Pensando alto: a análise informal do UFC on Fox 5

Renato Rebelo | 09/12/2012 às 01:07

Ben Henderson x Nate Diaz

Monólogo. Arrisquei meu palpite no Nate e me dei mal. Bendo, o GSP dos leves, controlou o californiano com sua pujança sem igual para o peso. O californiano não teve nenhuma resposta para o grude no clinch e para o ground and pound do cabeludo. Apesar da falta de instinto assassino, Bendo vai se consolidando como um campeão dominante. Diaz ainda tem boas lutas a fazer com os tubarões até 70kg.

Maurício Shogun x Alexander Gustafsson

Apesar de ter dado a lógica, é bem doloroso ver Shogun aceitando quedas, cansando no segundo round e perdendo no vigor físico. Na trocação, o sueco não trouxe nenhuma surpresa, pelo contrário, sofreu com a mão pesada do curitibano. Futuro nebuloso pela frente. Se contra Jones e Gustafsson não vimos o dono da UDL no estado da arte em termos de forma física, o que dirá agora que ele volta para o fim da fila. Gustavão pode – mas não deve- dar trabalho a Jones. Veremos.

BJ Penn x Rory MacDonald

No primeiro round já ficou muito claro que o havaino teria uma noite complicada.  Não dá mais para ignorar tal diferença de tamanho e envergadura quando o nível é tão alto. Ainda acho que BJ seria uma força entre os leves, mas arranjar motivação a essa altura do campeonato não vai rolar. Com o resumo de sua carreira apontando 16v e 9d, um dos lutadores mais talentosos que já pisaram no octógono terá, indubitavelmente, seu legado questionado por algumas decisões ruins. Rory, por sua vez, avança para o bolo dos wrestlers (Fitch, Ellenberger, Hendricks, Koscheck, etc). Se não viver na sombra de GSP, pode se tornar o rei da mesa um dia. 

Matt Brown x Mike Swick

O “Imortal” chegou à melhor sequencia de vitórias de sua carreira e, de quebra, expôs Swick. Foram necessários apenas dois minutos para botar o rival em um triângulo justo e, em seguida, nocauteá-lo de forma brutal. Brown avança ao top 10 e Swick, com três derrotas em quatro lutas, dá todos os sinais de que entrou de cabeça na curva descendente.

Tags: