Atacando de Joe Silva: lutas a casar
pós-TUF Finale 28 e UFC Austrália

Laerte Viana | 03/12/2018 às 11:09

Fala, galera!

Fim de semana cheio para os amantes do UFC, com rodada dupla. Na sexta-feira, em Las Vegas (EUA), tivemos a definição dos vencedores da 28ª edição do The Ultimate Fighter e um provável próximo desafiante ao cinturão dos meio-médios. Um dia depois, a organização desembarcou em Adelaide, na Austrália, e foi a vez dos lutadores mais pesados brilharem, com destaques para os atletas tupiniquins e a despedida de Mark Hunt da companhia.

Sem muita enrolação, vamos deixar a conversa fiada de lado e falar do que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do TUF Finale 28 e UFC Austrália 

1num

Kamaru Usman x Tyron Woodley / Colby Covington 

Poucas vezes um apelido fez tanto sentido quanto no caso de Kamaru Usman. Conhecido como ‘Pesadelo nigeriano’, o vencedor do TUF 21 propôs a Rafael dos Anjos uma noite longa e dolorida, usando seu wrestling fora de série e a enorme vantagem física para subjugar o carioca por 25 minutos, alcançando a incrível marca de nove vitórias em sequência, a quarta contra brasileiros.

A atuação credencia o nigeriano para disputar o cinturão dos meio-médios, que, ao que tudo indica, será colocado em jogo no início de 2019, quando o campeão Tyron Woodley deve enfrentar Colby Covington. Usman só precisa fazer duas coisas.

1) Sentar e esperar. 2) Torcer bastante para que Ben Askren não bata Robbie Lawler em janeiro, pois se isso acontecer, muito provavelmente a fila será furada.

NUM_2

Pedro Munhoz x Aljamain Sterling

Já passou da hora de Pedro Munhoz ser reconhecido como um real postulante à elite do peso galo. O atropelo diante do duríssimo Bryan Caraway, deitado em menos de três minutos, foi o sexto triunfo em sete lutas, cravando seu lugar perto do top 5.

Daqui para frente, restam poucas opções, uma vez que os integrantes do topo estão quase todos agendado, com TJ Dillashaw x Henry Cejudo, Dominick Cruz x John Lineker e Raphael Assunção x Marlon Moraes. Sobram Cody Garbrandt, Jimmie Rivera e Aljamain Sterling. Sendo assim, fecharia o pacote com Munhoz enfrentando Sterling e Garbrandt saindo na mão com Rivera.

NUM3

Junior Cigano x Francis Ngannou

Fim do jejum de cinco anos sem nocautear, sequência de vitórias após seis anos e provável retorno ao top 5 garantido. Porém nem tudo são flores para Junior Cigano. Os sustos no primeiro round deixa uma pulga atrás da orelha, pois Tai Tuivasa, por mais que tenha suas qualidades, não é sequer um lutador pronto para frequentar o topo dos pesados.

Na coletiva pós-evento, ao ser perguntado sobre quem gostaria de enfrentar na sequência, o ex-campeão mirou na redenção contra Alistair Overeem, que o nocauteou há três anos. Contudo, tenho outros planos. Cigano x Francis Ngannou, além de inédito, seria muito mais atrativo para os fãs, uma vez que são dois strikers de alto calibre que ainda brigam pelo lugar mais alto do pódio, diferente do holandês, que, sinceramente, não tem muitas ambições daqui para frente.

NUM4

Mauricio Shogun x Ovince St. Preux

Mauricio Shogun está de volta! Digo, não que o curitibano irá voltar ao topo ou bater de frente com a elite dos meio-pesados, mas a virada sobre Tyson Pedro, coroada com um nocaute, mostrou que ainda há lenha para queimar, mesmo que seja contra a galera da parte da baixo da tabela.

Empolgado, Shogun falou até em refazer a caminhada rumo ao título. Calma, né? De qualquer maneira, um passo na medida seria a revanche contra Ovince St. Preux, número 10 no ranking e que também convive com a inconstância de resultados.

NUM5

Justin Willis x Tai Tuivasa 

É oficial: temos mais um peso pesado de qualidades técnicas duvidosas entrando no top 10. Graças ao oportunismo de Justin Willis, que aproveitou a chance contra o ex-lutador em atividade Mark Hunt para conseguir o maior feito de sua carreira.

Olhando para cima na tabela, Willis encontra Tai Tuivasa, 11º da lista e amigo pessoal do Super Samoan. Boa opção para os dois lados. Para Big Pretty, a oportunidade de passar por outro nome acima do seu. Para Bam Bam, a chance de se recuperar e, de quebra, vingar o amigo Hunt. Já rolou até desafio feito pelo australiano, inclusive.

Casamentos extras: 

  • Pressionado por ter vencido somente uma nas últimas cinco pelejas, Tim Means precisou de 78 segundos para nocautear o debutante Ricky Rainey e espantar a má fase. Por mais que não passe do pelotão de lutadores medianos, o Pássaro Sujo é sinônimo de violência e muita marra, características que agradam o público. O porradeiro Nardine Taleb tem um jogo parecido com o de Means, podendo render uma trocação desenfreada e um corpo estirado.
  • Se Raoni Barcelos impressionou em sua estreia no UFC com um nocautaço (ainda nos penas), sua segunda aparição não foi diferente. Batendo 61kg, o pupilo de Pedro Rizzo massacrou Chris Gutierrez, que bateu em desistência após ter seu pescoço apertado na segunda etapa. Por atuar na povoada divisão dos galos, Raoni terá que percorrer um longo caminho para que seu nome seja ventilado na parte de cima, portanto nada melhor que ir ganhando notoriedade contra nomes talentosos do meio da tabela, caso do invicto Manny Bermudez, que também soma duas interrupções na casa.
  • Abdicar de um corte de peso drástico e subir de categoria é uma tática que deu certo para alguns lutadores. Anthony Rocco, vulgo Tony Martin, é um desses exemplos. Irregular nos leves, passou a ter só alegria desde que começou a bater 77kg, enfileirando três oponentes. Apagar Jake Matthews, como fez no último sábado, é uma façanha considerável que o permite subir de nível. E o maior teste atende pelo nome de Abdul Razak Alhassan, violento por natureza e com 10 nocautes em seu currículo, todos no primeiro round.
  • Não foi dessa vez que Alexey Kunchenko deixou uma boa impressão no novo emprego. Após estrear de maneira tímida diante de Thiago Pitbull, o ex-campeão do M1-Challenge fez uma luta morna e chata contra o combalido Yushin Okami, que serviu, ao menos, para garantir sua invencibilidade e aumentar para 20 o seu número de triunfos. Um contraste de estilos contra Serginho Moraes está na medida para o russo provar a que veio ou servir como afirmação do paulista nos meio-médios.

Obs: Assim como fiz com Alexandre Pantoja há 15 dias, pensei em casar lutas para os pesos moscas Joseph Benavidez e Wilson Reis, que venceram Alex Perez e Ben Nguyen, respectivamente, porém o futuro incerto da divisão até 57kg me fez descartar a ideia. Melhor esperarmos as cenas dos próximos capítulos.

Amigos, me ajudem com os destinos de Rafael dos Anjos, Bryan Caraway, Tyson Pedro, Jake Matthews e companhia? Mandem bala!

  • Rogerio Troy

    Bryan Caraway – aposentadoria

    Rafael dos Anjos – Santiago Ponzinibbio , Leon Edwards ou esperar se sai a categoria superleve.

    Tyson Pedro – Nikita Krylov

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Bryan Caraway disse, antes da luta contra o Pedro, que definiria seu futuro dependendo do resultado. É bem capaz que pendure as luvas.

      Dos Anjos x Edwards seria bacana.

  • Mauricio

    Shogun vs OSP (sem skate) é uma boa pra um evento aqui no Brasil!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      UFC Curitiba deve rolar em maio de 2019. Ótima opção.

      • Julio Varoni

        Acho que “Cigano x Overeem” em Curitiba venderia mais.

      • Mauricio

        De preferencia com o Shogun deixando a luva no centro do octogon

  • Mauro

    Usman x Gente boa.
    Pedro Munhoz x Sterling
    Cigano x Ngannou seria bom pra vê o cigano sendo morto em dois minutos. Para haver luta e disputa, seria bom um Cigano x Lewis/volkov.

    Dos Anjos x Cowboy/Gunnar

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Dos Anjos x Cowboy ou Gunnar é uma boa opção.

  • Alyson D’Gramont

    – Tyson Pedro x vencedor de Aleksandar Rakić x Devin Clark
    – Anthony Rocco Martin x perdedor de Alex Cowboy x Gunnar Nelson
    – Jake Matthews x perdedor de Siyar Bahadurzada x Curtis Millender
    – Rafael dos Anjos x Leon Edwards
    – Bryan Caraway x Eddie Wineland
    – Edmen Shahbazyan x Alessio Di Chirico
    – Juan Espino Dieppa x Andrei Arlovski
    – Macy Chiasson x vencedora de Cris Cyborg x Amanda Nunes (por causa da escassez da categoria)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Anthony Rocco Martin x perdedor de Cowboy / Nelson é uma boa sugestão.

  • Julio Varoni

    Usman x Tyron Woodley / Colby Covington
    Dos Anjos x Oliveira / Nelson ou Elizeu Capoeira

    Cigano x Overeem
    Tuivasa x Willis

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Bacana.

  • Guilherme Borba

    Que tal Shogun vs Blachowizc? Luta vencivel pro shogun no top 5

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Blachowizc vive a melhor fase dele no UFC, com quatro vitórias seguidas, e está perto do top 5.

      Além de favorito contra o Shogun, acho que eles estão em momentos diferentes.

  • Francisco Borja

    Usman x Woodley
    RDA x vencedor de Cowboy x Nelson
    Shogun x Jan Blachowicz
    Jake Matthews x Jordan Mein
    Tyson Pedro x Johnny Walker
    Rocco Martin x perdedor de Cowboy x Nelson
    Espino x Augusto Sakai
    Bryan Caraway x Aposentadoria

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Espino x Sakai seria interessante, hein. Curti.

      • Francisco Borja

        É bom pra saber até onde pode ir os dois e ruim também pq queima uma das duas esperanças de renovação nessa categoria devastada

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Isso. Mas o Espino já tem 38 anos, não tem tempo a perder. Acho o teste válido.

          • Francisco Borja

            Acho que talvez Justin Frazier x Marcos Pezão fosse um bom teste pros dois, ainda mais pra saber até onde pode chegar o Pezão depois dessa volta

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Aí já acho que nem teria muita graça, o brasileiro seria muito favorito. Grandes chances do Pezão passear contra o Frazier.

  • Thiago Tanikawa

    Usman vs Campeão: performance mais expressiva do Usman até agora, não só por ter batido um grande nome mas pelo grau de dominação. Se até o Dana White disse q ficou impressionado, é sinal de que o title shot não demora.
    RDA vs Masvidal ou Diaz: se essa luta realmente vai rolar no UFC 235, acredito que o vencedor deve enfrentar o Rafael, o mais novo porteiro da divisão, o que não é demérito. Considero inclusive q qualquer um dos dois seria provavelmente uma luta de recuperação pro dos Anjos.
    Munhoz vs Stamann: Munhoz vai pra sempre ficar abaixo do radar, mas o nicho dele bastante confortável e até privilegiado pra uma categoria tão profunda. Stamann deve ser o suficiente pra ele.
    Barcelos vs Saenz: Barcelos tem mais de 30 anos mas já o considero o maior prospecto brasileiro dos galos ( depois do Ramos). Se lutar e, de preferência, finalizar o Saenz que é um veterano muito duro, já arriscaria colocá-lo perto do top 15.
    JDS vs Tybura: esse casamento pode parecer mais fraco que o dos que eu geralmente tenho visto por aí, mas eu já casei pra mim: Ngannou vs Volkov, Overeem vs Rumble (supostamente vai voltar), Miocic vs Blaydes e Lewis vs Oleinik. Tybura é o único do top 10 a deriva pro Cigano enfrentar se eu for seguir com meus casamentos, e também é uma luta mais simples que pode ocorrer no UFC da República Checa.
    Willis vs Tuivsa: aquele desafio casou a luta. Acho o Tuivasa até bastante favorito nessa “disputa de gordinhos”.
    Shogun vs Cummings: acredito que o Shogun só volta pro UFC em Curitiba ano que vem. O UFC não gosta de por lutas difíceis pra ele no Brasil, por isso um “wrestler não praticante” e de queixo desgastado como o Cummings parece um combate plausível.
    Pedro vs Pokrajac: até gosto do Pedro, uma luta de levante pra ele parece fazer sentido por ser o único light heavyweight relevante da Oceania.

    • Igor Barbosa

      Overeem vs Rumble seria sensacional. Acho que a luta não passaria do primeiro round, mas seriam minutos bem tensos.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Gostei das sugestões pro Shogun e pro Tyson Pedro.

  • Igor Barbosa

    TUF FINALE:

    * Rafael dos Anjos x Stephen Thompson
    * Juan Espino x Stefan Struve
    * Justin Frazier x Marcelo Golm
    * Pannie Kianzad x Julija Stoliarenko
    * Macy Chiasson x Holly Holm
    * Bryan Caraway x ? (se aposentou mesmo?)
    * Darren Stewart x Markus Maluko
    * Edmen ShahbaZZZZZyan x Khalid Murtazaliev
    * Ji Yeon Kim x Gillian Robertson
    * Antonina Shevchenko x Mayra Bueno Silva
    * Rick Glenn x Chas Skelly
    * Kevin Aguilar x Bryce Mitchell
    * Roosevelt Roberts x Drew Dober
    * Darrell Horcher x Alex White
    * Maurice Greene x Marcos Pezão
    * Michel Batista x Daniel Spitz
    * Leah Letson x alguma participante do último TUF
    * Ricky Rainey x Bartosz Fabinski
    * Chris Gutierrez x Wuliji Buren

    —————————————————

    UFC Adelaide:

    * Tyson Pedro x Johnny Walker
    * Jake Matthews x Tarec Saffiedine
    * Sodiq Yusuff x Shane Burgos
    * Suman Mokhtarian x Daniel Teymur
    * Jim Crute x Khalil Rountree
    * Paul Craig x Luis Henrique KLB
    * Yushin Okami x Alex Garcia
    * Mizuto Hirota x RH
    * Christos Giagos x Thiago Moises
    * Keita Nakamura x Diego Sanchez
    * Salim Touahri x Emil Meek
    * Damir Ismagulov x Scott Holtzman
    * Alex Gorgees x Allan Zuniga

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Ótima sugestão essa do Giagos x Thiago Moises, assim como Frazier x Golm.

      Só dois adendos: KLB não tá mais no UFC, já até venceu uma luta em outro evento, fds passado. E o Markus Maluko tá com luta marcada no UFC 233.

      Valeu!

      • Igor Barbosa

        Po, nem sabia quanto ao KLB mas já deveria ter imaginado, tava com 3 derrotas seguidas já e nenhum desempenho convincente até aqui. Era questão de tempo mesmo.

  • Sergio Araujo

    Bons casamentos, como sempre. Mas acho que o Abdul Razak Alhassan já merece pegar um top 15. Também ficaria contente se o Usman tomasse a frente do Colby, a luta seria mais interessante.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Tambem gosto do Abdul, mas não sei se já merece um ranqueado. Temos alguns exemplos de caras com sequências melhores que também não tiveram a oportunidade, como os brasileiros Vicente Luque e Elizeu Capoeira. De qualquer maneira, o meninão tem potencial pra brigar lá em cima. Hehe

      Abraço.

      • Sergio Araujo

        Elizeu já está ranqueado, tem que pegar um top 10, no mínimo um top 12. O Vicente tb tá merecendo um top 15 mesmo.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Instagram