Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC 228

Laerte Viana | 10/09/2018 às 14:42

Fala, galera!

Não foi dessa vez que a seleta lista de campeões do UFC ganhou um novo integrante. O show do campeão dos meio-médios em Dallas, no estado do Texas, foi a cereja do bolo de um card recheado de lutas e resultados empolgantes para os fãs.

Das 13 pelejas, nove foram finalizadas antes do tempo regulamentar, quase todas dignas de highlights para preencher o DVD. Deixando o papo furado de lado e sem mais delongas, vamos direto para o que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do UFC 228:

1num

Tyron Woodley x Colby Covington 

O atropelo para cima do até então invicto Darren Till serviu para mostrar, mais uma vez, que Tyron Woodley é, sim, um dos maiores nomes da história da categoria até 77kg. Apesar da fama de chato e as fraquíssimas atuações em 2017, defender o cinturão por quatro vezes é algo raro nos dias de hoje.

Em busca da quinta cinta de ouro, T-Wood deve encarar Colby Covington, que ostentava o título interino até o mês passado. Nada mais justo, então, que o falastrão seja o próximo da fila, deixando Rafael dos Anjos e Kamaru Usman se enfrentarem por uma oportunidade futura.

Dito isso, eu não ficaria nada surpreso se um certo canadense resolvesse voltar à ativa…

NUM_2

Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas

Se ainda havia alguma dúvida em relação ao posto de desafiante de Rose Namajunas, Jéssica Bate-Estaca tratou de encerrar o assunto de maneira rápida e brutal: 118 segundos, Karolina Kowalkiewicz estirada no chão e nova chance pelo título garantidíssima. E com justiça.

O nocautaço rendeu outra marca importante para a brasileira: se tornou a primeira mulher a conquistar 10 vitórias no UFC. Parabéns, também, pela inteligência ao pedir para ser escalada no mesmo card de Amanda Nunes x Cris Cyborg, dia 29 de dezembro. Só falta assinar o contrato.

NUM3

Zabit Magomedsharipov x Chad Mendes

Na falta de adversários mais renomados, Zabit Magomedsharipov segue despachando de maneira fácil, fácil os nomes que cruzam seu caminho. Brandon Davis, escalado com uma semana de antecedência, sequer fez o russo soar, ainda que tenha sobrevivido ao primeiro assaltado.

A chave de perna rara serviu apenas para aumentar a fama de Zabit, que já desponta como provável futuro campeão. Pedir a cabeça de Chad Mendes foi uma escolha acertada, uma vez que o ex-desafiante, 5º do ranking, está sem par no baile e é um teste digno para vermos se Magomedsharipov já está pronto para a nata.

Caso Mendes não aceite, Jeremy Stephens é outra boa opção.

NUM4

Jimmie Rivera x Aljamain Sterling

Jimmie Rivera abriu mão do show para garantir os três pontos de recuperação, mantendo seu lugar no top 5. Decisão correta e atuação segura diante de John Dodson, que já não impõe o respeito de outrora.

Um pouco antes, Aljamain Sterling tirou uma linda finalização da cartola para arrancar os três tapinhas do duro Cody Stamann, se consolidando no top 10. El Terror e Funk Master estão próximos no ranking – 5º e 8º, respectivamente -, igualmente longe do título e com o mesmo timing de jogo.

Acredito que o cenário esteja bem desenhado, né? E com um embate da dupla, o caminho fica livre para TJ Dillashaw x Marlon Moraes, Raphael Assunção x Dominick Cruz e Cody Garbrandt x John Lineker. Curtiram?

NUM5

Abdul Razak Alhassan x vencedor de Thiago Pitbull / Alexey Kunchenko

De maneira nada amistosa, Abdul Razak Alhassan foi para cima de Niko Price com a mesma pressa de quem esquece as roupas no varal em dia de chuva. Rapidamente demoliu o oponente e anotou a 10ª vitória por nocaute na carreira, mantendo a marca de nunca ter passado do primeiro round em seus triunfos.

Embora tenha vencido de maneira convincente, Alhassan ainda precisa evoluir para bater de frente com o pelotão ranqueado dos meio-médios. Um bom teste para o ganês seria o vencedor de Thiago Pitbull x Alexey Kunchenko, que saem na mão no UFC Rússia, neste sábado (15/09).

Para quem não conhece o russo, ele é ex-campeão do M-1 Challenge e chega ao Ultimate cercado de expectativas por conta do seu cartel perfeito (18-0, sendo 13 nocautes) e o estilo agressivo. Promessa de anarquia!

NUM6

Tatiana Suárez x Joanna Jedrzejczyk

Se Zabit Magomedsharipov vem fazendo barulho nos penas, Tatiana Suárez não fica atrás no peso palha feminino. Dominante do início ao fim, a vencedora do TUF 23 tirou a ex-campeã Carla Esparza para nada, de maneira até constrangedora.

O nocaute no último round foi o desfecho ideal para elevar o status da americana, que invade o top 5 com moral o suficiente para bater de frente com outra ex-número 1, Joanna Jedrzejczyk.

Contra a polonesa o buraco é mais embaixo, porém o atual momento da divisão facilita que esse casamento seja agendado. Inclusive, essa opção é melhor que a feita anteriormente para Joanna.

Amigo, me ajudem com os destinos de Darren Till, Karolina Kowalkiewicz, John Dodson, Carla Esparza e companhia? Mandem bala!

  • Luiz Antonio Felisberto

    Perfeito, concordo com todos os casamentos das lutas.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Obrigado, Luizão!

  • Rogerio Troy

    Tatiana Suárez x Joanna Jedrzejczyk é o Khabib x Connor feminino.

    No chão não tem nem graça.
    Em pé também não.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Bela comparação. Haha

  • Edinelson Santos

    Talvez seja a hora do Dodson descer pros moscas, o cejudo agora é o campeão, talvez ele consiga desempenhar como antigamente.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também acho que o Dodson tá perdendo tempo nos galos.

    • Wellington Fonseca

      De acordo!
      Dodson perdeu velocidade e punch nos galos. Atingiu o teto e não passa de onde já está.

  • Bruno Fonseca

    Já estou ansioso por Tatiana Suárez x Joanna Jedrzejczyk!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Somos dois.

    • Alyson D’Gramont

      Dá pra encaixar Jéssica vs Suárez, caso a Suárez lute e vença a Jędrzejczyk e a Jéssica vença a Namajunas.

  • João Vitor Andrade

    Joana vs Valentina Schevshenko pela disputa de cinturão e TATIANA SUAREZ CONTRA VENCEDORA DE CLAUDIA GADELHA/NINA ANSAROFF

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      O único problema é que Claudinha x Nina acontece só em dezembro, seria muito tempo pra Tatiana esperar, contando que a vencedora voltaria três/quatro meses depois (num cenário otimistas).

      De qualquer maneiro, os casamentos seriam divertidos.

  • Henrique

    Woodley x Colby / Till x Tavares (MW)
    Andrade x Namajunas / Karolina x Tecia
    Zabit x Emmett / Davis x Burnell
    Rivera x Sterling / Dodson x Yahya
    Alhassan x Neal / Price x Meek
    Suarez x Gadelha/Ansaroff / Esparza x Casey
    Stamann x D’Silva
    Camacho RH
    Stewart x Vettori / Byrd x Piechota
    Sanchez x Gall / White RH
    Miller x Makdessi / White RH
    Aldana x Bethe / Pudilova x Reneau
    Brooks x Sasaki / Sanchez x Sandoval

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Gostei bastante de Till x Tavares. Dodson x Yahya também seria uma boa, assim como Stewart x Vettori.

      • Henrique

        O que achou de Zabit x Emmett? Ele pediu pelo Chad, mas gostaria de vê-lo contra alguém do top 10 antes de enfrentar alguém do top 5.

        • Sergio Araujo

          Tb acho que eh muito prêmio, dar um top 5 pra um kra q ainda não venceu nenhum top 15. Tem muito rankeado sem par na dança. Stephens, Emmett, Swanson, Bektic, Elkins, todos fazem mais sentido. Mas desses eu preferia ver ele com o Emmett tb.

          • Henrique

            Meu raciocínio é esse tbm, o russo é bem talentoso mas os adversários que ele enfrentou não tem nível de top 15, Chad seria um passo maior que a perna.

          • Sergio Araujo

            Eu até nem duvido q o russo de uma peia no Chad Mandez, mas a questão eh q eu acho q ele ainda não fez por merecer pegar uma top 5.

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            As situações são julgadas de maneira individual, não da para generalizar. Em alguns casos, concordo que pegar um top 5 seja um prêmio para um cara que não venceu nenhum ranqueado.

            No caso do Zabit, porém, acho que não é nenhum exagero, pois ele já construiu um status grande o suficiente para ter esse “poder de barganha”.

            Só um exemplo à parte: quando o Moicano enfrentou o Stephens, o americano era o 5° e o brasileiro só tinha duas lutas na organização e sequer era ranqueado.

            Para alguns lutadores as boas oportunidades chegam antes. Para outros, o caminho é mais longo. Faz parte do jogo.

            Abração.

          • Sergio Araujo

            entendo o jogo. não acho justo, mas entendo.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Gostei da sugestão, até porque talvez o Chad não aceite o Zabit. Hehe

  • Sergio Araujo

    Se a intenção de Till era fazer só mais duas lutas no Meio Médio, agora não faz mais sentido ele fazer mais nenhuma. Apesar de ter batido bem o peso, o kra não lutou!

    Se insistir em ficar no Meio Médio, RDA é um bom casamento. Se subir, o perdedor de Sapato x Theodorou tá de bom tamanho. Sei que essa luta ainda é só em Dezembro, mas o Gorila merece um descanso, foram 4 lutas em 1 ano.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também acho que não faz sentido o Till continuar nos meio-médios. Deve tirar um tempo para se acostumar com o corpo moldado para lutar nos 84kg e estrear nos médios no início de 2019.

  • Alyson D’Gramont

    1 – Karolina Kowalkiewicz x JJ Aldrich
    2 – Carla Esparza x Cortney Casey
    3 – John Dodson x Rani Yahya
    4 – Robbie Lawler x Darren Till (se ainda quiser continuar nos meio-médios)
    5 – Uriah Hall x Darren Till (caso queira subir pros médios)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Lawler enfrenta o Thompson em janeiro.

      Curti Esparza x Casey e Dodson x Rani.

  • Sergio Araujo

    Será q Anderson Silva se animava pra lutar com Till? Pelo menos o kra vem de uma disputa de título. Há melhores opções pro Spider?

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Mestre, desculpa, mas não vejo sentido nenhum o Anderson pegar um garotão que está perto do auge da carreira.

      Vamos dar um descanso pro Spider, a idade já chegou pra ele. Hehehe

      Um Uriah Hall da vida tá de bom tamanho pra ele.

      • Sergio Araujo

        Entendo seu ponto de vista, mas não sei se o Till merece todo esse Hype. Pra mim ele perdeu pro Thompson. Também não sabemos como o Gorila vai se sair nos médios. Então, partindo do pressuposto de que talvez Till não seja isso tudo, derrotar ele agora que está com o nome em alta talvez fosse bom pro Spider que tem poucas lutas antes de pendurar as luvas.

  • Thiago Tanikawa

    Woodley vs GSP: é a luta a ser feita (mesmo que a luta do Colby seja muito mais provável), T Wood voltou aos olhos do grande público com a melhor performance desde o Lawler, deixaria o negão feliz pelo dinheiro, bem como o UFC pelos PPVs que o canadense vende.
    Till vs Edwards: nunca gostei do Till, sempre achei ele um puta babaca e que o hype foi mais fabricado que conquistado (até o Ngannou fez mais antes o title shot que ele), a birra só cresceu depois do garfo pro Thompon. Edwards já pediu ele e está numa sequência ótima, na medida pra ele antes da inevitável ida pros médios.
    Andrade vs Namajunas: sem dúvida alguma é a luta a ser feita, ainda mais que considero a Jéssica favorita.
    Magomedsharipov vs Volkanovski: o australiano vem de uma excelente sequência, até melhor que a do russo, por isso mesmo acho que um tira teima entre eles é interessantíssimo.
    Suarez vs JJ: a quedadora contra a inquedável. Confirmem essa luta!
    Sterling vs Aljo: Sterling pediu a luta e eu sou a favor. Seria um bom embate entre as últimas vítimas do Saitama BR.
    Alhassan vs Bahadurzada: um bom combate e uma boa porradaria entre dois strikers de nome complicado.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Gostei da lembrança do Bahadurzada. Ele voa fora do radar, até pela pouca frequência em que atua, mas é um nome de valor.

  • Mauro

    Chad Mendes disse, recentemente, ao ser desafiado por Alexander, que quer alguém a frente dele (do Chad) no ranking, e que não se incomoda em esperar, pois não precisa mais lutar por lutar.

    Creio que vai querer o vencedor de Edgar x zumbi, mas não sei se tem essa moral toda, e o vencedor deve está próximo do contender.

    Chad poderia se contentar com Jeremy Stephens, enquanto Zabit pega o alexander, ou espera o retorno do Emmet.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Zabit x Emmet tambem seria uma boa.

  • Wellington Fonseca

    Bom dia, Renatão!
    Sei que não tem nada a ver com a coluna, mas já que o Insta voltou à carga, sugiro colocar o link e o feed na página inicial do site, como era anteriormente. Às vezes pode ter forista que ainda não sabe que o novo Instagram já está sendo alimentado com notícias.
    Abração!

  • Vinicius Maia

    Bom dia Laerte. Eu só discordo do casamento do Rivera. Se o Assunção não vai receber o TS no mínimo ele poderia lutar com o Rivera. Não sabemos quando o Cruz vai voltar então eu acho que seria uma boa luta para o brasileiro lutar contra um top contender. Abraços.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      O Cruz deu entrevista dizendo que pretende voltar no em dezembro de 2018 ou janeiro de 2019. De qualquer forma, caso ele demora pra voltar, concordo que Assunção x Rivera seria uma ótima pedida.

      Abraços.

  • Rudá Corrêa Viana

    Tem novo rei nos moscas. Ta na hora do Dodson voltar. Lá ele será mais competitivo.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      De acordo.

    • Alyson D’Gramont

      Acho que ele volta pros moscas depois dessa derrota.

  • Igor Barbosa

    “TJ Dillashaw x Marlon Moraes, Raphael Assunção x Dominick Cruz e Cody Garbrandt x John Lineker.”

    Imagina tudo isso no mesmo card? Aí eu vou pra galera!

    Quanto aos meus humildes matchmakings:

    * Darren Till x vencedor de Santiago Ponzinibbio x Neil Magny
    * Karolina Kowalkiewicz x Cortney Casey
    * John Dodson x Alejandro Perez
    * Brandon Davis x Martín Bravo
    * Carla Esparza x Tecia Torres
    * Cody Stamann x Rani Yahya
    * Geoff Neal (excelente desempenho) x Jordan Mein
    * Frank Camacho x Emil Weber Meek
    * Charles Byrd x Kevin Holland
    * Darren Stewart x Abu Azaitar
    * Diego Sanchez x Ben Saunders
    * Craig White x Keita Nakamura
    * Jim Miller x Vinc Pichel
    * Alex White x Nick Hein
    * Irene Aldana x Bethe Correia
    * Lucie Pudilova x Gina Mazany
    * Jarred Brooks x Hector Sandoval
    * Roberto Sanchez x Naoki Inoue

    PS: casamentos extras:
    * Valentina Shevchenko x Sijara Eubanks (cinturão)
    * Nicco Montaño x Katlyn Chookagian

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Curti Stewart x Abu Azaitar, está de bom tamanho para os dois. Além de ser uma boa promessa de anarquia.

  • Alyson D’Gramont

    “TJ Dillashaw x Marlon Moraes, Raphael Assunção x Dominick Cruz e Cody Garbrandt x John Lineker.”

    Acho que um encache melhor seria TJ Dillashaw x Raphael Assunção, já que os dois já se enfrentaram antes duas vezes (uma vitória pra cada, ambas por decisão) e uma terceira luta de desempate seria bem-vinda. Pena que o Raphael se nega a pedir lutas, então tal atitude tem que partir do próprio TJ.

  • Bernardo Oliveira

    Tatiana x Joanna seria foda!

Tags: , , , , , , , , , ,