TUF Finale e UFC Adelaide: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 30/11/2018 às 09:34

Final de semana de dose dupla de eventos no octógono mais famoso do mundo.

Las Vegas e Adelaide serão os palcos do TUF 28 Finale e UFC Fight Night 142, respectivamente.

Começando nesta sexta-feira (30), um duelo explosivo na divisão dos meio-médios entre Rafael dos Anjos e Kamaru Usman. O combate marca a luta principal do card de Las Vegas.

Vindo de derrota na disputa pelo título interino da categoria, Dos Anjos tem a chance para se recolocar como um dos principais nomes da categoria. Mas, para isso, o ex-campeão dos leves terá que vencer a pedreira africana.

Do outro lado do córner, Usman vem ‘faminto’ por uma disputa de cinturão no octógono. O Nigerian Nightmare vem embalado por 12 triunfos consecutivos, uma das maiores sequência positivas na atualidade.

Já no sábado (01), a cidade de Adelaide será o palco do UFC Fight Night 142. Os fãs australianos irão presenciar o encontro de pesos-pesados entre, Junior CiganoTai Tuivasa no combate principal.

Ex-campeão da categoria, Cigano tenta emendar a segunda vitória seguida no UFC, fato que não ocorre desde que conquistou o título. De lá para cá, alternou entre triunfo e revés.

Fazendo o seu primeiro main event no Ultimate, Tuivasa pode não só manter sua invencibilidade no MMA, mas, também, emendar a segunda vitória seguida sobre um ex-campeão da categoria.

Ótima oportunidade para os palpites dos colunistas do Sexto Round.

TUF 28 Finale

André Azevedo: Usman, decisão.

David Carvalho: Usman é 11 centímetros maior do que Rafael. Com seu jogo justo, qual cansa oponente com toda a sua pressão, somados à vantagem do tamanho, vou de “O pesadelo Nigeriano” via TKO.

Felipe Paranhos: Em tese, o casamento com Covington era bom para RDA. A luta, porém, passou longe do que eu previa. Sei que a lógica é apostar no triunfo de Usman, que na minha opinião supera Colby em todos os aspectos. Mas vou no brilho que Rafael tem e não conseguiu mostrar da outra vez. RDA, finalização

João Vitor Xavier: Usman, decisão.

Laerte Viana: Como ficou claro contra Khabib e Covington, o jogo de Dos Anjos não casa contra wrestlers de alto calibre. Usman, além de pertencer ao grupo, ainda oferece perigo em pé, com uma mão pesadíssima. Se o brasileiro não tirar um coelho da cartola, a tendência é que Kamaru vença por decisão.

Leo Salles: Usman, decisão.

Lucas Rezende: Dominado por Colby Covington, não creio que Rafael dos Anjos esteja preparado para outro wrestler de alto calibre e maior que o próprio ex-campeão da categoria de baixo. Usman por decisão.

Lucas Carrano: Usman, TKO.

Luiz Fernando Ferreira: Não subestimo Dos Anjos, o ex-campeão dos leves pode tirar um coelho da cartola. Porém, o africano vem com tudo pelo seu title shot, além disso, o jogo não casa para o brasileiro. Como estilos fazem lutas, vou de Usman na decisão.

Renato Rebelo: Usman, decisão.

Rodrigo Tannuri: Usman, decisão.

Thiago Sampaio: Usman, decisão.

André Azevedo: Munhoz via guilhotina.

David Carvalho:  O brasileiro tem a vantagem de ter lutado em menos tempo, vamos ver se Caraway vai sentir o tempo parado. Munhoz vence por pontos.

Felipe Paranhos: Não descarto Caraway, lutador que evoluiu muito ao longo da carreira. Mas, em um duelo que tende a ser equilibrado, o instinto assassino de Munhoz — que não perde uma oportunidade de laçar um pescoço maroto — deve fazer diferença. Munhoz, decisão.

João Vitor Xavier: Munhoz, TKO.

Laerte Viana: Aos 34 anos e com uma luta (derrota) nos últimos dois anos e meio, acho que Caraway perdeu o bonde e não tem mais espaço na elite. O sempre subestimado Pedrinho tem jogo para evitar o jogo agarrado do americano e emplacar mais uma. Munhoz, decisão.

Leo Salles: Munhoz, decisão.

Lucas Rezende: Munhoz tem uma guilhotina aguçada e pode surpreender Caraway, mas acredito que o norte-americano usará sua experiência no wrestling para eliminar brechas e oportunidades para Pedro. Em partida travada e morna, vou de Bryan por decisão.

Lucas Carrano: Caraway, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Caraway é bom lutador, mas o tempo parado deve pesar neste combate. O brasileiro tem tudo para controlar a luta durante 15 minutos, se o americano bobear ainda pinta uma finalização. Munhoz, decisão.

Renato Rebelo: Caraway virou chacota no meio por causa do relacionamento com Miesha Tate e a participação no TUF, mas o cara é indigesto. O lance é que Pedrinho também é – mais rápido e dinâmico, inclusive – e Brian, acho, passou um pouco do seu auge. Vou de Munhoz por decisão.

Rodrigo Tannuri: Munhoz, decisão.

Thiago Sampaio: Munhoz, decisão.

Restante do card:

Juan Espino x Justin Frazier
Macy Chiasson x Pannie Kianzad
Darren Stewart x Edmen Shahbazyan
Ji Yeon Kim x Antonina Shevchenko
Rick Glenn x Kevin Aguilar
Joseph Benavidez x Alex Perez
Maurice Green x Michel Batista
Leah Letson x Julija Stoliarenko
Roosevelt Roberts x Darrell Horcher
Tim Means x Ricky Rainey
Raoni Barcelos x Chris Gutierrez

UFC Fight Night 142

André Azevedo: Cigano, decisão.

David Carvalho: Cigano, volte com sede de nocaute, por favor! O brasileiro é mais experiente, mas o desgaste bate à porta depois de tantos combates pesados. Aposta conservadora e duvidosa em Cigano na decisão.

Felipe Paranhos: Boto fé em Cigano porque acho que Tai se encaixa muito bem no bate-sai do brasileiro. Junior, TKO

João Vitor Xavier: Cigano, TKO.

Laerte Viana: Tuivasa ainda não me convenceu que está pronto para a elite – a dificuldade para passar pelo semi-aposentado Andrei Arlovski evidenciou isso. Mais experiente, completo e acostumado a lutar por mais de três rounds – lembrando que o australiano abriu o bico cedo em sua última luta -, Cigano retoma a boa fase. Dos Santos nocauteia.

Leo Salles: Cigano, decisão.

Lucas Rezende: Tudo bem que Cigano já não é mais o mesmo, mas não creio que Tuivasa seja capaz de atravessar o brasileiro ainda. As derrotas mais recentes de Júnior são apenas para Overeem, Miocic e Velasquez. Se conseguir superar a timidez que lhe acanhou até mesmo quando venceu, creio que o catarinense se sairá bem. Cigano por KO.

Lucas Carrano: Cigano, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Cigano é mais lutador, além disso, Tuivasa já mostrou que não tem gás para mais do que sete minutos. Vejo o brasileiro cozinhando na medida certa e indo para o nocaute a partir do terceiro round. Cigano, TKO.

Renato Rebelo: Cigano, KO.

Rodrigo Tannuri: Cigano, decisão.

Thiago Sampaio: Cigano, decisão.

André Azevedo: Shogun, TKO.

David Carvalho: 10 anos separam esses dois, tempo que faz a diferença para apostar que Shogun perde para o Australiano. Tyson Pedro via TKO.

Felipe Paranhos: Tyson Pedro não é um primor, mas não é preciso sê-lo para vencer o Shogun versão 2018. Mesmo sabendo que Maurício é tecnicamente muito melhor, acho que a torcida da casa vai vibrar no fim. Pedro, KO.

João Vitor Xavier: Pedro, decisão.

Laerte Viana: Tyson Pedro adora entregar a paçoca, mas tudo indica que Shogun já não tem, infelizmente, mais condições de atuar em alto nível. Dez anos mais novo, o australiano tem a vitalidade e velocidade ao seu lado. Pedro, TKO.

Leo Salles: Pedro, KO.

Lucas Rezende: Apesar do queixo deteriorado e carregar 10 anos a mais do que seu oponente nas costas, acredito que Shogun ainda tem capacidade de dar conta de alguém como Tyson Pedro. O australiano já foi superado por meio-pesados pouco impressionantes e geralmente concentra seu jogo no solo, o que é vantajoso pro curitibano. Shogun por KO.

Lucas Carrano: Shogun, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Shogun ficou tão frágil que fica difícil confiar nele, do outro lado, Tyson Pedro adora se complicar em seus combates. Darei o último voto de confiança no ex-campeão. Shogun, KO.

Renato Rebelo: Shogun, KO.

Rodrigo Tannuri: Pedro, TKO.

Thiago Sampaio: Tyson, KO.

André Azevedo: Hunt, KO.

David Carvalho: Mark Hunt tem experiência, queixo e mãos de chumbo a seu favor. Super Samoan via KO.

Felipe Paranhos: Poderia ser Hunt x Cormier, que hoje eu iria de Hunt. O gordinho mala merece uma despedida do UFC com vitória. Hunt, KO.

João Vitor Xavier: Hunt, KO.

Laerte Viana: Justin Willis é piada de mau gosto e Mark Hunt é um ex-lutador em atividade. Big Pretty até poderia usar seu jogo de quedas, trabalhado na AKA, para neutralizar o veterano, mas sua pouca inteligência e o gás precário devem dificultar que isso aconteça. Em casa, Hunt se despede do UFC com um nocaute.

Leo Salles: Hunt, TKO.

Lucas Rezende: Mark Hunt até pode nocautear, é claro. No entanto, vou dar uma chance a Willis, O americano, apesar de inexperiente, me parece estar no momento certo para ser alavancado com uma vitória sobre um Hunto já desacelerado. Não creio que será bonito, mas vou de Willis por decisão.

Lucas Carrano: Willis, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Willis é bizarro demais, porém, Hunt já virou um ex-lutador em atividade. Mas, como o duelo deverá se manter em pé, a mão do Super Samoano deve entrar. Deitando um oponente pela última vez no oito, Hunt nocauteia.

Renato Rebelo: Mark Hunt contra um power puncher fora de forma – mesmo sendo bem mais jovem -, não tem como ir contra. Super Samoan, KO.

Rodrigo Tannuri: Willis, decisão.

Thiago Sampaio: Hunt, KO.

Restante do card:

Jake Matthews x Tony Martin
Suman Mokhtarian x Sodiq Yusuff
Paul Craig x Jim Crute
Yushin Okami x Alexey Kunchenko
Wilson Reis x Ben Nguyen
Keita Nakamura x Salim Touahri
Mizuto Hirota x Christos Giagos
Elias Garcia x Kai Kara-France
Damir Ismagulov x Alex Gorgees

Ranking dos colunistas:

1 – Laerte Viana: 89-57 (60,9%)
2 – Renato Rebelo: 88-58 (60,2%)
3 – Lucas Carrano: 85-57 (59,8%)
4 – Rodrigo Tannuri: 87-59 (59,5%)
5 – Felipe Paranhos: 84-62 (57,3%)
6 – David Carvalho: 82-64 (56,1%)
6 – Thiago Sampaio: 82-64 (56,1%)
7 – Lucas Rezende: 81-65 (55,4%)
8 – João Vitor Xavier: 80-66 (54,7%)
9 – Leo Salles: 81-65 (55,4%)
10 – Luiz Fernando Ferreira: 79-67 (54,1%)
11 – André Azevedo: 64-72 (47%)
  • Henrique

    Usman DEC
    Munhoz SUB
    Cigano DEC
    Pedro KO
    Hunt TKO

  • Alyson D’Gramont

    TUF 28 Finale
    – Rafael Dos Anjos x Kamaru Usman = Usman, decisão.
    – Juan Francisco Espino x Justin Frazier = Espino, finalização.
    – Macy Chiasson x Pannie Kianzad = Kianzad, decisão.
    – Pedro Munhoz x Bryan Caraway = Munhoz, decisão.
    – Joseph Benavidez x Alex Perez = Benavidez, finalização.
    – Ji Yeon Kim x Antonina Shevchenko = Shevchenko, nocaute.

  • Alyson D’Gramont

    UFC Fight Night 142
    – Junior Cigano x Tai Tuivasa = Tuivasa, KO.
    – Mauricio Shogun x Tyson Pedro = Pedro, finalização.
    – Mark Hunt x Justin Willis = Hunt, KO.
    – Wilson Reis x Ben Nguyen = Reis, finalização.
    – Yushin Okami x Alexey Kunchenko = Okami, decisão.
    – Jake Matthews x Tony Martin = Matthews, decisão.

    • Rogerio Troy

      Show de bola hein rssss

  • Mauro

    Dos Anjos x Usman: Usman, TKO.
    Pedro Munhoz x Bryan= Pedro, UD.
    Benavidez x Perez= Benavidez, finalização.

    Cigano x Tai: Tai, TKO.
    Shogun x Pedro= Shogun, não conheço o Pedro.
    Mark Hunt x Justin Willis= Hunt, pelo mesmo motivo.

  • Mike Martin

    Também queria virar chacota por pegar a ” Miesha “

Tags: , , , , , , , , ,
Instagram