Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC Fortaleza

Laerte Viana | 04/02/2019 às 09:54

Fala, galera!

Assim como nas duas primeiras vezes que o UFC desembarcou em Fortaleza, o evento do último sábado foi repleto de interrupções – oito das 13 lutas não precisaram chegar nas mãos dos sempre polêmicos e incoerentes juízes laterais.

A porção principal foi um show à parte, com promessas, lendas e postulantes ao topo fazendo bonito. As preliminares, embora menos barulhenta, também teve seus bons momentos, especialmente da parte dos gringos.

Deixando o papo furado de lado e sem mais delongas, vamos direto para o que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do UFC Fortaleza:

1num

Marlon Moraes x TJ Dillashaw 

Se somarmos as três vitórias recentes de Marlon Moraes, não completa um round. Raphael Assunção, que superou Magic em 2017, não viu a cor da bola no segundo encontro. Foi pacote completo: knockdown + finalização. Com Assunção, Jimmie Rivera, Aljamain Sterling e John Dodson enfileirados, não há outro cenário, é cinturão na certa.

A dúvida é se será logo na sequência ou se terá que esperar pela descabida revanche entre TJ Dillashaw e Henry Cejudo. Vou apostar numa visão otimista, imaginando que o campeão dos galos colocará seu cinturão em jogo contra o brasileiro.

NUM_2

José Aldo x Brian Ortega

Por cinco minutos, Renato Moicano deu indícios de que estava pronto para desbancar a lenda José Aldo. Ledo engano. Agressivo e letal, o ex-campeão deu cabo do compatriota 44 segundos após a peleja recomeçar, somando dois nocautes seguidos pela primeira vez no UFC.

Como a trilogia contra Max Holloway não faz sentido, Aldo, se ainda deseja disputar o cinturão, terá que derrubar mais um. E receber Brian Ortega, em maio, no Brasil, é bastante coerente. Se optar por finalmente subir para os leves, Kevin Lee, Dustin Poirier, Anthony Pettis… boas opções não faltam. Acho que ele vai subir? Não, portanto vou de Aldo x Ortega.

NUM3

Demian Maia x Michael Chiesa 

Me perdoem pelo clubismo, mas como é legal ver o Demian Maia finalizando. O gênio da arte suave fez o bom Lyman Good parecer um amador, mochilando o ex-campeão do Bellator sem levar um soquinho se quer. Uma vez nas costas, só restou apertar o pescoço alheio e sentir o americano batucar.

O próprio Demian, que só tem mais duas lutas no contrato, vem dando indícios que irá pendurar as luvas em breve. Ou seja, uma nova escalada rumo ao topo está, por hora, fora de cogitação. Nomes em ascensão também não fazem sentido. A ideia é dar dois caras que aceitem a luta de chão e ver o paulista de 41 anos encerrar a carreira com chave de ouro. Michael Chiesa, que venceu Carlos Condit em dezembro, é a pedida do momento.

Obs: Embora eu tenha casado Chiesa contra Neil Magny, o orelhudinho está em baixa e deve acabar servindo de escada para novos talentos. Mudanças de planos.

NUM4

Charles do Bronx x Dan Hooker ou Alexander Hernandez 

Que fase iluminada de Charles do Bronx. Recorde absoluto de finalizações (13), quatro vitórias, quatro pescoços novos para coleção e quatro bônus de performance. O triunfo perante ao promissor David Teymur somado ao retrospecto recente do menino Charlinho é mais do que suficiente para garantir um adversário ranqueado na rodada seguinte.

E dois nomes aparecem como bons candidatos: Alexander Hernandez e Dan Hooker, ambos vindo de derrotas. Por ser um confronto de estilos, Do Bronx x Hooker me agrada mais.

NUM5

Johnny Walker x Nikita Krylov 

Não foi dessa vez que vimos Johnny Walker ser testado. Justin Ledet, tadinho, durou míseros 15 segundos. Se o figuraça é de fato um lutador para incomodar a elite, ainda não sabemos. A única certeza é: o rapaz é predestinado.

Com o hype aumentando, o nível da concorrência também vai subir. Johnny, inclusive, já pediu uma vaga no card de Londres, que ocorre em março. Cards na Europa, por razões óbvias, são compostos em grande parte por europeus. E qual lutador do Velho Continente está no top 15 e pode entregar um teste digno ao brasileiro? Se pensou em Nikita Krylov, acertou em cheio.

Casamentos extras: 

  • Lutando pelo emprego, Markus Maluko, que faz jus ao apelido, mostrou ao novato Anthony Hernandez, até então invicto, que o grau de competitividade na companhia é outro. De maneira plástica, Maluko apagou o americano e seguiu com sua gangorra de resultados. Um casamento interessante seria contra o também irreverente Kevin Holland. Garantia de bom entretenimento.
  • Thiago Pitbull não tem mais a velocidade e a vitalidade de antes, todavia a técnica afiada e a raça ainda estão por lá. Apesar do resultado para lá de controverso, o cearense provou que ainda pode render contra a galera do meio da tabela, principalmente se for outro striker. Caso do vencedor de Niko Price x Tim Means, que saem na mão daqui um mês.
  • Temos uma nova versão de Derrick Lewis. Jairzinho Rozenstruik, que assusta só pelo tamanho, estreou despachando Júnior Albini na base da violência, praticamente selando a demissão do rival. Pelo fato da categoria ser bastante rasa, eu não ficaria surpreso se o brutamontes ganhar algum destaque. Assim como Jairzinho, Augusto Sakai é outro que procura um lugar ao sol. Casem-os e deixe a porrada comer solta.
  • Na teoria o duelo entre Said Nurmagomedov e Ricardo Carcacinha era um dos mais equilibrados da noite. Na prática, não deu nem graça. O russo sobrou durante os 148 segundos e dobrou o campineiro com uma senhora bica no meio do estômago. Embora tenha atuado somente duas vezes na casa, o status de primo do campeão dos leves deve favorecer Said, que pode ter alguns atalhos em seu caminho. Que tal, então, enfrentar Cody Stamann, número 11 no ranking dos galos, exatamente a mesma posição de Nurmagomedov na divisão de baixo.
  • Maior azarão da noite, Rogério Bontorin deu de ombros para o status de Magomed Bibulatov e fez bonito em sua primeira vez na casa. O eminente fim do peso mosca pode atrapalhar o paranaense, mas vamos tocando o baile enquanto isso,. Para seguir evoluindo, Bontorin poderia bater de frente com Alex Perez, 9º no ranking e que estava embalado por oito bons resultados (três no Ultimate), até ser brecado por Joseph Benavidez, em dezembro.

Amigos, me ajudem com os destinos de Raphael Assunção, Renato Moicano, Livinha Souza e companhia? Mandem bala!

  • Luiz Guilherme Volpato

    Raphael merece destaque ainda, e para falar a verdade, mais do que uma boa luta, um manager melhor, que consiga aumentar o hype desse ótimo lutador. Pegar um Liniker, Sterling , Riveira ou até mesmo Cruz seria uma boa. Pegar alguém menos bem ranqueado não o levará a nada. Lugar comum para esse lutador que já deveria ter lutado pelo cinturão.
    Moicano seria uma boa contra o também ótimo Chad Mendes que vem de derrota. Se der um passo atrás, Lamas ou Zumbi Coreano também seriam ótimos testes para vermos o quanto esse lutador está pronto para voltar para a parte de cima da tabela.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também acho que a carreira do Assunção deveria ser melhor conduzida.

      E o Chad Mendes aposentou após sua derrota mais recente, em dezembro.

      • Luiz Guilherme Volpato

        Achei que fosse falácia. Chad ainda tem muito para lutar e com certeza faz parte da nata da divisão. Sem falar que estava recebendo uma bolada por luta.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Realmente, o Chad ainda tinha lenha para queimar. Uma pena.

          • Luiz Antonio Felisberto

            Se não me engano ele tem um negócio na área de agencia de viagens que esta indo muito bem.

  • Mauro
    • KRS Porlaneff

      Na LW Pettis tem muita vantagem. Na FW Aldo tem muita vantagem.

      • Mauro

        Anos atrás, no Combate, havia dito que o jogo do Aldo se quebrava com gente de envergadura. No tempo fui zombado, zoado. Edgar tinha acabado de perder pra ele, então achavam que era apenas um desmerecimento meu, mas não era. Era uma análise. Podia está errada, mas era, e continuo com essa análise.

        Em suma, bom ressaltar que aqui mesmo disse que Aldo nocautearia o Moicano. Pois o candango, mesmo com envergadura, não havia me convencido ainda. Mas, por exemplo, Jeremy Stephens chegou perto de nocautear o Aldo. Zumbi Coreano fez Aldo soar, e Holloway e Conor nocautearam o Aldo. Então, mesmo quando Aldo vence, não e fácil. Isso porque Aldo atua em contragolpe, então se tem um Striker com boa envergadura, complica.

        Nessa última luta, houve um momento que Aldo simplesmente abaixou a guarda e correu atrás do moicano para golpear. Aldo nunca faria isso com Striker, porque mesmo baleado, um Striker poderia mandar uma maozada no Aldo, no reflexo. Assim como um jiujiteiro tenta pegar a perna no reflexo.

        Dito isso, nos leves, sendo Pettis um Striker que deu um puta suor no Tony, fico com Pettis. Não acho Aldo tecnicamente inferior ao Pettis. Mas e casamento de estilo, na minha opinião.

        • KRS Porlaneff

          Concordo em praticamente tudo. Só acho que, independente de envergadura, Pettis leva desvantagem na FW porque ele perde força e resistência – e cara sem queixo com o Aldo não se cria de jeito nenhum (visto que mesmo vários queixudos não se criaram).

          • Mauro

            Concordo.

            O infeliz bate forte.
            E agora aprendeu a bater na linha de cintura. Tá fazendo vítimas. Moicano não me surpreendeu, já tinha balançado para kttar. Mas até o Jeremy que é casca grossa se entregou.

            Chad Mendes já havia dito que ele bate mais forte que o Conor (nos penas), mas Conor sabia como bater.

            Uma semana após o Edgar perder a segunda para o aldo, lá estava o anão, com os olhos roxos, assistindo o Marlon defender a cinta no seu antigo evento.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Seria uma ótima luta. O único problema é que o Pettis luta em março. Não sei o timing ajuda para eles se enfrentarem em maio.

      • Luiz Antonio Felisberto

        Como o Pettis vai ser morto pelo Wonderboy, essa luta está descartada. Hehe.

  • Mauro

    Se o campeão dos penas quiser lutar agora, então acharia melhor um Aldo x Alexander, com Edgar no ts. Pois acho que Aldo passa (em três rounds) pelo Ortega sem grandes sustos. Agora, se o campeão dos penas for demorar (ou subir) Aldo x Ortega é o pedido ideal. Em cinco rounds sou Ortega, acredito que por ser maior, talvez mais pesado, um momento ou outro poderia se embolar no Aldo em pé mesmo, como fez com Swanson. Mas se for três rounds, creio que Aldo leva na maciota.

    Renato Moicano poderia pegar o vencedor de Stephens x Zabit. Pra mim, não venceu Stephens, então um novo confronto seria bem vindo. Se zabit vencer o Stephens, então melhor ainda. Agora, se Stephens vencer e não quiserem revanche, então Moicano x Betick.

    Assumpção x Lineker, já que Cody tem luta e Dominick vai demorar…
    Ps: amaria, de coração, amaria ver o Walker com Marreta.

    • KRS Porlaneff

      Acho que numa luta entre os dois, pelo que eu vi até agora do Mr. Uísque e do Marreta, o Marreta leva na técnica enquanto o Walker depende mais da força.

      Duelo típico de força X técnica, e como a força do Marreta não me parece inferior à do Walker, vou na experiência do ex-TUF.

      • Mauro

        Já vimos a excelência do Walker em golpear, em improvisar. Na entrevista disse que nem lembrava do golpe que deu. Então ele e improviso puro, e isso é bom. Mas, temos que ver como reage apanhando.

        Marreta nessa categoria, cada soco é uma tijolada.

        • KRS Porlaneff

          Sim, e isso que preocupa.

          Tudo bem que foi em 2014, mas sabe quem já nocauteou o Mr. Uísque? Wagner Caldeirão.

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        Eu também apostaria no Marreta.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Moicano x Bektic também é minha preferência.

      • Mauro

        Dois bons lutadores. Quem você acha que seria favorito?

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Moicano. Mas seria luta duríssima, Bektic é sinistro também.

  • Gabriel Lourenço

    Raphael Assunção x perdedor de Garbrant x Pedro Munhoz
    Moicano x Korean Zombie
    Livinho Souza x Ju Thai
    Lyman Good x Cezar Mutante
    David Teymur x Stevie Ray

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Lyman Good é meio-médio, Mutante é médio.

      • Gabriel Lourenço

        Putz, esqueci que o Mutante tinha subido… Fiquei com a imagem dele sendo nocauteado pelo Masvidal na cabeça… Hahahaha

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Hahahaha, na real ele só fez uma como meio-médio. Todas as outras 13 lutas foram nos médios.

          O bicho é muito grande pra bater 77kg. Faz certo ele em permanecer nos 84kg. rs

  • Alan

    Raphael Assunção X John Lineker (talvez seja o mais provável)
    Renato Moicano X Mirsad Bektic
    Livinha Souza X Randa Markos (seria uma porta de entrada boa para o ranking)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Boa opção para a Livinha.

  • Alyson D’Gramont

    – Marlon Moraes x TJ Dillashaw
    – Raphael Assunção x vencedor de Cody Garbrandt x Pedro Munhoz
    – José Aldo x Alexander Volkanovski
    – Renato Moicano x vencedor de Jeremy Stephens x Zabit Magomedsharipov
    – Demian Maia x vencedor de Leon Edwards x Gunnar Nelson
    – Lyman Good x Siyar Bahadurzada
    – Charles Do Bronx x Alexander Hernandez
    – David Teymur x Ryan Hall
    – Johnny Walker x Tyson Pedro
    – Justin Ledet x Gökhan Saki
    – Livinha Souza x Xiaonan Yan
    – Sarah Frota x Lauren Mueller (peso-mosca)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      O duro é que o Demian já atropelou o Gunnar Nelson recentemente, em dezembro de 2015. Uma revanche nem faria sentido.

      Lyman Good x Siyar Bahadurzada seria beeeem maneiro.

  • Lorenzo Fertitta

    VENCEDORES
    Marlon X Dillashaw
    Aldo X Ferguson
    Demian X Neal
    Do Bronx X Hooker
    Walker X Latifi
    Livinha X Perdedora Karol X Waterson
    Maluko X Dollaway
    Borella X Modafferi
    Pitbull X Matthews
    Jairzinho X Espino
    Espartano X vencedor Arnett/Young
    Said X Wineland
    Bontorin X Elliott

    PERDEDORES
    Raphael X vencedor Dodson/Yan
    Moicano X Bektic
    Good X Miná
    Teymur X Medeiros
    Ledet X Rountree
    Frota X Yoder
    Hernandez X Braga Neto
    Taila X Ostovich
    Griffin X Dhiego Lima
    Albini X Hardy
    Cabocão X Bandenay
    Carcacinha X Smolka
    Bibulatov X Shelton

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Po, gostei, hein.

      Carcacinha x Smolka, Teymur X Medeiros e Bontorin X Elliott seriam interessantes.

      Jairzinho X Espino acho meio mismatch, uma vez que o campeão do TUF é um ótimo wrestler e o surinameso é nulo no chão.

      Albini eu acho que deve passar no RH, infelizmente.

      • Mauro

        Jairzinho x Tuivassa.

        Tuivassa tomar dois nocautes seguidos.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Acho que o Tuivasa seria favorito. hahaha

          • Mauro

            Achei o Jairzinho bastante técnico em pé. Não um Stephen, mas comparado aos demais pesos pesados…tudo para ser top 10 fácil. Após acabar o primeiro round, comentei com um amigo “ele pareceu travado. Talvez por ser estreia no poderoso ufc. Creio que agora que viu que o monstro não tem sete cabeças, vai se soltar e mostra seu Kickboxing”. Não deu outra. Chutes, combinações de soco, e caçapa.

            Com nome brasileiro, da África, negão, e mandando um “tamo junto”. Confesso que me ganhou. Hahaha.

            Para o atual nível da divisão, creio que seja um top 10 tranquilo. Nunca disputa cinturão, mas desce a mão em uns aí.

          • Cleo Lima

            África?

          • Mauro

            Se tivesse a opção “haha” eu teria dado em seu comentário. Puta merda que falei. Hahahahah.

      • Lorenzo Fertitta

        Valeu Laerte, só coloquei Demian Maia X Geoff Neal para não copiar seu match-up contra o Chiesa, que seria bem interessante.
        Casei Bontorin X Elliott mas não tenho certeza se o americano tem interesse em continuar na divisão, tampouco se o UFC tem interesse na continuidade dela, complicado kkkkkk
        Albini X Hardy seria o duelo para determinar quem tem o mais baixo Q.I. de luta. Mas, na verdade, também acho que será cortado.
        Tem razão quanto ao Jairzinho, melhor ir devagar com ele. Uma luta contra o Sakai, o nocauteador Juan Adams ou até contra o vencedor de Daniel Spitz X Jeff Hughes talvez seja melhor mesmo.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Fiquei tentado a colocar Bontorin x Elliott, mas parece que o americano subiu para os galos.

          Jairzinho x Juan Adams seria maneiro, bem pensado. Meu medo é queimarem etapa com ele. Aliás, tão fazendo isso com os pesos pesados novos.

          Albini, Golm, o russo que chegou estreando contra o Overeem, Tuivasa, Willis e por aí vai.

          • Lorenzo Fertitta

            Pois é, a HW é complicada. A carência de novos talentos leva o UFC a fazer “batismo de fogo” com os novatos. Albini e Pavlovich já estrearam enfrentando ranqueados.

  • Francisco Borja

    Raphael Assunção x vencedor de Petr Yan x John Dodson
    Renato Moicano x Mirsad Bektic
    Lyman Good x Bartosz Fabinski
    Justin Ledet x Ryan Spann
    Anthony Hernandez x perdedor de Edmen Shahbazyan x Charles Byrd
    Max Griffin x Ben Saunders
    Júnior Albini x Jarjis Danho
    Geraldo de Freitas x Julio Arce
    Felipe Colares x Jordan Griffin
    Ricardo Ramos x Sergio Pettis
    Magomed Bibulatov x vencedor de Kai Kara-France x Raulian Paiva

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Ricardo Carcacinha x Sergio Pettis seria minha opção se o brasileiro tivesse vencido. Como perdeu, eu daria alguém menos relevante para ele.

      • Francisco Borja

        Achei uma boa oportunidade de ver até onde esses dois podem chegar nos galos, os dois vem de derrotas, o Pettis fica meio fraco demais na categoria, o Carcacinha é um cara duro… Sei lá, achei uma possibilidade interessante

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Sim, também acho uma boa opção.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Instagram