Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC on Fuel 7

Renato Rebelo | 18/02/2013 às 14:59

Com o UFC on Fuel TV 7 no passado, chega a hora desse pretensioso jornalista que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés do chão, dispensando confrontos improváveis e excluindo atletas já comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos:

Renan Barão x Dominick Cruz

Pela frase abaixo, o campeão dos galos não ficou boquiaberto com a performance do Barão potiguar. Que tal menos falação e mais fisioterapia nos joelhinhos baleados? Queremos unificação de cintos! Aqui é serviço dado. Assim que estiver saudável –provavelmente no inverno brasileiro- o “Dominator” volta ao octógono. Lutaça.

Nada realmente me preocupou (sobre Barão)… Fintas arruinam o jogo inteiro do Barão, na minha opinião… Ele vai ficar confuso quando entrar lá e tentar procurar por mim.

 

Michael McDonald x Brad Pickett

As mãos mais pesadas da categoria x aquele que é conhecido pelo apelido “Um Soco”. Veterano estabelecido x jovem prodígio. Soa divertido pra mim. McDonald recebe mais um desafio sólido e o inglês, fanático pelo Tottenham Hotspurs, busca reabilitação da derrota para Eddie Wineland.

 

Cub Swanson x Dennis Siver

Não tinha momento mais inoportuno para o aluno de Greg Jackson anotar quatro vitórias consecutivas. Pesos-leves graúdos descendo (Frankie Edgar, Anthony Pettis e Clay Guida), algozes ainda vivos na disputa (Ricardo Lamas e Chad Mendes)… Enfim, cenário hostil para o californiano. Uma alternativa é olhar para o recém-criado ranking do UFC e perceber que Dennis Siver está uma posição acima e também está em boa fase. Já dizia Martinho da Vila: “Devagarinho que a gente chega lá, se você não acredita você pode tropeçar”…

 

Gunnar Nelson x Pascal Krauss

Invicto em 11 lutas de MMA, faixa-preta de jiu-jítsu e caratê, medalhista no ADCC, carrasco de DeMarques Johnson e Jorge Santiago no UFC … Tá na hora de jogar o islandês aos leões, né? Nada disso, o patrão quer ir devagar com o jovem de 24 anos: “Ele é um garoto novo, teve sua primeira luta de três rounds no UFC. Não temos pressa. Ele tem muito tempo pela frente” – disse Dana White. Então, mais aquecimento pra “Gunni”. Que tal o “Panzer” alemão -que também vem de vitória? Ótimo par para um futuro evento no velho continente.

 

James Te Huna x Jimi Manuwa

“Grandão” pela vitória sobre Ryan Jimmo – a quarta consecutiva-, o “Homem de Preto” caçou repórteres logo que deixou o octógono londrino para fazer um pedido público: um adversário top 10 na próxima. Como grande parte dos meio-pesados que pertencem a esse clubinho estão agendados, surge uma solução pra não deixar Te Huna chupando o dedo: o “Poster Boy”. O invicto Manuwa é força crescente e já aleijou Kyle Kingsbury e Cyrille Diabate no UFC. Foi ventilado, inclusive, que os dois poderiam ser capitães da segunda edição do TUF Smashes – competição entre ingleses e australianos. Tudo a ver!

 

Renée Forte x Cristiano Marcello

Baseado no que vi contra Serginho Moraes no UFC 153, achei que o cearense fosse ser presa fácil para o veterano Terry Etim. Ele me provou errado, muito errado. Renée fez o inglês de gato e sapato, alardeando interessante evolução. Como recompensa pelo sacrifício de cortar de 23 kgs, por que não dar ao rapaz a chance de atuar em sua cidade natal? Fortaleza deve sediar a final do TUF Brasil 2, em 8 de junho… CM é popular no cenário nacional e também vem crescendo de produção. Boa pedida.

Tags: ,