UFC Atlantic City: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 20/04/2018 às 15:14

Desembarcando pela nona vez em Atlantic City, o octógono mais famoso do mundo chega na Boardwalk Hall com um luta principal explosiva entre pesos-leves. Em busca do title shot, Edson Barboza medirá forças contra Kevin Lee.

O card, que acontece neste sábado, a partir das 19h30 (horário de Brasília), também contará com o rápido retorno de Frankie Edgar. O ex-campeão dos leves vai para revanche com Cub Swanson no co-main event.

Vindo de derrota para Khabib Nurmagomedov em dezembro de 2017, Edson Barboza fará uma luta de recuperação, pois uma vitória o recolocaria na corrida pelo cinturão dos leves.

Do outro lado do córner, Kevin Lee teve sua chance de conquistar o título interino frustrada por Tony Ferguson no UFC 216. Se o The Motown Phenom vencer o brasileiro, irá provar que é um membro legítimo do top 5 da categoria.

No segundo combate mais importante da noite, uma revanche onde ambos atletas estão vindo de derrota para Brian Ortega. Detalhe para o retorno relâmpago de Frankie Edgar, já que o seu último duelo foi há exatos 47 dias. No primeiro encontro entre eles, Cub Swanson foi derrotado por finalização, em novembro de 2014.

Ótima oportunidade para os palpites dos colunistas do Sexto Round e de Hericly Monteiro, o campeão do Confere em 2017.

Vamos a eles!

André Azevedo: Depois da derrota para Khabib acredito que Barboza voltará mais esperto no jogo de quedas. Na parte em pé tem grande chance de nocautear Lee. Edson via TKO.

David Carvalho: No papel, vejo Edson Barbosa como melhor lutador, mas Lee tem aquele ar de estraga festa. Imagino que o brasileiro vai tentar administrar da média para longa e circular muito, mas aposto no americano encurtando e pontuando no jogo de clinch e chão. Kevin Lee vence por pontos.

Felipe Paranhos: Como diz um comentarista de TV, acho que eu não concordo com o meu palpite. Mas acho que Lee sai com a mão levantada. Lee, decisão.

Hericly Monteiro: Kevin Lee é um lutador que aplica muita pressão em seus combates, algo que tende a complicar o brasileiro. Porém, o jogo de quedas do americano costuma ser pouco trabalhado na transição do striking para o grappling, algo que pode abrir brecha para Edson. Barboza via nocaute.

João Vitor Xavier: Barboza, KO.

Laerte Viana: Barboza, decisão.

Leo Salles: Melhor Lee se precaver e não perder tempo na trocação contra o brasileiro afiadíssimo. Acho que Barboza vai demais os chutes baixos para minar a movimentação do americano, que vai dar mole nas tentativas de queda. Por isso, vou de Barboza por TKO.

Lucas Carrano: Kevin Lee, decisão.

Lucas Rezende: Lee, finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Barboza, KO.

Renato Rebelo: O americano tem um estilo de jogo de abafa similar ao de Khabib Nurmagomedov, mas ele não é Khabib. Lee, grande pra categoria, costuma abrir o bico cedo e, em pé, também é apenas mediano. Se Barboza sobreviver às quedas iniciais, invariavelmente, terá sua oportunidade para sentar a bica no rival. É uma questão de não ceder as costas se cair e abusar da movimentação – para não cair e não perder a força dos braços contra a grade. Luta dura, mas aposto no brasileiro. Barboza, TKO.

Rodrigo Tannuri: Na última apresentação, vimos Barboza ser dominado por Nurmagomedov e Lee também ser derrotado, mas surpreendendo Ferguson, mas, mesmo com essa diferença, considero o brasileiro favorito. Não podemos esquecer que o “Fenômeno de Nova Friburgo” tem uma boa defesa de quedas, além de ser superior em pé e no cardio. Lee pode até assustar no primeiro round, mas não vai aguentar o ritmo, nem os chutes do adversário. Barboza, KO.

Thiago Sampaio: Barboza deve causar alguns danos na longa distância, mas se não conseguir o nocaute cedo, o vejo tendo problemas com o jogo de pressão do americano, que apesar de não ser um Khabib, é um ótimo wrestler. Pode defender algumas tentativas de queda, mas esse abafa por cinco rounds é algo que não o favorece. Lee, finalização.

André Azevedo: Edgar melhor em tudo e já mostrou isso no primeiro embate entre eles. Cada luta é uma batalha diferente, mas nesse caso não tem muito o que mudar. Edgar na decisão.

David Carvalho: Com tantas lutas seguidas, Swanson é um bom casamento para o pequeno grande Edgar, pois ele tem a experiência suficiente para proporcionar uma boa luta e permitir “The Answer” trabalhar. Com uma trocação bonita e técnica, aposto em Frankie Edgar por pontos.

Felipe Paranhos: Absolutamente desnecessária essa luta. Vou na torcida, com os dois pés atrás. Edgar, finalização.

Hericly Monteiro: Edgar tem o jogo perfeito pra aplicar contra o Swanson e com a gana que ele tem demonstrado nas entrevistas acredito numa vitória do ex-campeão. Edgar via decisão.

João Vitor Xavier: Edgar, decisão.

Laerte Viana: Edgar, decisão.

Leo Salles: Uma revanche sem muito sentido, mas que deve ter o mesmo enredo: Edgar tomando as ações com combinações de golpes e tão logo derrubar e ficar por cima para marretar. Edgar, por TKO.

Lucas Carrano: Edgar, decisão.

Lucas Rezende: Edgar, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Edgar, decisão.

Renato Rebelo: Luta furadíssima para A Resposta. Digo, o cara nem descansou após sofrer o primeiro KO da carreira e já vai pegar um striker perigoso que, além do mais, já foi finalizado por ele. Tudo leva a crer que Swanson não vai parar as quedas, mas, sei lá, Edgar pode ter virado o fio também… Ousado, vou de Swanson por decisão.

Rodrigo Tannuri: Edgar venceu Cub via vareio na primeira luta e, mesmo com 36 anos e não sendo mais o mesmo, ainda é melhor que o compatriota. Assim como o ex-campeão do UFC, Cub também tem certa idade, porém, não o vejo mais com aquela fome que é necessária ou pra ter destaque ou pra sobreviver no MMA. Edgar, decisão.

Thiago Sampaio: Se Edgar não se abalou após o primeiro nocaute sofrido na carreira, o desenrolar desta luta deve ser semelhante ao da primeira entre eles, ocorrida em 2014. A técnica mais apurada, aliada ao wrestling refinado, devem anular a agressividade de Swanson. Edgar, decisão.

André Azevedo: Branch está para Marreta hoje o que Mousasi estava em 2016. Naquela oportunidade, assim como hoje, Thiago vinha de quatro vitórias seguidas. Porém, Mousasi é mais lutador que Branch e Thiago evoluiu bem de lá pra cá. Precisa ter cuidado com o grappling do ex-campeão do WSOF mas acredito na sua técnica e violência em pé. Marreta via KO.

David Carvalho: A porrada vai cantar. Marreta tem evoluído demais e parece a médio prazo um ótimo nome, mas acredito que ainda tem muitas brechas em seu jogo e o americano vai saber lidar com a pressão inicial. David Branch por TKO.

Felipe Paranhos: Luta bem interessante no papel. Marreta abre espaço com chutes no corpo, foge do chão e vence. Marreta, TKO.

Hericly Monteiro: Conseguirá Marreta defender as quedas? Espero que sim, pois vou apostar nele. Marreta via nocaute.

João Vitor Xavier: Marreta, KO.

Laerte Viana: Marreta, nocaute.

Leo Salles: Excelente confronto pelos médios. Branch certamente não vai querer trocar socos com Marreta e veremos se o brasileiro estará com as defesas de queda em dia. Vou apostar naquele golpe derradeiro mítico: Marreta, por nocaute.

Lucas Carrano: Marreta, TKO.

Lucas Rezende: Marreta, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Marreta, TKO.

Renato Rebelo: O brasileiro tem dois pontos fracos: o “hand fighting” e o chão. Contra Luke Rockhold, Branch provou que pode ser corajoso para driblar envergaduras alheias e sair da “zona de chutes”. O americano também é faixa-preta de Renzo Gracie e campeão de duas categorias no WSOF muito graças ao seu grappling. Acho que Branch tem o antídoto anti-Marreta. Branch, finalização.

Rodrigo Tannuri: Chegou, novamente, a hora de Marreta ser testado e, dessa vez, darei um voto de confiança ao brasileiro. Aos 34 anos, essa pode ser a última oportunidade pra figurar de vez na elite dos médios. Branch tem jogo pra amarrá-lo, mas será que tem queixo e coração pra suportar o castigo em pé? Aqui, apostarei na violência contra o grappling. Marreta, KO.

Thiago Sampaio: É o teste de fogo para saber se o brasileiro evoluiu na luta agarrada, pois Branch tem um jiu-jítsu de muita qualidade. Para quem foi facilmente finalizado por Eric Spicely, é um perigo e tanto. Mas se conseguir fugir das investidas, Marreta tem tudo para definir em pé, pois é um striker muito mais decisivo. Marreta, nocaute.

André Azevedo: O Galês Brett Johns é completo e muito habilidoso. Gosto de vê-lo lutar. Não me surpreenderia se vencesse Aljamain por finalização, que aliás nunca perdeu desta forma. Porém, serei mais conservador e irei de Brett por decisão.

David Carvalho: Já cansei de apostar no que muitos chamaram de “Pequeno Jon Jones” e foi só decepção. Breth Johns tem um cartel de 15-0 e Sterling tem tudo para ser o lutador que pode botar o nome de Johns no radar dos fãs. Prevejo uma luta devagar e Brett Johns vencendo por pontos.

Felipe Paranhos: Aljamain se reencontra com as vitórias e tira o zero do cartel de Johns. Sterling, decisão.

Hericly Monteiro: Eu não consigo acreditar mais no Sterling. Ainda mais contra um jovem promissor que tem um bom jogo de chão e nunca foi quedado em sua carreira. Johns via decisão.

João Vitor Xavier: Sterling, decisão.

Laerte Viana: Sterling decisão.

Leo Salles: Já passou o hype do Sterling? Acredito que sim e, pior, vai encarar um Brett Johns afiado na trocação, muito bom na luta agarrada e invicto na carreira. Mas como ”Funk Master” tem excelente wrestling e baseia seu jogo todo nesta modalidade, acho que vai saber dosar a energia e frustrar o que o galês fará. Sterling por decisão.

Lucas Carrano: Sterling decisão.

Lucas Rezende: Johns, decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Johns, decisão.

Renato Rebelo: The Pikey é um grappler galês invicto no MMA que dormia no tatame de sua academia até pouco tempo atrás. Muito talentoso, claro, como visto contra Joe Soto – que bateu em rara chave de calcanhar. Mas Sterling, o cobertor humano, tem jogo tanto pra manter em pé quanto pra quedar e não ser finalizado. Vou de Funkmaster por decisão.

Rodrigo Tannuri: Essa é uma luta que me intriga e deve ser divertida. O jovem Johns, invicto no MMA, vem impressionando a cada luta, enquanto Sterling vai frustrando quem depositava tanta esperança em seu futuro. O americano gosta de perder quando é favorito e vencer quando é azarão e, aqui, como o galês vive melhor fase, vou no Jones que até agora não vingou. Sterling, decisão.

Thiago Sampaio: Nesse duelo entre dois jovens talentosos oriundos da agarrada, mas com estilos diferentes (Sterling é wrestler da divisão III da NCAA e Johns é faixa preta de judô), vejo o combate desenrolando a maior parte do tempo em pé. Previsão de muito equilíbrio onde vejo uma leve vantagem para o ex-campeão do Titan FC, que é superior na trocação. Brett Johns, decisão.

Restante do card:

Chase Sherman x Justin Willis
Jim Miller x Dan Hooker
Ryan LaFlare x Alex Garcia
Magomed Bibulatov x Ulka Sasaki
Siyar Bahadurzada x Luan Chagas
Corey Anderson x Patrick Cummins
Leslie Smith x Aspen Ladd
Merab Dvalishvili x Ricky Simon
Tony Martin x Keita Nakamura

Ranking dos colunistas:

1 – Hericly Monteiro: 26-15 (63,4%)
2 – João Vitor Xavier: 27-18 (60%)
2 – Laerte Viana: 27-18 (60%)
3 – Felipe Paranhos: 26-19 (57,7%)
3 – Luiz Fernando Ferreira: 26-19 (57,7%)
3 – Renato Rebelo: 26-19 (57,7%)
4 – Lucas Carrano: 25-20 (55,5%)
5 – Rodrigo Tannuri: 24-21 (53,3%)
5 – Thiago Sampaio: 24-21 (53,3%)
6 – David Carvalho: 23-22 (51,1%)
6 – Leo Salles: 23-22 (51,1%)
6 – Lucas Rezende: 23-22 (51,1%)
7 – André Azevedo: 21-24 (46,6%)

  • Iago Batista

    Tomei ban do grupo :'(

    • Lorenzo Fertitta

      Como assim, Iago?

      • Iago Batista

        do zap kk

  • Mauro

    Branch por finalização, Kelvin por nocaute técnico, Edgar por nocaute técnico.

  • Shotokan Karate

    Edson por KO e Edgar na decisão

  • Henrique

    Barboza TKO
    Edgar SUB
    Branch SUB
    Johns DEC

  • Lucas Venagas

    Luta mais facil da carreira do barbosa nos ultimos anos e metade ali dando vitoria pro afro covington,ja podem participar do canal PORRADA no youtube

    • Otaviano Jr

      rapaz, sabe que eu tb tô achando que vai azedar pro Edson?

      • Lucas Venagas

        mto dificil cara,lee nao é o khabib,se ele tenta por a pressao que o khabib bota o gas dele nao dura 1 round,ainda teve trabalho pra bater o peso,em pe o cara é sofrivel,nocauteado pelo leo santos,levou atraso do massara
        se o khabib massacrando o barbosa nao conseguiu finalizar a luta,acho dificil que o lee o faça ,ou seja o gas seria algo importante para o lee,coisa que ele nao tem

        • Louis

          Lee é muito jovem e está em constante evolução. Prevejo ele um lutador melhor do que em sua última luta, enquanto o Barboza provavelmente já atingiu seu ápice técnico.

          Não sei o quanto o americano evoluiu, mas o vejo como um atleta com um baita potencial.

          • Valdeir Porto Freire

            Lee tem apenas 25 anos e é um dos melhores da categoria. Vem demonstrando boa evolução. Acredito que até chegar aos 30 ele vire campeão.

          • Henrique

            Até os 30 anos ele já vai estar no meio médio, corta muito peso pra bater 70 kgs, muito forte pra divisão.

        • Otaviano Jr

          o Khabib é causador de danos, não sei se ele lutou pra “pegar” tanto assim o Edson, ele vai dando golpes e a finalização é uma oportunidade devido aos golpes, acho que se o Lee derrubar ele vai fazer de tudo pra finalizar sabendo que seu tanque de gás vai estar curto!

        • Igor Barbosa

          Com todo o respeito ao Leo Santos, mas esse nocaute foi algo totalmente fora da curva. Kevin Lee subestimou e pagou bem caro por isso.

    • Mauro

      Também tô achando que Edson roda. Subestimr o Kevin é um erro. Aposto num nocaute técnico do Kevin.

    • Lucas Rezende

      Imagine se fosse a luta mais difícil do Edson!

    • A “luta mais fácil da carreira do Barbosa nos últimos anos” passou para o maior vareio que o Barbosa já levou na carreira.. :/

  • Sergio Araujo

    Alguém pode me explicar como essa contagem de pontos é feita?

    xx – yy (zz%)

    • Renato Rebelo

      X acertos, Y erros e porcentagem de acertos

  • Igor Barbosa

    * Kevin Lee finaliza no RD 4;
    * Edgar finaliza de novo;
    * Marreta vira o maior nocauteador da história da categoria;
    * Sterling vence na decisão.

Tags: