UFC Filadélfia: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 29/03/2019 às 18:43

A categoria até 70 kg é conhecida pelos combates frenéticos e a luta principal do UFC Filadélfia certamente será um desses. Edson Barboza x Justin Gaethje é um encontro que tem tudo para estremecer o Centro de Wells Fargo, na Pensilvânia.O card acontece neste sábado, a partir das 16h30 (horário de Brasília).

Na luta principal do UFC on ESPN 2, Edson Barboza tenta emplacar o segundo triunfo seguido no octógono, para quem sabe se reaproximar de uma chance de disputar de título.

Do outro lado do córner, Justin Gaethje também vem de vitória em sua última participação no Ultimate. O ex-campeão do WSOF, busca vencer duas vezes consecutivas na organização.

Além de Edson, o card conta com duas participações brasileira. Sheymon Moraes encara Sodiq Yusuff na primeira luta da porção principal da noite. Já nas lutas preliminares, Marina Rodriguez vai para cima de Jessica Aguilar. 

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

David Carvalho: Eita card difícil de palpitar. Indo pela lógica, onde jamais vimos o wrestling de Gaethje em ação no UFC como esperado, eu iria de Barboza mais estratégico. Porém, vou arriscar. Justin ficará frustrado com a movimentação de Edson e vai encurtar na marra e vencendo no ground and pound. Justin Gaethje por TKO.

Felipe Paranhos: Me preocupa Barboza dizer que pode entrar na pancadaria com Gaethje. Mas, jogo por jogo, o do brasileiro é bem mais refinado e variado. Barboza, TKO, leg kicks.

João Vitor Xavier: Gaethje, finalização.

Laerte Viana: Edson, KO.

Leo Salles: Barboza, por TKO.

Lucas Carrano: Barboza, decisão.

Lucas Rezende: Entre domínio técnico e força bruta, normalmente costumo apostar no primeiro, mas não posso desprezar o fator Justin Gaethje. O americano é o perfeito exemplo de grosseria e poder absurdo necessário para atravessar os inúmeros chutes de Edson Barboza para aterrissar um único e derradeiro murro num queixo já fragilizado do carioca. Posso quebrar a cara, mas vou de Gaethje por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Gaethje, TKO.

Renato Rebelo: Barboza, decisão.

Rodrigo Tannuri: Gaethje, TKO.

Thiago Sampaio: Gaethje, TKO.

David Carvalho: Branch é mais inteligente, luta de forma estratégica e tem um bom poder de nocaute, degrau alto para Jack Hermansson. Aposto no meu xará. Branch na decisão.

Felipe Paranhos: Efeito Masvidal: lutador fala que bateu no fundo do poço após uma derrota, depois retoma carreira com nocaute. Branch, TKO.

João Vitor Xavier: Branch, finalização.

Laerte Viana: Branch, decisão.

Leo Salles: Branch, por TKO.

Lucas Carrano: Branch, TKO.

Lucas Rezende: A idade avançada de Branch já começa o trair. Essencialmente um grappler, não podemos nos deixar enganar pela vitória de David por nocaute sobre Thiago Marreta. Do lado de lá, o veterano encontrará um adversário mais arredondado, jovem e com 11 vitórias por nocaute. Acredito que veremos a décima segunda. Hermansson por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Branch, decisão.

Renato Rebelo: Branch, decisão.

Rodrigo Tannuri: Hermansson, TKO.

Thiago Sampaio: Branch, finalização.

David Carvalho: Aposto nesta como luta da noite, vejo Johnson com mais técnica e pode surpreender o jogo de Emmet. Michael Johnson, decisão.

Felipe Paranhos: Gosto de ver Michael Johnson em ação, mas o mesmo pensam seus adversários, que conhecem de cor o antijogo do veterano. Neste caso, Emmett derrubará e cozinhará. Emmett, decisão.

João Vitor Xavier: Emmett, decisão.

Laerte Viana: Emmentt, decisão.

Leo Salles: Johnson, por decisão.

Lucas Carrano: Emmet, finalização.

Lucas Rezende: A surpreendente vitória de Emmett sobre Ricardo Lamas catapultou o Alpha Male para uma posição que não estava preparado. Brutalizado por Jeremy Stephens, creio que agora Josh encontrará dificuldade prolongada para lidar com o boxe mais refinado de Michael Johnson, apesar de menos poderoso que o oponente anterior. Vou de Michael Johnson por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Emmett, decisão.

Renato Rebelo: Michael Johnson, decisão.

Rodrigo Tannuri: Emmett, decisão.

Thiago Sampaio: Johnson, decisão.

David Carvalho: Michelle Waterson tem mostrado uma boa evolução em suas últimas duas vitórias, já não vi tanto crescimento no jogo do lado da Karolina. Tenho um certo feeling de que a Karate Hottie pode crescer na categoria e galgar por um bom espaço lá em cima no ranking em um futuro próximo. Michelle Waterson vence por finalização.

Felipe Paranhos: Gosto do jogo das duas, mas corremos o risco de ver um duelo de socos e chutes no ar. Nesse aspecto, Waterson é bem esperta ao saber virar rounds a seu favor. Ainda assim, fico com a tímida polonesa nos pontos. Karol, decisão.

João Vitor Xavier: Kowalkewicz, decisão.

Laerte Viana: Karolina, decisão.

Leo Salles: Waterson, por decisão.

Lucas Carrano: Karolina, decisão.

Lucas Rezende: Nunca embarquei muito no trem de Karolina. A polonesa número dois sempre tropeça quando a concorrência engrossa e sinto que Waterson será mais uma vez areia demais para Kowalkiewicz. Habilidosa, a americana deve usar sua eficiência no caratê para cozinhar a adversária até abrir caminho para uma possível finalização, método em que ela já definiu outros nove combates. Vou de Michelle por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Waterson, decisão.

Renato Rebelo: Waterson, decisão.

Rodrigo Tannuri: Waterson, decisão.

Thiago Sampaio: Karolina, decisão.

David Carvalho: Sheymon é bom lutador e o nigeriano é um nome a altura para dar continuidade do brasileiro no evento. Sheymon Moraes vence na decisão.

Felipe Paranhos: Sheymon que se cuide: além do striking apurado, Yussuf tem um wrestling que não pode ser subestimado – e é isso eu que o vejo usando no início desta luta, para garantir rounds ou deixar o brasileiro incerto do que virá. Numa dessa, não duvido de um golpe firme em pé, mas vou de Yussuf por decisão.

João Vitor Xavier: Yussuf, decisão.

Laerte Viana: Sheymon, decisão.

Leo Salles: Moraes, por decisão.

Lucas Carrano: Yussuf, decisão.

Lucas Rezende: Num embate de promessas, vou apostar no mais experiente e também mais testado. Yusuff só realizou um combate pelo UFC, enquanto Sheymon se forjou no WSOF e já se encaminha para a quarta disputa no octógono. Promete ser um combate interessante em pé. Vou de Moraes por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Moraes, decisão.

Renato Rebelo: Sheymon, decisão.

Rodrigo Tannuri: Moraes, decisão.

Thiago Sampaio: Sheymon, TKO.

Restante do card:

Kennedy Nzechukwu x Paul Craig
Marina Rodriguez x Jessica Aguilar
Ross Pearson x Desmond Green
Kevin Aguilar x Enrique Barzola
Kevin Holland x Gerald Meerschaert
Ray Borg x Casey Kenney
Maryna Moroz x Sabina Mazo
Alex Perez x Mark de la Rosa

Ranking dos colunistas:

1 – Felipe Paranhos: 26-11 (70,2%)
1 – Thiago Sampaio: 26-11 (70,2%)
2 – Leo Salles: 25-12 (67,5%)
3 – João Vitor Xavier: 24-13 (64,8%)
4 – Lucas Rezende: 23-14 (62,1%)
4 – Renato Rebelo: 23-14 (62,1%)
5 – David Carvalho: 22-15 (59,4%)
5 – Laerte Viana: 22-15 (59,4%)
5 – Luiz Fernando Ferreira: 22-15 (59,4%)
5 – Rodrigo Tannuri: 22-15 (59,4%)
6 – Lucas Carrano: 21-16 (56,7%)

  • Luciano Silas

    mas que card horroroso
    so vale a luta principal e a luta masturbante das meninas

  • Tiago Nicolau de Melo

    Barboza vai doutrinar o Justin, tko 3rd round.
    Branch perde nas papeletas.
    Carateca Quente deve levar por sub.
    Johnson na decisão.
    Moraes tko.

Tags: , , , , , , , , , , ,
Instagram