Dos Anjos merece tanto hate?
#jornaleiroresponde

Renato Rebelo | 12/06/2018 às 00:16

Pessoal, nessa edição do #jornaleiroresponde, matutei sobre a situação de Rafael dos Anjos após a derrota para Colby Covington no UFC 225.

Pelo que já conquistou no MMA e pela atuação no último sábado, em Chicago, o brasileiro merece todo o feedback negativo que vem sofrendo nas redes sociais?

Venham comigo!

  • Mauro

    Se merece, não somos nós quem decidimos, mas é natural está sendo alvejado de críticas. Maior a vibe, maior o hate. Quando Dos Anjos venceu Lawler, muito se falou sobre como ele era incrível, como tinha dado a volta por cima, como só perdeu nos leves pela dificuldade em bater peso, como tinha uma trocação monstruosa, que era o melhor Br da atualidade, que era um dos cinco melhores brasileiros de todos os tempos, e que woodley corria dele (o mesmo que lutou com Stephen duas vezes).
    Diante dessa vibe, aparece um cara com otimo wrestling (repito, quem vence Maia, tem meu respeito), mas bem mediano, ao qual dizem que vai ser espancado, que Dos Anjos passa por cima, que já venceu melhores. Então Dos Anjos é dominado, não apenas no grappler não, em pé também, tomou muitos socos, balançou as pernas, parecia ter dificuldade com a guarda. E joga um balde de água fria nos nos compatriotas cujo o coração não vê a hora de ter uma conta (Marlon, se prepara, você será o próximo alvo de elogios, e posteriormente de críticas).
    Normal! Quem não quer críticas, não aceite elogios.

    • Diogo Barbosa

      Cara, novamente esse assunto.
      Uso o Edgar como exemplo pq vc é fã dele e assim vê como uma coisa nada tem a ver com a outra.
      Edgar foi recentemente nocauteado pelo Ortega, isso faz da trocação dele ruim ? Cowboy Cerrone, Pettis, são exemplos que lutam ofensivamente e não defensivamente .
      Rafael tomou pressão, ele sabe DAR pressão e não soube tomar pressão, não sabe andar pra trás. Assim foi com Ferguson, Evan Duhan (que foi uma senhora garfada)Tysson e Stephens.
      Ele não deu a volta por cima então? Não subiu uma categoria e arrecadou vitórias relevantes em sequencia em uma categoria populosa? Não venceu um ex campeão dominante que vinha de vitória?
      Um último ponto é, quem disse aqui ou em qualquer outro fórum que ele perdeu nos leves por que tinha dificuldade pra bater o peso?
      Você pega fragmentos selecionados de algo que acredita e junta tudo como se fosse uma unanimidade. A única coisa verídica aí é que muita gente acreditava em uma senhora piaba para o lado do Rafael, que não rolou.

      • Mauro

        Edgar foi nocauteado numa luta dura, o que pode rolar. Não pode rolar é o cara ficar na grade por cinco rounds, tomando pantufada. Edgar usava do boxe quando tomou uma cotovelada na face (lembrando que vinha de uma operação no orbital…), E creio que em breve teremos uma revanche para saber se o mesmo é tão inferior ao Ortega, ou se foi coisas que o MMA proporciona (para mim, nocaute mais bonito do ano até agora).
        Há muito tempo falo isso, e falarei, a trocação do Rafael somente é boa quando alinhava aos clinch e jogos de grade. Se for para colocar uma trocação mesmo, não desenrola, ele somente sabe trocar encurralando, e segurando quando o outro vai revidar. E bem eficiente, mas quando o cara é bom no grappler, tem lá suas dificuldades.
        Agora veremos, há muito sol no horizonte…till, Stephen, maia, Masvidal, usman, gente boa… Boas lutas para Rafa tentar uma volta por cima.

        • Diogo Barbosa

          Agora entramos em um consenso.
          Não se trata da grade, cara, é do adversário, a pressão. Ferguson mesmo na grade em vários momentos levou a luta.
          Sobre Edgar, não estou dizendo que ele é inferior não, na real acho ele superior, acontece que uso isso como parâmetro pra mostrar que as lutas não são unilaterais, tem dois caras lá dentro e tem que olhar para o conjunto, não só pra um. Quase ninguém conseguiu se manter competitivo em duas categorias por tanto tempo, ainda saindo de uma com base em garfadas.
          Anote o que estou dizendo, Tony vai perder cedo ou tarde por conta de dar muita liberdade para os adversários ( o queixo uma hora cobra) o que mais vai se ouvir (ler) é “ahhh não era isso tudo e blablablá” “só venceu decadente” isso é besteira, jamais as vitórias dele serão questionáveis, mas há um certo imediatismo na derrota e nas vitórias contundentes.
          Abç.

          • Mauro

            Pior que não acho Tony tudo isso. Pra mim, venceu Kevin Lee na envergadura. Legítimo? Ok! Mas sem supremacia técnica. Lee se matava pra chegar ao rosto do Tony, enquanto este só esticava o braço. Para tampar o caixão, o gás deixou Lee na mão.
            Lutas não são unilaterais, mas essa foi. Vi dos anjos ganhar apenas um round (o primeiro pode ter sido para ele, mas vi pelo Colby), e até eu que via Colby favorito para luta (pra mim e um esboço mal feito do woodley), não pensei que seria algo assim, parecendo um camp, um treino. Então é normal que Dos Anjos esteja sendo criticado por aqueles que acreditava nele, afinal, ele que criticou Stephen x till por não haver luta, também não lutou.

          • Shotokan Karate

            Tenho acompanhado os comentários dos colegas e não pude conferir a luta ainda (apesar de desde já achar que foi phoda o Rafael perder pro aprendiz de palhaço) mas tu não achar El Cucuy lá grande coisa é forçar a barra. O cara faz bem jus ao apelido com uma movimentação totalmente sobrenatural e é eficaz tanto na trocação como no wrestling. Se trata pra mim de um dos mais completos hj no UFC e o pega dele com o Khabib (vai rolar mesmo ? estou desinformado) vai ser briga de cachorro grande com direito a parar o mundo.

          • Diogo Barbosa

            Entendi. Quando digo Unilaterais estou falando sobre as análises da galera, tipo, não se olha só o lutador A, olha-se A vs B, A vs C etc, isso que quis dizer.
            Ferguson acho massa pra caralho de assistir, mas por outro lado penso que ele é muito displicente as vezes, tipo confina no condicionamento monstruoso que tem e no queixo, coloquei ele na discussão pq cedo ou tarde a saúde cobra um preço, aí ele cai de herói para vilão em segundos.

        • Paulo Zanchet

          Só uma correção fera: o atleta é bom no grappling e não no grappler. O atleta que pratica a modalidade de luta agarrada é o grappler; a modalidade de luta agarrada/arte marcial é o grappling.

          • Mauro

            Obrigado. Sempre confundo estes termos norte americanos. Mas não atrapalhou a ideia sintática.
            Mas valeu.

      • Mauro

        Ah, e respeito a trajetória do Rafael, apenas não sou fã, nem acho nada sobrenatural.

    • Shotokan Karate

      Cara eu sou fã declarado do Rafael e dessa vez ele merece todas as criticas do mundo. Uma coisa é ele perder pro Alvarez com um belo contragolpe encaixado (é da luta isso pode acontecer) ou pra alguém com movimentação sobrenatural e com os recursos do El Cucuy resumindo pq os dois foram melhores. Outra é perder de uma forma surpreendentemente covarde pra um cara que só sabe cacarejar (na própria luta de Chicago mesmo foi mostrado que era só o Rafael demonstrar algum interesse pelo combate que teria vencido fácil). Rafael sempre mereceu elogios mas dessa vez merece todas as criticas do mundo. Elogia-se e critique-se quando se merece.

  • Lucas Venagas

    Luta na grade feito uma mocinha 5 rounds
    merece sim

    • Rod (:

      Seu corretor ortográfico falhou, arrume aí.
      “Lutou na grade como uma Lucas Venagas 5 rounds merece sim”

      • Lucas Venagas

        ta fraco,vc pode melhorar,continue tentando

      • Evandro Reis

        kkkk!! Trol

  • Bruno

    Não dá para acreditar em tanto comentário ridículo. Bando de animais imundos. Será que Colby estava tão errado?

  • Ton lima

    Isso tudo é culpa dele, fica enchendo a galera de expectativa e na hora do “vamo ver” se treme inteiro. Os dois falaram que venceriam fácil e esses tipos de coisas, o americano cumpriu o que prometeu já o Rda só tá pagando pela lingua, afinal só um ganha.
    Mas a galera também vacilou, o Rafa costuma surpreender quando é zebra e não é de hoje que quando ele entra com como favorito dá uma paçocada,

  • Julio Varoni

    As pessoas que xingaram RDA são realmente “imundas” (Colby tinha razão).

    No entanto, o próprio RDA, vários youtubers e o Combate agiram como se o brasileiro já tive ganhado.

    Poucos falaram que Colby oferecia perigo. E Rebelo foi um desses poucos. Tem o meu respeito! Não se deixou levar pela babação no brasileiro nem pelo ódio ao americano (que é um completo idiota mesmo, mas um idiota que sabe lutar).

    • Victor Martins

      Eu continuo não achando o Colby tudo isso, pegou um lutador que casou com o estilo dele.
      Não creio que vá conseguir levar perigo ao Woodley

      • Julio Varoni

        Também tenho essa sensação. Não creio que Colby vença nomes como Till, Usman, Thompson e Woodley.

        No entanto, eu não exagero. Sei que o mala pode vencer, mesmo sendo zebra com os nomes acima citados.

        Várias pessoas, porém, exageram. Acham que certo lutador já ganhou antes mesmo de lutar. E depositam uma fé absurda, baseada apenas no ódio ao adversário.

        • KRS Porlaneff

          Usman, Thompson e Woodley, realmente acho que são nomes com total capacidade para tirar o zé ruela pra nada. Mas ainda não vi essa coca-cola toda no Till não…

          • Davi

            Acho que só eu gostei de Till vs Thompson. Confesso que no quarto round eu me cansei um pouco. Mas na maior parte da luta fiquei vidrado observando as sutilezas do balé dos dois, a tensão constante apesar da inatividade. E devo dizer que Till me saiu um dançarino da porra. Ele provou que o timing e controle de distância que ele mostrou contra Cerrone não foi sorte, dia bom, alinhamento dos astros etc. O cara que é bom mesmo. Se isso é o suficiente pra parar o Boring Wooldley, não sei. Mas coloca um asteriscos no nome dele.

      • William Oliveira

        Vc dizia a msm coisa do Till pós Cerrone, não? Posso estar enganado.

        Pra falar a real tbm tenho essa sensação, mas ultimamente me sinto assim com todo mundo no meio-médio, parece que a divisão regrediu velho, algo bizarro, no topo temos 2 strikers beem unidimensionais que são o Thompson e o Till, 2 wrestlers com trocação pífia (Colby e Usman) e 1 grappler com 40 anos (Maia). Também tem 2 ex peso leve, sendo que 1 deles é mediano em tudo, excelente em nada (Masvidal).

        Sinceramente? A divisão que o GSP reinou em cima era melhor.

        • Victor Martins

          Mas o Till não fez uma luta espetacular contra o Thompson, pelo contrário, muita gente viu vitória do Wonderboy.

          Não é a toa que o campeão não é unanimidade.

          • William Oliveira

            Na pior das hipóteses, Till perdeu 3 rounds e ganhou 2, sendo que até alguns meses era visto por alguns aqui como um hypejob. Não sei se era o seu caso no entanto, mas me recordo bem que o papo era de que “só ganhou do Cerrone, tem nem chances contra a elite”. Isso prova NO MÍNIMO que ele é um striker tão bom quanto, senão melhor que o Thompson.

            Acredito que o que acontece por aqui é a supervalorização do atual topo do meio-médio, que na minha opinião não tem nada demais.
            4 membros do top 10 sendo caras bem unidimensionais..

          • Diogo Barbosa

            Então, é que na real, a galera confunde muito categoria cheia com TOP competitivo (isso me inclui também).
            Se você colocar muita gente, os casamentos possíveis aumentam em uma proporção mais que exponencial.
            Isso por si só pode ser bom ou ruim, bom que um lutador precisa fazer mais lutas e se provar mais , ruim pois lutadores bons podem estar se freando lá em baixo.
            Só um exemplo é que até pouco tempo Matt Brown já decadente estava lá em cima, enquanto Ponzi, Oliveira e Till estavam lá embaixo.Esses três são bons lutadores, mas enquanto estavam lá embaixo, poderia ter havido casamentos entre eles, e um ter engatado duas derrotas, ficando longe de um possível TS, enquanto outros bem menos regulares, como Cerrone, estariam lá em cima
            ***Considere os nomes apenas como título de exemplo.

            Eu por exemplo acho o peso galo muito mais competitivo que o meio-médio.

          • William Oliveira

            Concordo. É uma confusão mt recorrente.

        • Vinicius Maia

          Porra. O Hendricks pré USADA ganhava de todo mundo que tu citou kkkk. E ele fez uma guerra sinistra com o GSP.

          • William Oliveira

            Tipo isso msm.. 1 ano atrás eu tava animado com a divisão, hj to é decepcionado.

            Pra mim, o Thiago Alves q perdeu pro GSP no UFC 100 teria destruído o Thompson, o Till quis entrar no jogo dele e a luta acabou sendo mt mais complicada que deveria kk

  • Matheus V.

    Hate não é crítica. O pessoal não aprende.

  • Evandro Reis

    Ao meu ver o Rafael subestimou tática, técnica e psicologicamente o Colby. Desde o primeiro round quando o Covinton partiu pra cima com tudo, parece que o Rafael se assustou com aquilo e travou. O Colby tinha como arma principal o wrestling e todos sabiam mas, parece que Rafael ficou surpreso como se não esperasse, como se não tivesse passado por isto antes, com o Tibau e Khabib. O cara travou seus corners pouco o ajudaram a sair da situação e deu no vimos. E mais uma vez vimos alguém que no papel é tecnicamente superior (possui mais ferramentas) ser vencido por outro psicologicamente superior. O colby mostrou ou emulou mais garra, mais vontade de vencer, enquanto o RDA se mostrou apático e acho que foi isto que incomodou tanto.

    • Gustavo Quirino

      Pensei a mesma coisa. qdo o colby foi pra cima logo no inicio da luta o rda fez cara de susto…. o resto já sabemos

  • Mauro

    Gostaria de lembrar também a falta de humildade do Rafa. Criticou o Stephen e till, dizendo que não lutaram, ficaram dançando ou sei lá o que. Então pega um lutador que tanto till, quanto Stephen, botaria para nanar, e fica na grade, apanhando, sem se mexer. Rafa pensou que já tava ganho, igual contra Alvarez. Dançou.
    MMA é tão engraçado que, eu disse que Colby venceria o Rafa (e pra mim, vence de novo.), Mas se, por ventura, fosse Colby x cerrone, o mesmo que tomou duas surras do Rafa, eu iria de cerrone.

  • Joadson Carvalho

    Eu acredito que o RDA volta ainda maior. Ele sempre tenta sanar as brechas de seu jogo e dessa vez não vai ser diferente. Quanto aos haters, isso já é característico do comportamento do país que se frustra colocando grandes expectativas em cima de personalidades. Rafael tem um mindset sólido e acho q isso só vai fazer ele querer melhorar.

  • Daniel Piva

    Já foi assim com Anderson Silva, José Aldo, Junior Cigano e muitos outros. Honestamente, não me surpreende.
    Se ele tivesse ganho estaria sendo exaltado e apontado por muitos da mídia como um dos maiores nomes do Brasil no MMA, o que também é um exagero, só que do outro lado. Ou seja, a relação 8/80 só depende do resultado final.

    • KRS Porlaneff

      É, principalmente por ter no currículo um feito único – ser o único campeão brasileiro campeão de duas categorias, em duas categorias que nunca tiveram um campeão brasileiro até ele aparecer (LW e WW).

      E a derrota do Demian pro Woodley na defesa de cinturão colocou ainda mais pressão nas costas do RDA porque muita gente (eu incluso) está conformado que, na FLY, “ninguém vai ser campeão enquanto o Mouse tiver a cinta”.

      • William Oliveira

        Mas o que os moscas tem a ver com o RDA? Não peguei.

        • Fernando Ribeiro

          Acho que ele quiz dizer que junta dos meio-médios, a mosca nunca teve um campeão brasileiro, mas a mosca todo mundo já se conformou que o campeão veio pra ficar. Logo o RDA teve uma pressão muito grande pra quebrar o tabu dos meio-médios.

        • KRS Porlaneff

          Quis dizer que muita gente colocou fé no RDA porque ele tinha chances reais e realmente reais (eita pleonasmo) de ser campeão na WW, enquanto na FLY todo mundo sabe que, enquanto o Mouse for campeão, de certo modo brasileiro nenhum vai pegar esse cinturão.

  • Igor Barbosa

    Normal no esporte brasileiro. As pessoas pegam hábitos do futebol e transportam pra outros esportes. Nas Olimpíadas então, isso é escancarado. Lembram da judoca Rafaela Silva em Londres-2012? Foi tratada como pária pela derrota por desclassificação, teve que engolir até racismo.

    RDA não estava devidamente preparado pra um jogo óbvio, tomando a péssima decisão de andar em linha reta pra trás, ao invés de circular. Fazer o que… Erro técnico, não precisam tratar o cara como inimigo público por causa disso. É a carreira dele, a vida dele.

    • Evandro Reis

      Eu complementaria dizendo que foi um erro técnico/psicológico. Além do mesmo erro técnico grosseiro por 5 rounds, parece que também influenciou:
      1) O peso do segundo cinturão.
      2) O peso de ter que vingar o trash talking.
      3) A forma com que o Colby foi pra cima do Rafael, sem mostrar qualquer receio de nada e com bastante agressividade, parece que o Rafael se assustou aquilo.
      Como você mesmo observou “não precisam tratar o cara como inimigo público por causa disso. É a carreira dele, a vida dele”.

      • Igor Barbosa

        Concordo contigo. Não que eu esteja desmerecendo o Covington, ele fez a parte dele. Mas me parece que travou sim, talvez o trash talking, que foi direcionado não só a ele, como aos brasileiros, tenha colocado nos ombros dele o peso enorme de “defender a honra dos brasileiros”.

  • Felipe Cotto

    O pessoal que hateia é o mesmo que se ilude baseando-se em nada. Quando ele perdeu do Alvarez, esse mesmo pessoalzinho disse que foi sorte, que a mão entrou, que o RDA venceria 7 a cada 10 lutas, etc.

  • Alisson Passos

    Excelente texto Renato, falou tudo!
    RDA é um dos meus lutadores favoritos e não é demérito para ele esta derrota! Ao contrário, é de ser elogiar pois ele se coloca teoricamente em desvantagens aos demais que são mais fortes e pesados! Dos Anjos é mais lutador que o Colby, mas o americano é uma grande wrestler e este jogo chato de abafa é eficaz, apesar de feio. Rafael também soltou seu jogo abaixo do esperado, o que é compreensível já que isto abriria mais brechas de ser quedado. A luta se resumiu na estratégia, o brasileiro errou e o americano acertou, nada mais nada menos!

    Este idiotas que julgam um lutador por uma única derrota se quer acompanham o MMA, não devem ser levados a sério!

    Rafael ainda pode ser campeão nesta categoria, sabemos que capacidade técnica e mental ele tem, basta fazer os ajustes necessários para tal. Acho até a categoria um pouco menos complicada que a dos leves…

  • Mauricio

    Essa torcida “futebolizada” em um esporte individual é um mal da popularização do MMA… Se por um lado gera mais grana por outro gera esse nego chato aí que fica enchendo o saco. O cara perdeu a luta e já era… isso faz parte do esporte

  • Douglas Karpinski

    O brasileiro tem uma emoção muito forte, posso falar por mim apenas, de maneira nenhuma a derrota do RDA me ofendeu como muitos estão bostejando, não achei que lutou mal, apenas adotou a tatica errada, ou alguem achou que ele entrou la pra perder?

    Quando ele ganhou do Lawler ele era o pica da galaxia, agora que perdeu ele é um lixo?

    um pouco de empatia, parar 1 minuto e tentar se colocar na situação do cara, o como foi frustrante estar com a mão na sinta e perder…. não deve ter sido facil neh, criticar é uma coisa, faz bem, mas agredir gratuitamente com ofensas ai já é demais…..

  • Yosvani bolt

    Ele merece respeito como lutador, é normal perder até mesmo contra o Colby, subestimar alguém é a pior derrota que um lutador pode ter, sentido-se humilhado e envergonhado pelo lutador que subestimou, eu espero que ninguém subestime nenhum lutador, como lutadores podemos ser o que quiser:Arrogante, confiante, falastrão, idiota, humilde, bom, mau, neutro, etc. mas não podemos subestimar ninguém, todos que torceram contra o Colby foram calados.

    Eu já sabia que ele ia vencer, alimentado pelo ódio e raiva das pessoas motivou Colby buscar a vitória e mostrar que sendo o parvalhão também consegue competir com lutadores duros, não se esqueçam fãs do MMA que não existe luta fácil, mas podemos torná-la fácil e foi mais ou menos isso que Colby fez, foi inteligente e no fundo sabe que o Rafael é um lutador difícil.

    Espero que Tyrone, Usman e Till não subestimem esse parvalhão. Quanto ao Rafael dos Anjos levanta-se e não para de ter a esperança de ser Campeão de duas categorias. Que isto sirva de lição para todos.

    • Yosvani bolt

      *Ficaram calados* erro meu

  • Santiago

    Colby é um lutador com muitas limitações técnicas para a modalidade MMA, porém possui um grappling muito efetivo no sentido de anular o jogo dos adversários. Todas as lutas dele foram assim. Sim o americano é um top da categoria, seu jogo é eficiente naquilo que ele se propõe a fazer. O resto é mimimi desnecessário.

  • Shotokan Karate

    Acompanhei há pouco as principais lutas do UFC Chicago. A decepção com o Rafael é grande. Aprendi a ser fã dele graças a raça e a valentia que impunha em suas lutas e em Chicago ele estava irreconhecível. Me atrevo a dizer que o Rafael perdeu mais pra ele próprio do que pro aprendiz de palhaço. O aprendiz de palhaço basicamente demonstrou somente interesse pela luta. Em vários instantes da luta Rafael demonstrou ter mtos mais recursos do que o aprendiz de palhaço. Rafael levou mto mais perigo na trocação e conseguiu algumas quedas. No entanto a sua passividade pôs tudo a perder. Pra que ir pra trás e se enroscar na grade com o aprendiz de palhaço quando dava perfeitamente pra tentar desgastá-lo na movimentação ou mesmo aceitando uma trocação franca (Rafael tem mto mais queixo pra sair na mão do que o aprendiz de palhaço). Marquei 48×47 pro aprendiz de palhaço (me recuso a chamar esse babaca pelo nome, o cara se prestou a querer tretar com o Nutella após a luta sem nenhuma necessidade demonstrando puro recalque talvez por saber que esse cinturão interino caiu em seu colo). Com o aprendiz de palhaço levando os rounds 1,2 e 5 com o Rafael ficando com os rounds 3 e 4.

  • Dory Lannister

    Ai Renatão, peço que reconsideres a tua ideia de não repassar a infomação corrente sobre o universo do MMA aqui no site.

    Actualmente os sites com maior relevância sobre a matéria (Combate e PVT), não tem nem condições de se iniciar um debate coerente, no PVT o nivel de comentarios é baixo, no forúm combate é um reino de fakes comentando as piores baboseiras que se pode imginar.

    Com os debates aqui do forúm, todos nós acabamos por aumentar mais o nosso conhecimento sobre o MMA dentre outras artes marciais.

    Tem tido muita noticias boas ultimamente, pelo que seria bastante agradavel que fossem publicadas aqui e posteriormente comentadas pelos membros do site.

    • Douglas Castilho

      #Fato
      Até entendo o Renato não querer fazer do site um replicador de notícias, mas porra, isso limita muito o alcance de possíveis leitores. Tem algumas curtinhas (falta bastante coisa) que são postadas no Instagram, mas é uma plataforma terrível para esse tipo de conteúdo (poderiam postar no site a matéria e as fotos/vídeos linkados do Instagram), que novamente limita quem acompanha.
      Ainda mais que 99% das notícias são dadas pelos veículos dos EUA, não tem como fugir muito disso. Pouquíssimos são os sites aqui no Brasil que em matérias, produzem seu próprio conteúdo, pois sabem que dá um puta trabalho. Eu mesmo curto lutadores como McGregor, St. Pierre, Garbrandt, Whittaker, Borrachinha, Namajunas, Ortega, Nurmagomedov, e não vejo quase nada deles aqui. Tenho que ir no Google, digitar o nome deles e ir em notícias.
      Poderiam criar um tópico com as notícias do dia/2~3dias para não encher o site de diversas notícias de pouca relevância (estilo zero a 300 do FlatOut).
      O que não pode é transformar o site baseado em fake news.
      Pelo menos começaram a colocar o podcast no YouTube (poderiam estimular dizendo no começo do podcast para debatermos aqui no site, deixando o link na descrição do tópico). Agora só falta um link fácil para download lá e, quem sabe, streaming no Spotify, Deezer e etc.

    • Alan

      Sim, entendo a situação do Renato e companhia, mas o sexto round era bem melhor antigamente, quem acompanha o site aqui faz tempo sabe!

      • Toucinho Voador

        Uwi Uwi

        Concordo

        UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUWIIIIIIIIIIIII

    • André Sponton

      Existe um site brasuca muito, muito bom. Quase do mesmo nível aqui do sexto round. http://mmainside.com.br. Feito por caras muito jovens mas que sabem muito e passam a informação gringa muito bem. Também fazem o próprio conteúdo mas é uma parada diferente do sexto round. Pelo que vi a iniciativa é influenciar a geração mais nova. Gostei muito mesmo.

      • Dory Lannister

        Fico grato meu caro!!

  • Sandro de Paula

    Cada um expressa sua frustração conforme seu grau de maturidade…
    Grande parte da “graça” de assistir lutas de MMA está no fato de poder torcer para um dos atletas e, consequentemente vibrar com a vitória ou ficar chateado/puto com a derrota. Natural a insatisfação dos torcedores brasileiros que em sua maioria, costumam ser passionais e infantis. Não acredito que isso venha mudar tão cedo – vide o que acontece há muito tempo com os técnicos de futebol, por exemplo.
    Agora, analisando friamente, penso que nessa luta tenha faltado um pouco de ousadia ao Rafael para perceber que, apesar da desvantagem na envergadura, poderia se aproveitar da falta de punch do Covington pra chamar pra anarquia mesmo, à la Lawler. Se fosse derrubado e caísse por baixo tinha jiu-jitsu pra raspar, tentar uma finalização ou pelo menos levantar. O americano sim, foi mais corajoso, mesmo entrando todo aberto não teve medo dos contragolpes (Rafael também não tem muito punch nessa categoria), fez o dever de casa e anulou o brasileiro que, na minha opinião, é um ótimo lutador mas tem poucas chances de conquistar a cinta. Contra o Woodley o buraco é mais embaixo, estou ansioso pra ver o “Chaos” ser obliterado…hehehe…

  • Sandro de Paula

    Cada um expressa sua frustração conforme seu grau de maturidade…
    Grande parte da “graça” de assistir lutas de MMA está no fato de poder torcer para um dos atletas e, consequentemente, vibrar com a vitória ou ficar chateado/puto com a derrota. Natural a insatisfação dos torcedores brasileiros que, em sua maioria, costumam ser passionais e infantis. Não acredito que isso venha mudar tão cedo – vide o que acontece há muito tempo com os técnicos de futebol, por exemplo.
    Agora, analisando friamente, penso que nessa luta tenha faltado um pouco de ousadia ao Rafael para perceber que, apesar da desvantagem na envergadura, poderia se aproveitar da falta de punch do Covington pra chamar pra anarquia mesmo, à la Lawler. Se fosse derrubado e caísse por baixo tinha jiu-jitsu pra raspar, tentar uma finalização ou pelo menos levantar. O americano sim, foi mais corajoso, mesmo entrando todo aberto não teve medo dos contragolpes (Rafael também não tem muito punch nessa categoria), fez o dever de casa e anulou o brasileiro que, na minha opinião, é um ótimo lutador mas tem poucas chances de conquistar a cinta. Contra o Woodley o buraco é mais embaixo, estou ansioso pra ver o “Chaos” ser obliterado…hehehe..

  • Lero

    Só o wrestling salva.

  • Toucinho Voador

    UWI UWI

    Claro que não!!!

  • Erik Gomes

    A maioria dos fãs brasileiros é “torcedor-hater” exportado do futebol e fã modinha, fã de vencedor e não do lutador e que só aparece quando um brasileiro está disputando um cinturão ou é campeão, para embarcar no sucesso e depois desembarcar falando mal porque para o brasileiro se não for vencedor, não serve!
    Não querendo justificar a atitude desses fãs, que alias é injustificável, mas RDA assumiu um papel de salvador da pátria e de quem daria uma lição no Colby Covington, ou seja, ele assumiu a responsabilidade. Só que não conseguiu vencer e o fã brasileiro com muito orgulho e muito amor, acolheu o RDA da mesma maneira que acolheu o Aldo quando perdeu o cinturão e a Seleção quando perdeu a última copa.
    Só eu previ que caso RDA perdesse a atitude dos brasileiros seria exatamente essa?
    Sad… But true!

Tags: , ,