UFC Moncton: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 26/10/2018 às 19:30

Pela primeira vez a cidade de Moncton recebe o octógono do Ultimate. Neste sábado, os fãs canadenses presentes na Avenir Center, vão testemunhar o embate de nocauteadores entre Volkan Oezdemir e Anthony Smith na luta principal do UFC Fight Night 138.

Vindo de derrota para Daniel Cormier, quando disputou o cinturão da categoria no UFC 220, Volkan tenta não só se recuperar do revés, mas principalmente, provar que não está no top 5 por acaso.

Do outro lado do córner, Anthony Smith vem embalado por dois nocautes brutais sobre os ex-campeões Mauricio Shogun e Rashad Evans. Um triunfo sobre o suíço, colocaria o americano bem próximo do title shot.

Pelo co-main event, Michael Johnson e Artem Lobov promovem um duelo de irregulares na divisão dos penas. Vindo de duas derrotas e com cartel negativo, o russo precisa vencer o americano para não correr risco de passar no RH.

Ótima oportunidade para os (nem sempre tão precisos) palpites dos nosso colunistas!

André Azevedo: Oezdemir, KO.

David Carvalho: Por mais que fiquei impressionado com o tamanho de Smith na encarada com ‘Oezdemito’, e o americano tenha batido nomes como Shogun, Rashad e Hector Lombard, não dá para ir diferente de Volkan  Oezdemir por TKO.

Felipe Paranhos: Volkan ganhou várias lutas sendo claramente inferior tecnicamente. Num duelo que deve transcorrer em pé, ele tem mais queixo e punch. Volkan, KO.

João Vitor Xavier: Oezdemir, KO.

Laerte Viana: Smith ainda não me convenceu. Bateu dois veteranos em fase final de carreira (Rashad até já pendurou as luvas). Volkan, até aqui, mostrou ser mais qualificado, inclusive em pé, ponto forte do americano. Oezdemir vence por nocaute.

Leo Salles: Oezdemir, TKO.

Lucas Carrano: Oezdemir, TKO. 

Lucas Rezende: Oezdemir, KO.

Renato Rebelo: Oezdemir é mais técnico e está muito mais adaptado à categoria. Smith é perigoso, mas o estilo brawler, que parte pra cima mais na transpiração do que na inspiração, costuma atingir um certo teto. Oezdemir, TKO.

Rodrigo Tannuri: Smith, TKO.

Thiago Sampaio: Nesta luta principal que promete ser animada e qualquer um pode cair, a aposta é no Volkan. Apesar de mais técnico, Smith não vai querer amarrar e costuma abrir muitas brechas ao partir para a pancadaria. Aí, basta uma mão fatal do suíço. Oezdemir, nocaute.

André Azevedo:  Michael Johnson, decisão.

David Carvalho: Aqui o embate de um lutador em uma situação que beira a descendente, que é o caso de Michael Johnson versus Lobov, que é o Lobov, falar mais o que? The Menace vence nos pontos.

Felipe Paranhos: Como Daniel Kelly, Lobov tem o poder de transformar seus adversários em lutadores tão ruins quanto eles. Mas, mesmo num. Nível Lobov, Michael Johnson é melhor. Johnson, decisão. 

João Vitor Xavier: Johnson, decisão.

Laerte Viana: The Menace está em péssima fase, mas é muito melhor que Lobov, que foi péssimo durante a carreira inteira. E por mais que o best friend do McGregor seja resistente, Johnson vai nocautear.

Leo Salles: Johnson por decisão.

Lucas Carrano: Johnson, decisão.

Lucas Rezende: Johnson, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Johnson, decisão.

Renato Rebelo: Mesmo tendo pego a luta em cima do laço, sem muito preparo, e estando ainda meio fora de forma, Michael Johnson é tecnicamente (muito superior). Ainda acho que é o suficiente em três rounds. Johnson, decisão.

Rodrigo Tannuri: Michael Johnson, decisão.

Thiago Sampaio: Lobov é uma brincadeira de mau gosto no co-main event do UFC. Lento e limitado, deve ser dominado por Johnson, que é muito mais lutador, mesmo bem longe da melhor fase da carreira. Johnson, decisão.

André Azevedo: Cirkunov, KO.

David Carvalho: Cummins é bom wrestler, tem carisma, mas toda vez que o vejo lutar me pergunto o que ele tá fazendo ali. Vai encarar Cirkunov que vem de derrota para Glover e Oezdemir. O americano bigodudo e banguela, é o nome perfeito para retomar as vitórias para o canadense. Cirkunov via TKO.

Felipe Paranhos: Convenhamos: Cummins foi colocado nessa luta para ajudar a recuperar Cirkunov. Massacre pro semiletão. Cirkunov, TKO

João Vitor Xavier: Cirkunov, finalização.

Laerte Viana: Cummins é quase nulo em pé e não vai conseguir usar seu bom wrestler a todo momento contra Misha. Em outras palavras, o jogo não casa para o banguela. Mais veloz em pé, Cirkunov nocauteia.

Leo Salles: Cirkunov, TKO.

Lucas Carrano: Cirkunov, decisão.

Lucas Rezende: Cummins, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Cirkunov, decisão.

Renato Rebelo: Cirkunov apresentou problemas contra caras que defenderam as suas quedas e o golpearam pesado. Não é o caso do banguela Patrick, que pode fazer o primeiro, mas não o segudo. Vejo o letão mais contundente em todos os setores. Cirkunov, decisão.

Rodrigo Tannuri: Cirkunov, TKO.

Thiago Sampaio: O banquela tem totais condições de usar o bom wrestler para amassar por três rounds. Mas em pé, não tem a melhor das resistências e Misha deve aproveitar bem estes momentos. É o adversário na medida para voltar a vencer. Cirkunov, decisão.

Restante do card do UFC  Moncton:

Andre Soukhamthath x Jonathan Martinez
Gian Villante x Ed Herman
Alex Garcia x Court McGee
Nordine Taleb x Sean Strickland
Thibault Gouti x Nasrat Haqparast
Calvin Kattar x Chris Fishgold
Sarah Moras x Talita Bernardo
Te’Jovan Edwards x Don Madge
Arjan Bhullar x Marcelo Golm
Stevie Ray x Jessin Ayari

Ranking dos Colunistas:

1 – Laerte Viana: 79-49 (61,7%)
2 – Renato Rebelo: 77-51 (60,1%)
3 – Felipe Paranhos: 76-52 (59,3%)
4 – Lucas Carrano: 74-54 (57,8%)
4 – Rodrigo Tannuri: 74-54 (57,8%)
4 – Thiago Sampaio: 74-54 (57,8%)
5 – Lucas Rezende: 73-55 (57%)
6 – João Vitor Xavier: 72-56 (56,2%)
6 – David Carvalho: 72-56 (56,2%)
7 – Leo Salles: 70-58 (54,6%)
8 – Luiz Fernando Ferreira: 69-59 (53,9%)
9 – André Azevedo: 58-62 (48,3%)

  • Henrique

    Volkan KO
    Johnson TKO
    Cirkunov KO

  • Bernardo Oliveira

    Tannuri quer mitar no Smith ou é sério mesmo?

    • Maurício Oliveira

      E não é que mitou, rsrsrsrs!

      • Bernardo Oliveira

        Pois é kkkk

Tags: ,