Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC Utica

Laerte Viana | 03/06/2018 às 18:24

Fala, galera!

Ainda estarrecidos com o nocaute cinematográfico apresentado no main event do evento sediado no Adirondack Bank Center, em Utica, Nova York? Papo de concorrente a nocaute de 2018.

Além da rápida e cruel luta que praticamente definou o próximo a disputar o cinturão até 61kg, tivemos favoritos fazendo jus ao status, prospectos impressionando ainda mais, brasileiros caminhando a passos largos rumo ao RH, dentre outros.

Com os cenários desenhados, vamos deixar a conversa fiada de lado e falar do que de fato interessa: os próximos passos dos principais nomes do UFC Utica:

1num

Marlon Moraes x TJ Dillashaw / Cody Garbrandt 

Sem toque de luvas, sem prosa, sem piedade. Mas com pressa, com direito a show e com o title shot na mão. Para quem ainda tinha um pé atrás em relação ao nível em que Marlon Moraes se encaixa no UFC, o carioca de Nova Friburgo precisou de apenas 33 segundos para provar que pertence à elite.

O chutasso que deitou Jimmie Rivera coloca Marlon como legítimo desafiante dos galos. Curiosamente, somente 363 dias após estrear com derrota no maior evento do mundo, quando perdeu em duelo apertadíssimo contra o compatriota Raphael Assunção.

Só resta esperar que TJ Dillashaw e Cody Garbrandt definam, dia 4 de agosto, quem vai ficar com a cinta. E se eu pudesse dar um conselho ao brasileiro, diria para garantir seu lugar na primeira fila do show. Vai que já rola aquele climão com o campeão ainda no octógono…

NUM_2

Jimmie Rivera x Aljamain Sterling 

Se perder já deve ser triste, imagina ser apagado em pouco mais de meio minuto e ver uma invencibilidade de 20 lutas ir pro ralo? Seguramente a noite de Jimmie Rivera não deve ter sido fácil.

Apesar do revés acachapante, o Terror continua como peça chave da nata dos galas, com totais chances de recomeçar sua jornada pelo ouro. O lance é matar no peito outro nome que esteja na parte de cima, o deixando em posição confortável em caso de triunfo.

E a bola da vez é Aljamain Sterling, que também foi apresentado à perna esquerda de Marlon de maneira nada amigável, em dezembro passado, porém já se recuperou ao frear o hype de Brett Johns.

NUM3

Gregor Gillespie x David Teymur 

Assustado a maneira que Gregor Gillespie fez o duro Vinc Pichel parecer um amador, tamanha superioridade. Atuação de gala, coisa de craque. Se minha memória não falha, fazia tempo que não presenciávamos um atropelo tão grande. Com cinco atropelos no Ultimate (12-0 no cartel) e 31 primaveras completadas, é questão de tempo para o Presente invadir o ranking dos leves.

Por outro lado, escondido na porção preliminar, o ótimo David Teymur sobrou diante do veterano Nik Lentz e também pintou o 5/ Com nomes como Lando Vannata e Drakkar Klose no currículo, o sueco vai se consolidando como uma das principais renovações até 70kg.

Que tal, então, colocar as duas promessas frente a frente?  Está cada vez mais comum esse tipo de casamento, com dois bons nomes tirando a prova de quem está mais pronto para entrar no top 15.

NUM4

Ben Saunders x Sean Strickland 

No tira-teima para ver quem chegaria na Porta dos Desesperados primeiro, Bem Sauders passou a vez para Jake Ellenberger através de uma joelhada nada amistosa, dobrando o veterano que um dia esteve perto de disputar o cinturão dos meio-médios.

O nocaute vai elevar o patamar de Killa B, de 35 anos? Não. Pelo menos a sobrevida rende a Saunders a chance de proporcionar novas pancadarias (em fevereiro, quando perdeu para Alan Jouban, fez uma luta bem divertida).

E uma boa opção para (tentar) extrair algo positivo de Saunders é Sean Strickland, nocauteado no mês passado por Elizeu Capoeira. O Tarzan, inclusive, já foi parceiro de treinos do Juggernaut na Kings MMA. Gostinho de vingança?

Casamentos extras: 

  • Na melhor luta da noite (risos), o carisma de Sam Alvey prevaleceu sobre a amizade de Gian Villante com Chris Weidman. Digo, durante 15 minutos sonolentos, Smile somou a segunda vitória desde que subiu para os meio-pesados, categoria na qual deve adentrar no ranking, uma vez que bateu no 15º. Alvey pediu por Corey Anderson, que foi até o twitter e recusou, alegando problemas pessoais. Portanto dá para se contentar com Patrick Cummins, que também superou Villante recentemente.
  • É verdade que Chance Rencountre tinha pouquíssimo a oferecer, contudo isso não tira o mérito de Belal Muhammad por ter feito o dever de casa e engatado a quarta na povoada divisão até 77kg. O adversário original do americano-palestino seria o porradeiro Niko Price – retirado por lesão -, que certamente entregaria um combate bem mais competitivo. Sendo assim, a ideia é que a companhia remarque um encontro para a dupla.

Amigos, me ajudem com os destinos de Vinc Pichel, Jake Ellenberger, Walt Harris e companhia? Mandem bala! 

  • Alan

    Acho justo o Marlon Moraes disputar a cinta, enquanto ao David Teymur e Gregor Gillespie mereciam uma luta com caras ranqueados, pois já provaram ser capazes!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Eu faria essa “mini eliminatória” entre eles antes de entrar no ranking.

      • Diogo Barbosa

        O foda dessa mini esmoliatória é que não leva eles muito longe.
        Colocando pra lutar contra um top meia bomba, em caso de vitória teremos um prospecto no ranking e o outro ali, do jeitinho que estava.
        Pondo um contra o outro, teremos um prospecto vencendo um não ranqueado e o outro com uma derrota.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Categoria dos leves é muito povoada e o nível é altíssimo, não precisa ter essa “pressa”. Até porque o Gillespie, por exemplo, já pode muito bem aparecer no ranking dos leves numa eventual próxima atualização.

          Acho maneiro esse tipo de casamento que o UFC vem fazendo entre alguns bons prospectos. Não é o caso de queimar um, porque a derrota não seria para “qualquer um”, mas por outro lado consolida uma nova promessa.

          Mas também tem esse ponto de vista que você citou, realmente.

          • Diogo Barbosa

            Pior que eu tb acho massa esses casamentos, mas é que o top tem que ser limpo, embora a categoria seja sinistra tem muito cara no topo que tá fazendo hora extra lá e poderia dar mais espaço pra quem tá chegando.
            Chiesa e Laquinta são bons mais quase não lutam, Pettis, Nate tão criando raízes no top, por mim dava pra casar esses caras com prospectos e ver no que dá.
            Outra parada que é foda é que Gregor tem 31 já, tem que apertar o passo, pq mma é uma desgraça e para ficar uns 2 anos parado por lesão é mole mole…
            PS: O site ta beeeem parado, que tem acontecido?

          • Wellington Fonseca

            É… O site tá meio derrubadinho, mesmo.

  • Laerte Viana Venâncio Alves

    Ps: Para is que acham que Raphael Assunção é mais merecedor de disputar o cinturão do que o Marlon, tudo bem, sua opinião também faz sentido.

    Todavia, justifico meu ponto de vista baseado na sequência de Marlon, que, mesmo tendo perdido para o próprio Assunção (resultado bem controverso, impossível de alguém honesto dizer que foi resultado claro pra A ou B), os atropelados sobre Sterling e Rivera elevaram muito o patamar do ex-WSOF, que já chegou na casa com pompa de futuro desafiante.

    Até porque as atuações quase sempre burocráticas (embora eficientes) de Rapha o atrapalha, assim como sua postura fora do octógono, sem esforço algum para se promover. E vocês já estão carecas de saber que o esporte é isso, não basta apenas vencer dentro do oito.

    • Alan

      Eu acho que o Raphael assunção tinha que lutar com o Dominick Cruz ou Cody Garbrandt e vencer antes de disputar o cinturão, achei precipitação do UFC em marcar Tj vc Cody 2 e Assunção vc Font.

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        Achei Assunção x Font sem pé nem cabeça.

        • Anderson Schaefer

          parece que o ufc ta colocando qualquer um na frente do raphael pra empatar o cara igual fizeram com o jaca quando ele tava nos cascos pra disputar a cinta

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Marlon, Cody e TJ não são “qualquer um”.

          • Anderson Schaefer

            sim mas essa do font não consigo ver como uma luta seria, pra mim e só um casamento pra encher linguiça mesmo, cruz tem que sair do pedestal dele e começar a lutar de novo pra tentar recuperar a cinta se não ta complicado

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Sim, eu também concordo que esse casamento com o Font não faz sentido.

          • Anderson Schaefer

            e nenhuma luz do Cruz ? desistiu de lutar? ou vai esperar o ufc atender a boa vontade dele de lutar so pela cinta

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Ele teria voltado em dezembro passado contra o Rivera, mas quebrou o braço. Sem novidades por enquanto.

          • Mauro

            Não me surpreenderia, ainda mais se TJ continuar campeão. Treinador da cobrinha estava querendo que o mesmo fizesse a revanche com o Dominick, mas a organização quis o Cody.

  • Nathan Dreak

    Marlon e vencedor de TJ e Cody está de bom tamanho. Assunção também estaria mas ele deve ter o pior apelo comercial dos ranqueados. Se não aparecer uma luta comercial no meio (DJ foge igual louco mesmo), então deve ser essa a luta.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Realmente, pode acontecer do DJ finalmente aceitar subir de categoria.

  • Ton lima

    Concordo com os casamentos, Raphael não vai disputar cinturão nunca nesse ritimo, tá igual o Lineker que só enfrenta adversários da parte de baixo do ranking e as vezes até de fora. Não tem nenhum poder de barganha pra tirar o TS do Marlon, que vem de vitória acachapante sobre um top 5 da divisão, mesmo se vencer o Font ainda fica atras…

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Verdade, uma vitória sobre o Font não vai elevar seu status.

  • Mauro

    Moraes x TJ, este sendo ou não campeão, e Raphael x Cody, este sendo ou não campeão, supondo, claro, que Raphael esmague o próximo oponente, que é o que se supõe.
    Rivera x Lineker, remarcação da luta que deveria ter ocorrido.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Rivera x Lineker seria um boa.

      • Mauro

        Acho que Raphael mereça um destaque, de suas últimas lutas, perdeu apenas na decisão para o TJ, se bem que, para mim, perdeu também para o Moraes, que por sua vez, também na minha opinião, perdeu para o Dodson.
        Mas Rapha já lutou duas vezes com TJ, sendo que uma ganhou, na minha opinião, no garfo. Então, TJ sendo campeão, facilita ainda mais que o Moraes. Raphael tem que pegar ranqueado se vencer Rob, seja o Cody sendo este campeão ou não, o Lineker, Rivera ou o Dominick.

  • Thiago Tanikawa

    Moraes vs campeão: eu sei que, num mundo meritocrata, o Assunção é que receberia o title shot, mas o que o UFC e a maioria dos fãs (eu incluso) quer ver Marlon vs Cody ou TJ depois…e não é tão absurdo assim. Ele perdeu a estréia pra um top 3 em uma luta apertadíssima (e que a maioria deu pro Moraes), em seguida, enfileirou três dos caras mais cascudos da divisão, nocauteando dois deles. Espero vê-lo lutando pela cinta no MSG.
    Rivera vs Aljo: de pleno acordo com o que foi dito no artigo.
    Gillespe vs Felder ou Vick: o vencedor dessa próxima luta com certeza seria o maior desafio da carreira do Gregor, independente de quem vencer esse casamento hipotético, nos deve proporcionar uma grande luta e um novo contender.
    Saunders vs Price: Saunders ganhou uma sobrevida. Acho o garotão Price um adversário justo pra ele.
    Alvey vs Minotouro: eu chutei Minotouro vs Reyes um tempo atrás, mas acho que uma luta de retorno devia ser mais vencível. Minotouro é infinitamente mais experiente e técnico que o Alvey ou qualquer um que o sorridente tem enfrentado; luta pra voltar ganhando.
    Muhammed vs Capoeira: os dois são basicamente os não ranqueados mais perigosos da categoria (na minha visão). Um tira teima entre eles não só poderia ser luta da noite como também um “ranking eliminator”.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Rapaz, gostei de Alvey x Minotouro e Muhammad x Capoeira. Mandou bem.

  • Igor Barbosa

    Pelo que vejo, facilmente mais de 90% das pessoas marcou vitória do Marlon naquela luta contra o Raphael Assunção. Tipo, foi uma luta equilibrada mesmo, mas acho que não foi algo tipo Till x Wonderboy por exemplo. Então eu concordo, Marlon é mais do que merecedor dessa chance pelo cinturão. Convenceu muito mais. Quanto aos casamentos:

    Vinc Pichel x Davi Ramos
    Walt Harris x Junior Albini
    Daniel Spitz x RH
    Jake Ellenberger x aposentadoria =/
    Julio Arce x Danny Henry
    Daniel Teymur x Mads Burnell
    Gian Villante x Minotouro
    Sijara Eubanks x Valentina Shevchenko (CINTURÃO INTERINO)
    Lauren Murphy x perdedora de Roxanne Modafferi x Barb Honchak
    Nik Lentz x Erik Koch
    David Teymur x perdedor de Paul Felder x James Vick
    Chance de Reencontro x Thiago Pitbull
    Desmond Green x Jon Tuck
    Gleison Tibau x RH
    Johnny Eduardo x Guido Cannetti
    Nathaniel Wood x Aiemann Zahabi
    Jarred Brooks (kkkkkkkkkk..) x Joby Sanchez
    Jose Torres x Ryan Benoit

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Walt Harris x Junior Albini e Pinchel x Davi Ramos fazem sentido.

  • bedotRJ

    A meritocracia precisa prevalecer. Assunção já foi “bypassado” duas vezes, sendo a última delas nessa revanche imediata totalmente sem sentido que o Garbrandt ganhou. Por mais que as performances posteriores do Marlon contra Sterling e Rivera tenham sido memoráveis, o fato é que ele perdeu pro Raphael (e ganhou do Dodson de maneira mais apertada do que foi sua derrota na estréia).

    Argumentos sobre o Raphael não ser comercialmente interessante não podem, no meu entendimento, ser elencados como justificativa em prol da vontade de ver o Marlon ganhando o TS antes dele. Apenas como uma resignação posterior ao cometimento da injustiça.

    Por fim, exercício retórico de auto-análise de patriotadas: se não fosse um “duelo” entre brasileiros, se o Marlon fosse gringo, será que os méritos e a robusta sequência do Raphael estariam sendo tão minimizados assim?

    Ganhando do Font, espero ver o Raphael lutando pelo cinturão. O Marlon escolhe se espera a sequência ou se faz mais uma antes.

  • Rodrigo

    também concordo, as vitórias do Marlon são bem mais chocantes. Assunção faz lutas parelhas demais..

  • Shotokan Karate

    Preciso ainda ver a luta do Marlon contra o Rivera. Farei esse comentário baseado nos comentários dos colegas e tb no teu casamento de lutas Laerte. Se o Rivera perdeu ao melhor estilo One Punch Man então foi uma derrota pra lá de acachapante. Em condições como essa não é legal um cara que é tido como potencial postulante ao titulo a enfrentar outro cara top. Isso seria queimar 1 possivel TS. Historicamente em lutas quando alguém toma um passeio desmoralizante é mandado um escada pra levantar a moral dele. Acho que caberia fazer isso com o Rivera. Mandar pra ele em sua próxima luta alguém da rabeira do ranking da divisão pra ele e após ele confirmar sua vitória então que se mande o Sterling conforme tu sugere Laerte.

Tags: , , , , , , , , , ,
Instagram