Texto:" /> TUF 28 contará com atletas do peso-pesado e peso-pena feminino | Sexto Round
 

TUF 28 contará com atletas do
peso-pesado e peso-pena feminino

26/04/2018 às 13:38

Texto: Combate.com

Os pedidos de Cris Cyborg, ao que parece, foram ouvidos com atenção pelo Ultimate.

A organização anunciou nesta última quarta-feira uma chamada para formar um elenco para sua próxima edição do reality show The Ultimate Fighter, edição 28.

Nela estarão lutadores do peso-pesado masculino e do peso-pena feminino, esta última a única divisão sem ranking no UFC e da qual a brasileira é campeã.

O UFC começará a escolher seu elenco no dia 22 de maio, em Las Vegas, no Palace Station Hotel.

Os homes terão que chegar com até 120,2kg, e as mulheres com 65,8kg, entre as idades de 21 a 34 anos, além de pelo menos três lutas profissionais e um cartel com mais vitórias que derrotas.

O TUF 28 começará a ser filmado em julho de 2018 e a estreia no final do ano. O lutador que for aprovado nos primeiros testes deve permanecer em Las Vegas até o dia 26 de maio.

  • IMPERADOR

    Boa noticia!
    Vamos ver se agora categoria vai a frente?

  • KRS Porlaneff

    Vamos ver se pelo menos dessa vez rola uma cláusula de “proibido descer de categoria por 2 anos ou 5 lutas”, porque outro TUF onde Cara-de-Sapato e Vitor Lex Luthor fazem a final e depois descem duas categorias não dá mais.

    • Leandro Chiaratti Ayres

      Estava pensando exatamente nisso, mas não só com os pesados. Será que as meninas da categoria da Cyba não acabam descendo? Cortar peso na casa é bem mais complicado.

      • William Oliveira

        Acho improvável. No TUF 26, do peso mosca feminino, quase todas meninas foram contratadas a posteriori do show, e somente uma delas desceu pros palhas.

        • KRS Porlaneff

          É, mas tem que ver que aparentemente não é muito simples cortar de 56, 57 quilos para 52… enquanto a maioria dos HWs técnicos – e nisso a gente inclui Werdum, Miocic, Cigano etc – não passam muito de 110kg, só os mais montanha de músculo ou gordos freaks (Ngannou, Nelson, Overeem, Lewis etc) lutam beirando os 120kg e poucos precisam emagrecer pra bater peso.

          O que precisa é alguma coisa que evite que um lutador entre com 94kg pra lutar numa HW sendo que ele consegue baixar pra 84 ou 77 na moleza, precisamos de HWs realmente HWs.

          • William Oliveira

            Eu concordo sobre os pesados, me refiro às meninas mesmo, pra falar meu interesse no TUF pesado é zero kk

          • KRS Porlaneff

            É, mas toda edição tem o cara que entra na categoria que não precisa cortar peso e vence e nem luta mais nessa categoria que venceu o TUF. As minas fazem isso em menor escala, mas também vamos comparar quantos TUFs masculinos teve e quantos femininos teve…

            Meu “medo” de fazer TUF de categorias mais pesadas – tanto masculina quanto feminina – é justamente esse: faz o TUF e a galera não fica na categoria.

            TUF de HW mesmo: praticamente foi só um, o do Rampage e do Rashad, onde quase ninguém foi pra LHW… o mesmo TUF 2 que o Evans saiu campeão e o TUF Brasil 3 quase ninguém ficou na HW: o próprio Evans, o Keith Jardine, o Seth Petruzzeli, o Cara-de-Sapato…

            E não se engane, apesar do TUF hoje ser um formato falido: quanto mais TUF feminino que não seja da WSW tiver, mais vai ter mina entrando como pena, galo ou mosca e descendo de categoria igual os caras fazem.

    • Mateus Elias

      Exato, tem que estar no contrato.

  • William Oliveira

    Uma lista de lutadoras que consigo ver realisticamente aparecendo pros try outs das meninas:

    https://uploads.disquscdn.com/images/13145b683687442692b83a2388fb75d85632a8faba94657490966e16426801e3.png

    • Carlos Montalvao

      Depois daquela luta maravilhosa que a Cindy fez com a Alexis Davis, nunca mais deveria pisar num cage. Vive da cagada de finalizar a Megan que é striker.
      Pachecão tomou uma surra da Randamie no peso galo, o que ela espera arrumar contra Megan e Cyba?
      Kolesnyk é péssima de chão e perdeu pra uma lutadora ruim na última luta
      Talita Nogueira é uma Demian Maia, só que 15x pior na trocação
      A Julia Budd não sai da zona de conforto
      Tá difícil

      • Zenette Vutton

        Não acho que seja bem assim..

      • Zenette Vutton

        Carlos, é questão de dar o primeiro passo, ou tu só vai montar a Categoria quando tiver o nivel do peso-leve?
        Todas Categorias em seu início vem uma pá de gente crua, mediana, enfim, a categoria vem fraca, ai do nada um desses medianos evolui, ai surge um talento novo ali, outro aqui, e ao passar do tempo a categoria se firma.
        Muitas ai surgem no TUF sem ninguém ter muita esperança de render no UFC, mas lá no inicio no UFC, elas já vão pegar uma situação melhor $ do que antes, já começam com 5mil da Reebok, +10mil do ufc, se vencer +10mil. E poderá assim abandonar o emprego que tinha, poderá investir em treinos, levar mais a sério e lapidar o seu potencial. Rose Namajunas, Bate-Estaca, TJ, Max H., Dos Anjos, enfim.. é tudo questão de dar oportunidade e os que receberem-a abraçar!

        • William Oliveira

          Exatamente. Questão de pensar lá na frente, ter um pouco de perspectiva. Se não abrir a porta, ninguém nunca vai entrar.
          É um investimento a longo prazo. Eu já vi todas lutarem e algumas tem deficiências claras, mas tem aquelas que tem qualidades raras e são bastante promissoras também.

        • Carlos Montalvao

          Não sou contra, apenas disse que atualmente tá foda fazer a divisão valer a pena. Acredito que cresça igual peso-palha a médio prazo

      • William Oliveira

        Não tem cagada. Foi uma vitória importante onde expos a falta de grappling da australiana.
        A Larissa tinha 20 anos quando lutou no UFC, vc acha que atletas não podem melhorar com o tempo? E quem tá falando de coloca-la agora contra a Cyborg? WTF? A categoria não é só a Cyborg.
        A Sorenson é uma veterana experiente que tem suas qualidades no grappling, tbm merece espaço.

        Nogueira e Budd tão bem no Bellator..

    • Zenette Vutton

      Não conheço nenhuma, mas levo fé que possa vir a serem grandes talentos a se lapidar. Embora algumas com 30+ anos (as com melhores carteis).

  • Zenette Vutton

    Tá ai um TUF que vale a pena participar kkk, mesmo vc sendo péssima é garantido sua contratação pelo UFC, mesmo que só pra montar o Ranking, rs

  • Zenette Vutton

    É um ótimo investimento, Categorias em seu começo demoram mesmo a aparecer grandes nomes e talentos, tem que plantar a semente pra colher o fruto! Não dou 5 anos pra essa Categoria estar acirradíssima, ainda mais que com a oportunidade que surgira pras lutadoras de entrar no UFC, algumas certamente vão ter mais $ pra investir na sua carreira e levar mais a sério. Todo TUF sempre sai uma pessoa ou outra que chega cru mas depois evolui incrivelmente.

  • Zenette Vutton

    Embora seja um ótimo investimento, todos sabemos que, a Categoria só prosperará a curto prazo com uma derrota da Cyborg. Pois faz um TUF, ela pega a campeã, senta-lhe a prorada, depois pega uma outra, passa o cerol, e FIM! kkkkkkkk

    • William Oliveira

      É só não casar a Cyborg com meninas que não se mostrem diferenciadas das demais, esperar alguém destoar pra aí sim dar a oportunidade. Cyborg tem a Anderson e a Nunes pela frente, por um tempo. Até essas 2 lutas ocorrerem, dá tempo da categoria andar um pouco.

      Tbm acho que o UFC deveria tentar a super-luta contra a campeã do boxe que vem desafiando a Cyborg, Cecilia Braekhus. Qualquer coisa pra ganhar tempo e manter a Cyborg ativa é interessante.

  • Carlos Montalvao

    Será inteligente colocar Megan Anderson (independente do resultado da luta dela) e e Cristiane Justino como as treinadores, botar dois marmanjos acabará com o “enredo peso-pena”

    • William Oliveira

      Se ela perder pra Holm, não faria sentido nenhum, tem que ser a Nunes daí.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Vai ter um nível sofrível, já podem esperar um monte de barrigudo que cansa com 15 segundos

    • Bruno Machado

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Juan

    Li rápido e entendi Peso Pesado Feminino. 😀

  • Esquerda Valente

    Até que enfim. O peso pena feminino realmente precisa.

  • Anderson Gonçalves Vieira

    eu achava que ao assinar o contrato com a empresa era obriogatorio lutar as lutas do do contrato na categoria que foi assinado o msm, acho que facilitaria mt as coisas no ultimate

  • Bruno Lima

    Otima notícia agora vamos ter uma categoria peso pena e verdadeiras peso penas pra cyborgue, enquanto aos pesados também é uma ótima notícia os pesados estão precisando de novos talentos, o ivanov tá vindo aí, qualquer nome com alguma qualidade será bem vindo

  • Lucas Toledo

    Quando li a primeira vez, me perguntei quais seriam as mulheres peso pesado que lutariam… Kkkkkk depois compreendi o título

  • Thiago Menezes

    Nunca “entendi” esse negócio de divisão de peso. Quando eu era guri e “saia na mão” a gente falava em top (ou tope), que era uma forma de se referir ao tamanho e força de um modo geral, ou seja, até uma criança entende sobre o conceito de paridade de armas. Meu ponto de vista é que o (a) atleta deveria lutar no peso que se encontrasse ao tempo da luta; Se está com 120kg luta no pesado, se está com 70 kg luta com de 70kg também e por aí (não sendo de uma categoria fixa). Claro, eu estou apenas divagando, esse não é o mundo real. Entendo sim como funcionam as categorias de peso (rs). Acredito é que no modo “roots” seria mais simples e até saudável, visto que corte de peso já trouxe óbito, cancelamento de luta e outros tantos perrengues (e malandragens). Enfim, acho que pelo menos para mim (público leigo, inocente, puro e besta) seria menos frustrante, pois não faltaria adversário pra ninguém.

    • William Oliveira

      Não vejo como faria diferença no caso do peso pena feminino. As meninas dos galos na hora da luta não pesam tanto quanto a Cyborg. Ela ia continuar sem oponente.

  • Caio Cisterna

    Vão usar essa categoria para povoar tanto os penas quanto os galos: Galos hoje segundo o próprio site o ufc tem só 18 atletas nesse peso sendo que: Penã ta grávida, Holm disse que vsi ficar nos penas, amanda lemos está suspensa, então são só 15 lutadoras de fato, sendo que algumas como a Bethe ainda tem tamnho para descer

    • William Oliveira

      Site do UFC deve estar desatualizado, aquilo lá é um lixo.
      Já removendo a Holm, Pena e Lemos são 17 lutadoras, contando a campeã no caso.
      Ainda tem a Yana Kunitskaya que vai descer. Lembrando que a Evinger desceu, marcou luta mas se machucou.

      Tbm não vejo como a Bethe possa descer, mt pelo contrário, ela é uma das que mais corta peso pra bater os galos. Duvido que bateria 125.