Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC on Fox 5

Renato Rebelo | 10/12/2012 às 16:41

Galera que acompanha o blog do Sexto Round, peço desculpas por não ter postado esse texto ontem. Tive uma maratona de eventos familiares e deixei vocês na mão.

Agora, vamos àqueles casamentos que nossos digníssimos Joe Silva e Sean Shelby deveriam considerar por apreço aos fãs.

Ben Henderson x Gilbert Melendez

Por mais que, a meu ver, a luta mais excitante pelo cinturão dos leves seja a revanche entre Bendo e Anthony Pettis, o “Showtime” ainda precisa passar pelo duríssimo Donald Cerrone pra se credenciar. Enquanto isso, nada mais justo que trazer o campeão do Strikeforce para os holofotes do UFC e unificar os títulos. A lesão de “El Niño” daria um tempinho para o cabeludo recuperar o fôlego após cinco rounds de Nate Diaz.

Nate Diaz x B.J. Penn

A atuação do havaino no sábado foi realmente desanimadora. Dana White disse, em entrevista, que quer BJ aposentando. Concordo em partes. O fogo do “Prodígio” está claramente se apagando, mas, se eu fosse ele, não recolheria o time de campo antes de me testar na minha real categoria: o peso leve. Por que não uma superluta contra o irmão do cara que te deu uma surra no UFC 137?

Rory MacDonald x Carlos Condit

Depois de maltratar BJ, o canadense não só chamou Condit pra mão, mas também revelou que se sentiu humilhado e subjulgado pelo “Natural Born Killer” na derrota por nocaute no UFC 115 – a única de sua carreira. Na época, MacDonald tinha apenas 21 anos e, de lá para cá, sua evolução é assustadora. No-brainer aqui. É só assinar os contratos e botar para lutar.

Maurício Shogun x Phil Davis

Renato, botar um wrestler do calibre de Phil Davis para vazar a frágil defesa de quedas do Shogun não é maldade? Você não gosta dele? Pelo contrário, galera. Exatamente por ser fã do curitibano, não aguento mais vê-lo perdendo por falta de vigor físico. “Mr. Wonderful” tem o poder de expô-lo ao ridículo com 15 minutos de grude e ground and pound. Para bater o americano, Shogun precisaria se internar num “monastério budista” e provar o quanto preza sua carreira. Ou vai ou racha.

Gustafsson x Lyoto Machida

Dana White acenou com a possibilidade do sueco substituir o ainda baleado Dan Henderson contra Lyoto Machida no UFC 157. Caso Hendo não consiga se recuperar, Gustavão x Lyoto seria o duelo ideal definir o desafiante número 1 dos meio-pesados. Aliás, até melhor, uma vez que as chances de Hendo contra Jones parecem ínfimas – principalmente se levarmos em conta as colossais diferenças de tamanho e idade.

Tags: , ,