UFC Hamburgo: os palpites
dos colunistas do Sexto Round

admin | 20/07/2018 às 17:30

Desembarcando pela segunda vez na cidade de Hamburgo, o octógono chega em terras alemãs com a lenda Maurício Shogun versus Anthony Smith na luta principal do UFC Fight Night 134.

O card, que ocorre neste domingo a partir das 11h30 (horário de Brasília), ainda conta com Glover Teixeira em duelo com Corey Anderson, pelo co-main event.

Vindo de sua melhor sequência no UFC (três vitórias), Shogun pode não só emplacar mais um triunfo, mas garantir uma até então improvável chance de disputar o cinturão dos meio-pesados novamente.

Do outro lado do córner, Smith tem a oportunidade de vencer o segundo ex-campeão de forma consecutiva, já que vem de vitória sobre Rashad Evans.

No evento co-principal, Glover Teixeira também continua sua caminhada rumo a mais um title shot. Já para Corey Anderson, vencer o brasileiro significaria a maior vitória de sua carreira.

Ótima oportunidade para os (nem sempre tão precisos) palpites dos nosso colunistas!

André Azevedo: Shogun é um lutador bem melhor, mas que depende demais do condicionamento. Acho uma luta perigosa. Smith tem mãos pesadas mas um QI de luta ruim. Torço e acredito que dê o brasileiro. Shogun via TKO.

David Carvalho: Shogun é mais lutador do que Smith, tem mais punch, precisão e sua resistência ainda não demonstrou grandes índices de queda. O que pode ser o ponto de partida para a vitória de Anthony Smith é a jovialidade que traz a velocidade. Vou arriscar em uma luta difícil para ambos, mas onde Shogun consegue o nocaute.

Felipe Paranhos: Sabemos que Shogun não é lá o lutador mais confiável da galáxia, mas Anthony Smith é um lutador da rabeira da tabela em boa fase. Shogun, TKO.

João Vitor Xavier: Shogun, nocaute.

Laerte Viana: Receio que a maior envergadura de Smith e o enorme poder de resiliência possam complicar as coisas para Shogun, que, sinceramente, não mostra estar muito afim de se manter na elite. Como seu oponente está longe de pertencer à nata, vou fazer uma aposta arriscada no ex-campeão. Shogun, TKO.

Leo Salles: Shogun, TKO. 

Lucas Carrano: Shogun, TKO.

Lucas Rezende: Shogun, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Luta estranha, o lendário Shogun não passa confiança. Porém, não quero acreditar que o ex-campeão do GP do Pride e UFC, vai sucumbir para um freak como Smith. Shogun, TKO.

Renato Rebelo: Shogun chega motivado pelo possibilidade de disputar o cinturão novamente e pega adversário tecnicamente inferior, que deixou a categoria debaixo nocauteado. Não que um pegador de 1,93m seja moleza – ainda mais pra um cara com tantos pontos de interrogação nos setores de motivação e preparo físico -, mas todas as estrelas se alinharam e não haverá cenário mais favorável que esse. Última chance. Shogun, TKO.

Rodrigo Tannuri: Quem poderia imaginar que o outrora freakão Smith pudesse se transformar numa força? Isso é o reflexo atual dos meio-pesados! Consigo imaginar essa luta tendo dois desfechos: quando Shogun nocauteou brutalmente Te Huna e quando foi abatido precocemente por OSP. Como nunca coloquei muita fé em sua jornada no UFC, tentarei fazer uma graça. O brasileiro está envelhecendo, seu queixo pode não ser mais o mesmo e enfrentará um adversário maior, mais jovem, resistente e motivado. Smith, TKO.

Thiago Sampaio: Shogun é muito melhor na trocação do que Smith, que parte para o infighting sem se preocupar muito com defesa. Mas não dá muito para confiar no brasileiro no atual estágio. Ela não parece estar motivado, mesmo com o campeão pedindo por uma luta com ele. Sendo assim, se não tiver feito o preparo adequado, pode sucumbir a um brigador que vem sem nada a perder. Smith, nocaute.

André Azevedo: O brasileiro sobra em todas as áreas. Aposto numa vitória de Glover via decisão.

David Carvalho: Glover sempre fechado e de guarda alta estilo Tyson deve encontrar dificuldade no controle de distância do americano, mas que, em algum momento, burramente vai acabar encurtando e facilitando as coisas para Glover, que derruba e finaliza.

Felipe Paranhos: Apesar da troca de adversário de última hora, considero Anderson menos perigoso para Glover do que Latifi. Em algum momento, Corey bestará, como sempre, e deixará o queixo na mira. Glover, TKO.

João Vitor Xavier: Glover, decisão.

Laerte Viana: Anderson não tem jogo para grudar Glover no chão por muito tempo. Em pé a vantagem é toda do brasileiro, uma vez que Corey é bem limitado na trocação. Glovão vence por nocaute.

Leo Salles: Glover, TKO.

Lucas Carrano: Glover, decisão.

Lucas Rezende: Glover, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Glover é melhor em tudo, Corey não vai conseguir impor o seu wrestling no estilo Phil Davis para cima do mineiro. Mais um nocaute na conta. Glover, KO.

Renato Rebelo: Além de ser ligeiramente mais atlético e rápido, não acho que Anderson, ainda mais tendo pego essa luta em cima do laço, tem o que oferecer a Glover. O brasileiro deve invadir o alcance do americano e botar mãos duras ou quedar. Glover por decisão.

Rodrigo Tannuri: Querem saber? Só não vou apostar em Corey, porque ele sempre treme e se entrega na hora decisiva. Além disso, seu ponto forte, que é o wrestling, pode ser anulado por Glover, já que não é o mesmo de Davis. Uma hora, o americano vencerá uma luta importante, mas não acho que será agora, até porque Glover é bem superior aos demais lutadores que este tem derrotado. Glover, KO.

Thiago Sampaio: Não vejo Corey Anderson controlando Glover na luta agarrada como Phil Davis fez lá no passado, nem se tivesse feito a preparação completa para a luta. Evitando a maioria das investidas de queda, o mineiro de Sobrália é bem superior no boxe, apesar de se mostrar mais lento com o avançar da idade. O americano já mostrou que não tem a melhor das resistências e, se levar um seguro, não vai resistir. Glover, nocaute.

André Azevedo: Vamos aos números: Abu tem o vistoso cartel com apenas 1 derrota e 13 vitórias. A maioria delas por nocaute (7) e outra boa parte via decisão (5). Finalizações? Venceu 1. Credenciais para exaltarmos seu poder de KO e volume de golpes. Mas não é bem assim. Os cartéis de seus 3 últimos adversários são 15-12, 13-11, 11-9. Prevejo 15 minutos de surra. Miranda via decisão. 

David Carvalho: O palpite mais difícil do card, onde o brasileiro vem de duas derrotas e encara Azaitar que está sem entrar em um cage desde 2016. No papel, será uma luta bem interessante por se tratar de dois strikers, mas as fases de ambos me faz jogar a moeda para o alto e ficar com o que vem em “melhor” ritmo. Vitor Miranda vence na decisão.

Felipe Paranhos: Vou na torcida: Vitor Miranda, TKO.

João Vitor Xavier: Vitor, decisão.

Laerte Viana: Abu Azaitar é força física e só, além de morrer no gás com facilidade. Se Vitor não entrar no jogo do gringo, evitando a mão pesada na famosa briga de bar, deve se sobressair na base da técnica, bem mais apurada que a do bad boy. Vithai nocauteia.

Leo Salles: Vitor, decisão.

Lucas Carrano: Vithai, decisão.

Lucas Rezende: Azaitar, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Vou acreditar que os dois anos parados de Azaitar irão fazer a diferença a favor do brasileiro. Vithai, TKO.

Renato Rebelo: Com ressalvas, vou apostar no striker tecnicamente superior com experiência dentro do octógono do UFC contra um pegador bruto e nada mais. Miranda, decisão.

Rodrigo Tannuri: Apesar do cheiro de garfo, quero acreditar que Vitor não dará sopa pro azar, porque, dessa vez, a luta seguirá na área em que é forte e contra um estreante. Sim, este lutará em casa, mas o adversário não luta desde 2016, ou seja, se a experiência não ajudar o brasileiro aqui, com certeza, irá procurar outro rumo. Miranda, TKO.

Thiago Sampaio: Abu Azaitar gosta da luta franca e buscar nocautes para acumular highlights. Mas não luta há quase dois anos e o gás pode prejudicá-lo se os rounds se prolongarem. O querido youtuber Vitor Miranda, acostumado com adversários nesse estilo, tem tudo para levar se atuar com inteligência, explorando as brechas do alemão. Experiência ele tem de sobra. Só não pode entrar na pilha do malandro que tem até ficha corrida na polícia. Vithai, decisão.

André Azevedo: Confronto entre dois pesos-pesados fracos. Jogando a moeda, vou de Struve via decisão.

David Carvalho: Não gosto de ter que apostar em Struve, mas com Marcin Tybura como adversário fica difícil. Dois ranqueados que vêm de duas derrotas cada um: sim, essa é a categoria até 120kg. Vou na experiência de Struve via TKO.

Felipe Paranhos: Num duelo de proporções opostas, acredito que o baixinho Tybura encontre espaço por dentro da envergadura de Struve. Tybura, KO.

João Vitor Xavier: Tybura, nocaute.

Laerte Viana: Tybura tem jogo pra abafar o gigante holandês e cozinhar a luta. O problema é seu QI de luta negativo, que já o deixou na mão em algumas oportunidades. De qualquer maneira, aposto em Tybura por decisão.

Leo Salles: Struve, decisão.

Lucas Carrano: Tybura, TKO.

Lucas Rezende: Tybura, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Acho que essa luta será a pior do card principal. Não dá para apostar em Struve, porém, o péssimo QI de luta de Tybura me faz acreditar que irá dar as caras novamente. Struve, decisão.

Renato Rebelo: Tybura é mais grappler e não acho que ele vá quedar e manter o Professor Girafales no chão. Struve também tá longe, muito longe de ser um bom striker, mas contra um Tybura pouco eficiente em pé, a envergadura ainda lhe pode ser útil. Vou de Struve por decisão.

Rodrigo Tannuri: Sério, esse duelo deveria valer a morte do derrotado. Se a luta Lewis x Ngannou foi pífia, Tybura x Struve será patética! Ambos são mondrongos e adoram dar a vitória de bandeja pros adversários, o que dificulta ainda mais as coisas na hora de apostar, mas, como um há de vencer, sei lá em quem vou. É incrível como não tenho pontos pra defendê-los kkkkk Chega! Tybura, decisão.

Thiago Sampaio: Lá vem Struve e seus membros de polvo buscando golpear de maneira desengonçada. Mesmo bem menor, Tybura é um lutador mais completo, vai conseguir encurtar a distância, capitalizar com golpes, intercalando com amassadas na grade. Tybura, decisão.

Restante do card do UFC Hamburgo:

Danny Roberts x David Zawada
Nasrat Haqparast x Marc Diakiese
Nick Hein x Damir Hadžović
Emil Weber Meek x Bartosz Fabiński
Khalid Taha x Nad Narimani
Justin Ledet x Aleksandar Rakić
Davey Grant x Manny Bermudez
Jeremy Kimball x Darko Stošić
Damian Stasiak x Liu Pingyuan

Ranking dos Colunistas:

1 – Felipe Paranhos: 53-34 (60,9%)
2 – Laerte Viana: 52-35 (59,7%)
2 – Lucas Carrano: 52-35 (59,7%)
2 – Renato Rebelo: 52-35 (59,7%)
3 – João Vitor Xavier: 51-36 (58,6%)
4 – Leo Salles: 50-37 (57,4%)
5 – David Carvalho: 49-38 (56,3%)
5 – Lucas Rezende: 49-38 (56,3%)
6 – Luiz Fernando Ferreira: 47-40 (54%)
6 – Thiago Sampaio: 47-40 (54%)
7 – Rodrigo Tannuri: 46-41 (52,8%)
8 – André Azevedo: 42-45 (48,2%)

  • Fernando Ribeiro

    Smith tem que ganhar. Vai ser muito vergonhoso pra categoria se o Shogun disputar o cinturão.

  • Evandro Reis

    Torço para o Shogun mas, nos dias de hoje o normal é que ele seja brutalmente nocauteado. Se ganhar será uma feliz surpresa. Espero o melhor, já preparado para o pior.

  • Igor Barbosa

    Shogun passa zero de confiança, e passa também a impressão de estar desanimado, de saco cheio… Mas não dá pra imaginar o Shogun perdendo pra Anthony Smith. Acho que vai ser uma luta horrível, com Shogun vencendo na decisão.

  • Carlos Teixeira

    Sinceramente, não gosto de ver os ex lutadores em atividade. Machida, Belfort , Spider, minotouro etc. Mas creio que de todos, Shogun é o cara que entrou em declínio mais cedo. Após ser atropelado por J. Jones, ha 07 anos atrás, só foi ladeira abaixo. Não é nem sombra do guerreiro que foi um dia. Decrépito, decadente, aparentemente com dificuldade em manter a forma fisica, além não suportar fisicamente a rotina de treinos ( para lutar tem que treinar, mas o corpo não deixa, perdi a conta das cirurgias que o cara fez nos últimos anos), não será nunca mais o lutador de outrora. Mas nós que somos praticantes amadores de lutas, fãs viciados nesse esporte, queremos que ele dê a última gota. Talvez ele mesmo não vá se aposentar antes de saber que esvaziou completamente tudo que um lutador podia dar como competidor. Mas penso que restou só pouquinho, mas bem pouquinho do Shogun lutador. Minha opinião é que essa é a última gota de life. Se vencer, o terá um ultimo sopro, certamente contra Cormier. Seria épico se a luta de fato acontecesse e com Shogun em condições de luta. Se perder.. bem, aí restarão as lembranças. O canto do cisne para um dos maiores da história do MMA. Torço para que Shogun vença o fraco Smith ( até o marreta quebrou o cara..). Mas infelizmente, pelo andar do histórico de veteranos que insistem, a fria e dura superfície do octogon para ser o destino a ele reservado.
    Glovão também esta ladeira abaixo, mas quem sabe surpreende. O Lex lutor, para mim vai rodar de vez.

  • Francis Couto Falbo

    Renato Rebelo convida o Vini do canal diretasso pra participar no podcast , cara comenta bem MMA

  • Felipe Guimaraes

    Veja minha analise da luta em facebook.com/mmaprevisoes,sexto round me da uma vaga ae hahahah

Tags: , , , ,
Instagram