UFC 234: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 08/02/2019 às 14:29

A cidade de Melbourne recebe a edição do UFC 234. Na Rod Laver Arena, os fãs australianos irão presenciar o atleta da casa Robert Whittaker defendendo o seu cinturão dos médios contra Kelvin Gastelum na luta principal.

Além do grande duelo valendo o título até 84kg, outro combate da divisão é destaque do card na Austrália, Anderson Silva retorna ao octógono após dois anos. O ex-campeão dos médios encara a sensação Israel Adesanya.

No combate principal da noite, Whittaker lutará pela primeira vez em casa como campeão do UFC. Vindo de duas guerras com Yoel Romero, o neozelandês tenta emendar o décimo triunfo seguido no octógono.

Pelo lado do desafiante, Kelvin Gastelum finalmente terá oportunidade de disputar o cinturão do Ultimate. O “Safadão” do MMA chegou perto na divisão dos meio-médios, mas foi na categoria de cima que se tornou um top contender. 

No co-main event, Anderson Silva faz seu retorno em um duelo de gerações. O maior peso-médio de todos os tempos e para muitos do MMA, encara o jovem Israel Adesanya. O encontro de estilos parecidos deve dar ao vencedor a chance de disputar o cinturão da categoria.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

André Azevedo: Gastelum nocauteia no quarto round.

David Carvalho: Movimentação técnica com grande capacidade de evasão mais trocação efetiva, fico com Robert Whittaker vencendo por TKO.

Felipe Paranhos: Contra Gastelum, Whittaker perde uma de suas maiores vantagens: a velocidade nos contra-ataques. Mas, assim como em Aldo vs Moicano (em que os dois tinham a característica de esperar o adversário avançar), alguém vai ter que tomar a iniciativa e se abrir. E esse cara é Gastelum. Não é tão fácil entrar no raio de ação de Robert, por isso acho que as investidas de Safadão terão consequências duras. Whittaker, TKO.

João Vitor Xavier: Gastelum, TKO.

Laerte Viana: Me preocupo em relação aos danos sofridos por Whittaker nas guerras travadas com Romero. Se a absorção não tiver em dia e for conectado pela mão esquerda de Gastelum, o cinturão vai mudar de dono. Contudo, vejo Whittaker mais completo que o desafiante, principalmente para disputar cinco rounds. Whittaker, decisão.

Leo Salles: Dois jovens e explosivos talentos dos médios, cujo embate será um dos melhores da categoria dos últimos anos. Pela resistência física que possuem, aguentando pancadas, Whittaker deve levar vantagem por ser em 5 rounds e gostar de se movimentar mais. Por isso, fico com o campeão: Whittaker, por decisão.

Lucas Carrano: Gastelum, decisão.

Lucas Rezende: Gastelum é perigoso e sempre subestimado, mas creio que o caratê e a excelente defesa de quedas do campeão impedirão o desafiante de implementar seu ritmo extenuante. Whittaker é habilidoso, mas Kelvin é resistente, então creio que após cinco rounds, Robert vencerá por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Tem tudo para ser um dos grandes combates do ano de 2019. Whittaker é um monstro. Mas em um duelo que irá se todo em pé, acredito que a brutalidade de Gastelum irá pesar. Dessa vez o campeão não vai apenas balançar, vai dormir. Kelvin Gastelum, KO. 

Renato Rebelo: Whittaker, decisão.

Rodrigo Tannuri: Whittaker, TKO.

Thiago Sampaio: Gastelum se saiu até melhor do que todos esperavam na categoria dos médios, mostrando um poder de nocaute ainda mais aguçado do que na época em que se matava para bater 77kg. Mas Whittaker tem mostrado atuações muito seguras, ótima defesa de quedas e um poder de absorção de golpes inacreditável. Se ele não caiu nas duas vezes contra o trator que é Romero, não deve ser contra Kelvin que vai acontecer. Whittaker, decisão.

André Azevedo: Anderson por nocaute no primeiro round.

David Carvalho: Falando em Anderson Silva, as armas que ele pode contar nesta luta são todas as artimanhas e malandragens do MMA, caso contrário, Adesanya é amplo favorito a meu ver. Israel vence por pontos.

Felipe Paranhos: Não faltam motivos para acreditar que Adesanya vencerá o duelo convincentemente. Mas, como falei algumas vezes nesses palpites, não cabe duvidar dos gênios. E Anderson é um deles. No palpite seco, vou de Israel. Mas com uma pulga atrás da orelha. Adesanya, KO

João Vitor Xavier: Adesanya, decisão.

Laerte Viana: Existe a chance de Adesanya travar diante de seu ídolo? Existe, mas não acredito que isso irá acontecer. Embora genial, Anderson, que sempre usou e abusou do movimentação, reflexo e absorção de golpes em seu sistema defensivo, já mostrou que não tem mais as qualidades apuradas de outrora. Vejo o choque de gerações pendendo para o lado da juventude. Adesanya, TKO.

Leo Salles: Para mim, a grande dúvida deste duelo é: Adesanya vai respeitar o ídolo Anderson Silva? Vai amarelar? Não dá saber como o ex-campeão dos médios, aos quase 44 anos e há mais de um ano sem lutar, vai sobressair sobre um garoto faminto, invicto e primoroso na trocação. Pelo fato do nigeriano/neozelandês ser um personagem altamente confiante, acredito em sua vitória: Adesanya, TKO.

Lucas Carrano: Adesanya, decisão.

Lucas Rezende: Uma lenda muito além do auge e uma promessa perigosíssima em plena ascensão. Já seria um duelo equilibrado se o Spider fosse 10 anos mais novo. Atualmente, prevejo massacre. Adesanya por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Adesanya tem tudo que precisa para vencer uma das maiores lendas do esporte. Porém, apesar do amplo favoritismo do africano, algo me diz que teremos uma surpresa nesse combate. A sensação é mesma da luta entre Tito Ortiz e Ryan Bader, por feeling estou achando que o Aranha vai encaixar uma mão que não vem desde 2012. Anderson, TKO.

Renato Rebelo: Adesanya, TKO.

Rodrigo Tannuri: Adesanya, TKO.

Thiago Sampaio: Imparcialidade à parte, seria legal de se ver Anderson Silva nos dias de hoje vencendo um garotão no auge da carreira. Mas é difícil apostar no Spider. Além de dois anos sem lutar, as últimas atuações mostraram que os reflexos e a noção de urgência não são mais as mesmas. Adesanya tem uma trocacão muito refinada e tem tudo para controlar as ações. Adesanya, decisão. 

André Azevedo: Rani por finalização.

David Carvalho: O clássico Grappler vs Striker, me sinto mais confortável na experiência do brasileiro que vai dar o gosto da derrota para o americano que não sente desde 2016. Yahya via finalização.

Felipe Paranhos: Simon, em ascensão, tem em Rani um desafio importante. É um lutador cujo grappling não deve ser subestimado, mas que mostrou, contra Merab Dvalishvili (quando venceu injustamente), que tem falhas no wrestling defensivo. E, como sabemos, o brasileiro só precisa de uma chance de levar seu adversário para o chão. Yahya, finalização.

João Vitor Xavier: Rani, decisão.

Laerte Viana: O jovem Ricky Simon tem boa defesa de quedas e leva vantagem em pé. Ou seja, se Rani não conseguir levar a luta para o chão e usar seu jiu-jítsu fora de série, vai ter uma noite complicada. No entanto, o brasileiro já enfrentou adversários com estilo parecido e soube colocar seu jogo em prática. Vou na experiência. Rani finaliza.

Leo Salles: Para o brasileiro, sem muita frescura: é fazer sua luta agarrada funcionar e tentar finalizar o quanto antes. Simon é um garoto explosivo, tem bom repertório no chão, mas não vai se engraçar com o brasileiro e deve buscar somente a luta em pé. Mas acredito que a experiência de Yahya vai contar e levar mais três pontos para casa. Yahya, por finalização.

Lucas Carrano: Rani, finalização.

Lucas Rezende: A trajetória de Simon impressiona, mas não a qualidade de seus adversários. Rani é, provavelmente, o melhor finalizador da categoria e deve aproveitar a inexperiência do adversário para fazer bonito em um card principal de pay per view. Yahya por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Rani terá um jovem faminto e empolgado pela frente. Dessa vez, irei apostar na experiência do brasileiro que vai obrigar mais um adversário a dar o três tapinhas. Rani, finalização.

Renato Rebelo: Simon, decisão

Rodrigo Tannuri: Rani, finalização.

Thiago Sampaio: Simon é uma promessa a ser observada, um cara com boas chances de crescer na categoria. Mas se o pouco valorizado Rani partir para derrubar logo e colocar o excelente jiu-jítsu em ação, a disparidade no solo é gigantesca. O problema é se ele se empolgar na luta em pé, como aconteceu com Joe Soto. Ainda assim, o brasileiro merece a confiança. Yahya, finalização.

Restante do card:

Montana de la Rosa x Nadia Kassem
Jim Crute x Sam Alvey
Devonte Smith x Ma Dong Hyun
Austin Arnett x Shane Young
Kai Kara-France x Raulian Paiva
Teruto Ishihara x Kyung Ho Kang
Lando Vannata x Marcos Rosa
Jalin Turner x Callan Potter
Wuliji Buren x Jonathan Martinez

Ranking dos colunistas:

1 – Luiz Fernando Ferreira: 9-1 (90%)
2 – Leo Salles: 8-2 (80%)
2 – Thiago Sampaio: 8-2 (80%)
3 – Felipe Paranhos: 7-3 (70%)
3 – Laerte Viana: 7-3 (70%)
3 – Lucas Carrano: 7-3 (70%)
3 – Renato Rebelo: 7-3 (70%)
3 – Rodrigo Tannuri: 7-3 (70%)
4 – André Azevedo: 6-4 (60%)
4 – David Carvalho: 6-4 (60%)
4 – João Vitor Xavier – 6-4 (60%)
4 – Lucas Rezende: 6-4 (60%)

  • Mauro

    Gastelum e Adesanya nocautes.

    • Luiz Antonio Felisberto

      Gastelum não acha o Whittaker na minha opinião a base no Karatê fará a diferença eu acho.
      No coevento estou com um calmo pressentimento. kkk

      • Mauro

        Kelvin, depois que subiu, a mão pesou mais, e a velocidade aumentou. Acho que vai dá ruim para o campeão.

        • Alan

          Se Gastelum cansar igual aconteceu na luta contra o jacaré ele vai ser nocauteado, mas tipo são jogos diferentes (dos adversários), então acredito que ele vai dar trabalho para o Whittaker na trocação, pois ele lutará sem muita preocupação de ser levado para o chão, tem mão pesada e esta mais veloz, contudo acho que o Whittaker é um dos melhores strikers do UFC e levará por decisão, ele saberá como lidar com os atributos do Gastelum, fora que o Whittaker é muito talentoso e inteligente na hora da luta.

          • Mauro

            Gastelum cansou por ficar se defendendo de um negão do tamanho do Jacaré, no chão.
            Certamente o Robert é bom, mas tomou tres knockdown do Romero. Romero que bate mais forte que todo mundo, de certo. Mas Kelvin é mais rápido que Romero, e tem mais volume também. Se Robert sofrer um knockdown, Kelvin já vem amassando.

          • Alan

            Então eu disse isso sobre o cansaço do Gastelum, são jogos diferentes, ele cansou porque jacaré o levou para o chão, e ele vai poder trocar em pé com o Whittaker com mais atenção, sem a preocupação de ser levado para o chão, mas vamos ver, os dois são rápidos, a mão do Gastelum pode entrar sim, porém acredito que não vá acontecer, eu posso estar errado.

  • Tiago Nicolau de Melo

    Devo ter muita má vontade com o Kelvin Safadão. Simpatizo com ele, acho um bom lutador, evoluiu bastante na Kings, etc e tal… mas não imagino ele vencendo mais do que 1 luta em 10 com o Robert. E não será nessa.

  • Ton lima

    Adesanya atropela, seria uma grande surpresa se um cara tão confiante amarelasse como Brunson (até nisso o cara lembra o Anderson)

    E na luta principal, vou de Gastelum. Cordeiro tá cansado de mapear e neutralizar Karatecas como o campeão, vai dar ruim pra ele….

    • Igor Barbosa

      Também não imagino o Adesanya amarelando, o cara tem uma autoconfiança absurda, luta soltinho… se o Anderson estivesse no auge, poderia ser una luta bem divertida.

  • Alan

    Robert Whittaker: Decisão unânime
    Israel Adesanya: Nocaute

  • Douglas Karpinski

    eu to pior que o renato nas apostas, vou de Safadão e Spider, o Anderson pelo saudosismo mesmo, mas se o Africano ganhar acho que será a verdadeira passagem de bastão, pq alem de altura + confiança o Adesanya tem carisma (ao meu ver), é a provação pra carimbar ele como campeão, pq nem whitaker nem safadão caso vença para esse cara….

  • Henrique

    Whittaker TKO
    Adesanya TKO
    Rani SUB

  • Igor Barbosa

    O mais legal dessa luta principal é que são dois lutadores subestimados, que fizeram e muito por merecer uma chance pelo cinturão. Hoje em dia, uma disputa justa pelo título tem que se exaltada. Infelizmente, algo que deveria ser corriqueiro virou exceção. Mas quanto ao palpite, acho que dá Whittaker, por decisão. Sou muito, muito fã dos dois mesmo, desde a época em que passaram pelo TUF (olha que maneiro, dois campeões de TUF disputando o cinturão!). O elo que o Gastelum tem com o Brasil me faz torce por ele, já foi até simpático pra responder um comentário meu no Instagram, o cara é puro carisma. Mas Whittaker ficou muito cascudo depois essas duas guerras contra o Romero, e acho que leva.

    Anderson já não era mais o mesmo, vindo de tanto tempo parado, e contra um craque em ascensão como o Adesanya… O nigeriano nocauteia, se não tremer na base. E não tenho vergonha nenhuma de dizer que minha torcida é essa mesmo. Desde aquele papelão contra o Demian, torço contra mesmo. Único brasileiro por quem não torço aliás.

    Yahia finaliza, pra variar.

    • Mauro

      Se Gastelum fechasse a boca, faria uma grande luta contra Woodley…

  • Gláucio Santgon

    Eu tenho o precentimento que vai dá Spider por finalização e Kelvin por KO.

  • Alyson D’Gramont

    – Robert Whittaker x Kelvin Gastelum = Whittaker, DEC
    – Israel Adesanya x Anderson Silva = Adesanya, DEC
    – Rani Yahya x Ricky Simon = Yahya, SUB

  • Andre

    A luta principal caiu, Robert com hérnia no abdômen

Tags: , , , , , ,
Instagram