Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC 232

Laerte Viana | 31/12/2018 às 12:15

Fala, galera!

Como previsto, o calendário de 2018 do UFC terminou de maneira histórica, coroando duas lendas do esporte.

Inicialmente agendado para Las Vegas, o destino final foi Inglewood, na California, que entrou para os livres como cidade sede do evento que praticamente confirmou Jon Jones e Amanda Nunes como os melhores de todos os tempos no MMA masculino e feminino, respectivamente.

Antes, três ex-campeões fizeram feio, novas promessas brilharam e até nocaute bizarro e inusitado rolou. Deixando o papo furado de lado e sem mais delongas, vamos direto para o que de fato interessa: os próximos passos dos principais nomes do UFC 232:

1num

Jon Jones x Daniel Cormier 3

Fica cada vez mais difícil acreditar que há alguém no mundo capaz de superar Jon Jones. Novamente no lugar mais alto do pódio, Bones já varreu a categoria toda, e o nocaute sobre Alexander Gustafsson foi só a pá de cal nas esperanças de quem torcia para que o polêmico e lendário lutador tropeçasse.

A trilogia contra Daniel Cormier é questão de tempo, nem há muitos argumentos para imaginar outras alternativas. A única dúvida é em qual categoria essa rivalidade vai ter seu ponto final. Ansioso pelos próximos capítulos.

NUM_2

Amanda Nunes x Cris Cyborg 2 

Admito: fiquei muito feliz com a vitória de Amanda Nunes, que passa, enfim, a receber o valor que já merece há tempos. Cris Cyborg, por outro lado, mostrou toda sua classe ao aceitar a derrota de cabeça erguida, enaltecendo a compatriota.

O problema daqui para frente será desvendar o futuro da Leoa. Revanche contra Cyborg? Duelo tupiniquim com Ketlen Vieira? Sentar e esperar pela vencedora de Holly Holm x Aspen Ladd, que rola somente em março? Sem muita convicção, fico com a primeira opção.

E sim, eu entendo quem ache a revanche desnecessária, afinal de contas foi um atropelo. A questão é que não há outras opções incontestáveis para o posto. Só por esse detalhe vou acreditar na narrativa de um segundo encontro entre Amanda e Cyborg.

NUM3

Michael Chiesa x Neil Magny 

Convenhamos: os patrões foram bem simpáticos com Michael Chiesa ao oferecer o atual Carlos Condit para sua estreia no meio-médios. O desfecho previsível se concretizou de maneira plástica, carimbando o que pode ter sido o (triste) fim do ex-campeão na companhia.

Chiesa, por sua vez, surge como uma boa peça para figurar e atrapalhar o pessoal com 77kg, incluindo ranqueados como, por exemplo, Neil Magny. Seria outro confronto de estilos intrigante, concordam?

NUM4

Corey Anderson x Anthony Smith 

E não é que Corey Anderson se firmou nos meio-pesados? Com cada vez menos buracos em seu jogo, o campeão do TUF 19 vai se tornando uma tarefa indigesta para a galera do meio da tabela.

Outro nome que chegou no topo – para a surpresa de todo mundo – é Anthony Smith, número 3 e único sem par no baile, uma vez que Thiago Marreta x Jan Blachowicz e Volkan Oezdemir x Dominick Reys já estão marcados. Ou seja, me parece natural que Anderson x Smith ocorra em 2019.

NUM5

Alex Volkanovski x Frankie Edgar 

A divisão peso pena é, definitivamente, a maior exemplificação das trocas de bastões que ocorrem no MMA. Ao nocautear o experiente Chad Mendes, Alex Volkanovski roubou o lugar do rival no top 5 e se juntou a Renato Moicano, Mirsad Bektic, Brian Ortega, Yair Rodriguez e Zabit Magomedsharipov como jovens valores que estão ou se aproximam da elite.

O resultado deixa o australiano cheio de moral na parte de cima, portanto uma ou duas rodadas podem ser suficientes para um possível title shot. Portanto, ser colocado contra Frankie Edgar é o passo ideal para o momento de Volkanovski.

Casamentos extras: 

  • Como mandava o roteiro, Andrei Arlovski cumpriu seu papel à risca e anotou mais uma mancha em seu cartel, dessa vez diante do limitado Walt Harris. O Grande Bilhete, inclusive, pode até entrar no ranking, mas não pertence a esse grupo. Ruslan Magomedov, que está liberado do doping e já frequentou o top 15, está de bom tamanho para Harris.
  • Ex-campeão peso galo do ACB, Petr Yan precisou de apenas seis meses de Ultimate para se juntar à elite. Ao nocautear Douglas D’Silva, que era o 14º, o russo entra no pelotão de cima, sendo apenas questão de tempo para se aproximar do top 5. Dando um passo de cada vez, Cody Stamann seria um teste na medida para Yan ganhar ainda mais moral.
  • Com os dois pés e metade do tronco para fora da porta de saída do UFC, Uriah Hall mudou de ideia e resolveu voltar para o jogo. O nocautaço sobre o estreante Bevon Lewis dá sobrevida ao Homem Ambulância, que pode tentar encerrar a gangorra de resultados contra o também mediano Brad Tavares.
  • Curtis Millender fechou 2018 da mesma forma que começou o ano: vencendo. Dominante e agressivo, castigou Siyar Bahadurzada para vencer a terceira seguida e aumentar mais um pouquinho do hype. Apesar de ter somente 11 meses de casa, Millender já teve uma passagem relâmpago no top 15 dos meio-médios, então é provável que ele seja posto frente à frente com algum membro do atual top 15. Se pensou em Alex Cowboy, o 15º, acertou na mosca. Promessa de lutão.

Amigos, me ajudem com os destinos de Alexander Gustafsson, Cris Cyborg, Carlos Condit, Ilir Latifi, Megan Anderson e companhia? Mandem bala!

  • Douglas Mol Resende

    O Dana White não demonstrou muito interesse em casar Amanda x Cyborg 2. Acredito que a Leoa deve enfrentar Holly Holm, se esta vencer a Aspen Ladd ou Ketlen Vieira, caso contrario. O peso galo feminino tem mais valor para o UFC do que o peso-pena, categoria que eu acredito que pode até ser extinta, visto que o contrato da Cyborg termina em março.
    No mesmo evento poderia rolar Cyborg x Megan Anderson para definir a próxima desafiante no peso pena.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      De fato, pode não rolar Amanda x Cyborg 2. Caso não aconteça, Cyborg x Megan Anderson seria ótimo.

  • Mauro

    Ele está apto a lutar já tem um tempo, e anunciaram Aldo x Moicano, sendo que no início Aldo nem queria essa luta. Então, das duas uma: ou o UFC vai boicotar o Edgar (pois Moicano x Edgar era a luta ideal), ou o UFC está negociando uma luta dele com Holloway no primeiro semestre de 2019. Como não acredito que o UFC daria um TS Eliminator ao Aldo após o cartel está 1-2, sendo as duas derrotas por nocaute para o atual campeão, então creio que Edgar e o contender.

    Dito isso, se Edgar for o contender, escalaria Alexander com o Ortega.

    Amanda x Holly Holm/ Valentina. Sendo a Valentina a lutadora que mais deu trabalho a Amanda, e na visão de muitos sendo garfada, creio que após dominar completamente a Joanna, Valentina merece uma chance de lavar a alma.

    Cyborg x Megan Anderson, a vencedora disputa com Amanda.

    Jones x DC nos pesados.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Volkanovski x Ortega era minha segunda opção! Boa luta também.

    • Luiz Antonio Felisberto

      Acredito que o próximo passo do Volkanovski seja uma eliminatória com o Edgar (ainda acho a derrota para o Ortega um acidente de percurso, o que também o levou a achar que levaria a luta de boa na trocação contra o Holloway) ali para março, e se o havaiano não for mais lutar na categoria o vencedor de Aldo vs Moicano enfrenta o vencedor de Edgar vs Volkanovski, pego título vago. Oque acha?

      • Mauro

        É uma ótima.

        Ou poderia se fazer Edgar x Alexander, E junto com os resultados de Aldo x moicano, decidir o próximo contender.

        Edgar e Aldo vencendo, sendo Holloway o campeão, Edgar no ts.

        Edgar e moicano vencendo, moicano no ts.

        Alexander e moicano vencendo, Alexander no ts (pois teria vindo de vitórias em cima de Elkins, Chad é Edgar).

        Mas, acho difícil Holloway subir, e acho que Holloway vai querer lutar lá para abril ou maio, e creio que Edgar será o contender.

    • Savio Cardoso

      Bj Penn vs Cm Punk, triste fim de Policarpo Quaresma.

  • Torcendo para uma vitória do Marreta sobre o Jan Blachowicz.
    Caso aconteça, Marreta x Gustafsson seria uma grande luta. Vamos aguardar!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Porra, seria animal Marreta x Gustafsson. Também estou na torcida pelo brasileiro, confesso.

  • Alyson D’Gramont

    – Amanda Nunes x Ketlen Vieira (pelo cinturão dos galos)
    – Cris Cyborg x Megan Anderson (por falta de opções na categoria)
    – Jon Jones x Daniel Cormier 3 (pelo cinturão dos pesados)
    – Alexander Gustaffson x vencedor de Volkan Oezdemir x Dominick Reyes
    – Ilir Latifi x perdedor de Volkan Oezdemir x Dominick Reyes
    – Carlos Condit x perdedor de Diego Sanchez x Mickey Gall
    – Cat Zingano x Macy Chiasson
    – Walt Harris x vencedor de Stefan Struve x Marcos Pezão
    – Andrei Arlovski x Blagoy Ivanov
    – B.J. Penn x Gray Maynard (luta de despedida dos dois)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Amanda x Ketlen seria bem maneiro.

      E o Ivanov passearia contra o Arlovski.

  • Francisco Borja

    Alexander Gustafsson x Corey Anderson
    Michael Chiesa x Michel Trator (o vencedor pega um top-15)
    Carlos Condit x Siyar Bahadurzada
    Ilir Latifi x perdedor de Marreta x Jan Blachowicz
    Walt Harris x vencedor de Struve x Pezão
    Andrei Arlovski x vencedor de Junior Albini x Dmitriy Sosnovskiy
    Megan Anderson x Cat Zingano 2
    Petr Yan x John Lineker
    Douglas d’Silva x Brad Katona
    BJ Pean x Ross Pearson
    Ryan Hall x Alan Nuguette
    Nathaniel Wood x Iuri Marajó
    Andre Ewell x Mitch Gagnon
    Uriah Hall x Jared Cannonier
    Bevon Lewis x Kevin Holland
    Curtis Millender x Mike Perry
    Montel Jackson x Johnny Eduardo
    Brian Kelleher x vencedor de Benito Lopez x Manny Bermudez

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Trator tá com luta marcada.

      Hall x Cannonier seria muito bom.

      • Francisco Borja

        Rapaz, tinha perdido essa parte, é contra o Emeev, né? Então dá pra casar o Chiesa com o Cowboy. Tinha pensado pra um futuro o Cowboy com o vencedor de Belal x Geoff Neal e deixar o Magny pro vencedor de Luque x Barbarena, mesmo sabendo que até lá, tudo isso podia mudar

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Também são boas opções. A questão é que casei o Cowboy contra o Millender. rs

          Mas acho que o vencedor de Luque x Barberena contra Magny seria muito justo, especialmente se o brasileiro levar a melhor.

          • Francisco Borja

            Estou contando que o Luque vá bater o Homer Simpson, se não essa luta nem faria tanto sentido, eu acho

  • Tairon de Oliveira

    Jones 2-0 DC
    Não sei pra quê uma 3a luta…

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Jones x Smith seria mais interessante?

      • Tairon de Oliveira

        Jones vs Miocic

    • Shotokan Karate

      Lutar dopado não vale.

      • Tairon de Oliveira

        Então apaga o cartel do Spider, Belfort, Hendo, GSP (que vazou antes do chicote da USADA estalar), Fedor, etc.

  • Sergio Araujo

    Jones x DC (HW) Gustafson x Rockhold
    Nunes x Vieira Ciborg x Anderson
    Chiesa x Z. Cummins Condit x CM Punk (é o jeito)
    Anderson x Y. Romero (valendo TS) Latifi x Cirkunov
    Volkanovski x Edgar Mendes (xau)
    Harris x Tuivasa Arlovski (xau)
    Zingano x Kunitskaya
    Yan x Stamman Andrade x Wood
    R. Hall x Makdessi BJ Penn (xau)
    Ewell x Caraway
    U. Hall x Theodorou Lewis x T. Smith
    Millender x A. Cowboy Bahadurzada x Pedersoli
    Jackson x B. Johns Kelleher x M. Lopez

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Legal Latifi x Cirkunov.

  • Lucas

    Pouca gente notou mas o Comier ganhou os 3 primeiros rounds da revanche contra o Jones, e ainda creio que ganhe se tomar o seu tempo de luta e impor seu ritmo, Se ele estudar as tendencias do Jones talvez o derrube como fez com o Stipe.
    Se o joes ganhar pela terceira vez do DC ja pode fechar a divisao porque esse titulo nao sai da maos dele.

    • Sergio Araujo

      Dois lutadores do meio da tabela dos médios subiram pra o meio pesado e estão limpando a categoria. E eles num subiram pq tinham problemas com corte de peso não, ambos sempre batiam seu peso. Imagine o q Y. Romero Faria lá… Eu não dou tanto crédito ao JJ não, ele eh rei de uma categoria deserta, o único grande lutador q ganhou foi o DC.

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        Que isso, cara…

        • Sergio Araujo

          Tá difícil ser fã de lutador q faz merda e não limpa o rabo.

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Não é necessário ser fã pra reconhecer que o cara é um fora de série. Pode odiar e torcer contra a vontade, só não deixe o favor torcida influenciar na análise sobre o lutador.

          • Sergio Araujo

            Reconheço q ele eh muito bom e tal, mas pensando na categoria q ele domina num da pra dar esse crédito todo que o povo da pra ele não

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Se bater Bader, Shogun, Lyoto, Belfort, Rampage Jackson, Rashad Evans (na época que o quinteto ainda era da elite), Sonnen, Glover Teixeira, OSP, Gustafsson (duas vezes) e Daniel Cormier (duas vezes) não o te convence que ele merece os créditos, então talvez nada o convencerá.

            E você tem esse direito, inclusive.

          • Shotokan Karate

            Ele não bateu DC duas vezes a ultima luta foi mudado o resultado…

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Rs.

            Tudo bem, foi só uma vez 🙂

          • Sergio Araujo

            A maioria desses lutadores não está mais no ufc e outra grande parte está em declínio acentuado de competitividade. Desse ai, o único grande lutador que ainda estava no auge foi o DC.

          • Douglas Karpinski

            Gustafsson não é um grande lutador na sua opinião então, até eu que não gosto mais do Jones reconheço seus méritos, mesmo sabendo que o cara enche o rabo de bomba, o que eu não entendo é essa palhaçada que o ufc faz, de ficar livrando o cara a toda hora….

          • Shotokan Karate

            Cara eu não gosto nem um pouco do aspirador de pó e eu o tenho como uma das maiores fraudes surgidas no mundo das lutas mas o Laerte tem total razão nas citações que ele faz (a exceção do gordinho bom de briga Daniel Cormier pela luta ter tido o resultado alterado para NC por conta do aspirador de pó estar com o veneno no ultimo). Os caras que ele citou em sua grande maioria tinham relevância no UFC como o Bader, Lyoto, Rashad e Rampage. A grande incógnita é se ele não tava dopado ao encarar essas caras(essa interrogação sempre vai surgir em se tratando do aspirador de pó é algo mais ou menos parecido quando o Coldplay lança algum album com todo o respeito se tiver algum fã do Coldplay no forum kkkkkkkkkkkkkkkkkk). O cara tem todos os defeitos do mundo mas não dá pra afirmar que ele “enfrentou uma divisão vazia”.

      • William Oliveira

        Marreta e Smith estão limpando a categoria? Mano, somando os dois, eles tem 5 vitórias no meio-pesado.
        2 dessas vitórias foram sobre o já aposentado Rashad Evans, e Eryk Anders, que nem é meio-pesado, não faz parte da categoria.
        Aí as outras 3 são sob Shogun, Manuwa e Volkan.
        Shogun e Manuwa são dois veteranos em pleno declínio, que só servem de porteiros.

        A única vitória legítima e impactante desses 2 é a do Smith contra o Volkan.

        Vamos ver como o Marreta e o Smith se saem contra Blachowicz, Gustafsson, Corey Anderson, Reyes, até o OSP antes de vir com esse papo, por favor. Mais calma.

    • Vinicius Menor

      Acho que jones ganhou os dois primeiros rounds, mais estava no limite cansado e de boca aberta, ao contrário do cormier que estava acelerando o ritmo e confiante, engraçado que quando falei isso e disse que acharia que jones ia perder a luta o cara simplesmente tira aquela canelada da cartola… jones na revanche tava muito musculoso e a massa muscular cobrou o preço, mais to percebendo uma coisa estranha em relação ao jones, ele esta cansando muito rápido mesmo estando com o shape mais seco a sua resistência nao é mais a mesma, agora não sei se é fruto da adrenalina dos tempos afastado do 8, da idade ou da falta dos venenos .. mais ele sabe dessa deficiência que esta tendo, tanto ele quanto o tecnico dele que dizia no corner pra nao desperdiçar tanta energia … falo que se cormier fazer uma luta no clinch amarrando jj na grade os dois primeiros rounds, cormier sai com a vitoria tranquila nos rounds finais… bom dificil é conseguir fzr isso.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Realmente.

  • Shotokan Karate

    No que depender do gordinho bom de briga Daniel Cormier pode marcar essa luta contra o aspirador de pó amanhã. Discordo em uma coisa em teu comentário Laerte, por mais que o Jones vença sempre vai ter uma interrogação sobre as reais condições dele (basta vermos seu histórico de doping) e pelo menos na minha concepção nego com histórico recorrente de doping não merece o titulo de “lendário” mas isso é minha opinião e pelo que vejo devo ser de uma geração antiga em que doping era sinônimo de fim da linha para qq atleta. As atuais simplesmente ignoram o doping e exaltam nego que apela pro veneno mas fazer o que… Uma revanche Cris vs Amanda seria o mais justo do ponto de vista esportivo mas sabendo do carater vingativo do careca (lembrando que a Cris demorou pra assinar com o UFC e o careca acha que o mundo das lutas gira em torno da organização dele portanto nao leva isso na boa) acho que pelo menos tão cedo isso não rola…

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      De fato, as polêmicas com doping acabam deixando uma mancha na história do cara. Entendo quem o enxerga com outros olhos depois desses episódios.

  • Leo Corrêa

    Amanda vs Ketlen Vieira
    Cyborg vs Megan Anderson e quem vencer pega a Amanda na próxima rodada.
    – abraços o

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Boas opções.

  • Laerte Viana Venâncio Alves

    Tadinho do Arlovski. Hahaha

    Gosto do Pitbull, sempre torci por ele, mas hoje em dia ele sequer pode ser considerado parâmetro. Harris o venceu e é horroroso. Rs

    Eu colocaria Ivanov x Abdurakhimov, que também venceu o bielorrusso.

Tags: , , , , , , , , , , ,
Instagram