Edgar x Do Bronx: ruim pra eles, bom pra nós

Renato Rebelo | 31/03/2013 às 00:42

Eric Wisely sofrendo na chave de panturrilha

Confesso a vocês que balancei a cabeça negativamente ao descobrir que Charles do Bronx e Frankie Edgar chegarão às vias de fato no UFC 162.

Afinal, a arapuca armada por Sean Shelby colocou em rota de colisão dois dos meus lutadores favoritos.

De um lado, o humilde moleque-zica da Baixada Santista.

Do outro, o Chapolin Colorado, super valente contra adversários mais parrudos.

A fase de ambos ainda dá contornos dramáticos ao casamento.

O pequenino de Nova Jersey não tem seu braço levantado desde 2011, quando nocauteou Gray Maynard.

Mais uma mancha vermelha no cartel, a quarta consecutiva, pode ser um agente depressivo para o ex-campeão dos leves.

Já o aluno de Ericson Cardoso venceu apenas duas das últimas seis e pode acabar sendo vítima do machado afiado do carrasco se não emergir rápido.

No setor técnico, o problema logístico de Edgar o supera – e muito- em altura (13 cm) e em envergadura (5 cm).

A ameaça ainda porta jiu-jítsu heterodoxo, muita disposição, cotovelos afiados e não figura na lista dos 10 melhores pesos-penas do mundo.

Do Bronx, por sua vez, também não está com o burro na sombra e precisa dar cabo de um malandro briguento que não é quedado, nocauteado ou finalizado nem por decreto federal.

É inegável que a balança pende pro lado de Edgar, mas, a pressão que ambos levarão pro octógono no sábado, promete nos entregar um pega pra capar daqueles.

Abraços.

Tags: , ,