UFC 237: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 10/05/2019 às 10:11

A Cidade Maravilhosa recebe, pela décima vez, o octógono mais conhecido do mundo. Os fãs presentes na Jeunesse Arena irão assistir o retorno de Anderson Silva lutando no Brasil após sete anos, além de um duelo explosivo entre José Aldo e Alexander Volkanovski  e a disputa de título entre Rose Namajunas e Jessica Andrade.

O card do UFC 237, que acontece neste sábado, a partir de 18h15 (horário de Brasília), é o segundo da empresa presidida por Dana White no Brasil em 2019.

Depois de Ronda Rousey e Bethe Correia (UFC 190), Amanda NunesRaquel Pennington (UFC 224),  chegou a vez de Rose Namajunas e Jessica Andrade encabeçarem um card de PPV em terras cariocas.

Indo para sua segunda defesa de título, ‘Thug Rose’ aceitou lutar longe de seu ‘quintal’ para encarar a brasileira em território hostil. Com duas brilhantes atuações contra Joanna Jędrzejczyk, a campeã terá mais um grande teste pela frente.

Do outro lado do córner, Jessica Andrade terá a segunda oportunidade de se tornar campeã mundial. A ‘Bate-Estaca’ conta não só com apoio da torcida brasileira, mas também, com o favoritismo nas casas de aposta.

No co-main event, Anderson Silva vai para sua 45º luta no MMA. A lenda brasileira não lutava no país, desde o triunfo sobre Stephan Bonnar, no UFC 153. O ‘Spider’ medirá forças com Jared Cannonier.

A terceira luta mais importante da noite, um grande duelo na divisão dos penas. O ex-campeão José Aldo encara Alexander Volkanovski. A lenda brasileira quer emendar a terceira vitória seguida, para quem sabe, garantir uma última luta pelo cinturão.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

David Carvalho: Acredito que Rose vai usar muito da movimentação para essa luta, mas a brasileira tem muita pressão e punch para encontrar a americana. Bate-Estaca vence por TKO.

Felipe Paranhos: Namajunas, decisão.

João Vitor Xavier: Rose, decisão.

Laerte Viana: A força física de Jéssica pode ser o diferencial nessa disputa, com Rose querendo evitar medir forças na luta agarrada. Em pé, é o clássico volume x potência. Geralmente escolho a primeira opção, mas a desafiante vem lapidando sua trocação, que já conta com uma força incomum para a divisão. Bate-Estaca nocauteia.

Leo Salles: Andrade, TKO.

Lucas Carrano: Namajunas, TKO.

Lucas Rezende: Rose, finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Rose Namajunas é perigosa em pé e mais técnica que Jessica. A brasileira tem a mão pesada que se entrar é um abraço. Mas em um duelo de cinco rounds, dificilmente Jessica irá ficar dependendo de um golpe. Se lutar com inteligência e usando o seu carro-chefe (jogo de quedas), a brasileira tem tudo para fazer história. Explorando o ponto fraco da campeã, Jessica vai fazer a alegria da galera. Bate-Estaca, TKO.

Renato Rebelo: Jessica, decisão.

Rodrigo Tannuri: Andrade, TKO.

Thiago Sampaio: Namajunas, decisão.

David Carvalho: Anderson é bem superior, mas vou com os números. Canonier vence na decisão.

Felipe Paranhos: Anderson, decisão.

João Vitor Xavier: Cannonnier, KO.

Laerte Viana: Cannonier não tem jogo pra controlar Anderson no chão, então a peleja deve ser disputada em pé. E aí existe um abismo entre os dois, mesmo com todas as circunstâncias atuais. Entre técnica x força, fico sempre com a primeira opção. Aliás, fim do jejum de nocautes do ex-campeão: Spider nocauteia.

Leo Salles: Anderson, decisão.

Lucas Carrano: Anderson, TKO.

Lucas Rezende: Cannonier, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Duelo para lá de esquisito. Anderson tem que tomar muito cuidado com a mão de Cannonier, se entrar, ele vai cair. Apesar da idade e desvantagem física, Spider mostrou contra Adesanya que ainda tem condições de ser competitivo e ter boas atuações. Na base da estratégia, Anderson nocauteia.

Renato Rebelo: Anderson, TKO.

Rodrigo Tannuri: Anderson, decisão.

Thiago Sampaio: Anderson, decisão.

David Carvalho: José Aldo nunca evoluiu tanto em seu jogo como agora nessa “teórica” final de carreira. Aldo nocauteia.

Felipe Paranhos: Aldo, decisão.

João Vitor Xavier: Volkanovski, KO.

Laerte Viana:  Não acredito que Volkanovski vai conseguir impor seu jogo na luta agarrada, portanto terá que trocar. Em pé, por mais que mantenha um bom ritmo de pressão, a qualidade pende para o lado de Aldo, que tem uma trocação mais lapidada e pode explorar as brechas defensivas do gringo. Aldo, decisão.

Leo Salles: Aldo, decisão.

Lucas Carrano: Aldo, decisão.

Lucas Rezende: Volkanovski, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Luta perigosa para o ex-campeão, porém, Aldo é superior em todas áreas. Lutando sem se expor muita e na base da inteligência, a lenda deve emplacar a trinca no octógono. Aldo, decisão.

Renato Rebelo: Aldo, decisão.

Rodrigo Tannuri: Aldo, decisão.

Thiago Sampaio: Aldo, TKO.

David Carvalho: Casamento que estou bem curioso, Diego Ferreira vem em boa fase, mas estou sentindo que Massara surpreende e vence na decisão.

Felipe Paranhos: Diego, decisão.

João Vitor Xavier: Ferreira, TKO.

Laerte Viana: Massaranduba pode surpreender em pé, área na qual Diego oferece brechas, principalmente na curta distância. Contudo, imagino que o CDF vai evitar trocar sopapos e adotar estratégia cautelosa para cansar o rival, que costuma cair de rendimento nos rounds finais. Sem nenhuma convicção, uma vez que o sempre querido Massara adora surpreender, vou de Diego Ferreira por decisão.

Leo Salles: Ferreira, decisão.

Lucas Carrano: Carlos Diego, decisão.

Lucas Rezende: CDF, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Um dos combates mais equilibrados da noite. Acredito que Carlos Diego deve controlar as ações durante os três rounds. CDF, decisão.

Renato Rebelo: Carlos Diego, decisão.

Rodrigo Tannuri: CDF, decisão.

Thiago Sampaio: Carlos Diego, decisão.

David Carvalho: Guida é um lutador em momento de aposentadoria, mas BJ já devia estar aposentado. Clay Guida via TKO.

Felipe Paranhos: Guida, TKO.

João Vitor Xavier: BJ, finalização.

Laerte Viana: Completamente desnecessária essa luta. Guida nocauteia.

Leo Salles: Guida, TKO.

Lucas Carrano: BJ Penn, finalização.

Lucas Rezende: Guida, finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Amo os dois lutadores, porém, esse duelo irá para ocorrer pelo menos uns 10 a 12 anos atrás. Guida mesmo em fim de carreira se mostra competitivo, já BJ não demonstra isso e deve amargar a sétima derrota seguida. Guida, TKO.

Renato Rebelo: Guida, TKO.

Rodrigo Tannuri: Guida, TKO.

Thiago Sampaio: Guida, TKO.

David Carvalho: Luta complicada de palpitar, mas vou com a pujança de Warley na decisão.

Felipe Paranhos: Warlley, decisão.

João Vitor Xavier: Warlley, decisão.

Laerte Viana: Serginho, mais uma vez, vai ter dificuldades para colocar seu excelente jiu-jítsu em prática contra Warlley Alves, que também se destaca no arte suave. Em pé, leve vantagem para o campeão do TUF Brasil 3, que tem como ponto fraco a resiliência em lutas que se prolongam. Com cara de luta sem grandes emoções, Warlley leva por pontos.

Leo Salles: Warlley, decisão.

Lucas Carrano: Serginho, finalização.

Lucas Rezende: Warlley, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Luta bem equilibrada, a juventude e força de Warlley podem pesar nesse combate. Acho que ambos vão acabar se anulando na luta de agarrada, ou seja, o duelo deve permanecer em pé. Se Warlley conseguir segurar o gás levará toda a vantagem. Warlley, decisão.

Renato Rebelo: Warlley, decisão.

Rodrigo Tannuri: Warley, decisão.

Thiago Sampaio: Serginho, decisão.

Restante do card:

Thiago Alves x Laureano Staropoli
Rogério Minotouro x Ryan Spann
Thiago Moises x Kurt Holobaugh
Irene Aldana x Bethe Correia
Luana Carolina x Priscila Pedrita
Raoni Barcelos x Carlos Huachin

Ranking dos colunistas:

1- Leo Salles: 37-21 (63,7%)
2 – Felipe Paranhos: 36-22 (62%)
2 – João Vitor Xavier: 36-22 (62%)
3 – Renato Rebelo: 35-23 (60,3%)
3 – Thiago Sampaio: 35-23 (60,3%)
4 – Rodrigo Tannuri: 33-25 (56,8%)
5 – Lucas Rezende: 32-26 (55,1%)
5 – Luiz Fernando Ferreira: 32-26 (55,1%)
6 – Laerte Viana: 31-27 (53,4%)
6 – Lucas Carrano: 31-27 (53,4%)
7 – David Carvalho: 28-30 (48,2%)

  • Rogerio Troy

    Lucas Carrano: Namajunas, TKO.

    Pegou pesado hein? Impossível de acontecer, só se for TKO por lesão, a Jéssica quebrar a mão ou a perna.

    • Luiz Antonio Felisberto

      Acho que ele deve ter levado em conta o melhor controle posicional devido ao Jiu. Eu também acho que a Rose vence, mas por finalização.

      • Rogerio Troy

        Se a Rose vencer, será por decisão.

  • Saulo Henrique

    Warlley tko, por favor. Serginho é muito mala. Pqp. Rose finaliza

  • Santiago

    Luta fácil de ganhar um dinheirinho nas casas de apostas essa do BJ Penn hein. Guida facil

  • Douglas Karpinski

    Rose é uma ótima campeão, bate estaca tambem é uma ótima lutadora, mas a americana é mais completa, acho que vence por decisão, AS vence essa, e na minha opinião a luta do Aldo é mais complicada, mas vou de Aldo….

  • Alyson D’Gramont

    – Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca = Jéssica, KO
    – Jared Cannonier x Anderson Silva = Anderson, DEC
    – José Aldo x Alexander Volkanovski = Volkanovski, KO
    – B.J. Penn x Clay Guida = Empate
    – Sérgio Moraes x Warlley Alves = Warlley, DEC
    – Antonio Rogério Minotouro x Ryan Spann = Minotouro, KO

  • Paula Razuk Oliveira

    oi

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Instagram