UFC 232: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 28/12/2018 às 16:44

Neste sábado, o Ultimate chega ao seu último evento de 2018 e a Califórnia será o palco de dois duelos históricos no UFC 232: Jon Jones x Alexander Gustafsson e Cris Cyborg x Amanda Nunes.

Após mais de um ano longe do octógono, Jon Jones tenta provar que retornou para ficar. O ex-campeão dos meio-pesados vem lutando, em média, apenas uma vez por ano desde 2015, principalmente por problemas com a justiça e por doping.

Do outro lado do córner, Alexander Gustafsson terá a terceira chance de conquistar o cinturão dos meio-pesados do UFC. O sueco que foi uma das lutas mais duras na carreira de Jon Jones pode se tornar o primeiro europeu campeão da categoria até 93kg.

Além da revanche tão esperada no combate principal, teremos também o encontro feminino entre as duas campeãs brasileiras, onde Cris Cyborg vai para sua terceira defesa de cinturão em um dos maiores desafios de sua carreira.

A campeã do pena, não sabe o que é sair derrotada em uma luta desde 2005, quando fez sua estreia no MMA.

Pelo lado da desafiante, Amanda Nunes terá a chance de se tornar a primeira mulher a ostentar dois cinturões do UFC de forma simultânea, seguindo os passos de Conor McGregor e Daniel Cormier.

Ótima oportunidade, então, para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles!

André Azevedo: Jones, TKO.

David Carvalho: Jones, TKO.

Felipe Paranhos: Posso não estar enxergando o óbvio, mas acho que muito da expectativa de muitos pela vitória de Gustafsson passa pelo desejo de ver Jones perder. A luta deve ser igualmente equilibrada, mas nessas horas ser um gênio ajuda. Jones, decisão.

João Vitor Xavier: Jones, TKO.

Laerte Viana: Jones é lenda, melhor em todas as áreas e uma fortaleza mental. Dito tudo isso, vou nadar contra a maré. Talvez seja feeling, talvez apenas um desejo como torcedor, o fato é que vou arriscar em Gustafsson por decisão dividida.

Leo Salles: Jones, TKO.

Lucas Carrano: Jones, decisão.

Lucas Rezende: Não tenho mais chances de vencer mesmo, então vou arriscar. Apesar do hiato que ambos os lutadores passaram, acredito numa evolução maior do sueco. Além do mais, os recentes escândalos podem ter afetado Jones, e Gustafsson me parece mais motivado. Gustafsson, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: A luta mais difícil da carreira de Jones foi contra o sueco. Além disso, no duelo contra o OSP, o ‘Bones’ não teve uma atuação brilhante. Ou seja, lutadores que praticamente tiram a imensa vantagem de envergadura do ex-campeão, costumam a mudar o jeito de Jones lutar. Vejo Gustafsson com o número do americano, dessa vez o gás não vai prejudicar o sueco, o nocaute vem antes. Gustafsson, TKO.

Renato Rebelo: Gustafsson, TKO.

Rodrigo Tannuri: Gustafsson, TKO.

Thiago Sampaio: Jones, TKO.

André Azevedo: Cyborg, decisão.

David Carvalho: Cyborg, TKO.

Felipe Paranhos: Amanda vai tentar derrubar Cyborg e finalizar. Cris quer cansar Amanda para vencer nos rounds finais. Vou no risco: Amanda, finalização.

João Vitor Xavier: Cyborg, decisão.

Laerte Viana: Se existe alguém capaz de bater Cris Cyborg, esse alguém é Amanda Nunes. Acho que isso vai acontecer? Não. A Leoa é excelente e oferece, sim, perigo em todas áreas. O problema, para ela, é que Cyborg é ainda melhor. Creio em uma luta bem disputada, com vitória de Cris por pontos.

Leo Salles: Cyborg, TKO.

Lucas Carrano: Cyborg, TKO.

Lucas Rezende: Equiparadas em praticamente tudo, a única margem que enxergo neste combate é a de tamanho. Infelizmente para Amanda, Cyborg tem uma silhueta muito mais aterradora. Cris por TKO.

Luiz Fernando Ferreira: Amanda Nunes tem todas as ferramentas para derrota Cyborg, porém, acredito que a campeã dos galos não vai aguentar a ‘pressão’ da rainha dos penas. Cyborg, KO.

Renato Rebelo: Cris Cyborg, decisão.

Rodrigo Tannuri: Amanda, decisão.

Thiago Sampaio: Cyborg, decisão.

André Azevedo: Chiesa, decisão.

David Carvalho: Chiesa, decisão.

Felipe Paranhos: Condit não melhorou a defesa de queda a carreira inteira. Não vai ser diferente agora. Chiesa, finalização.

João Vitor Xavier: Chiesa, finalização.

Laerte Viana: Chiesa tem o antídoto ideal para brecar Condit, que sempre mostrou deficiência na luta agarrada. A performance do cabeludo na divisão de cima é uma incógnita, é verdade, mas o ex-campeão já não consegue atuar em alto nível há um bom tempo. Chiesa leva por finalização.

Leo Salles: Chiesa, finalização.

Lucas Carrano: Chiesa, finalização.

Lucas Rezende: O Carlos de hoje em dia não passa de uma sobra do antigo Assassino Por Natureza. Chiesa é um elemento grande, creio que possa se criar na nova categoria, principalmente se pudermos contar com a (inexistente) defesa de quedas de Condit. Maverick finaliza.

Luiz Fernando Ferreira: O momento de Carlos Condit é bem triste. Um dos lutadores mais empolgantes do MMA, se no seu auge não existia defesa de quedas eficaz, imagina hoje. Chiesa, finalização.

Renato Rebelo: Sei que a crença popular sugere que Carlos Condit está no bico do corvo e um wrestler impetuoso é tudo que ele não precisa a essa altura do campeonato. Mas Chiesa também não está em boa fase e apenas estreia na categoria em que Condit já escreveu história. Acho que o veterano para a maioria das quedas e pontua mais em cima. Condit, decisão.

Rodrigo Tannuri: Chiesa, decisão.

Thiago Sampaio: Chiesa, finalização.

André Azevedo: Latifi, KO.

David Carvalho: Latifi, TKO.

Felipe Paranhos: Anderson ainda é o mesmo lutador de sempre. Latifi vai ter dificuldade de entrar no alcance de Corey, mas quando pegar a distância, define. Latifi, decisão.

João Vitor Xavier: Latifi, KO.

Laerte Viana: Latifi e Anderson devem se anular no chão, portanto é provável que a peleja ocorra em pé. Na trocação, Latifi bate mais pesado e leva ligeira vantagem contra Anderson, que ainda é bem rudimentar no setor. Latifi vence por pontos.

Leo Salles: Latifi, KO.

Lucas Carrano: Latifi, decisão.

Lucas Rezende: Anderson pode até tentar derrubar, mas o centro de gravidade baixo e o background no wrestling do sueco tornarão a tarefa indigesta para o americano. Em pé, Latifi tem mais poder de nocaute e mãos mais habilidosas, portanto vou de Ilir por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Latifi talvez tenha dificuldade de achar a distância perfeita, mas quando achar, irá vencer o combate. Ilir, KO.

Renato Rebelo: A atuação de Anderson contra Glover Teixeira me impressionou. Excelente defesa de quedas (afinal, trata-se de um wrestler), mas, pela primeira vez, o cara estava muito bem em pé, usando a envergadura privilegiada como um striker de ofício. Se mantiver o nível, Latifi, baixinho pra categoria, vai sofrer. Sigo ousado: Corey Anderson por decisão.

Rodrigo Tannuri: Latifi, KO.

Thiago Sampaio: Latifi, decisão.

André Azevedo: Mendes, decisão.

David Carvalho: Volkanovski, TKO.

Felipe Paranhos: Volkanovski é um lutador com muito potencial, mas Chad vai ser o porteiro desse top 5, top 7. Tá cedo para ele. Mendes, decisão.

João Vitor Xavier: Volkanovski, decisão.

Laerte Viana: Volkanovski é um talentoso e provável integrante do top 5 num futuro próximo, porém o jogo é ruim pra ele. Chad é um wrestler de elite e dificilmente será controlado no chão, e em pé é rápido e tão habilidoso quanto. A pujança e a durabilidade podem favorecer o australiano, mas vou ser conservador. Money, decisão.

Leo Salles: Mendes, decisão.

Lucas Carrano: Mendes, decisão.

Lucas Rezende: Muitos creem que Money ainda retomará seu posto nos altos da categoria até 66kg, mas enquanto Mendes esteve de molho, o australiano se firmou como um dos prospectos mais completos da atualidade. Creio que esse duelo será a festa de boas-vindas de Alexander à elite dos penas. Volkanovski por TKO

Luiz Fernando Ferreira: Volkanovski tem tudo para brilhar nessa categoria, mas estou com a sensação que dará um passo maior que a perna neste combate. Mendes ainda tem uma boa lenha para queimar e deve provar isso mais uma vez. Money, TKO.

Renato Rebelo: Sei que o momento pode sugerir uma troca de guarda, mas “Money”, com o pedigree que tem no wrestling, não será arremessado de um lado pro outro e, uma vez em pé, vou mais ele. Antiguidade é posto nessa aqui. Chad, decisão.

Rodrigo Tannuri: Mendes, TKO.

Thiago Sampaio: Mendes, decisão.

Restante do card do UFC 232:

Andrei Arlovski x Walt Harris
Cat Zingano x Megan Anderson
Douglas Silva de Andrade x Petr Yan
B.J. Penn x Ryan Hall
Andre Ewell x Nathaniel Wood
Uriah Hall x Bevon Lewis
Curtis Millender x Siyar Bahadurzada
Brian Kelleher x Montel Jackson

Ranking dos Colunistas:

1 – Laerte Viana: 99-61 (61,8%)
2 – Renato Rebelo: 98-62 (61,2%)
3 – Rodrigo Tannuri: 95-65 (59,3%)
4 – Lucas Carrano: 92-64 (58,9%)
5 – Felipe Paranhos: 91-69 (56,8%)
6 – David Carvalho: 90-70 (56,2%)
6 – Lucas Rezende: 90-70 (56,2%)
6 – Luiz Fernando Ferreira: 90-70 (56,2%)
7 – João Vitor Xavier: 88-72 (55%)
7 – Leo Salles: 88-72 (55%)
7 – Thiago Sampaio: 88-72 (55%)
8 – André Azevedo: 71-79 (47,3%)

  • Santiago

    Jones ou Gustafsson por decisão. Pode ir pra qualquer um. Luta parelha. Ciborgue por decisão. Mas com possibilidde de rolar um KO pra qualquer um dos lados. Simples assim. Ficarei muito surpreso se houver algo diferente disso.

  • Mauro

    Eu vou nos azarões porquê eu quero é mais!

    Chad x Alexander- Alexander é o meu lutador favorito dessa nova geração, com exceção do Holloway. Vejo um potencial bom nele. Prefiro ele a Moicano, Bektic, Ortega ou Zabit. Creio que um dia será campeão, até porquê deve ter caminho facilitado, já que Edgar e Aldo em breve devem parar, e Holloway, Moicano, Ortega e Zabit não devem suportar muito tempo nos penas, enquanto Alexander tem altura do Chad. Dito isso, voltando a luta, Chad é tem mãos mais pesadas, e tem um grappler melhor. Por outro lado, Chad gosta é da pancadaria. Chad quer é mais! Ele gosta é das mãozada! Alexander ainda não pegou um lutador como Chad, mas nesse estilo do Chad, de briga franca, vou em Alexander por nocaute técnico.

  • Mauro

    Cinturões:

    Não se é preciso falar das qualidades da Cyborg, pois já se sabe. Falemos então em Amanda: Corta muito peso para os galos. Creio que vem forte, vem “leve” (no sentido de agil), deve vir com um gás melhor que costuma ter, e se já bate forte nos galos, deve ter mais punch nos penas. Creio que ocorrerá algo parecido com o que ocorreu entre Miocic x DC. Vou de Amanda por nocaute técnico via GnP.

    A luta principal: Gus tem um boxe melhor, uma movimentação melhor, e mais punch. Também tem boa defesa de queda. Jones, por sua vez, é mais versátil, combinando melhor os chutes, joelhadas e socos, e tem bom queixo. No entanto, acho que Jones tá focando de mais no DC, nem parece que o venceu duas vezes. Parece odiar que o seu freguês tenha seguido a vida. Vou em Gus por decisão.

    • Henrique Berto

      Eu já acho que vai acontecer algo nos moldes de Joana x Valentina. Acho que a força da Ciba vai ser muito pra Amanda, que já mostrou que fica sem gás bem rápido quando precisa usar o grappling.

      • Mauro

        Pode ser sim, mas acho que Amanda surpreende.

  • Fernando Ribeiro

    Jones vai triturar o Gus.

  • Sergio Araujo

    Jones TKO
    Ciborg DEC
    Latifi DEC
    Volkanovski TKO
    Harris TKO
    Zingano DEC
    De Andrade TKO
    R. Hall TKO
    Ewell DEC
    U. Hall TKO
    Bahadurzada DEC
    Kelleher SUB

  • Shotokan Karate

    Gustafsson KO
    Cris Por atropelamento kkkkkkkkkkk

  • Alyson D’Gramont

    – Jon Jones x Alexander Gustafsson = Gustafsson, KO.
    – Cris Cyborg x Amanda Nunes = Cyborg, KO.
    – Carlos Condit x Michael Chiesa = Chiesa, finalização.
    – Ilir Latifi x Corey Anderson = Latifi, KO.
    – Chad Mendes x Alexander Volkanovski = Volkanovski, decisão.
    – Andrei Arlovski x Walt Harris = Arlovski, decisão.
    – Cat Zingano x Megan Anderson = Anderson, KO.
    – Douglas Silva de Andrade x Petr Yan = Yan, decisão.
    – B.J. Penn x Ryan Hall = Penn, finalização.
    – Uriah Hall x Bevon Lewis = Hall, KO.
    – Curtis Millender x Siyar Bahadurzada = Bahadurzada, decisão.

  • Gefferson Nesta

    Gustafsson por TKO 1º Round.
    Amanda por TKO 1º Round.
    Condit por TKO.
    Latifi por TKO.
    Mendes por TKO.

  • Henrique Berto

    Vamo lá, Gustavão. Me dá esse presente de natal atrasado.

  • Joe Silva

    A disputa entre os colunistas está interessante: líder e vice separados por um ponto, sendo que os vencedores entre Condit X Chiesa e Latifi X Anderson vão decidir o campeão de 2018.

    P.s.: Espero que o André tenha o contato do advogado do Fluminense.

    • pablomaz

      André Azedo palpita tão mal que jogar um moeda pro alto é um chute melhor!
      Hahahaha

  • Henrique

    Jones DEC
    Cyborg TKO
    Chiesa SUB
    Latifi KO
    Mendes DEC

  • Sergio

    RIP SextoRound.. nem topico do UFC que está rolando para comentar tem mais.

    • Doniel Porter

      Ia dizer a mesma coisa, tá largado as traças…

    • Luciano Silas

      daqui a pouco o link do site do sextoround vai redirecionar direto para o instagram

Instagram