UFC Fortaleza: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 01/02/2019 às 14:06

Neste sábado (02), o octógono mais famoso do mundo irá desembarcar pela terceira vez em Fortaleza, Ceará. O card marca a primeira edição no Brasil em 2019.

O Centro de Formação Olímpica irá receber a edição do UFC Fight Night 144, que terá como luta principal a revanche entre Raphael Assunção e Marlon Moraes.

Além do duelo no peso-galo, o card terá o ex-campeão José Aldo encarando Renato Moicano, pelo co-main event da noite.

Vindo de 11 vitórias em 12 lutas, sendo quatro triunfos seguidos, Raphael Assunção pode não só derrotar Marlon novamente, mas, também, finalmente conseguir uma chance de disputar o título do UFC.

Do outro lado do corner, Marlon Moraes, que vive excelente fase (três vitórias seguidas), pretende vingar a única derrota que possui no octógono, além de entrar no top 3 da divisão até 61kg.

Na segunda luta mais importe da noite, José Aldo e Renato Moicano fazem um duelo de opostos.

Enquanto a lenda do MMA vive os últimos momentos de sua carreira (Aldo afirmou que se aposenta ao fim de 2019), Moicano pode carimbar seu nome de vez no top 5 dos penas.

Além dos duelos principais, o card conta com vários brasileiros, destaque para dupla do jiu-jítsu: Demian Maia e Charles do Bronx.

O veterano enfrenta Lyman Good nos meio-médios. Já ‘Charlinho‘ vai para dentro de David Teymur, entre os leves.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

André Azevedo: Marlon via KO.

David Carvalho: Vindo em uma fase melhor, Marlon Moraes parece ser o favorito entre os fãs brasileiros, mas acredito que o jogo receoso e efetivo de Raphael pode levar a melhor novamente. Raphael Assunção vence via papeletas dos juízes.

Felipe Paranhos: Moraes ganhou a primeira na minha pontuação e vai ganhar essa novamente. Marlon, decisão.

João Vitor Xavier: Ainda que eu ache Assunção um dos atletas mais subestimados do UFC, Marlon vem de sequência muito boa, com vitórias importantes, daquelas que dão moral. Achei que ele venceu a primeira luta por pouco e agora vem mais confiante e à vontade no UFC. Vejo-o um pouco à frente, por isso vou de: Moraes, decisão.

Laerte Viana: Poucas vezes eu fiquei tão indeciso na hora de palpitar. Raphael, embora muito pragmático, é extremamente eficiente, inclusive em pé, área na qual é bem subestimado. Marlon, por sua vez, tem um muay thai de elite que pode derrubar qualquer um do peso. Por estar mais acostumado a se preparar para lutas de cinco rounds, vou dar levíssima vantagem para o ex-campeã do WSOF. Moraes, decisão.

Leo Salles: Duelo que novamente deve ser bem equilibrado. Assunção é mais metódico no seu estilo de luta, com o chão afiado, porém Moraes está engatado com nocautes nos galos. Moraes por decisão.

Lucas Carrano: Marlon Moraes, decisão.

Lucas Rezende: Já achei que Marlon venceu o primeiro encontro. Mais experiente no octógono, creio que o carioca poderá soltar mais os golpes, como fez em suas últimas aparições, e conseguirá mais um nocaute. Saitama por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Marlon, TKO.

Renato Rebelo: Marlon, TKO.

Rodrigo Tannuri: Moraes, TKO.

Thiago Sampaio: O estilo cerebral de Assunção pode não empolgar, mas oferece sérios problemas a qualquer um. Marlon vai ter dificuldade para soltar o jogo, mas, se for um pouco mais agressivo do que foi na primeira luta, apertando o passo do meio para o fim, deve ser mais contundente e levar a melhor. Mas não duvido que tenhamos mais um duelo bastante estudado. Marlon, decisão.

André Azevedo:  Moicano via decisão.

David Carvalho: Minha dúvida para este palpite considera a motivação de José Aldo, mas como não acredito que ele vá desanimar ainda com três lutas em contrato, aposto na lenda vencendo. Aldo, TKO.

Felipe Paranhos: Diferenças de interesse e motivação à parte, Aldo é mais completo que Renato. Na base da experiência, o ex-campeão leva. Aldo, decisão.

João Vitor Xavier: Meu palpite estava bastante tranquilo em Moicano, um dos lutadores mais táticos da divisão, sem deixar de ser vistoso. Mas confesso que balancei ao vê-lo na primeira encarada diante de Aldo, já que pareceu nervoso ao estar frente a frente com um dos maiores da história. Mesmo assim, vou nele, que parece mais pronto e com mais fome que o ex-campeão. Moicano, decisão. 

Laerte Viana:  De acordo com as declarações do próprio Aldo, ele quer apenas cumprir tabela e encerrar seu contrato. Moicano, por sua vez, está com fome de título, disposto a deixar a alma no octógono para vencer. E MMA, principalmente na elite, não é lugar para quem não está 100% dentro do jogo. Com maior envergadura, jabs precisos, chutes na perna e bastante movimentação, Moicano leva na decisão.

Leo Salles: Se Aldo vira desmotivado eu não sei, mas acredito que a luta contra Moicano será um show de trocação. Em tres round, o ex-campeão dos penas que terá que acelerar mais o ritmo, até porque seu adversário esperar o momento certo para atacar. Vou com a experiência. Aldo por decisão.

Lucas Carrano: Renato Moicano, decisão.

Lucas Rezende: Apesar de já pensar em parar e não ser mais campeão da divisão, Aldo só foi derrotado por McGregor e Holloway. Moicano venceu lutadores de categoria, mas nada do nível de José, ainda. Scarface por DU.

Luiz Fernando Ferreira: Aldo, decisão dividida. 

Renato Rebelo: Aldo, decisão.

Rodrigo Tannuri: Aldo, decisão.

Thiago Sampaio: Aldo com esse discurso de querer apenas cumprir as lutas que restam no contrato para se aposentar não parece convencer. Ele não deve estar subestimando um jovem em ótima fase e com um estilo difícil de ser decifrado como o do Moicano, que é paciente e sabe explorar as brechas. Em pé, o ex-campeão é mais técnico e, se não inventar de se provar um boxeador, utilizando o amplo arsenal que tem, tem boas chances de vencer. Aldo, decisão.

André Azevedo: Lyman Good via KO.

David Carvalho: Por mais que goste de ver o Demian lutar, fico com os dois pés atrás em apostar no brasileiro. Lyman Good é bom lutador, vou arriscar o palpite no “Cyborg” americano levando essa. Lyman, decisão.

Felipe Paranhos: Imposição física e striking contra o jogo de solo de Demian. As três derrotas seguidas batem forte, mas acho que Maia faz o suficiente para vencer. Demian, decisão.

João Vitor Xavier: Ainda que Lyman Good tenha um nível razoável, não o vejo capaz de segurar o ímpeto do wrestling subestimado de Demian Maia, mesmo em péssima fase. O brasileiro grampeia, leva pro chão, mochila e coloca mais um pescoço na estante. Demian, finalização.

Laerte Viana: Para brecar o jogo agarrado de Demian, só pertencendo à elite. O que não é o caso de Lymon Good, apesar de ser bom lutador e pegar pesado em pé. O paulista embola, pega as costas e encerra a má fase. Demian, finalização.

Leo Salles: Por quanto tempo Lyman Good evitará a queda contra Demian Maia? Eis a questão. Demian, por finalização.

Lucas Carrano: Demian Maia, decisão.

Lucas Rezende: A fase de Demian é lastimável, mas o paulista só foi superado pela absoluta elite do meio-médio. Good não passa de um mediano com mãos pesadas. Apesar das mais de 40 primaveras, ainda vou de Demian por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Maia, finalização.

Renato Rebelo:  Maia, decisão.

Rodrigo Tannuri: Maia, finalização.

Thiago Sampaio: Lyman é um striker forte e agressivo, nunca foi finalizado. Mas nunca esteve diante de alguém com o jiu-jítsu do nível do paulista. Demian finalmente enfrenta um adversário que não é wrestler da elite e deve oferecer menos resistência para no solo. Ali, a disparidade é grande. Maia, finalização.

André Azevedo: Charles via finalização.

David Carvalho: Vindo de oito vitórias, Teymur não é mais um para do Bronx apenas aumentar o seu número de finalizações no UFC. O sueco tem um jogo maciço que pode complicar para o brasileiro. Vou no meu xará David vencendo por TKO.

Felipe Paranhos: Feeling, apenas: o sueco surpreende Charles e o nocauteia. Teymur, KO.

João Vitor Xavier: Charles do Bronx tem que tomar muito cuidado com a trocação de Teymur, que é mais forte e bate pesado, além de boa técnica. Difícil prognóstico, mas acho que o brasileiro está à vontade entre os leves e vai fazer o dever de casa. Charles, finalização.

Laerte Viana: Confronto de estilo clássico. Se Charles não conseguir grudar e derrubar, vai ter uma noite complicada contra Teymur, que apresenta ótimas qualidades em pé. Contudo, vou acreditar na maior experiência do brasileiro, que vem empolgando com seu jiu-jítsu fora de série. Do Bronx finaliza.

Leo Salles: No famoso duelo de estilos, Charlinho só terá o trabalho de levar a luta para o chão contra o afiadíssimo striker Teymur, que possui um grappling rudimentar. Assim que o brasileiro tiver êxito, a finalização vem. Do Bronx por finalização.

Lucas Carrano: Charles do Bronx, finalização.

Lucas Rezende: Toda luta começa em pé, então menino Charlinho já inicia o combate em desvantagem contra a promessa sueca. Mesmo que a experiência estejam ao lado do brasileiro, acredito que o gringo surpreenderá. Teymur por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Do Bronx, finalização.

Renato Rebelo: Striker x grappler clássico e luta muito dura pro Charlinho – que se não puser pra baixo e resolver logo, vai apanhar um bocado. O sueco, fera do muay thai, já soterrou em pé caras como Lando Vannata e Drakkar Close e não foi quedado pelo bom wrestler Nik Lentz. Sei não… Vou de Teymur por decisão.

Rodrigo Tannuri: Do Bronx, finalização.

Thiago Sampaio: Do Bronx vem de ótimos resultados, mas Teymur é o desafio mais difícil dele desde que voltou para os leves. Em pé, o sueco é bastante técnico, com excelente movimentação, podendo frustrar o brasileiro, que deve a qualquer custo levar para o solo. Em algum momento deve conseguir e o recordista de finalizações tem boas chances de ampliar o número. Charlinho, finalização.

André Azevedo:  Johnny Walker via KO.

David Carvalho: Ledet vai querer a luta em pé, porém, terá a envergadura e ótima fase do brasileiro contra seu jogo. Jhonny Walker Red Label via TKO.

Felipe Paranhos: Ledet é o cordeiro sacrificial da elevação do hype de Walker. O brasileiro acaba rápido o duelo. Walker, nocaute.

João Vitor Xavier: Cheio de moral após o nocaute avassalador sobre Rountree, Johnny Walker tem um desafio na medida para sua segunda luta no UFC. Creio que dará mais um show e vencerá com tranquilidade. Walker, KO.

Laerte Viana: Ledet tem um boxe ofensivo bom o suficiente para levar perigo a Walker, que tem problemas com seu sistema defensiva. Contudo, o brasileiro, sempre criativo e com vantagem de tamanho, deve explorar as brechas defensivas do rival em pé e levar a melhor na trocação. Walker, TKO.

Leo Salles: Um brasileiro com status de promessa nos meios-pessoas contra um freakão. É para fazer a festa da galera e colocar os highlights no DVD pessoal. Walker, por TKO.

Lucas Carrano: Johnny Walker, TKO.

Lucas Rezende: Outro combate para Johnny se cimentar como jovem promessa nos meio pesados. Ledet não impressiona em nenhum aspecto e não deve surpreender. Walker por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Johnny, KO.

Renato Rebelo: El Blanco é um ex-jogador de basquete que, no MMA, é apenas de um grappler mediano – faixa-azul da Gracie Barra Texas. Acho pouco contra um Walker que, aos 26 anos, já tem 18 lutas profissionais e, certamente, dominará as ações em pé. Vou de Johnny por KO.

Rodrigo Tannuri: Walker, TKO.

Thiago Sampaio: Carismático, alto, nocauteador, Johnny Walker tem boas chances de evoluir na envelhecida divisão dos meio pesados. O que ele fez na estreia contra Khalil Rountree foi um aperitivo. Justin Ledet, que o que tem de melhor é um boxe pragmático, ainda não deve ser um teste maior, já que na trocação, o simpático cara com nome de whisky é mais versátil e decisivo. Walker, nocaute.

Restante do card:

Lívia Renata Souza x Sarah Frota
Markus Maluko x Anthony Hernandez
Thiago Pitbull x Max Griffin
Mara Romero Borella x Taila Santos
Júnior Albini x Jairzinho Rozenstruik
Felipe Cabocão x Geraldo da Silva
Ricardo Carcacinha x Said Nurmagomedov
Magomed Bibulatov x Rogério Bontorin

Ranking dos colunistas:

1 – David Carvalho: 4-1 (80%)
1 – Luiz Fernando Ferreira: 4-1 (80%)
2 – André Azevedo: 3-2 (60%)
2 – Felipe Paranhos: 3-2 (60%)
2 – João Vitor Xavier – 3-2 (60%)
2 – Laerte Viana: 3-2 (60%)
2 – Leo Salles: 3-2 (60%)
2 – Lucas Carrano: 3-2 (60%)
2 – Renato Rebelo: 3-2 (60%)
2 – Thiago Sampaio: 3-2 (60%)
3 – Lucas Rezende: 2-3 (40%)
3 – Rodrigo Tannuri: 2-3 (40%)

 

 

  • Mauro

    Walker, Teymur, Said, e Jairzinho, nocaute técnico.

    Rapha tem um jogo muito efetivo, ao qual não aproveita da mão pesada, mas não se expõe muito também. No entanto, eu já achei que Marlon ganhou na primeira luta, aonde estava mais preso. Agora, vou de Marlon por nocaute técnico.

    Aldo não é mais o mesmo, mas se for 60% do que venceu o Edgar no último confronto, aquele que engoliu no boxe, e defendeu 100% as quedas, então vence. Moicano é bom, mas não acho que tenha o encaixe para vencer Aldo (ou Holloway! Mas uma revanche com Ortega seria interessante). Dito isso, vou de Aldo, mas fico na dúvida se por decisão ou nocaute. Como vi o Moicano balançar no Katta vou Aldo por nocaute (mas o provável é que seja decisão.

  • Douglas Karpinski

    -Saitama vence assunção e está muito perto da cinta…

    -Aldo ainda é casca grossa, moicano não me convenceu , mas essa é na minha opinião a luta mais dificil de prever, ainda assim sou saudosista e vou de Aldo…

    -Apesar do execelente jiu jitsu do maia, o tempo e as derrotas consecutivas vão cobrar, acho que o americano leva..

    -Charlinho teve suas escorregadas, mas essa definitivamente é sua divisão e ele esta evoluindo em pé e no solo, não tem a mesma qualidade que o adversario na luta em pé, mas se vira a ponto de levar pra baixo e anotar mais uma finalização…

    -Walker vence, o cara realmente é muito grande e esta com uma confiança que poucas vezes vi, tomara que se concretize o hype…

  • Dan Fernandes

    Moicano finalização 2R

  • Mauro
  • Alyson D’Gramont

    – Raphael Assunção x Marlon Moraes = Assunção, finalização.
    – José Aldo x Renato Moicano = Moicano, decisão.
    – Damian Maia x Lyman Good = Maia, finalização.
    – Charles Do Bronx x David Teymur = Teymur, nocaute.
    – Johnny Walker x Juntin Ledet = Walker, nocaute.

  • Henrique

    Assunção DEC
    Aldo DEC
    Maia SUB
    Teymur TKO
    Walker TKO

  • Sergio Araujo

    Bibulatov DEC
    Nurmagomedov DEC
    Da Silva DEC
    Albini TKO
    Borella DEC
    Griffin TKO
    Maluko TKO
    Sarah Frota DEC
    Ladet TKO
    Teymor TKO
    Maia SUB
    Moicano DEC
    Morais TKO

Tags: , , , , ,
Instagram