Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC 238

Laerte Viana | 10/06/2019 às 02:50

Fala, galera!

É pedir muito que tenhamos um evento desse por mês? Card montado a dedo em Chicago, Illinois, com lutas casadas com um único propósito: entregar um show de alta qualidade. Objetivo alcançado de maneira impecável.

Para os fãs brasileiros, duas derrotas que afastaram as chances de termos um novo campeão masculino. Resultado que, automaticamente, confirmou o surgimento de um potencial fenômeno do MMA. Tivemos também uma campeã dominante encantando, prospectos se firmando na elite, pesos pesados fazendo feio (não me diga?), duelo de gerações e outros desdobramentos.

Bom, cortando o papo furado, vamos ao que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do UFC 238:

1num

Henry Cejudo x Aljamain Sterling 

Henry Cejudo, é, definitivamente, um monstrinho fora da curva. Ouro olímpico, duplo campeão do UFC, triunfo contra o até então imbatível Demetrious Johnson e nocautes contra TJ Dillashaw e Marlon Moraes, dois dos melhores galos do mundo na atualidade. Está bom ou quer mais?

Com o eminente fim do peso mosca, a tendência é que Cejudo defenda seu posto até 61kg contra o embalado Aljamain Sterling, que foi soberano ao bater Pedro Munhoz com atuação digna de aplausos – talvez a melhor de sua carreira.

Apesar do vontade do Mensageiro em ir atrás do campeão dos penas, acho difícil que a ideia se concretize, principalmente se Max Holloway confirmar o favoritismo contra Frankie Edgar. E acreditar no retorno de Dominick Cruz, desafiado pelo novo champs, é ter uma esperança positiva demais.

NUM_2

Valentina Shevchenko x Katlyn Chookagian

Tarefa inglória encontrar alguma mulher com 57kg capaz de tirar Valentina Shevchenko. A limitada Jessica Eye, beneficiada pela escassez do peso mosca feminino, sequer foi competitiva. De quebra, terminou estirada após um lindo e brutal chute alto de Bullet.

No primeiro duelo da noite, Katlyn Chookagian passou por Joanne Calderwood na eliminatória pelo title shot. Com prêmio, deve ser a próxima vitima, digo, oponente de Shevchenko.

NUM3

Tony Ferguson x campeão peso leve

Não foi dessa vez que descobrimos qual é o antídoto contra Tony Ferguson. Magistral mais uma vez, desfigurou o rosto de Donald Cerrone para alcançar seu 12º resultado positivo em sequência e manter seus quase oito anos de invencibilidade.

O futuro de Ferguson, na teoria, é bem claro: pegar o vencedor de Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier, que definirão o número do peso leve. Na prática, pode ser ultrapassado por um certo irlandês. Enfim, vou acreditar no bom senso de vermos El Cucuy brigando pelo ouro.

NUM4

Petr Yan x Marlon Moraes 

Petr Yan, além de talentosíssimo, mostrou ter estrela ao virar os dois primeiros rounds no segundos finais de cada, após levar desvantagem diante de um quase impecável Jimmie Rivera. Em 12 meses, cinco vitimas no Ultimate e lugar garantido no top 5 dos galos. Ascensão meteórica da estrela russa.

Para disputar a cinta de ouro, Yan terá que passar por mais uma rodada. E Marlon Moraes, apesar do revés, tem totais condições de continuar sonhando com o título. Sendo assim, que tal um convite para a violência com Marlon e Yan saindo na mão? Apenas casem essa luta!

Casamentos extras: 

  • Para a surpresa de ninguém, Tai Tuivasa e Blagoy Ivanov protagonizaram um show de horrores na abertura da porção principal. Um pouco menos sofrível, o ex-WSOF foi superior e venceu a segunda na casa. De qualquer forma, não merece destaque e muito menos será alçado a voos maiores. Sendo assim, Ivanov contra quem levar a melhor entre Alexey Oleynik x Walt Harris está de bom tamanho.
  • Como previa o script, Tatiana Suarez confirmou seu enorme favoritismo frente a esforçada Nina Ansaroff, aplicando um vareio nos dez minutos iniciais. Apesar do triunfo, o quinto em sequência, ficou uma impressão dúbia no terceiro round, quando a vencedora do TUF 23 teve uma notável queda de rendimento. Se foi um ponto fora da curva ou não, vamos descobrir quando Tatiana bater de frente com a campeã Jessica Bate-Estaca.
  • Mais uma troca de bastão bem sucedida. Calvin Kattar, integrante da nova geração dos penas, deu cabo do veterano Ricardo Lamas ainda na etapa inicial. Com três nocautes na casa e agora no top 10, Kattar se coloca em destaque na divisão. E enfrentar o perdedor de Mirsad Bektic x Josh Emmett, que rola em julho, é um teste na medida para conseguir seu bilhete rumo à nata.

Amigos, me ajudem com os destinos de Jessica Eye, Donald Cerrone, Jimmie Rivera, Pedro Munhoz e companhia? Mandem bala!

  • Mauro

    Eu daria uma segurada no Cejudo, pois dia 27 é logo ali, e se Frankie “surpreender” ao mundo (a mim, não), e aos “especialistas” (não sou especialista), esta luta tem tudo para acontecer. Digo isto porque o Cejudo já vinha provocando ao Frankie durante as promoções da luta com Moraes. Como Cejudo pede o “campeão dos penas”, e não ao “Holloway”, creio que em seu coração há a esperança de Edgar ser o campeão, pois ele não enfrentaria um cara de 1,80 de altura, desafios tem limite.

    Cerrone x Gellispie/Felder;
    Rivera x Lineker, ganhando ou perdendo seu próximo combate.
    Pedro Munhoz x Alguém que esteja interessado a entrar no ranking.

  • Francisco Borja

    Henry Cejudo x Aljamain Sterling
    Marlon Moraes x Petr Yan
    Valentina Shevchenko x vencedora de Roxanne Modafferi x Liz Carmouche
    Jessica Eye x Jennifer Maia
    Tony Ferguson x Donald Cerrone II ou Tony Ferguson x vencedor de Khabib Nurmagomedov x Dustin Poirier e Donald Cerrone x Gregor Gillespie
    Jimmie Rivera x vencedor de Alejandro Perez x Song Yadong
    Blagoy Ivanov x vencedor de Alexey Oleynik x Walt Harris
    Tai Tuivasa x Sergey Pavlovich
    Tatiana Suarez x Jessica Andrade
    Nina Ansaroff x Michelle Waterson
    Pedro Munhoz x vencedor de John Lineker x Rob Font
    Alexa Grasso x vencedora de Cláudia Gadelha x Randa Markos
    Calvin Kattar x perdedor de Mirsad Bektic x Josh Emmett
    Ricardo Lamas x vencedor de Kevin Aguilar x Dan Ige
    Yan Xiaonan x Karolina Kowalkiewicz
    Angela Hill x Hannah Cifers
    Darren Stewart x Trevor Smith
    Bevon Lewis x Keith Berish
    Eddie Wineland x Luke Sanders
    Grigory Popov x Andre Soukhamthath
    Katlyn Chookagian x perdedora de Roxanne Modafferi x Liz Carmouche
    Joanne Calderwood x vencedora de Alexis Davis x Viviane Araujo

  • Daniel Piva

    Se o Cejudo defender o cinturão até os 57kg, quem é o bola da vez?

    • Alyson D’Gramont

      Provavelmente o vencedor de Jussier Formiga x Joseph Benavidez

  • Alyson D’Gramont

    – Henry Cejudo x Aljamain Sterling
    – Marlon Moraes x Cody Garbrandt
    – Pedro Munhoz x vencedor de John Lineker x Rob Font
    – Petr Yan x vencedor de Rafael Assunção x Cory Sandhagen
    – Jimmie Rivera x perdedor de Rafael Assunção x Cory Sandhagen
    – Tony Ferguson x vencedor de Khabib Nurmagomedov x Dustin Poirier
    – Donald Cerrone x Justin Gaethje
    – Calvin Kattar x vencedor de Josh Emmett x Mirsad Bektić
    – Ricardo Lamas x Shane Burgos
    – Blagoy Ivanov x vencedor de Aleksei Oleinik x Walt Harris
    – Tai Tuivasa x Juan Espino Dieppa

    – Valentina Shevchenko x vencedora de Liz Carmouche x Roxanne Modafferi
    – Katlyn Chookagian x perdedora de Liz Carmouche x Roxanne Modafferi
    – Joanne Calderwood x Paige Van Zant
    – Jessica “Bate-Estaca” Andrade x Tati “Quebra-Barraco” Suarez
    – Nina Ansaroff x Weili Zang
    – Alexa Grasso x Carla Esparza
    – Karolina Kowalkiewicz x Marina Rodriguez

    • Francisco Borja

      Bicho, cê não acha que não faz muito sentido casar um cara que vem de três derrotas seguidas com um adversário que acabou de disputar o cinturão e dar a Joanne Calderwood pra uma menina que vem de duas derrotas em três lutas? Tipo, sei lá, acho que se fosse dar alguém da parte de baixo do top 15 pra JoJo faria mais sentido a Maycee Barber ou a vencedora de Andrea Lee x Montana de La Rosa

      • Alyson D’Gramont

        O Cody Garbrandt vem de três derrotas mas foi o campeão da categoria e é o sexto do ranking, e agora que não vai disputar o cinturão denovo tão cedo, o que o Marlon precisa procurar são lutas economicamente viáveis pra ele. Ja no caso da luta da Calderwood x Van Zant, a Calderwood tbm não vem de uma fase magnífica não, ela perdeu 3 dos últimos 5 embates.

        • Mauro

          Com a boa possibilidade de Sterling se tornar campeão, acredito que Marlon deva pegar o Petr para pular fila.

          • Alyson D’Gramont

            Aí é que tá… o Marlon já lutou com os dois (Sterling e Cejudo), e mesmo que o Marlon tenha ganhado do Sterling o UFC não iria casar denovo essa luta tão cedo; e se na próxima rodada, se o Petr Yan ganhar denovo, provavelmente ele vai pegar o vencedor de Henry Cejudo x Aljamain Sterling, principalmente por causa de interesses econômicos do UFC… na verdade, tbm não duvidaria se o Petr Yan furasse a fila e já pegasse o Henry Cejudo na próxima rodada.

          • Francisco Borja

            Pô, mas aí é o normal, né… O cara não vai ter uma revanche imediata e nem é um Conor McGregor pra vencer uma luta e já ter um title-shot, fora que o peso galo tem bastante concorrência

          • Mauro

            Não acho que o UFC se recusaria a dá uma revanche ao Marlon caso o Sterling fosse campeão. Marlon é pupilo do Frankie, que é querido do Dana. E mais importante, o Marlon é querido do público. O ruim mesmo é se o Cejudo se manter campeão, ai o Marlon precisará de uma três vitórias contundentes para disputar o cinturão de novo. Quem sabe, até lá, TJ já até voltou…

        • Francisco Borja

          Sim, beleza que a JoJo não tá bem, mas acho que não faz muito sentido dar uma top 10 pra alguém que não tá bem, faria mais sentido aproveitar a fragilidade da Calderwood pra promover a Maycee Barber, por exemplo… E cara, tenho lá minhas dúvidas se o Marlon é tão carta fora do baralho assim, ele é muito bom e não sei se faria muito sentido pra ele e nem pro Garbrandt essa luta. É só no achometro mesmo, mas acho que o Cody precisa urgentemente de alguém menos ranqueado do que ele, talvez até alguém fora do top 10. fora que ele é um ex-campeão, mas não fez sequer uma defesa do cinturão

  • Sergio Araujo

    Dana disse que o peso mosca segue vivo pelo menos por enquanto. Dessa forma acho que o mais correto é Cejudo x vencedor de Formiga x Benavidez.

    Neste caso Sterling x Yan definem o próximo contender e sobra Morais x Munhoz, muito sentido pro card de São Paulo.

    Se Ferguson não pegar TS, a única alternativa que sobra é Ferguson x Gaethje.

    Cerrone x Barboza
    Rivera x vencedor de Lineker x Font.

    • Tiago Nicolau de Melo

      Cerrone já venceu o Barboza, não acho que merece repeteco.

  • André Vilhena

    Acho que rola um Ferguson x McGregor, eles querem que o irlandês dispute o cinturão e se ele vencer o el cucuy….

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Instagram