Pensando alto: a análise informal do UFC em Macau

Renato Rebelo | 10/11/2012 às 17:18

Rich Franklin desmaiado

Sem medalhões e com muitos atletas asiáticos desconhecidos, o UFC pode ter entrado com o pé esquerdo em um dos maiores mercados do mundo. O UFC on Fuel TV 6, em Macau, China, foi, no geral, um dos mais monótonos dos últimos tempos. As duas principais lutas, entretanto, renderam boas emoções. Vamos lá:

Rich Franklin x Cung Lee

Supresa! O quarentão vietnamita apagou, em pé, o ex-professor de matemática. A brutalidade do suingão de direita foi tanta que “Ace” foi direto para o hospital fazer exames na cabeça. KO da noite e o desejo de melhoras para Rich que, assim como seu algoz, ainda pode fazer boas lutas (sob medida).

Thiago Silva x Stanislav Nedkov

Em duelo entre dois brigadores da pesada tinha que sair a primeira interrupção da noite. E saiu. O brasileiro, bem maior fisicamente, passou grande aperto ao tomar um knockdown sinistro no segundo round, mas sobreviveu, machucou o búlgaro em pé no terceiro, quedou e finalizou no katagatame. Essa semana, Thiago usou duras palavras ao se referir à sua antiga equipe, a American Top Team. Segundo ele, seus três anos lá foram perda de tempo. Agora, na Blackzilians, ele espera encontrar todo seu potencial. Hoje, passou perrengue, mas vamos aguardar os próximos capítulos.

Paulo Thiago x Dong Hyun Kim

Atropelo aqui. Em um verdadeiro monólogo, o coreano chegou próximo da interrupção do juiz em todos os três rounds. A pujança e o jogo agarrado de Dong Hyun Kim foram demais para o brasileiro, que apenas tratou de sobreviver. Agora, dificilmente o policial se mantém no quadro de empregados do UFC. Além da má performance, ele contabiliza quarto derrotas em cinco lutas. Faca na caveira – literalmente e infelizmente.    

Mac Danzig x Takanori Gomi

Em uma das decisões menos sonolentas da noite, o japa levou na polêmica. Não quero fazer papel de carrasco, mas acho que ambos estão com os dias contados na empresa. Danzig chegou à pobre marca de sete derrotas e cinco vitórias no UFC e o rendimento de Gomi o empurrará, mais cedo ou mais tarde, para a aposentadoria. Infelizmente, a luta contra a depressão vem cobrando um preço alto do “Fireball Kid” nos últimos anos e seu jogo simplesmente se extinguiu.

+ Brasil

John Lineker x Yasuhiro Urushitani

Depois de uma estreia ruim, cercada de problemas extra-octógono, nosso “Mão de Pedra” finalmente mostrou porque chegou bem cotado ao peso mosca do UFC. É verdade o japa colaborou bastante com o paranaense de 22 anos, afinal, em 15 minutos, tentou apenas uma queda – e no terceiro round. Resultado: dois knockdowns e decisão unânime para o pugilista. 

Tags: , ,