Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC 226

Laerte Viana | 09/07/2018 às 01:42

Fala, galera!

Apesar da brochada ao perder Max Holloway x Brian Ortega aos 44 minutos do segundo tempo, o card responsável por liderar a Fight Week de 2018 foi de altíssimo nível, com desfechos para todos os gostos.

O destaque maior, é claro, ficou por conta do mais novo integrante do top 5 de todos os tempos, coroando outros desdobramentos interessantes que tivemos, com prospecto brasileiro fazendo jus à confiança depositada em suas costas, ex-campeão voltando a brilhar, dentre outros.

Bom, deixando o papo furado de lado e sem mais delongas, vamos direto para o que de fato interessa: os próximos passos dos principais nomes do UFC 226:

1num

Daniel Cormier x Brock Lesnar

É preciso respeitar – e muito – a história de Daniel Cormier. Ainda que a sombra de Jon Jones o persiga eternamente, o gordinho mais temido do planeta elevou seu status na história do esporte ao tirar a consciência de Stipe Miocic e, automaticamente, se tornar o segundo a ser campeão simultaneamente de duas categorias no UFC.

Em um mundo guiado pela meritocracia esportiva, provavelmente o próximo oponente de DC seria o russo Alexander Volkov ou até mesmo Curtis Blaydes. Contudo, estamos carecas de saber que o esporte não é tão simplório, há outras vertentes que guiam os protagonistas.

Com o showzinho armado no octógono e as palavras do presidente Dana White confirmando na coletiva de imprensa pós-evento, vai mesmo rolar Daniel Cormier x Brock Lesnar no UFC 230, em Nova York, em novembro. Apenas aceitem, não percam tempo procurando justiça na escolha.

NUM_2

Stipe Miocic x Derrick Lewis 

Dá para cravar sem medo de errar: Derrick Lewis x Francis Ngannou foi uma das piores lutas que o mundo já viu.

A bizarrice foi tamanha que deveria ser passível de multa ou algo do tipo. De qualquer forma, Lewis foi um pouco menos pífio e teve seu braço levantado ao final, mas sabe que o triunfo não o favorece na tabela.

Outro ponto importante: com a disputa de título entre Cormier e Lesnar, os planos traçados anteriormente foram mudados.

Sendo assim, a ideia nova é casar Blaydes x Volkov pelo title shot eliminator. Sobra para Lewis, então, matar no peito o ex-campeão Stipe Miocic – até como forma de castigo pela apresentação sofrível.

NUM3

Anthony Pettis x James Vick ou Justin Gaethje

“O show recomeçou, fera”. Bom, para ser sincero, não dá para saber se Anthony Pettis voltará a ser competitivo junto à elite ou foi apenas um lampejo, porém a atuação maiúscula diante de Michael Chiesa deixou boas impressões.

Agora, o Showtime retorna ao top 10 com moral, embora tenha que tomar cuidado para não empolgar. Um confronto contra o vencedor de James Vick e Justin Gaethje está na medida para Pettis e para o público, que certamente teria uma bela promessa de anarquia.

NUM4

Paulo Borrachinha x Israel Adesanya

E segue a escalada do menino Paulo Borrachinha no UFC. Enquanto é amado e odiado nas redes sociais, o mineiro de 27 anos engatou o quarto nocaute na companhia, dessa vez apagando o até outrora temido Uriah Hall.

Um dia antes, o talentoso Israel Adesanya tirou o duro Brad Tavares para nada e provou que já é realidade, deixando o status de promessa para trás.

Os resultados da dupla nos deixa ansiosos para ver quem está mais pronto para se juntar à nata. De quebra, fatalmente a peleja entre dois strikers violentos seria regada de muita violência, do jeito que tanto gostamos.

E, sinceramente, não acredito nesse papo de queimar cartucho, pois sabemos que o Ultimate costuma fazer esse tipo de casamento. Mal comparando, Thomas Almeida x Cody Garbrandt e Sage Northcutt x Mickey Gall, ambos em 2016, são dois belos exemplos.

NUM5

Raphael Assunção x Dominick Cruz / John Lineker

Como esperado, Raphael Assunção sobrou diante do bom Rob Font e mostrou, mais uma vez, o seu devido valor.

O problema para o o pernambucano é que sua competência dentro do cage é inversamente proporcional com sua capacidade de se autopromover.

Oras, nem as 11 vitórias nos galos e apenas uma derrota, diante do atual campeão TJ Dillashaw (a quem já venceu, inclusive), são capazes de render a Assunção uma chance de disputar o título. Ele merece? Sim, mas, por hora, não vai. Não tem apelo.

Espero que ao menos pegue um nome relevante na próxima, da parte de cima. A preferência é por um encontro com Dominick Cruz. Caso o ex-campeão for demorar para dar as caras, que seja posto frente a frente com o compatriota John Lineker.

Casamentos extras: 

  • Em um dos tantos duelos que prometia uma trocação das boas, melhor para o que é, de fato, um lutador de MMA. Digo, Khalil Rountree é limitado e não deve ir muito longe, mas Gokhan Saki, que passou perrengue até contra Henrique Frankenstein, mostrou que o octógono não é o lugar mais confortável para dar seus shows dos tempos de Glory. Quanto a Rountree, o também porradeiro Sam Alvey está livre no mercado e doído para sair na mão.
  • Mike Perry é isso aí: anarquia, sangue e chicote estralando. Se casado com outro rapaz violento, caso de Paul Felder, o resultado vai ser o que vimos no sábado à noite, independente de quem sair vitorioso. O triunfo – o primeiro por decisão em toda sua carreira – recoloca o Platinum em boa posição, com condições de sonhar com um retorno ao ranking. Como teste, que tal um adversário mais refinado tecnicamente em pé, mas que não se expõe de maneira tão brutal? Se você pensou em Tarec Saffiedine, acertou na mosca.
  • Está na hora de Dan Hooker ser olhado com mais carinho pelos fãs. o neozelandês atropelou o brasileiro Gilbert Durinho de maneira impiedosa, com requintes de crueldade. The Hangman, que despachou pela via rápida os últimos quatro homens que cruzaram seu caminho, pode muito bem pintar no top 15 dos leves na próxima atualização. Se isso ainda não ocorrer, deveria ter uma chance de enfrentar um dos ranqueados, até para vermos se está pronto para mergulhar no tanque de tubarões. Pensei em Paul Felder, 14º da lista e que retorna aos 70kg após a batalha travada com Perry.

Amigos, me ajudem com os destinos de Francis Ngannou, Michel Chiesa, Uriah Hall, Gilbert Durinho e companhia? Mandem bala!

  • Alan

    Tomara que Pettis volte aos dias de glória, quanto a luta de Cormier x Lesnar é pra fazer dinheiro somente, por um lado é injusto com o Blaydes e Volkov, mas por outro vimos que Cormier enfrentou só pedreira nos últimos confrontos e merece uma luta de dinheiro, só que eu estava torcendo para o Miocic justamente para esse tipo de coisa não acontecer e a divisão fluir normalmente, só lamento pois estava gostando muito de ver Miocic e Holloway como campeões!

    • Alan

      Ao menos a divisão não é muito populosa e dá para fazer um Title shot eliminator como sugerido!

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        A ideia é essa mesmo.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Essa luta é pro Cormier ganhar dinheiro, merece fazer um pagamento gordo no final da carreira. Rs

      Mas de fato, a luta é injusta.

  • Daniel Piva

    Concordo com todos os casamentos, especialmente o Borrachinha x Israel Adesanya. Também não concordo com o argumento de fazê-los crescerem juntos. Os dois são novos e têm tempo para isso. Assim, acredito que o ideal é um enfrentamento entre eles, para dar ainda mais impulsão ao vencedor no ranking.

    Quanto a luta entre Cormier x Brock Lesnar, tenho apenas uma dúvida quanto a categoria dos meio-pesados: o cinturão foi defendido em janeiro. Será que vão criar algum título interino ou irão esperar o DC? Se ele vai lutar em novembro contra o Lesnar, é difícil imaginar ele defendendo o cinturão dos meio-pesados antes de fevereiro.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      A linha de raciocínio sobre Borachinha x Adesanya é exatamente essa.

      Quanto ao cinturão dos meio-pesados, também fiquei com essa dúvida. Acredito que nas próximas semanas vamos ter uma resposta concreta.

      • Paulo de Tarso Lins

        Acredito que o Cormier vai curtir um pouco o Status de campeão de duas categorias, mas uma luta pelo cinturão vago dos meio pesados ja pode ser casada, ele nao volta pra essa categoria, acho que vai encher o bolso contra Lesnar, e tentar como ultima e derradeira aparição a desforra contra Jones no peso pesado.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          To contigo nessa.

    • Xizou

      A ordem é inversa ele vai defender o cinturão dos meio pesados em novembro e dos pesados ano q vem

  • KRS Porlaneff

    Já repararam quantas lutas sofríveis o Derrick Lewis já fez?

    Ngannou, Abdurakhimov, Nelson… isso que eu lembro de cabeça agora.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Ele é bizarro, na moral.

      • Juan

        Nessa última, a desgraça ficou por parte do Ngannou mesmo. O cara estava estranhão.

    • Caíque Matheus

      É o Dan Kelly dos pesados…

    • Shotokan Karate

      Decepção total com o Maguila…

  • Minirott

    Cormier vs Lesnar é uma lástima para o MMA, mas o gordinho merece rechear os bolsos de grana antes da aposentadoria. E a cinta do meio-pesado, como fica?

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      É provável que tenhamos uma respostas nas próximas semanas, mas eu acredito que o DC não volta mais 93kg. Só tem duas lutas no contrato. Vai encher o bolso contra o Lesnar e tentar a trilogia com o Jones, mas nos pesados.

      • Gabriel

        Cinturão interino, talvez? Gustafsson mesmo já sugeriu isso hoje.

  • Henrique

    DC x Lesnar / Miocic x Lewis
    Ngannou x Struve/Tybura
    Perry x Warlley / Felder x Hooker
    Pettis x Gaethje/Vick / Chiesa x Jingliang (WW)
    Rountree x Villante / Saki x Safarov
    Borrachinha x Adesanya / Hall x Tavares
    Assunção x Lineker / Font x Caraway
    Klose x Ramos / Vannata x Silva
    Millender x Emeev / Griffin x Salikhov
    Durinho x Pichel
    Whitmire x Kondo / Moyle RH

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Rapaz, não tinha pensado em Perry x Warlley. Curti, seria um bom teste para ambos.

      • Henrique

        E o que achou da minha sugestão pro Chiesa? Ele disse que pretende subir pros 77 kgs.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Boa opção. Contrate de estilos.

  • Mauro

    DC x Brock
    Miocic x Blaydes
    Chiesa x Massaranduba
    Pettis x Al Iaquita
    Raphael x Dominick, que disse querer qualquer top 5.
    Borrachinha x Weidman

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Chiesa subiu para os meio-médios, já tinha falado antes da luta que o corpo não aguenta mais bater 70kg.

  • Sergio Araujo

    Eu acho q tá na hora de botar o borrachinha e o Adesania contra bons graplers.

    Borrachinha x widmann
    Adesania x Jacaré

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Calma, ainda não tá na hora dos dois enfrentar a elite. Rs

      • Sergio Araujo

        Eu discordo. Os dois já se provaram contra tops 10 e se saíram muito bem. O próximo passo eh um top 5. E tb acho q já deu de colocar os dois contra strikers, tá na hora de pegar uns graplers

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Não vejo Hall e Tavares como testes dignos pra adentrar à elite. Em relação a testar contra grapplers, aí eu até concordo, caso eles não sejam casados entre si.

          Quanto ao Weidman, perdeu pra Rockhold, Romero e Mousasi, sendo que estava ganhando dos três até ser nocauteado. Ele continua sendo elite dos médios, apesar da fase ruim. O Jaca eu concordo que está dando sinais que está na reta final.

          • Sergio Araujo

            Enfrentar um top 5 não significa q vc seja um top 5. Seria um teste para entrar no top 5

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Não necessariamente. E eu nem disse isso. Rs

            De qualquer forma, pensamos diferente. Seu ponto de vista também faz sentido, assim como o meu.

            Abraço.

      • Douglas Karpinski

        Concordo que não esta na hora de jogar os caras contra a elite, o borrachina ta mais a frente que o Adesanya (não que seja melhor, seguindo o rank apenas), então um jacaré que esta meio de tabela seria legal,

        ja pro Adesanya que nem figura no rank mais provavelmente vai entrar eu daria um David Branch….

        mas queimar dois prospectos um contra o outro é queimar dinheiro pensando em longo prazo…. os dois tem apelo e estilos que vendem….

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Talvez eles pensem em colocar um contra o outro para despontar um prospecto de vez, ver quem realmente está mais pronto.

          Eles se enfrentam e o vencedor vai direto para um title shot eliminator.

        • Sergio Araujo

          Rapaz eu acho q o Branch tá pronto pra encarar um kra da elite. Eu o casaria com o Romero.

  • Igor Bittencourt

    po o dana white ja falou que nao iria casar o borrachinha com o adesanya…joga os dois contra a galera do topo, acho meio nada a ver por um contra o outro onde um obviamente vai ficar pra trás, pelo menos se der um grande nome pra eles existe a chance de um (ou até os dois) crescerem na organizaçao

  • Lucas Venagas

    Romero x Gusta pela cinta dos 93kg

  • Shotokan Karate

    Gordinho bom de briga Daniel Cormier para mim deveria se aposentar. Já obteve a suprema glória de detonar (indo na mão) o Miocic e agora detendo dois titulos do UFC. Definitivamente não tem mais o que provar pra ninguém. Mas se ele ainda acha que cabe lutar mais um pouco então que seja concedida uma revanche ao bombeiro. Miocic conseguiu um pequeno reinado na divisão e por mais que eu seja fã tb do Lesnar acho que não cabe dar uma luta de titulo pra quem não luta há 2 anos e só foi aparecer graças a um pastelão digno de WWE.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Não cabe a luta pro Lesnar, mas o UFC já armou esse papelão todo pensando no bolso cheio. Fazer o que… rs

  • Gabriel

    Bons casamentos, Laerte. Agora, sobre Miocic x Lewis, eu não concordo muito. Acho que, além de o Miocic não aceitar, é uma luta que não empolgaria tanto os fãs em geral – ainda mais tendo em vista do que o Lewis fez (ou não fez) sábado.

    De qualquer forma, casaria Miocic x Volkov ou Miocic x Blaydes.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Também gosto de Miocic x Volkov ou Miocic x Blaydes.

  • William Oliveira

    Não vejo sentido em fazer esta matéria deste jeito.
    Se a ideia é “Atacar de Joe Silva”, deveríamos “brincar” de matchmakers, propondo os próximos casamentos considerando os lutadores disponíveis, como seriam as lutas estilisticamente, se faz sentido meritocraticamente etc.
    É assim que muitos veículos especializados fazem, pelo menos a maioria.

    Se é economicamente interessante pra organização, pouco deveria interessar.
    A ideia é sugerir confrontos interessantes, que seriam coerentes, ou tentar ser vidente e se colocar no lugar do Dana White, pensando nas finanças?
    Bizarro, na minha opinião.

  • Luan Victor

    uma revanche do Cigano seria uma boa pro Miocic

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,