ poderia ser um termômetro interessante e com peso suficiente para interferir no resultado, já que Bisping até então não passava impressão muito confiável quando pressionado e Anderson é um dos golpeadores mais letais do esporte, com média excelente em tentativa/acerto.

giphyMas O Conde provou ter evoluído como poucos nesse sentido. Minimizar as fugas apavoradas do raio de ação impondo-se de forma metódica.

A estratégia longa e dinâmica colocada em prática com frieza fez a diferença. Para amenizar as inúmeras artimanhas técnicas do jogo do adversário, redobrou a cautela: ‘ciscou’ e mapeou as melhores opções na maioria das vezes com passadas e fintas, antes de se mandar ao ataque.

O Spider manteve boa parte da versatilidade ímpar e os trejeitos chamativos de sempre. Mas ficou claro que o estilo de luta pós-fratura e ‘quarentão’ precisará cada vez mais de ajustes para manter um padrão satisfatório.

O corpo já deu mostras de ter entendido isso. A mente ainda não.

Nos momentos de iniciativa, Anderson abriu constantemente o caminho com jabs, pisões ou ‘hand fighting’, mas não complementou as investidas com golpes de potência. Foi hesitante demais.

giphy (1)O padrão de contragolpeador do brasileiro depende de timing e precisão aliado às esquivas e movimentos evasivos.

Mas isso tem de estar bem alinhado com o senso de distância para funcionar direito, o que não aconteceu em boa parte da luta e configurou o fator mais sintomático para minar o padrão técnico do brasileiro, sobretudo nos dez minutos iniciais.

Um dos reflexos diretos disso aconteceu no knockdown aplicado pelo inglês no segundo assalto.

Anderson entrou no raio de ação e tentou um contragolpe em cruzado de direita com o punho da frente (da posição de luta), mas esticou muito o braço e abaixou demais a postura, desequilibrando-se e imediatamente recebendo os dois socos que o mandaram à lona.

De perto

giphyO famigerado ‘vem pra grade’ com a guarda baixa e os pés paralelos que o Spider usa para intimidar e frustrar oponentes foi presente.

Mas desta vez, boa parte dos destaques estiveram na contrapartida. Bisping praticamente não arredou o pé no in fighting e capitalizou os momentos para angariar vantagens.

Como Anderson costuma esticar os braços defensivamente para manter o adversário à distância e usar o ‘dirty boxing’ nessas ocasiões, o inglês se mostrou bem treinado para variar a altura dos ataques o tempo todo e aplicar contragolpes por cima do braço do adversário, sempre que tocado ou ameaçado.

WeakImpressionableChameleonSe o brasileiro colocasse muito o braço direito à frente, a resposta vinha com um cruzado de esquerda.

E vice-versa.

Aí também entraram chutes por dentro da perna e pisões, recursos usados diversas vezes pelo britânico como habilidades mais confiáveis para quebrar a postura e confundir o tempo de ‘caça aos contra-ataques’ constante nas intenções de Anderson. Simples e efetivo.

Assinaturas

AdoredDismalFrogmouthO grau elevado de versatilidade do Spider sempre rende momentos de criatividade técnica interessantes.

Desta vez, manobras novas se misturaram com velhas marcas registradas.

Destaque para as tentativas de cotoveladas reversas e o antológico chute frontal alto que explodiu no rosto de Bisping no quinto assalto e quase muda o rumo do combate à la UFC 126.

giphyO Spider também usou um chute circular reverso, como havia feito em outras oportunidades.

É um golpe eficiente e MMA e mais executado como finta, raríssimo no MMA e usado com mais frequência nas competições de taekwondo ITF (uma vertente alternativa da arte marcial coreana).

EmbellishedGentleCondorOs clássicos socos reversos também apareceram. Executados com as costas da mão e parte integrante fundamental na maioria dos estilos de caratê e kung fu, funcionam como variação para o jab ou como contragolpes por serem velozes e de simples execução.

O Spider usou o recurso em duas oportunidades.

Na melhor, desenhou uma finta como se fosse agarrar a perna de Bissing e imediatamente modificou a intenção aplicando o soco.

Conclusão

Enquanto muita gente preferiu cravar que Anderson ‘não venceu porque não quis’ (uma baita cascata), prefiro enaltecer a performance de um Bisping que sempre tirou nota 7 e que ficou bem perto de conquistar um 10 com louvor.

Anderson veio bem preparado fisicamente para o combate, isso é inegável. Ainda não se sabe se terá ânimo para mais empreitadas.

Dou crédito e gostaria de vê-lo em ação pelo menos mais uma ou duas vezes. O que ele precisa é de uma equipe técnica inteligente e que entenda que tem nas mãos um lutador veterano com a necessidade de adaptar e extrair o que ainda há de melhor tecnicamente.

Esse negócio de ‘tudo bem, ele sempre lutou assim’ já passou do prazo de validade. E faz tempo.

  • Castro

    Com todos os defeitos que o Anderson Silva tem ele é um monstro , não tem no mma um cara tão genial quanto ele.

  • Jp Mikelane

    Creio que maior parcela de descuidos que resultaram na derrota do AS foram dos corners dele.

  • Jp Mikelane

    Obg Cappelli, sempre preciso nas análises.

    • Fernando Cappelli

      Valeu a leitura, irmão.
      abs

  • Juan

    Anderson dentro 8 é show.

    • Fernando Cappelli

      Tecnicamente continua um dos caras mais interessantes de assistir mesmo. Mas se quiser se manter em alto nível mais um tempo precisa mudar o foco, entender as limitações e parar de andar com gente que só passa a mão na cabeça.
      abs

      • Igor Martins

        exatamente, o que se vê da equipe dele é só flores, elogios, isso.. aquilo..e de certa forma até entendo pelo lado de motivar pela contusão grave que teve e outros poréns extra luta….porém só falam o que ele quer ouvir, tem que ter um técnico que cobre ele a focar mais em vencer, espetáculo é consequência, por que se toda vez ele querer fazer esses showzinhos “ineficientes” dento do 8, os resultados vão ser iguais, isso nem falando de pegar qualquer top4 da categoria, que ai não vai ter nem encostadinha na tela e guarda aberta, vai ser beijinho na lona mesmo.

  • Cesar Barros

    Mestre Cappelli,
    Sempre mto informativa sua coluna.
    Acho q o AS tem lenha p queimar ainda. Se pensarmos q veio de uma puta lesão, um ano parado, retorno contra um meio-médio q subiu como Nick Diaz (numa luta em que o brasileiro mostrou-se mto hesitante e teve uma atuação apenas razoável), daí mais um ano suspenso, e voltando (agora sim) contra um dos top 10 mais ativos dos médios, e q apesar de não ter punch talvez seja aquele com o boxe mais técnico e volumoso da categoria, a atuação do AS foi mto boa. A questão é q sempre fazemos expectativas tremendas a respeito do desempenho do AS. Ser um mito, um ídolo do esporte como ele é, traz, infelizmente, este tipo de ônus.
    Nesta luta de sábado, porém o Spider, ainda q hesitante em alguns momentos, foi mais contundente e esteve mto mais perto da vitória por finalização do que o inglês.
    Ressalto tb mais dois pontos q visualizo: a atuação do AS foi crescendo conforme a luta se estendia. Isso talvez seja o resultado da longa inatividade a q foi submetido. Ademais, AS esteve bem melhor no geral e menos hesitante q na luta contra o Nick Diaz q, nitidamente, tem um arsenal menor q o do Bisping.
    Ou seja, parece q há uma melhoria de desempenho progressiva do Aranha, e não duvidaria q esta crescente técnica e física continuasse conforme ele faça mais lutas. E quais seriam? Ótimos nomes: Dan Henderson, Belfort (se perder p o Jacaré) e o próprio Bisping numa revanche. O q vier, depois disso, é lucro. Abs!

  • Cesar Barros

    Mestre Cappelli,
    Apenas uma observação no lance do knockdown do Bisping em cima do AS no 2o round: o que vc chama de desequilíbrio inicial do Spider, eu penso q foi um golpe certeiro do Bisping q entrou enquanto o brasileiro tentava o contragolpe e se abaixava. Daí, o Bisping engrenou mais dois golpes em sequência q levaram o AS ao solo.
    Falo isso por uma tomada de câmera onde tive a nítida sensação de visualizar o tal 1o golpe, q mudaria a interpretação do AS ter escorregado naquele momento.
    Mas posso estar errado.
    Independentemente de qq coisa, se com escorregão ou não, Bisping merece os parabéns pois foi rápido e extremamente preciso nestes golpes. Abs!

    • Fernando Cappelli

      Então, dá a impressão que o primeiro golpe (o junto com o soco de direita do Spider) pegou de raspão. Mas de qualquer forma o Anderson se desequilibrou ali e o Bisping aproveitou a fração de segundo pra entrar com os outros dois golpes e garantir o knockdown.
      abs!

  • Leandro Luz Moreira

    Caro Cappelli,

    O que vc achou no quase nocaute no terceiro round?

    Alguns juízes brasileiros vieram a publico dizer que Herb Dean errou ao não dar o nocaute para o brasileiro, já que Bisping caiu quase apagado e precisou de ajuda para se levantar e prosseguir.

    No mais, com todos os porens do spider, ainda é foda ver uma luta dele. É um Ronaldinho Gaúcho que mesmo não sendo um Messi ainda tem seus momentos de genialidade.

    • Lukas Andrade

      A comparação com o Ronaldinho é excelente. Ambos tem seus problemas extra octógono/campo, mas numa luta/partida são verdadeiros gênios, apesar da idade que carregam nas costas, capazes de proporcionar grandes momentos que ficam na memória dos fãs. Mas fica a pergunta: quem seria o Messi do MMA?

    • Fernando Cappelli

      Acho que a questão não é nem se o Herb Dean estava certo ou errado. Mas o Bisping quis arbitrar a luta e quase se ferrou bonito. Só tem de tirar o foco do adversário quando o juiz determina, mesmo ele estando equivocado. Foi um knockdown. Se o Anderson tivesse mandado mais um ou dois golpes com o adversário no solo, teria vencido. São coisas da interpretação do momento.
      abs

  • Pestana

    Análise bacana e tal… Mas grandes lutadores de MMA, como Jon Jones, falaram (e com eles concordo plenamente) que Anderson não venceu porque não quis (leia-se isso como “não venceu porque sua arrogãncia o impedia de avançar e fechar o caixão). Vítima de si mesmo, amargou mais uma derrota. Depois foi falar de corrupção para pagar de exemplo moral! Tomanucu! (Palavra indígena que significa algo como… Ah! Quem se importa?…)

    • Neylon

      Compartilho do mesmo pensamento!

  • Bruno Conde

    Não digo que ele venceria “se quisesse”, só digo que a única maneira pela qual ele queria vencer era através de um nocaute pra botar no highlight. E isso lhe custou a luta.

  • George Cerqueira

    Sério mesmo que esses caras viram uma grande performance do Bisping? Será que alguém tem dúvidas que foi o A.S. que perdeu e não o Bisping quem ganhou? Basta olhar a cara de cada um dos lutadores após a luta e dizer qual foi o resultado dos árbitros. Não acho que A.S. merecesse a vitória, mas daí a dizer que Bisping teve uma grande performance é uma viagem total….kkkkk

    • Francisco Júnior

      Não dá para medir desempenho por cortes no rosto. GSP dominava os adversários por cinco rounds, mas saía com a cara toda quebrada. Veja como ficou a cara dele depois das lutas com Condit e Hendricks.

      Anderson não teve cortes no rosto, mas por exemplo sofreu dois knockdowns, que é algo muito significativo numa luta.

      • Shotokan Karate

        Procurei ate o tal “segundo knockdown” mas nao vi. Knockdown pra valer foi o que teve no 2 round.

    • Fernando Cappelli

      MMA não é disputa de quem sangra mais. Bisping adotou e manteve um padrão tático simples e eficiente durante cinco rounds contra um dos caras mais perigosos do esporte. Sofreu golpes pesados e quase perdeu a luta de bobeira. Mérito puro de um cara famoso pela irregularidade e que está sabendo achar o caminho para vencer.

    • Albert Tumenov

      Assiste os dois primeiros rounds

  • Francisco Júnior

    A luta foi sensacional. Também acho que Bisping teve uma atuação excelente. Mas ainda acredito que se Anderson entrasse para brigar e não para dar show, o resultado seria diferente. Percebo que as provocações só começam quando ele sente um golpe duro do adversário. Aí ele se transforma. Mesmo assim, ele ainda parece lutar com o pensamento de que vai nocautear a qualquer momento, como fazia até 2012. Mas aquele Anderson frio, incrivelmente ágil e com queixo duro não existe mais. Ele e sua equipe precisam absorver isso para a próxima luta.

    • Fernando Cappelli

      Justamente.

  • Rafael D.

    Voces acham que o Bisping ganhou o quarto assalto. Sinceramente, sem pachequismo, achei que o Anderson ganhou.

  • Rodrigo Tannuri

    O texto foi mais uma aula, só que a parte final foi ainda mais épica! Odeio a frase “não venceu, porque não quis”. E não poderia concordar mais, quando disse preferir enaltecer a gigante e sólida atuação do Bisping. Cappelli é GOAT!

    • Fernando Cappelli

      OSS, Rodrigão!

  • Shotokan Karate

    Grande Capelli e seus textos. Comentei no post anterior que o Spider teve 2 paradas de 1 ano e que isso poderia ter afetado na hora de ir definir o KO. Concordo quando tu falas em “tatica do Bisping” mas mesmo assim depois de mto rever a luta e afastando o lado fa do Spider e olhando como praticante de arte marcial nao vi ainda vitoria do Bisping. Capelli a superioridsde do Spider como lutador e gritante e isso ficou claro mesmo com ele enfrentando 2 paradas de 1 ano. Nos 3 ultimos rounds foram autenticas surras que o Anderson lhe aplicou e achei que dar a vitoria do Bisping foi premiar a mediocridade. Por mais que se tenha “tatica” quando se ha uma clara demonstracao de superioridade como houve por parte do Anderson deve ser lhe dada a vitoria. Haters do Spider em festa ate agora pelo que percebo.

  • Denilson Bezerra

    Nao é “pq não quis” mas se ele apertasse mais um pouco, venceria. As firulas e encostadas na grade sem sentido prático o impediram de ganhar! O que eu GOSTEI muito, continue sempre assim Anderson! Heheheheh

  • Realmente é visível que o corpo dele envelheceu, mas a mente ainda não. Por diversas vezes na luta ele até conseguiu executar bem o pêndulo e outras fintas porém na hora do contragolpe ele não tinha a mesma velocidade. Aquele cruzado meio overhand de direita passou no vazio em quase todas as tentativas.

    Não sei se meu coração aguenta ver mais lutas de Anderson Silva (foi tenso assistir essa última rs) mas ele ainda tem lenha pra queimar, e lenha de madeira nobre. Mas a questão é que realmente ele precisa adaptar o jogo à sua atual condição física, mas resta saber se ele estará disposto a isso. Já vimos até em situação extra luta que ele é meio cabeça dura e age sempre da forma que quer…

  • Gustavo Menor

    Capelli, você acha que uma equipe técnica inteligente ajudaria o Anderson? Eu não sei. Pois o cara não ouve e não respeita nada que os caras falam. Ele tá cagando pro córner, que trabalha mais pra massagear seu ego do que pra qualquer outra coisa.

    No mais, sempre preciso nas análises. Fantástico!

    • Fernando Cappelli

      A equipe dele tem ótimos profissionais, não entenda mal. Mas é o que você disse. Ele não ouve mais porra nenhuma do que falam. O ‘inteligente’ que sugeri é no sentido de fazer ele ver que não dá mais pra lutar como lutava há cinco, seis anos atrás. Não precisaria de mudanças técnicas radicais, mas tem de ter uma diretriz diferente, uma mudança de postura geral que o faria render mais e melhor. Não é fácil, mas se quiser se manter ativo por mais algum tempo, vai ser inevitável apostar nisso.
      abs

    • Gustavo Menor

      Certamente, são profissionais muito qualificados e com um ótimo histórico no esporte (De La Riva, Dórea e o próprio Feijão) porém o laço de amizade dos caras faz com que eles o tratem tipo quando o Shogun tava com Ninja no córner. Acho que o Anderson chegou em um patamar que acha que tá acima de quem o treina, aí qunando chega nesse ponto é complicado mudar algo.

      • Fernando Cappelli

        Concordo. E com certeza vai ser complicado.
        abs

        • Jp Mikelane

          esse é o mestre do Bruce Lee falando sobre a primeira luta de boxe da lenda…
          8°ep da serie no netflix…
          Qualquer semelhança creio que seja mera coincidência huahsuahsuas

          • Fernando Cappelli

            ahahahahah… muito boa!

          • Clayton Franceschetto

            Hey Mikelane, que série é essa?

          • Bruno Santos

            Que série é essa?

          • Jp Mikelane

            the legend of Bruce Lee lá no netflix

      • Renan Silva

        AS deveria ir treinar com o Greg Jackson

  • Marcos Andre Marujo de Andrade

    luta controversa ,pra mim ficou claro que Anderson perdeu 1 e 2 ganhou 3 e 5 o quarto podia ser de qualquer um , puxaram para o atleta da casa , quanto ao nocaute herb falou que bisping estava olhando para silva ,mentira ,caiu apagado,era pra ter terminado.silva muito superior ao inglês única coisa que chamou atenção nele foi a raça, fraquíssimo tecnicamente falando, Anderson se entrar focado, guarda fechadinha e parar com algumas brincadeiras tem muita lenha para queimar , não digo titulo ,pois para chegar lá teria que ter um chão que não tem . mas na trocação é o bicho!!

  • Marinho

    Capelli, tem uma outra questão que eu creio q não foi abordada c a devida importância: a pontuação dos juízes. Nota-se uma falta de critério. Como um juiz q marca 9 x 10 para Bisping em rounds inexpressivos, não marca 10 x 8 p AS no terceiro round?
    Outra: boto fé que o Spider já não é o mesmo, mas nota 10 para aquela luta de Bisping? Acho complicado.
    Abraço e até a próxima.

    P.S.: parabéns pelo material, gosto de MMA e não aguentava mais as matérias pelegas, pró-UFC do UOL esportes.

    • Hyuriel Constantino

      Sendo bem sucinto, é difícil aparecer um 10-8. Tem que ser uma dominância e tanto pra isso. 10-7 então… Só ouvi falar de um caso onde chegou a isso que foi na terceira luta de Edgar contra Maynard onde este deu tamanho atraso ao The Answer. Às vezes até acho que é subjetivo isso aí.

      • Thiago_NCO

        A ditadura do 10-9 já distorceu MUITOS resultados… Fico pensando se na cabeça dos juízes 10-8 seria uma facada na barriga, e 10-7 um headshot…

        • Hyuriel Constantino

          LMFAO!

    • Fernando Cappelli

      Venha sempre aqui que não tem pelegagem, Marinho.
      O critério de arbitragem depende de margem interpretativa, sempre é complicado mesmo.
      abs!

    • Albert Tumenov

      o Bisping vencia o round até o protetor cair, como vão dar 10-8 ? Nenhum site especializado deu 10-8 em nenhum round

  • João Washington

    Parabéns Cappelli pela ótima análise! Sou admirador do Bisping, apesar de uma ou outra bobagem que ele fala de vez em quando, tem uma grande história de vida e essa performance contra o Anderson mostra o quão trabalhador ele é. Quanto ao Spider, seria possível vc dizer algumas técnicas ou táticas que ele poderia acrescentar ou substituir no estilo de luta para adaptar-se à atual realidade? Abraço!

    • Fernando Cappelli

      João, sem acompanhar o cara de perto nos treinos e tudo mais fica mais difícil ser tão detalhista, e a gente tem de lidar com suposições e o que viu nas últimas apresentação. Nessa luta contra o Bisping, o Anderson pareceu estar com o gás bem em dia, mas ele deu uns vacilos de reflexo estranhos que não o fazia até algum tempo, quando a mira do cara parecia à laser. Outra coisa: ele perdeu fácil a meada do combate por querer ser mais irreverente do que contundente. Não conseguia impor um ritmo bom de contragolpes e respostas. Muita gente não gosta da luta contra o Nick Diaz, mas ali o Anderson foi coeso tática e tecnicamente no geral. Comedido, enxuto e preciso nos momentos certos Ali estava um primeiro lampejo de que a coisa poderia ser diferente. Mas a luta contra o Bisping retrocedeu muita coisa.
      abraço

  • Celso S

    Cappelli como sempre preciso nas análises! Uma curiosidade que veio na minha cabeça lendo a análise e falando da equipe: qual o placar de vitórias x derrotas dos lutadores que tem no corner o Dórea e equipe? Eu acho que está muito negativo, não? Abraço!

    • Ivan Dias Marques

      Dórea pode ser um ótimo técnico de boxe, mas deixa muito a desejar com HC, ainda mais no córner. Poderia muito bem ter dado a real e avisado ao AS para acabar com a luta já que ela tava equilibrada e o resultado era uma interrogação.

    • Ivan Dias Marques

      Dórea pode ser um ótimo técnico de boxe, mas deixa muito a desejar como HC, ainda mais no córner. Poderia muito bem ter dado a real e avisado ao AS para acabar com a luta já que ela tava equilibrada e o resultado era uma interrogação.

  • Willian Matos

    As pessoas têm dificuldade de ver o óbvio. Bisping vencia com facilidade até seu protetor cair. Daí em diante foi nocauteado e lutou no automático o resto da luta. Sem o episódio do protetor essa luta seria muito fácil pró inglês. Infelizmente a distração do inglês maculou uma vitória fácil.

  • Caio Abreu

    Cara a magnitude desse cara no esporte é monstra, é insana a forma como se reage a tudo que envolve o Anderson, confesso que não gosto muito dele, mas respeito demais sua habilidade e legado. estava tudo a favor dele, escolheram um cara que gosa de trocar, não procurou chão, e muitos chamavam de mão de alface, ví muito mérito no bisping, e na sua sede e dedicação pela vitoria, lutou bem demais e mandou nosso spider pra nockdown duas vezes, fez o volume como é de costume e no final das contas esta sendo colocado de lado por uma grande maioria, acho que cada um fez seu ali dentro e pronto. não ví alguém saindo menor pagou mas sim um cara que pagou o preço pela vitoria.

  • Lucas Toledo

    O questionamento que temos visto em alguns locais acerca de o Anderson ter vencido por ter feito um “estrago maior” que o Bisping se torna um argumento meio inválido, pois os moldes em que se dá a pontuação no MMA, felizmente ou infelizmente, é engessado. Felizmente porque, em tese, obrigaria o Anderson a buscar o nocaute no 5° round, haja vista a indecisão da luta no momento, pelo risco de estar empatada ou até mesmo um 3×1 Bisping. Infelizmente porque possibilita vermos, não raras vezes, lutadores fazerem uma luta controlada pra vencer por pontos, e muitas vezes eles, não ganha o que foi melhor na luta como um todo, mas em seus rounds, individualmente. Vale ressaltar, no entanto, que contra o Romero, Jacaré teria vencido a luta neste sistema de pontuação round a round, não só na minha visão, mas da absoluta esmagadora maioria. Romero venceu com sobra o primeiro round e só. Os outrosbdois foram do Jaca, independente de ter sido com menos vantagem. Mas o Romero acabou levando e perdendo pra sua própria desonestidade (ou inocência, como ele alega). De qualquer forma, vejo duas aplicações diferentes nestes casos. Pela regra, na minha visão, Bisping e Jacaré seriam os vencedores. Analisando a luta como um todo, Anderson e Romero.
    Bem é isso, há um tempo eu só lia, hj resolvi comentar, falei até mais que esperava. Abraços

  • Ivan Dias Marques

    Me impressionou o fato do Bisping e sua mão de algodão terem dado dois knockdowns em Anderson. Prefiro achar que, como qualquer lutador que chega a uma idade alta, o queixo começou a amolecer. A partir daí, penso que se ele pegar um cara de maior punch, vai dormir (de novo) se mantiver essa postura arriscada em determinados momentos.

    Lembro também da história dele ter ouvido a perna trincar. Lembro que Anderson deu dois ou três chutes de canhota na altura das costelas do Bisping e ele sentiu bastante. Mas, naquele momento, inexplicavelmente, Anderson parou de usar esse artifício. Chegou a chutar com a direita, baixo, em um movimento de angulação curta e sem muito dano ao inglês.

    Por fim, na hora não achei, mas vendo esse gif, foi o KO. Bisping ‘dobra’ a coluna, cabeça baixa, braços moles. Se não desacordou por uma fração de segundos, bateu, no mínimo, um papo com parentes que já partiram desse mundo. Ficou goiaba.

    abs!

  • Rodrigo Melo

    Talvez na kings daria certo.
    O Anderson precisa de um mestre e o Rafael é o cara.
    Como eles já brigarão no passado.
    Uma briga a mais ou a menos.
    Se o Anderson quer lutar mais ele tem que ficar mais humilde.
    Talento o bicho tem

Tags: , , ,