Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC Liverpool

Laerte Viana | 28/05/2018 às 12:11

Fala, galera!

Satisfeitos com o evento sediado em terras inglesas ou a monotonia do main event deixou um gostinho amargo? Para ser bem sincero, fico com a segunda opção.

Pelo menos o resto do card foi um tico mais animado, com favoritos fazendo a lição de casa, prospectos mantendo a boa fama e até brasileiro ressurgindo das cinzas.

Com os cenários desenhados, vamos deixar a conversa fiada de lado e falar do que de fato interessa: os próximos passos dos principais nomes do UFC Liverpool:

1num

Darren Till x Kamaru Usman 

A atuação não foi de encher os olhos e o triunfo foi contestável, mas o que de fato importa é que Darren Till provou, de uma vez por todas, que faz parte da elite até 77kg. A maturidade frente ao craque Stephen Thompson foi coisa de gente grande, mesmo que aos 25 aninhos.

Conforme já havia adiantado na última semana, o vencedor ganharia como recompensa um belíssimo presente de grego: bater de frente com o nada amigável Kamaru Usman, numa eliminatória para o posto de desafiante. No clássico confronto de estilos, já adianto que dou vantagem ao invicto europeu, que segue, pela 18ª vez, sem saber o que é voltar para casa sem ter seu braço erguido.

NUM_2

Stephen Thompson x Neil Magny

Agora ex-número 1 do ranking, o Wonderboy terá que recomeçar sua caminhada rumo ao topo, embora certamente permanecerá no top 5. E quem está tentando alcançar o seleto grupo é o sempre subestimado Neil Magny.

É verdade que nocautear o fraquíssimo Craig White não é um feito para se orgulhar, porém as 14 vitórias no maior octógono do mundo é, sim, uma marca expressiva o suficiente para garantir que o Orelhudinho merece respeito.

Para mostrar se está pronto para o um passo adiante ou se seu lugar é mesmo na portaria do top 10, um casamento com Thompson está na medida, até no timing de luta da dupla.

NUM3

Cláudio Hannibal x Tony Martin

Nada menos que sensacional o retorno de Cláudio Hannibal ao MMA. Após quatro anos (!!!) sem dar as caras, o mato-grossense saí do anonimato para finalizar o duro Nordine Taleb e volta para casa com o bolso cheio, ostentando os 50 mil dólares extras pela performance irretocável. Coisa de cinema!

Voltando ao mundo real, Hannibal, de 35 anos, terá que chocar ainda mais o mundo para se tornar relevante na povoada divisão dos meio-médios. Com 3-0 na casa, incluindo o ranqueado Leon Edwards no currículo, o brasileiro encontraria em Tony Martin um jogo interessante entre dois caras que gostam de apertar o pescoço alheio.

NUM4

Elias Theodorou x Tom Breese

Elias Theodorou tem de bonito (olha o radar explodindo) o que tem de chato dentro do octógono. Como um cara desse consegue ser top 15 nos médios? De qualquer forma, o cabeludo bateu o limitado Trevor Smith e venceu a quarta das cinco recentes.

Por outro lado, o promissor Tom Breese retornou ao octógono após dois anos parados e tirou o veterano Dan Kelly para nada, chegando com o pé na porta na nova faixa de peso, especialmente se levarmos em conta a boa impressão que já havia deixado nos meio-médios.

Se levarmos em consideração que o inglês é considerado uma boa promessa, e a posição de Elias no ranking não representa muita coisa, o embate entre os dois é uma boa opção para a sequência de ambos, que têm em comum o fato de terem batido no queridinho do Rezende.

Casamentos extras: 

  • Por muito pouco que o hype em torno de Arnold Allen não vai para o buraco, hein? Após 12 minutos de atraso diante de Mads Burnell, o jovem europeu tirou da cartola uma belíssima finalização, garantindo os três pontos e e o 100% de aproveitamento na companhia, agora com 4-0. Não é loucura começar a pensar em ranking para Almight, portanto que tal enfrentar o bom Calvin Kattar no último passo antes de entrar na listinha dos 15? Me soa bem.
  • Outro garotão europeu e promissor que também passou raspando foi o Makwan Amirkhani, que deixou Jason Knight pelo caminho e voltou ao caminho das vitórias, 14 meses depois de perder sua invencibilidade na casa. De todo modo, ainda precisa mostrar (bem) mais para fazer valer a confiança depositada em suas costas. Uma oportunidade para isso é encarar o talentoso Jeremy Kennedy, que teve uma sequência de três triunfos interrompida por Alexander Volkanovski, em fevereiro.

Amigos, me ajudem com os destinos de Nordine Taleb, Jason Knight e companhia? Mandem bala!

  • Daniel Piva

    Cada vez mais eu lamento o casamento da luta entre Rafael vs Covington. A precipitação ao marcar essa luta atrapalha o andamento da categoria. Com o campeão ausente, as lutas a serem feitas: Rafael vs Till e Covington vs Usman.

    Quanto ao Thompson, será que não seria uma boa encarar o Santiago? Se vencer recupera bem ele. Se perder, ao menos deixa outro em situação bem encaminhada.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Thompson x Santiago também é uma boa opção. O problema é que o argentino operou a mão recentemente e deve demorar um pouco pra voltar.

  • Claudio Ferreira

    Algum poliglota podia me dizer o que o Till falou na entrevista? sei que não tem nada a ver com o topico;

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Não prestei atenção, Claudio. Vou procurar para ver.

  • bedotRJ

    Till vs Usman
    Thompson vs Maia
    Magny vs vencedor Cerrone/Edwards
    Hannibal vs Saffiedine
    Theodorou vs Boetsch
    Allen vs Choi
    Amirkhani vs Barzola
    Taleb vs Cummings
    Knight vs Bochniak

    • Vinicius Menor

      Thompson vs maia? Ta chapando irmao? Quer aposentar de vez o damiao? Falta 3 lutas pro cara aposentar, qual a necessidade de matar o thompson no peito nessa altura do campeonato?!

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        Calma, jovem. rsrsrs

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Thompson x Maia não faz muito sentido, o momento do brasileiro é completamente diferente.

      Taleb x Cummings e Theodorou x Boetsch me agradam.

      • bedotRJ

        Demian pediu pra não pegar wrestlers. Wonderboy se encaixa. Em termos de rankeamento, acho que faz sentido sim. Se não lutarem entre si, acabarão tendo que pegar a rabeta do ranking, gente como Gunnar (Demian já venceu), Kim (idem), Cowboy ou Ponzinibbio. O único do topo que faria sentido contra qualquer um dos dois pra evitar o confronto direto é o Lawler, que sabe-se lá quando (e se) volta.

  • William Oliveira

    Till vs. Robbie Lawler
    Magny vs. Kamaru Usman
    Allen vs. vencedor de Bermudez-Glenn
    Amirkhani vs. Daniel Henry
    Hannibal vs. Tony Martin
    Breese vs. Krzysztof Jotko
    Lansberg vs. Sara McMann
    Robertson vs. vencedora de Stewart-Ostovich
    Theodorou vs. perdedor de Brunson-Sapato

    Thompson vs. Santiago Ponzinibbio
    Knight vs. Kyle Bochniak
    Mazany vs. Talita Bernardo
    McCann vs. Veronica Macedo

    Kelly vs. aposentadoria
    Smith vs. RH

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Thompson x Santiago também é uma boa opção. O problema é que o argentino operou a mão recentemente e deve demorar um pouco pra voltar.(2)

      Breese x Jotko não faz muito sentido. O polonês vem de três derrotas seguidas, poderia pegar uma carne amassada.

      • William Oliveira

        A competição deve ser considerada, no entanto. As derrotas são todas pra caras que hoje estão rankeados.
        Particularmente, acredito que o Jotko deveria ser usado como teste para prospects, pois ele tem um estilo chato mas efetivo, e aparentemente já alcançou o seu teto. Que vire escada, então..

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Concordo em partes. De qualquer forma, atualmente não acho essa luta uma boa opção. Mais para frente eu posso ter outra opinião.

          Abraço.

  • Gabriel Azevedo

    Com uma vitória nas últimas 4 lutas, será que não era uma boa o Thompson subir pros médios? Ele tem altura compatível e envergadura com o campeão e 7 dos top 10 da categoria de cima, só perde nesses quesitos pra Weidman, Rockhold e Branch. Se vencer um top 10 pode ter apelo contra o campeão (já o venceu inclusive).

    Till vs Ponzinibbio
    Magny vs Usman
    Thompson x Machida (pelos médios)
    Kelly vs Bisping (acho que Bisping não vai querer matar no peito o Machida)
    Breese vs Theodorou

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Ele é amigo pessoal do Weidman, jamais rolaria um duelo entre eles, por exemplo. Não o vejo subindo.

      • Gabriel Azevedo

        Pois é. Tem isso. Mas, Weidman disse um tempo atrás que subiria de divisão. Não sei se tá próximo, mas vai que ele já volta nos meio pesados…aí o caminho fica livre pro Wonderboy.

  • Allan Philip

    Eu colocaria o Thompson vs Lawler

  • Henrique

    Till x Usman / Thompson x Cerrone/Edwards
    Magny x Ponzinibbio / White x Camozzi
    Allen x Kattar / Burnell x Knight
    Amirkhani x Henry
    Silva x Jouban/Roberts / Taleb x Barberena
    Stewart x Leites / Spicely x Kelly
    Breese x Anders
    Lansberg x Correia/Aldana / Mazany x Talita Bernardo
    Pedersoli x Camacho / Scott RH
    Robertson x Stewart/Ostovich / McCann x Macedo
    Theodorou x Jotko / Smith RH

  • Igor Barbosa

    Craig White x Brad Scott
    Mads Burnell x Jason Knight
    Nordine Taleb x Zak Cummings
    Eric Spicely x demissão
    Darren Stewart x Krzysztof Jotko
    Dan Kelly x demissão
    Gina Mazany x Talita Bernardo
    Lina Lansberg x Sara McMann
    Carlo Pedersoli x Alex Reyes
    Molly McCann x Veronica Macedo
    Gillian Robertson x perdedora de Montana De La Rosa x Rachael Ostovich
    Trevor Smith x Johny Hendricks

Tags: , , , , , , , , ,