UFC Nashville: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 22/03/2019 às 16:27

O octógono mais famoso do mundo desembarca na cidade de Nashville para mais uma edição do Ultimate. Neste sábado (23), a partir das 18h (horário de Brasília), o UFC Fight Night 148, terá um encontro de dois grandes trocadores na luta principal: Stephen Thompson e Anthony Pettis se encaram nos meio-médios.

Vindo de derrota para Darren Till, em maio de 2018, o ‘Wonderboy’ precisa retomar o caminho da vitória na categoria até 77 kg. Thompson precisa do triunfo para se manter perto de um nova disputa de título.

Ex-campeão dos leves, Anthony Pettis irá fazer sua estreia na categoria dos meio-médios do UFC. O ‘Showtime’ decidiu aceitar desafios na atual fase da carreira. Porém, uma vitória sobre Thompson poderia deixá-lo em boa posição no ranking.

O card ainda contará com o encontro de Curtis Blaydes e Justin Willis na divisão dos pesos-pesados. Além do duelo de gigantes, vale destacar, o confronto brasileiro entre Jussier Formiga e Deiveson Figueiredo, onde o vencedor pode se tornar o desafiante ao cinturão dos moscas.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

David Carvalho: Por mais que Wonderboy seja bem grande e tenha um jogo diferenciado, acredito que dentro de uma tática parecida com a de Elizeu Capoeira em sua última luta, o menino Pettis pode encontrar algo. No caso, jogar uma isca e surpreender com o jiu-jítsu. Vou arriscar demais e apostar em Showtime via finalização.

Felipe Paranhos: Choque de realidade. Anthony será tirado para nada. Thompson, TKO.

João Vitor Xavier: Pettis, TKO.

Laerte Viana: Na teoria, Pettis possui um jiu-jítsu melhor e teria vantagem no chão, mas é muito improvável que ele consiga levar Thompson para o chão. Imaginando que a peleja se desenrole em pé, a vantagem é do Wonderboy, que vai usar de sua maior envergadura, ótima trocação e timing preciso para frustar as investidas do ex-campeão dos leves. Thompson, decisão.

Leo Salles: Acho difícil Pettis encontrar alguma brecha contra Thompson em sua difícil e estranha subida aos meio-médios. Se o ex-campeão dos leves der uma de doido e partir para cima, tem tudo para ser um combate divertido. Do contrário (é o que eu aposto), será um embate monótono. Thompson por decisão.

Lucas Carrano: Thompson, decisão.

Lucas Rezende: Pettis me parece perdido e um tanto desfocado. Desencontro no peso-pena, não creio que a resposta para o ex-campeão esteja nos meio-médios, principalmente contra um striker evasivo, habilidoso e maior que Anthony. Vou de Wonderboy por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Adoraria ver Pettis vencendo, porém, nos meio-médios o caldo engrossa muito. Thompson, TKO.

Renato Rebelo: Thompson, decisão.

Rodrigo Tannuri: Thompson, decisão.

Thiago Sampaio: Thompson, decisão.

David Carvalho: Curtis Blades é mais lutador do que Willis. Vou de Curtis “Razor” Blaydes via KO.

Felipe Paranhos: Se você não nasceu no Camarões e não se chama Francis Ngannou, terá problemas com o wrestling de Blaydes. Queda e ground and pound. Blaydes, TKO.

João Vitor Xavier: Blaydes, decisão.

Laerte Viana: Já considero Blaydes um bom lutador e favorito contra boa parte dos pesados, imagina contra Willis. Há sempre a chance de queimar a língua, mas, ao meu ver, Big Pretty é azarão contra qualquer um do top 10 – quiçá top 15. É acreditar muito num golpe singular. Blaydes nocauteia no ground and pound.

Leo Salles: Blaydes deve tomar as rédeas do combate, colocando em prática seu jogo de wrestling e ground and pound contra Willis. Blaydes por decisão. 

Lucas Carrano: Blaydes, TKO. 

Lucas Rezende: Não espero um combate muito movimentado. Willis é limitado e duvido que Blaydes arriscará uma segunda derrota seguida trocando com o adversário. Espero três rounds de muito controle e repetição por parte do favorito. Blaydes por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Acho que Willis não vai achar nada nesse combate. Blaydes derruba e vence. Curtis, TKO.

Renato Rebelo: Blaydes, TKO.

Rodrigo Tannuri: Blaydes, TKO.

Thiago Sampaio: Blaydes, TKO.

David Carvalho: Figueiredo é mais arisco, explosivo e tem uma mentalidade atual que o ajudará na luta, aposto em “Deus da Guerra” vencendo na decisão.

Felipe Paranhos: Embora o striking de Formiga tenha evoluído, de fato, seu principal foco será levar Deiveson para o chão, o que Jarred Brooks conseguiu com certa facilidade. Acredito que a maior experiência vai se pagar. Formiga, finalização.

João Vitor Xavier: Figueiredo, TKO.

Laerte Viana:  Se Deiveson vier com a defesa de quedas em dia, tem tudo para dar trabalho em pé e levar vantagem, embora Jussier venha evoluindo na trocação. Vou arriscar no paraense, que vem empolgando e convencendo no UFC. Sem muita convicção, acredito que o Deus da Guerra vence na decisão.

Leo Salles: Este embate brasileiros deve colocar o vencedor na disputa de cinturão dos moscas. Formiga é mais experiente no octógono e há tempos vem beirando o title-shot. Já Deiverson, da escola dos irmãos Marajó, é mais agressivo, tem bom chão, porém deve procurar a luta em pé ao invés de tentar a sorte na luta agarrada contra um excelente grappler. Duelo bem equilibrado e vou de Formiga por decisão.

Lucas Carrano: Formiga, decisão.

Lucas Rezende: Deiveson é explosivo, criativo e pode surpreender Jussier, no entanto, o nordestino aprimorou bastante seu striking e ainda é o superior no solo. Acredito que a trajetória do Deus da Guerra sofrerá um tropeço. Formiga por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Formiga tem a experiência e o jogo de luta agarrada para achar o caminho da vitória. Mas estou acreditando no momento do ‘Deus da Guerra’ e em sua trocação. Deiveson, TKO.

Renato Rebelo: Formiga, decisão.

Rodrigo Tannuri: Formiga, decisão.

Thiago Sampaio: Formiga, decisão.

Restante do card:

John Makdessi x Jesus Pinedo
Luis Peña x Steven Peterson
Maycee Barber x JJ Aldrich
Bobby Moffett x Bryce Mitchell
Marlon Vera x Frankie Saenz
Alexis Davis x Jennifer Maia
Randa Markos x Angela Hill
Ryan MacDonald x Chris Gutierrez
Eric Shelton x Jordan Espinosa

Ranking dos colunistas:

1 – Felipe Paranhos: 24-10 (70,5%)
1 – Thiago Sampaio: 24-10 (70,5%)
2 – Leo Salles: 23-11 (67,7%)
3 – João Vitor Xavier: 22-12 (64,7%)
4 – Laerte Viana: 21-13 (61,7%)
4 – Lucas Rezende: 21-13 (61,7%)
4 – Luiz Fernando Ferreira: 21-13 (61,7%)
4 – Renato Rebelo: 21-13 (61,7%)
5 – David Carvalho: 20-14 (58,8%)
5 – Rodrigo Tannuri: 20-14 (58,8%)
6 – Lucas Carrano: 19-15 (55,8%)

  • Tiago Nicolau de Melo

    70/30 pro Wonderboy, só que essa luta não vai (e)levar ele a lugar algum.
    Vou de Formiga via sub (embora prefira o estilo do Deiveson) e Blaydes via atropelo.

Tags: , , , , , , , ,
Instagram