UFC 235: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 01/03/2019 às 17:16

Neste sábado (02), Las Vegas recebe a edição do UFC 235. Na T-Mobile Arena, duas disputas de título movimentam o carnaval do MMA. Jon Jones e Antonhy Smith se encontram pelo cinturão até 93kg, no combate principal da noite. Enquanto, Tyron Woodley e Kamaru Usman duelam pelo ouro dos meio-médios.

O card ainda conta com a estreia de Ben Askren diante de Robbie Lawler. O UFC 235 terá início a partir das 20h30 (horário de Brasília).

Após reconquistar o cinturão dos meio-pesados, Jon Jones irá para sua primeira defesa nesse começo de novo reinado. Pelo lado do desafiante, “Lionheart” tenta não só chocar o mundo, como se tornar a maior zebra da história do esporte.

No co-main event, Tyron Woodley pode virar o segundo campeão com  mais defesas de título da categoria (5). Se vencer o africano, o “The Chosen One” igualará o feito de Matt Hughes.

Do outro lado do córner, Kamaru Usman terá muita coisa em jogo no octógono. Vencer Woodley não significa apenas se tornar um novo campeão do UFC, mas ser o primeiro africano alcançar esse feito.

Ainda no card principal, os ex-campeões Robbie Lawler e Cody Garbrandt entram em ação.

O “Ruthless” terá a missão de receber Ben Askren em sua estreia no octógono. Ex-campeão do Bellator e ONE FC, vem busca do seu terceiro cinturão no MMA.

Pelo lado de Cody Garbrandt, o ex-campeão dos galos fará um duelo de recuperação contra o brasileiro Pedro Munhoz.

O card preliminar terá dois encontros de destaque. Na divisão dos penas, Jeremy Stephens encara o duríssimo Zabit Magomedsharipov. Já entre os meio-pesados, o embalado Johnny Walker vai para cima de Misha Cirkunov.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

David Carvalho: Jon “Bones” Jones vence por TKO.

Felipe Paranhos: Tá de sacanagem que eu preciso explicar. Jones, TKO.

João Vitor Xavier: Jones, TKO.

Laerte Viana: MMA é imprevisível e pode render surpresas que chocam o mundo? Claro. Mas, com todo respeito, apostar em Smith contra Jones é ir contra toda e qualquer tipo de razão que exista. Não que isso seja proibido ou ilegal, mas eu, particularmente, prefiro arriscar em algo que tenha mais de 3% de chances. Jones finaliza.

Leo Salles: Na boa, será a maior zebra da história do esporte se Smith vencer. Mas não serei atrevido e ficarei com o campeão, que é muito superior em tudo que seu adversário. Jones, TKO.

Lucas Carrano: Jones, TKO.

Lucas Rezende: Infelizmente a categoria dos meio-pesados atingiu um ponto tão lastimável em que Anthony Smith é um postulante legítimo ao cinturão de Jon Jones. Claro que o Coração de Leão deve ser levado e sério, pois trata-se de um combatente perigoso, mas Bones não é de desconsiderar seus adversários. Aguardo outra atuação dominante do campeão. Jones por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: MMA tudo pode acontecer, mas dessa vez, a zebra histórica não vai rolar. Em ritmo de treino o campeão vence mais uma. Jones, TKO.

Renato Rebelo: Jones, finalização.

Rodrigo Tannuri: Jones, finalização.

Thiago Sampaio: Jones, TKO.

David Carvalho: Kamaru Usman é maior, mais rápido e vem em ótima fase. O “Pesadelo Nigeriano” vence por TKO.

Felipe Paranhos: Com um jogo que praticamente se equivale, a tendência do duelo é que ele se mantenha em pé. E lá eu acho que Woodley tem mais recursos. Tyron, decisão.

João Vitor Xavier: Woodley, finalização.

Laerte Viana: Considero Woodley superior a Usman, tecnicamente falando, e apostaria nele. Porém o nigeriano tem uma vantagem que me faz acreditar que o cinturão mudará de mãos: ele aguenta manter o ritmo e pressão por 25 minutos, enquanto o campeão já mostrou que não tem o mesmo gás. Por imaginar que Woodley terá que se poupar cedo ou tarde na luta, vejo a balança pendendo para o desafiante. Usman vence por decisão.

Leo Salles: Dois exímios wrestlers. O campeão é mais poderoso com as mãos, porém o desafiante vem de oito vitórias seguidas e num ritmo de luta frenético, uma máquina de cardio e de pancada. Acredito que o cinturão vai mudar do dono nos meio-médios: Usman por decisão.

Lucas Carrano: Woodley, decisão.

Lucas Rezende: Não consigo imaginar nada que Usman faça que Woodley não faça melhor e com mais poder de nocaute. A não ser que Kamaru consiga exaurir Tyron o suficiente para conseguir controlá-lo no chão até uma vitória por decisão, tenho dificuldades em conceber outros caminhos para um triunfo do desafiante. Woodley, por outro lado, está mais do que acostumado a lutar por cinco assaltos e já aprendeu a dosar seu gás para que dure 25 minutos. Pode ser um combate hesitante,e um pouco parado, por isso aposto em Woodley por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Luta que tem tudo para durar 25 minutos. Vejo o africano com pique para manter o seu ritmo durante os cinco rounds e surpreender o campeão. Kamaru Usman, decisão.

Renato Rebelo: Woodley, decisão.

Rodrigo Tannuri: Woodley, decisão.

Thiago Sampaio: Woodley, decisão.

David Carvalho: Robbie Lawler é um monstro, mas já desacelera. Estou ansioso para estreia de Ben Askren no UFC. Askren, finalização.

Felipe Paranhos: Unicamente pelo acúmulo de batalhas e por já não ter gostado do que vi de Lawler contra Donald Cerrone, acho que dá Askren por grade + chão. Askren, decisão.

João Vitor Xavier: Askren, decisão.

Laerte Viana: Askren tem jogo para amarrar no chão e levar os três pontos, mas duas coisas me preocupam. 1) Askren nunca enfrentou alguém tão bom tecnicamente quanto Lawler. 2) A pressão pela primeira vez no UFC pode atrapalhar o estreante. Dito tudo, com um pé e meio atrás, vou de Funky por decisão.

Leo Salles: Finalmente Ben Askren vai lutar no UFC. Mesmo dois anos sem atuar, invicto e com a idade avançando, vai utilizar seu primoroso grappling para frear as tentativas de golpes de Lawler, que vem diminuindo o ritmo desde que perdeu o cinturão até 77kg. Askren por decisão.

Lucas Carrano: Askren, decisão.

Lucas Rezende: Fosse o Robbie Lawler de 2015, meu palpite seria outro. Mas o Ruthless de 2019 já não é o mesmo há algum tempo. Embora Askren tenha sido pouco testado, de certa forma, gastando alguns dos anos de seu auge físico em eventos menores, o currículo do Funky não mente, trata-se de um wrestler experiente, estratégico e altamente dominante no MMA. Afastado do octógono há um ano e meio, Robbie deve retornar ávido por um nocaute, o que pode abrir brechas em sua defesa de queda, o que seria tudo que Askren pediu aos céus. Por essas e outras, vou de Funky por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Ben Askren é bom lutador e com o wrestling de altíssimo nível. Porém, nunca pegou alguém do nível de Robbie Lawler. Apesar do ex-campeão não ser o mesmo de 2015, acho que Askren terá um choque de realidade. Lawler, TKO.

Renato Rebelo: Lawler, decisão.

Rodrigo Tannuri: Askren, decisão.

Thiago Sampaio: Askren, decisão.

David Carvalho: Pedro Munhoz é bem cerebral e acredito que devido ao seu método, a luta não venha a ser a porradaria que esperamos. Mas acredito que “No Love” irá superar o brasileiro. Garbrandt vence nas papeletas.

Felipe Paranhos: Se Garbrandt não for que nem um louco para cima de Munhoz (fez isso nas duas últimas lutas), ele tem mais recursos para derrotar o brasileiro. No entanto, já não confio que Cody faça isso. Munhoz contragolpeia e consegue um nocaute. Munhoz, KO.

João Vitor Xavier: Cody, KO.

Laerte Viana: Apesar dos dois nocautes sofridos, Garbrandt continua sendo um dos melhores strikers da divisão. Ou seja, se a peleja desenrolar em pé, a vantagem será dele, por mais que Pedrinho venha evoluindo. A boa para o brasileiro é no solo, mas o ex-campeão nunca sequer foi quedado no UFC, o que favorece seu plano de manter a luta na trocação. Pelo encaixe de jogo, vou de Cody por decisão.

Leo Salles: Luta que promete ser bem movimentada, tanto em pé quanto no solo. Porém, Garbrandt possui poder de nocaute, o que pode ser um fator surpresa para o combate e acredito que terminará por essa via: Garbrandt, TKO.

Lucas Carrano: Garbrandt, decisão.

Lucas Rezende: O brasileiro atravessa excelente fase e pode até surpreender o ex-campeão com sua guilhotina visceral. Apesar da nítida evolução em pé, não sei se Munhoz se desenvolveu o necessário para trocar com Cody no centro do octógono. Sei que o americano às vezes se permite levar pelo calor do momento e atira a estratégia pela janela, mas ainda acredito que seu boxe superior dará conta de encerrar a atual trajetória positiva de Pedro. Gabrandt por nocaute.

Luiz Fernando Ferreira: Não quero acreditar que o ex-campeão vai para cima igual um louco. O ponto forte do brasileiro é no solo, mas Garbrandt nunca foi quedado. Pedro Munhoz terá complicações que serão primordial para fim da boa sequência. Garbrandt,  TKO.

Renato Rebelo: Garbrandt, decisão.

Rodrigo Tannuri: Garbrandt, TKO.

Thiago Sampaio: Garbrandt, TKO.

David Carvalho: No papel, iria fácil de Zabit, mas algo me diz que Stephens irá surpreender e levar na experiência. Jemery Stephens via decisão.

Felipe Paranhos: Mais um passo para a ascensão de Zabit. Magomedsharipov, decisão.

João Vitor Xavier: Zabit, decisão.

Laerte Viana: Stephens tem mais punch e só. Zabit é mais técnico, criativo e versátil, por isso o vejo jogando com inteligência, evitando a trocação na curta e amassando o americano no chão até encontrar alguma brecha para liquidar a fatura. Magomedsharipov, finalização.

Leo Salles:  Mesmo gostando do Stephens por ser um cara extremamente corajoso, difícil será sua missão em parar o russo, pelo ritmo de luta e pela qualidade técnica, além da ótima envergadura para um peso-pena. Zabit por decisão.

Lucas Carrano: Zabit, finalização.

Lucas Rezende: Stephens é um teste necessário para uma promessa como Zabit. Na medida certa, aliás. Porém, um teste que acredito que o russo passará com louvor. Jeremy oferece perigo, mas é limitado. Atualmente, não creio que exista nada que Stephens faça e Magomedsharipov não possa fazer melhor. A não ser que derradeira mãozada do americano entre, vou de Magomedsharipov por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Zabit vem demonstrando ser um monstro e produto para campeão. Mas algo me diz que teremos uma surpresa nesse combate. Acho que o “Esquentadinho” vai acertar aquela mão, e nessa, o russo cai. Stephens, KO.

Renato Rebelo: Zabit, decisão.

Rodrigo Tannuri: Zabit, decisão.

Thiago Sampaio: Zabit, decisão.

David Carvalho: O Letão é um real porteiro de top 15 e bateu nomes à altura do brasileiro. Vou de Cirkunov por TKO.

Felipe Paranhos: Misha tem o jogo, mas não tem o queixo para vencer Johnny Walker. Temo que o hype tire o brasileiro do foco, mas, no papel, se Johnny entrar com atenção, tem boas chances conseguir outro nocaute no primeiro round. Apesar de acreditar com muita convicção de que o jogo de Cirkunov é muito ruim para o neotailandês Walker, acho que Johnny vai acabar surpreendendo o letão. Walker, KO.

João Vitor Xavier: Walker, TKO.

Laerte Viana: Vejo dois cenários: Walker surpreendendo em pé e desligando Cirkunov, que já mostrou não ser dos mais resilientes, ou o letão usando a experiência para frustar e cansar o brasileiro através do jogo de solo. Sinceramente, vejo a segunda opção com mais chances de acontecer, até pela maior experiência do gringo. Cirkunov finaliza.

Leo Salles: Vou embarcar no hype do brasileiro. Cirkunov vai ter problemas em encurtar a distância contra Walker, que vai se aproveitar de um vacilo para golpear e nocautear: Walker por TKO.

Lucas Carrano: Cirkunov, finalização.

Lucas Rezende: O momento do brasileiro empolga, é fácil se deixar levar pelas duas últimas atuações e pelo personagem que é Johnny Walker. No entanto, aceitar enfrentar alguém como Cirkunov com um mês de preparo pode ser uma armadilha do próprio sucesso que o brasileiro conquistou tão rapidamente. O canadense não só é perigoso, como joga exatamente na área menos testada de Johny, o solo. Enquanto Misha é mais provado no octógono e Johnny ainda é uma incógnita, vou com o palpite mais lógico. Cirkunov por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: O casamento desse combate pode complicar bastante o brasileiro. Porém, acredito que Walker irá lutar com inteligência e desligar Cirkunov no momento certo, o hype deve continuar. Walker, TKO.

Renato Rebelo: Walker, TKO.

Rodrigo Tannuri: Cirkunov, decisão.

Thiago Sampaio: Walker, nocaute.

Restante do card:

Tecia Torres x Weili Zhang
Cody Stamann x Alejandro Pérez
Diego Sanchez x Mickey Gall
Edmen Shahbazyan x Charles Byrd
Gina Mazany x Macy Chiasson
Marlon Vera x Frankie Saenz
Polyana Viana x Hannah Cifers

Ranking dos colunistas:

1 – Renato Rebelo: 15-6 (71,4%)
2 – Felipe Paranhos: 14-7 (66,6%)
2 – Leo Salles: 14-7 (66,6%)
2 – Luiz Fernando Ferreira: 14-7 (66,6%)
2 – Thiago Sampaio: 14-7 (66,6%)
3 – João Vitor Xavier: 13-8 (61,9%)
4 – David Carvalho: 12-9 (57,1%)
4 – Laerte Viana: 12-9 (57,1%)
4 – Lucas Carrano: 12-9 (57,1%)
4 – Lucas Rezende: 12-9 (57,1%)
4 – Rodrigo Tannuri: 12-9 (57,1%)

  • Renato Elyone

    Grupo de MMA no WhatsApp pra quem quiser entrar
    https://chat.whatsapp.com/LZdesLNBP70L0aCwPRk3vP

  • Leo Corrêa

    Jones, SUB R2, via picogram choke.
    Woodley, TKO R1.
    Askren, DEC, via cozimento.
    Garbrandt, KO R1.
    Magomedsharipov, DEC.
    Circo 9, SUB R3.

  • Mauro

    Jones- TKO R2
    Woodley, TKO R3
    Askren, Decisão.
    Cody, TKO R2,
    Jeremy, TKO R2
    O gringo que vai pegar o brazuca: Decisão.

  • Alyson D’Gramont

    – Jon Jones x Anthony Smith = Jones, KO.
    – Tyron Woodley x Kamaru Usman = Usman, decisão.
    – Ben Askren x Robbie Lawler = Askren, decisão.
    – Cody Garbrandt x Pedro Munhoz = Garbrandt, KO.
    – Misha Circunov x Johnny Walker = Walker, KO.
    – Jeremy Stephens x Zabit Magomedsharipov = Zabit, finalização.

  • Douglas Karpinski

    Jones vence por 1 pico grama a mais de vantagem,
    Kamaru usman surpreende e finaliza,
    Funky aposenta lawler (que ja vem se apresentando sem vontade a umas 2 lutas),
    No love nocauteia,
    Jhony continua sua escalada ao topo (mentira, acho que leva um nocaute),
    Zabit vence por tko…

  • Douglas Karpinski

    ah Jones falhou de novo nos exames, mas parece que era outros picogramas então liberaram de novo…..

  • Tiago Nicolau de Melo

    Bones: sub
    Lawler : tko
    T-Wood: KO
    Munhoz: sub
    Zabit: dec
    Walker: tko

  • Luiz Antonio Felisberto

    Pergunta: O Azevedo saiu?

    Palpites:
    Jones: TKO – GNP
    Woodley: KO – one punch
    Askren: DEC
    Munhoz: DEC.
    Jeremy: KO – one punch
    CIRKUNOV – sub.

  • Sergio Araujo

    Lionheart TKO
    Usman TKO
    Lowler TKO
    Garbrandt DEC
    Walker TKO

  • EJR

    No papel, o melhor evento do ano até agora. Expectativa para Woodley X Usman.

  • EJR

    Porrrrrraaa!!!! cara Pedro Munhoz deu show!!! foi fodaa!!!

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Instagram