Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC Denver

Laerte Viana | 12/11/2018 às 12:10

Fala, galera!

Para não perder o costume recente, o UFC montou um card, dessa vez em Denver, Colorado, sem apelo nenhum para o fã médio, recheado de estreantes ou lutadores fora do radar. E o pior: o show era comemorativo de 25 anos do evento.

Os resultados entregues no octógono estavam sendo igualmente de pouco valor até um lance genial, no último segundo da festa, fazer valer o ingresso. Antes, um ou outro destaque, sem muito alarde.

Deixando o papo furado de lado e sem mais delongas, vamos direto para o que de fato interessa: os próximos passos dos principais nomes do UFC Denver:

1num

Yair Rodríguez x Zabit Magomedsharipov

Já temos o mais novo candidato a nocaute do ano. E temos também o mais novo candidato a homem menos inteligente (para ser educado) da década. Após dominar a luta inteira, Chan Sung Jung resolveu entrar numa trocação frenética contra o talentoso e sempre inovador Yair Rodriguez, faltando apenas 10 segundos.

Como prêmio para sua escolha astuciosa, o Zumbi Coreano acabou apagado, com uma lindíssima cotovelada de baixo para cima. Sem ter nada a ver com a burrice alheia, o Pantera se recoloca no top 10 e recupera o prestígio de outrora.

Com o resultado grandioso, o passo seguinte é bater de frente com Zabit Magomedsharipov, que está sedento por uma chance contra alguém do pelotão de cima. Agora vai?

NUM_2

Donald Cerrone x Justin Gaethje 

No combate entre técnica x força, vantagem para o lutador mais completo. Mesmo longe do auge, Donald Cerrone não teve muito trabalho para laçar o braço do superestimado Mike Perry e somar seu 21º triunfo no UFC, se isolando como maior vencedor da história da companhia. Tem que respeitar!

Sem perder tempo, o Cowboy revelou que vai voltar a bater 70kg, garantindo, inclusive, que os patrões já ofereceram seu próximo oponente. Acredito – e espero – que seja o porradeiro Justin Gaethje, numa luta que despertaria, e muito, a curiosidade dos fãs.

NUM3

Germaine de Randamie x Cat Zingano / Megan Anderson

Inativa há quase dois anos, Germaine de Randamie tirou a ferrugem com autoridade sobre a boa Raquel Pennington em 15 minutos seguros, mas mornos. De qualquer modo, assegura sua vaga no top 5 do peso galo feminino.

Com Amanda Nunes casada com Cris Cyborg (falem esse nome baixo para não assustar a Randamie) para dezembro, eu faria Ketlen Vieira x Holly Holm pelo title shot. Assim, sobra para a holandesa a vencedora de Cat Zingano x Megan Anderson, que também vai rolar no último card de 2018.

NUM4

Beneil Dariush x Olivier Aubin-Mercier / Gilbert Durinho

Achei que Thiago Moisés já estava pronto para mergulhar fundo no tanque de tubarões dos leves. Errei feio. Beneil Dariush passeou contra o brasileiro estreante e espantou a má fase, nos lembrando porque pertencia ao top 10 da divisão até pouco tempo atrás.

Se quiser reconquistar seu posto, o iraniano atleta da Kings MMA tem dois caminhos: voltar a bater os grandes ou barrar os postulantes. Vejo a segunda opção mais viável no momento, com Dariush medindo a febre de quem levar a melhor entre Olivier Aubin-Mercier e Gilbert Durinho, que medem forças no UFC 231, dia 8 de dezembro.

NUM5

Davi Ramos x Steven Ray 

O peso leve Davi Ramos mostrou, mais uma vez, que seu chão é para gente grande. John Gunther, que é limitadíssimo e sequer merece estar no plantel de lutadores do Ultimate, certamente não estava pronto para brincar com o brasileiro.

Com um jiu-jítsu de elite, o campeão do ADCC não precisou nem suar para tirar o rival para nada e conseguir a finalização em menos de dois minutos. Foi a terceira vitória consecutiva, todas monstrando sua qualidade no chão. O nível de competição precisa subir, e o duro Steven Ray (6-3 na casa) está na medida para Davi.

Amigos, me ajudem com os destinos do Zumbi Coreano, Mike Perry, Raquel Pennington, Thiago Moisés e companhia? Mandem bala!

  • Alyson D’Gramont

    – Chan Sung Jung x vencedor de Darren Elkins x Ricardo Lamas
    – Raquel Pennington x Aspen Ladd
    – Mike Perry x Court McGee
    – Thiago Moisés x Jon Tuck
    – Mike Trizano x vencedor de James Vick x Paul Felder
    – Maycee Barber x Angela Hill

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Boa opção pro Zumbi Coreano.

  • Julio Varoni

    O Zubim Coreano ganhou o prêmio Volkov do ano

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também acho. Pra mim ele está disparado na liderança!

  • Daniel Piva

    Para o Zumbi Coreano será que não valia uma luta contra o Jeremy Stephens?

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      É uma boa sugestão. Temos varios casamentos legais nos penas.

  • Mauro

    Zumbi deu uma de Chris Weidman da vida. Vencendo a luta, e quer continuar na trocação doida.

    Bora lá:

    Yair x Jeremy Stephens. Luta de striker.

    Zabit x Zumbi.

    O Cerrone ou o Gaetjhe, eu guardaria para o Aldo, caso este for realmente subir. Se não for subir e tiver só de frescura, então a luta entre os dois seria ótima.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Yair x Stephens seria interessante, mas ainda prefiro com o mexicano contra o Zabit. Esse casamento time intriga. Haha

      • Mauro

        Eu entendo.
        Eu penso como um “agente” do Yair. Acho que tem que maneirar até pegar fortes grappler. Mostrou boas defesas contra o Zumbi, mas nada de Alexander, Chad, Edgar, Zabit e afins, por enquanto. Deixa a confiança vir primeiro.

        Zabit x Zumbi seria legal. Um striker, um porradeiro, e dois bons de chão. Tô pra dizer que iria de Zumbi.

  • Thiago Tanikawa

    Rodríguez vs Zabit: se o hype pra essa luta já tava alto…essa performance do Rodríguez aumentou ainda mais. Que tudo dê certo dessa vez.
    Zombie vs Kattar: por mais que a luta tenha sido digna de Hall da Fama, me sinto mal pelo Zumbi, um dos meus penas favoritos de todos os tempos. Uma luta contra o Kattar também tem um potencial fabuloso.
    Cerrone vs Ferguson: parece um retorno adequado, por mais que o Ferguson esteja numa fase muito melhor, o star power desse combate é monumental. Imagino até que seja um bom main event pro primeiro UFC on ESPN.
    Perry vs Brown: Perry é muito superestimado, mas é bom pra nos fornecer boas pancadarias. Quem sabe uma luta com o Brown o levante e convença o imortal a se aposentar em definitivo.
    GDR vs Ketlen: a campeã mais odiada da história merece uma derrota em seu cartel. Acho que a fenômeno poderia nos fornecer o prazer de vê-la perdendo.
    Trizano vs Dariush: os dois foram, na minha opinião, dominantes. Uma “crossroads fight” a altura da categoria dos leves.
    Ramos vs Ray: de acordo com tudo que está na resenha.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Se o Brown resolver dar as caras novamente, seria um lutão contra o Perry.

  • Alex sousa freitas

    Zumbi coreano x daryl dixon

  • Thiago Luiz Albuquerque

    Chang Sung Volkov

Tags: , , , , , , , , , , , ,
Instagram