Alô, Joe Silva! Quatro lutas a casar entre os meio-pesados

Renato Rebelo | 19/10/2012 às 03:46

Chael Sonnen e Jon Jones vão disputar o cinturão dos meio-pesados em abril de 2013 e não há muito que possamos fazer a respeito. Então, seguimos a proscissão…

Logo atrás do campeão e do “desafiante número um”, formou-se um mini-GP com Shogun x Gustafsson em dezembro e Lyoto x Dan Henderson em data ainda não divulgada.

Pelo espaço de tempo, é possível que os vencedores desses combates se enfrentem e definam o futuro adversário de Jones (não acredito nas chances do “Gangster de West Linn”).

Ou seja, tudo azeitado na parte de cima da tabela. No pelotão intermediário, entretanto, todo mundo sem par. Vestirei, então, o boné de “matchmaker”:

Forrest Griffin x Quinton Jackson

Sintonia pura por aqui. Veteranos próximos ao fim da carreira em busca de uma despedida honrosa. Rampage , do UFC, e Griffin, provavelmente, dos octogonos em geral. Eles, inclusive, já se enfrentaram valendo o cinturão em peleja que terminou com resultado polêmico. A revanche, certamente, ficaria de bom tamanho para ambos.

Rashad Evans x Glover Teixeira

Rashad, para mim, ainda figura entre os top 3 até 93kg. Segurou a bronca cinco rounds com Jones e tem total condição de conquistar mais uma chance. Como os maiores nomes já estão comprometidos, o temido Glovão, bicho-papão em ascensão, é o desafio mais duro disponível para “Suga”. Para o brasileiro, uma vitória carimba o passaporte rumo ao cinturão.

Minotouro x Thiago Silva / Stanislav Nedkov / Brandon Vera

O joelho de Minoto, que o mantém fora de ação desde dezembro de 2011, está quase em ponto de bala. Para seu retorno, o vencedor do explosivo encontro entre strikers Thiago Silva e Nedkov –em 10 de novembro- casaria bem com seu boxe top de linha. Se algum dos dois não puder atender ao chamado a tempo, o muay thai de Brandon Vera também pode ser lembrado por Joe Silva.

Phil Davis x Ryan Bader

Dois wrestlers de grosso calibre que precisam mostrar serviço para retornar aos holofotes. Bader tem a mão mais pesada e Davis conta com o chão mais perigoso. Só espero que não se torno um duelo de kickboxing amador / competição de encaradas…

 

Tags: