UFC 236: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 12/04/2019 às 18:35

Neste sábado (13), Atlanta recebe a edição do UFC 236. Na State Farm Arena, duas disputas de título interino vão estremecer o octógono mais famoso do mundo. Max Holloway e Dustin Poirier se encontram pelo cinturão até 70kg, no combate principal da noite. Enquanto, Kelvin Gastelum Israel Adesanya duelam pelo ouro dos médios.

O card ainda conta com o duelo brasileiro entre Wilson Reis e Alexandre Pantoja na divisão dos moscas. O UFC 236 terá início a partir das 18h45 (horário de Brasília).

Buscando fazer história, Max Holloway que é o atual campeão peso-pena do Ultimate, tenta se tornar mais um campeão ‘duplo’ da organização. O havaiano não sabe o que é sair derrotado do octógono, desde agosto de 2013.

Do outro lado do córner, Dustin Poirier vem de oito triunfos em seus últimos 10 combates. O retorno do “Diamante” a divisão dos leves vem demonstrando avassalador, já que nessa sequência possui cinco nocautes.

No co-main event, Kelvin Gastelum que lutaria pelo título linear no UFC 234, mas uma lesão de Robert Whittaker cancelou o combate, pode ser mais um campeão de TUF a conquistar um cinturão do UFC.

Pelo lado do nigeriano, Israel que está invicto no MMA com 16 lutas, vem de vitória sobre Anderson Silva. O “The Last Stylebender” pode ser o segundo africano a conquistar um título no octógono.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

David Carvalho: Já me compliquei muito indo de Poirier, acredito que Max, mesmo mais pesado, virá rápido e com o volume que conhecemos. As chances do americano é o jogo de finalizações, que acredito que não vai conseguir imprimir sobre o havaiano. Aposto no próximo Champ ChampMax Holloway por TKO.

Felipe Paranhos: Queixo de Max tende a melhorar na categoria de cima. Volume e queixo batem potência. Holloway, TKO.

João Vitor Xavier: Poirier, decisão.

Laerte Viana: Por mais que Poirier seja um striker bastante polido, vejo o volume de Holloway como algo bem difícil para ser superado, ainda mais em lutas de cinco rounds. A mudança de categoria pode influenciar no jogo do campeão peso pena? Pode, mas ainda assim vou com o que considero mais completo da dupla. Holloway, decisão.

Leo Salles: Holloway, decisão.

Lucas Carrano: Holloway, decisão.

Lucas Rezende: Tudo que Poirier tem a seu favor, a esta altura, é uma vitória de sete anos atrás sobre um Holloway que fazia sua estreia no UFC em cima do laço, e com apenas quatros lutas profissionais no cartel. Desde então, a evolução do havaiano impressionou muito mais que a do algoz. Holloway por TKO

Luiz Fernando Ferreira: Holloway se tornou um lutador muito melhor que é Poirier, desde o primeiro encontro. O volume e pressão do campeão dos penas irá pesar nos leves, também. Mais um campeão duplo pela frente: Holloway, TKO.

Renato Rebelo: Holloway, TKO.

Rodrigo Tannuri: Holloway, decisão.

Thiago Sampaio: Holloway, TKO. 

David Carvalho: Gastelum tem o jogo da média para a curta distância e tendo o Wrestling como suporte, acho difícil ele derrubar e dominar Adesanya. O nigeriano evoluiu muito na defesa de quedas, usará da movimentação e distância para pontuar por toda a luta. Vou de “The Last StyleBender” na decisão.

Felipe Paranhos: Hype à parte, Adesanya tem potencial e movimentação pra mastigar Gastelum. Como não creio em Kelvin vencendo um duelo de cardio, fico com o nigeriano. Adesanya, TKO.

João Vitor Xavier: Adesanya, KO.

Laerte Viana: Gastelum terá trabalho para encurtar a distância e derrubar Adesanya. Aliás, acho bem improvável que a luta vá para o chão. E, em pé, por mais que o americano tenha uma mão esquerda perigosíssima, não dá para comparar as credenciais. Adesanya leva por pontos.

Leo Salles: Adesanya, decisão.

Lucas Carrano: Adesanya, decisão.

Lucas Rezende: Adesanya é a atual sensação da categoria e Gastelum sofre a sina de ser a eterna zebra em uma carreira muito mais testada do que a de Israel. Apesar das credenciais e talento do Style Bender falarem por si só, aposto na mais vasta experiência e superioridade na luta agarrada de Kelvin. Gastelum finaliza.

Luiz Fernando Ferreira: Aqui irei remar contra a maré. Apesar de Adesanya ter todas a ferramentas e características de que pode se tornar um campeão dominante, Gastelum tem jogo e experiência para derrotá-lo. Na base da estratégia do mestre Rafael Cordeiro, o Campeão do TUF 17 vai botar para baixo e ganhar esse combate. Gastelum, finalização.

Renato Rebelo: Adesanya, decisão.

Rodrigo Tannuri: Adesanya, TKO.

Thiago Sampaio: Adesanya, decisão.

David Carvalho: Anders é mais promissor, tem coração para suportar batalhas. Precisando muito desta vitória, Eryk Anders conquista a decisão dos jurados.

Felipe Paranhos: Anders pode não ser um craque, mas sabe bem de fintar e levar Rountree pro chão. Fará isso. Anders, finalização.

João Vitor Xavier: Anders, decisão.

Laerte Viana: Khalil Rountree bate pesado e é perigoso em pé, mas tem um jogo bastante unidimensional. Anders, além de também ter poder nos punhos, tem um jogo sufocante de pressão e bom nível no wrestling, justamente o Calcanhar de Aquiles do rival. Fico com o mais versátil. Anders nocauteia.

Leo Salles: Rountree, TKO.

Lucas Carrano: Anders, TKO.

Lucas Rezende: Anders sempre se entrega até demais em seus combates, mas creio que as últimas derrotas o deixaram mais atento. Rountree é um striker unidimensional e alguém como Eryk deve ser capaz de lidar com esta ameaça. Anders por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Luta onde não se dá para confiar em nenhum dos dois lutadores. Acredito que Anders consegue colocar essa luta no solo e resolver por lá. Se Eryk não resolver inventar muito tem tudo para vencer finalizando. Anders, finalização.

Renato Rebelo: Rountree, TKO.

Rodrigo Tannuri: Anders, decisão.

Thiago Sampaio: Anders, decisão.

David Carvalho: Se a categoria dos meio-pesados é rasa, ela conta com um belo porteiro do top 10 que está ali para realmente atrapalhar. Nikita Krylov terá que rebolar para passar pelo Vodu de OSP, vou no Bruxo do Tannuri, Ovince St.Preux por TKO.

Felipe Paranhos: Krylov é o lutador medíocre mais sortudo do UFC. Embora OSP tenha sido hypado injustamente em tempos passados, ele tinha e tem recurso de sobra pra vencer Krylov. OSP, KO.

João Vitor Xavier: Krylov, KO.

Laerte Viana: Krylov tem boas qualidades em pé e no chão, mas sempre trava quando enfrenta adversários do pelotão de cima. St-Preux, por sua vez, já virou o fio e há tempos não tem atuações convincentes. Jogando a moeda para cima, aposto que o ucraniano terá mais volume de jogo. Krylov vence na decisão.

Leo Salles: Krylov, TKO.

Lucas Carrano: OSP, finalização.

Lucas Rezende: Combate entre freaks. OSP levou a primeira com seu famigerado Von Flue Choke, mas atravessa uma péssima fase atual. Krylov parecia uma promessa interessante, mas até agora não vingou, entretanto, darei mais uma chance ao ucraniano. Nikita por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Que revanche freak da porra. Nikita mostrou evolução, porém, irei dar o último voto de confiança em Ovince. Assim como no primeiro combate, OSP finaliza.

Renato Rebelo: Krylov, decisão.

Rodrigo Tannuri: OSP, decisão.

Thiago Sampaio: OSP, finalização.

David Carvalho: O ex-desafiante precisa muito continuar vencendo, vem de uma vitória que tirou o amargo de uma sequência de três derrotas, Reis é mais experiente e tem o jogo de chão como diferencial, vou apostar que ele conseguirá se impor sobre Pantoja. Wilson Reis vence na decisão.

Felipe Paranhos: Neste duelo com cara de mata-mata pelo emprego, vou em quem está mais próximo do auge. Pantoja, decisão.

João Vitor Xavier: Reis, decisão.

Laerte Viana: Pantoja é bom o suficiente para resistir as investidas de Wilson Reis no chão, conduzindo a luta em pé, área na qual leva vantagem. A maior envergadura também favorece o carioca. Pantoja, decisão.

Leo Salles: Reis, decisão.

Lucas Carrano: Reis, decisão.

Lucas Rezende: Combate entre moscas bem nivelados e de difícil prognóstico. Pantoja impressiona, mas falta mais currículo para me convencer de que pode passar por alguém tão testado quanto Wilson. Posso queimar a língua, mas vou de Reis por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Reis tem toda experiência para levar o combate, mas o momento de Pantoja é superior e acho que isso irá pesar no duelo brasileiro. Pantoja, decisão.

Renato Rebelo: Pantoja, decisão.

Rodrigo Tannuri: Reis, decisão.

Thiago Sampaio: Pantoja, decisão.

Restante do card:

Alan Jouban x Dwight Grant
Jalin Turner x Matt Frevola
Max Griffin x Zelim Imadaev
Salmon x Khalid Taha
Curtis Millender x Belal Muhammad
Montel Jackson x Andre Soukhamthath
Lauren Mueller x Poliana Botelho
Brandon Davis x Randy Costa

Ranking dos colunistas:

1 – Felipe Paranhos: 28-14 (66,6%)
2 – João Vitor Xavier: 27-15 (64,2%)
2 – Thiago Sampaio: 27-15 (64,2%)
3 – Leo Salles: 26-16 (61,9%)
3 – Lucas Rezende: 26-16 (61,9%)
3 – Rodrigo Tannuri: 26-16 (61,9%)
4 – Luiz Fernando Ferreira: 25-17 (59,5%)
5 – David Carvalho: 24-18 (57,1%)
5 – Renato Rebelo: 24-18 (57,1%)
6 – Laerte Viana: 23-19 (54,7%)
6 – Lucas Carrano: 23-19 (54,7%)

  • Tiago Nicolau de Melo

    My bets:
    Vejo Max sendo jantado com mais facilidade do que o Dustin pelo Nurma, mas ness a revanche vou de Havaiano.

    Israel via massacre.
    Rountree leva.
    OSP bem que podia nos presentear com uma finalização “diferente”, já que vai vencer.
    Pantoja vence Reis numa split-decision.

  • Carlos Teixeira

    Holloway, no momento, é muito, mas muito mais lutador que o Poirier. Só perde se tiver um desempenho nos 70 kg muito diferente do que realizou na categoria de baixo ( Atualmente quem tem subido tem melhorado em muito o desempenho, vide whitaker, marreta, gastelum etc..). Max, mantendo a performance, atropela, passa o carro, e será um grande oponente para kabiba. Nos médios, estou curioso para ver o desfecho. Não acho fácil o prognóstico devido aos estilos e biotipos diferentes de lutadores. Alem de que, Adesanya tem o maior desafio até hoje, antes venceu caras fora do top. Veremos como se apresenta. Gastelum aparentemente tem uma nota de corte ( foi finalizado pelo decadente pós usada Weidman). Acredito que o Stylebender tem mais a mostrar, mais técnico em pé, apesar de aparentemente ter dificuldade se for quedado e mantido no chão ( Como fez o mediano Marvin Vetori), tem movimentação e encaixe técnico ruim para Kelvin, que por outro lado já mostrou ter uma excelente assimilação de golpes. Aposto no Adesanya, mas não ficarei surpreso se for nocauteado pelo baixinho pegador.
    Pantoja via finalização.
    Nikita, Nikita you will never know, se não vencer a mumia OSP , melhor migrar para o balet.

    • Ary Graniel Junior

      Kkkk Coitado do Mr. Orelha kkkkk

  • Paula Razuk Oliveira

    Para quem quiser assistir esse UFC sem propagandas e Travamentos, beijos amores. https://multicanais.com/ufc-236-ao-vivo-online/

Tags: , , , , , , , , , , ,
Instagram