UFC 222: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 02/03/2018 às 13:32

O primeiro pay-per-view na T-Mobile Arena, em Las Vegas, em 2018 chega recheado de grandes combates.

O UFC 222, que acontece neste sábado a partir das 20h30 (horário de Brasília), terá como duelo principal a disputa do cinturão peso-pena feminino entre Cris Cyborg x Yana Kunitskaya.

Cyborg não sabe o que é derrota desde sua estreia no MMA (2005) e tenta confirmar a sua segunda defesa de título no UFC.

Do lado da desafiante,  Yana Kunitskaya é considerada a maior zebra da noite para especialistas, fãs e apostadores (chegando a pagar 9 por 1).

A russa que é ex-campeã peso-galo do Invicta FC, tentará não só chocar o mundo, mas marcar o seu nome na história do MMA ao ser a primeira lutadora a vencer Cyborg em um duelo valendo cinturão.

No luta co-principal, Frankie Edgar e Brian Ortega se enfrentam de olho na vaga de desafiante ao título de Max Holloway. O combate irá garantir o title shot ao vencedor.

O card ainda conta com um explosivo encontro Cat Zingano x Ketlen Viera na categoria peso-galo feminino. O duelo tem pinta de title eliminator na “esvaziada” divisão da campeã Amanda Nunes.

Ótima oportunidade para os palpites dos colunistas do Sexto Round e de Hericly Monteiro, o campeão do Confere em 2017.

Vamos a eles!

André Azevedo: Cyba via KO.

David Carvalho: Confesso que estou bem na dúvida. Será que após a luta teremos o pedido de superluta contra Amanda Nunes? Acredito que aconteça logo após Cris Cyborg nocautear.

Felipe Paranhos: Aposta corajosa: Cyborg, TKO.

Hericly Monteiro: Mais alguém pra Cyborg tratorizar. Acho que a vitória dessa vez vai ser por nocaute para a brasileira. Cris, KO.

João Vitor Xavier: Acho que Yana tem um jogo perigoso, peso e força para rivalizar com Cyborg. O problema é mesmo a diferença técnica, de experiência e de agressividade, mesmo com pouco tempo de preparo – o que, na verdade, é ruim para as duas. Cyborg, TKO.

Laerte Viana: Tirando o duelo contra Holly Holm, tá difícil achar alguma luta interessante pra Cris. O reinado continua. Cyborg nocauteia.

Leo Salles: Difícil imaginar outro cenário a não ser Cyborg por TKO.

Lucas Carrano: Cyba, TKO.

Lucas Rezende: A quem quiser assumir tal risco, meus parabéns. Vou guardar meus caraminguás e ousadia para uma tragédia menos anunciada. Cyborg por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Adoro apostar nas zebras, mas tudo tem limite. Apesar do MMA ser o esporte do imprevisível, acho muito difícil a russa chocar o mundo no UFC 222. Cyborg, KO.

Renato Rebelo: A querida Yana não tem carcaça, jiu-jítsu, wrestling, boxe, muay thai, resistência, taekwondo ou qualquer outra forma de bater a campeã. Derrota de Cyborg nesse sábado é um acidente tão freak que é desprezível no momento da aposta. Seria Buster Douglas ao cubo. Cyborg, TKO.

Rodrigo Tannuri: Não tem como! Cyborg, TKO.

Thiago Sampaio: Difícil não apostar na brasileira nesta, hein?! Se a russa tem alguma chance é levando para o solo e buscando uma finalização, mas a Cyba está calejada para defender essa investida. Sem mais, Cyborg, nocaute.

André Azevedo: Ortega via finalização.

David Carvalho: O que diferencia essa categoria é o top 3 (Holloway, Aldo e Edgar). Por isso, o caldo vai engrossar para o invicto “T-City”. Com ótima movimentação e velocidade impecável para um veterano, acredito que Frankie Edgar vence nos pontos.

Felipe Paranhos: Me recuso a acreditar que Ortega vai passar perrengue em pé de novo e finalizar mais um. Opto apenas pela hipótese do perrengue, ainda que durante cinco rounds. Edgar, decisão.

Hericly Monteiro: Por mais que eu seja favorável a Brian Ortega, eu não consigo sentir em Frankie que a idade está chegando para ele. Acho inclusive, que o baixinho está cada vez melhor. Tendo isso em vista, acredito que vai ser uma vitória tranquila para ex-campeão. Sem medo vou de Edgar via TKO.

João Vitor Xavier: Não acho que Ortega consegue pegar Edgar, que treina jiu-jítsu em uma das melhores academias do mundo, é faixa-preta, tem nível e experiência no wrestling e ótima movimentação. Edgar, decisão.

Laerte Viana: Edgar é melhor em pé, mais ágil e experiente o suficiente para não cair nas armadilhas mortais de Ortega. Em suma, é o mais completo da dupla. Edgar vence por pontos.

Leo Salles: Grande combate para o próximo title shot dos penas. O ex-campeão dos leves vai ter que controlar as ações e não deixar o invicto Ortega encurtar a distância e levar a luta para o chão. Creio que a experiência prevalecerá: Edgar por pontos.

Lucas Carrano: Edgar, decisão. 

Lucas Rezende: Quando se une um lutador que jamais desiste, contra outro que faz de tudo para entregar o combate e ainda consegue vencer, qualquer previsão é arriscada. No entanto, não posso ir contra a experiência e tudo aquilo que resume Frankie Edgar. The Answer por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Brian Ortega, o seu caldo vai engrossar. Edgar é muito mais talentoso e está louco para conquistar o segundo cinturão. Frankie Edgar, decisão.

Renato Rebelo: Apesar da diferença de tamanho a favor do talentoso e invicto garotão californiano, não acho que ele será o primeiro homem a finalizar Frankie Edgar no MMA. E mais: considerando que T-City foi chamado em cima do laço – e não teve um camp completo -, não o vejo superando o Motorzinho em ritmo e volume de jogo. Ou seja, Edgar, decisão.

Rodrigo Tannuri: Se Ortega tivesse feito um camp digno, iria nele, mas, como não fez, creio que a experiência, inteligência, cardio e o grappling de Edgar vão conseguir domá-lo. T-City gosta de virar lutas, mas The Answer é um lutador que não desperdiça oportunidades quando está vantagem e fará a alegria do sheik Carrano. Edgar, decisão.

Thiago Sampaio: Edgar há anos tem se mantido como um dos melhores lutadores do UFC. Ortega um dia deve ter a sua chance de disputar o título, mas não o vejo finalizando, tampouco nocauteando o The Answer. Edgar, decisão.

André Azevedo: Struve via decisão.

David Carvalho: Luta ruim para o Pitbull (se é que existe luta boa para o veterano caminhando para o final de carreira. Talvez, contra o adversário do Thalles Leites do último vídeo do Sexto Round). Fico com Struve por TKO.

Felipe Paranhos: Não sei por que estamos comentando desta luta em 2018. Num duelo de queixos de vidro, surpreendentemente acho que Struve (que depois de velho finalmente aprendeu a usar a envergadura) deve levar a melhor. Struve, TKO.

Hericly Monteiro: Luta para decidir quem tem o maior queixo de vidro dos pesados. Acho que Struve é mais mondrongo que o bielorrusso e, por isso, tende a ser vencido por ele. Arlovski via nocaute.

João Vitor Xavier: No duelo de quem tem o queixo pior, vou apostar em Arlovski, mais forte, mais técnico em pé e com o queixo (ligeiramente) menos avariado que o adversário. Arlovski, TKO.

Laerte Viana: Difícil saber quem entregará a paçoca primeiro. Bom, como Struve não é um pegador nato para explorar o queixo de vidro do bielorrusso, vou apostar numa luta chata e estratégica a favor de Arlovski, que deve levar na decisão. Pitbull nos pontos.

Leo Salles: Arlovski só ainda existe no UFC graças a Júnior Albini. Struve deve se aproveitar de seu bom kickboxing para despachar o combalido bielorrusso. Struve por KO.

Lucas Carrano: Struve, TKO.

Lucas Rezende: Quem acertar primeiro, vence. Struve é mais jovem e tem mais envergadura, por mais que não saiba usar. A esta altura, só um milagre pode redimir o bielorrusso. Struve por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Queixo de vidro por queixo de vidro, acredito que o Pitbull derrube o prédio holandês. Arlovski, TKO.

Renato Rebelo: Das profundezas de “quem se importa?”, por mais que o combalido Pitbull seja tecnicamente (muito) superior em pé, ainda acho que o Arranha-Céu holandês, nove anos mais jovem, vai levar na resistência física e no frescor mesmo. Struve, TKO.

Rodrigo Tannuri: Essa luta pode terminar em morte e, mesmo sendo mais jovem, Struve vai pro além primeiro. Arlovski tem queixo de cristal, mas Struve é mongol em pé. Arlovski, KO.

Thiago Sampaio: Complicado apostar em qualquer um desses que adora entregar a paçoca. Struve pode até estar numa fase menos ruim e é favorito, mas a trocação desengonçada, sem usar a envergadura que favorece, pode favorecer Arlovski, mesmo decrépito. Arlovski, decisão.

André Azevedo: Ketken via decisão.

David Carvalho: Zingano é uma das melhores na divisão, mas acho que o tempo parada pode atrapalhar no desempenho. Vejo Ketlen Vieira com total capacidade de surpreender, mas, em palpite conservador, fico com Zingano nos pontos.

Felipe Paranhos: Claro que a inatividade e o longo tempo sem vitórias de Cat assusta, mas McMann-Zingano é um passo maior do que a perna de Ketlen nesse momento. Cat, TKO.

Hericly Monteiro: Lutão da porra! Acho que o tempo que a Zingano passou sem lutar pode ser um bom ponto a ser explorado pela brasileira, principalmente se o combate durar os três rounds. Ketlen via decisão.

João Vitor Xavier: Aposto na melhor fase da brasileira, que está em ritmo de luta, vem cheia de moral e com fome de chegar ao topo. É forte, tem habilidades em pé e no chão. Não subestimo a raça de Zingano, mas acho que o excesso de lesões e o fato de não lutar há quase 2 anos irá prejudicá-la. Ketlen, decisão.

Laerte Viana: Zingano é mais completa, porém, os quase dois anos sem pisar no octógono e o retrospecto recente negativo mostram que a americana já não está mais tão afim de se manter na elite, situação oposta da brasileira. Ketlen vence por decisão.

Leo Salles: A brasileira, que já figura no top 5 dos galos, por incrível que pareça, pode ter um title shot se vencer a duríssima Zingano, que pouco tem lutado no UFC. O jiu-jítsu da Ketlen é melhor, mas será testada pela agressividade da americana, que é mais perigosa se começar a bater no ground and pound. Por isso, pela rodagem, vejo vitória apertada de Zingano por decisão.

Lucas Carrano: Zingano, decisão.

Lucas Rezende: Um desafio árduo para a brasileira ascendente, porém, a fase atual de Cat conceda ares de esperança. Em uma luta de troca de guarda, acredito que Ketlen vence por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Ketlen é muito promissora, mas acho que Zingano será um breve choque de realidade. Mesmo fora do octógono por bastante tempo, vejo “Alpha” não dando brechas para a brasileira. Zingano, TKO.

Renato Rebelo: Acho que o futuro da brasileira é, sim, bastante promissor, mas, dessa vez, ela pode ter um pequeno choque de realidade com o ímpeto e a força da “Alpha”. Imaginando que está bem física e mentalmente, Zingano leva na decisão.

Rodrigo Tannuri: Zingano não sobe no octógono desde 2015, vem de duas derrotas seguidas, é louca, mas ainda é boa lutadora. Até acho que as chances da invicta Ketlen são razoáveis, mas ela não é Juliana Peña, nem Ronda Rousey. Zingano, decisão.

Thiago Sampaio: Cat Zingano é uma lutadora com nível para disputar o cinturão, mas o período de quase dois anos de inatividade pode pesar. Ketlen vem embalada e se fizer o jogo certo, pode encontrar o momento de definir lá pelo terceiro round. Ketlen, finalização.

André Azevedo: Dodson via decisão.

David Carvalho: Dodson tem o que gosto de ver nessa categoria: poder de nocaute. Porém, Munhoz tem surpreendido com seu jogo muito bem equilibrado nas valências. Vou arriscar no brasileiro. Munhoz, decisão.

Felipe Paranhos: Em pé, Dodson é melhor e tende a repetir a superioridade demonstrada por Rob Font na luta entre ele e o brasileiro. Como Dodson não deve cair na guilhotina marota de Munhoz, acredito numa vitória relativamente tranquila. Dodson, decisão.

Hericly Monteiro: Acho muito difícil que o brasileiro aplique o seu jogo contra um lutador veloz e nocauteador como o Dodson. Dodson por TKO.

João Vitor Xavier: Repetindo o que eu diria há algumas semanas: Luta de difícil prognóstico, hein. Pedro está em excelente fase, mas vinha tomando um atraso de Rob Font antes de encaixar uma finalização. Acho que Dodson é mais arisco e muito, muito mais rápido que Font, de modo que não o vejo caindo em uma armadilha do brasileiro. Dodson, decisão.

Laerte Viana: Chega de subestimar o Pedrinho, né? É verdade que a velocidade de Dodson pode complicar para o brasileiro, mas acredito na evolução do brasuca, que sempre encontra uma maneira de vencer. Munhoz, decisão dividida.

Leo Salles: Dodson deve puxar o ritmo do combate, enquanto Pedro deve contra-atacar e evitar as quedas do adversário. O local da luta mudou, mas meu palpite não: Dodson por decisão.

Lucas Carrano: Dodson, TKO.

Lucas Rezende: A velocidade e o poder de KO de John Dodson ainda existem, mas parecem ter se esvaído pouco a pouco nos últimos anos. Munhoz me convence mais, atualmente, e deve investir no seu jiu-jítsu para driblar os pontos fortes do americano. Munhoz finaliza.

Luiz Fernando Ferreira: A velocidade de Dodson irá fazer muita diferença nesta luta. O brasileiro é bom lutador, mas não deve achar o americano no octógono. Dodson, TKO.

Renato Rebelo: Tenho Munhoz em boa consideração. O garoto é, de fato, bastante talentoso – bom de muay thai e com guilhotina absolutamente mortal. Mas o Scooby Loo é dificílimo de ser batido. Muito rápido, mão pesada, bom wrestling, centro de gravidade baixo, gás… Dodson, decisão.

Rodrigo Tannuri: Gosto de Munhoz e o acho um dos brasileiros mais subestimados no UFC, mas não tem jeito. Dodson, mesmo não sendo tão temido como era nos moscas, ainda é mais lutador. Se no UFC Belém, já tinha apostado no americano, nos Estados Unidos, o vejo sendo mais favorito. The Magician não dará mole pro brasileiro e vencerá via velocidade, pra variar. Dodson, decisão.

Thiago Sampaio: Dodson, apesar de ter adotado um estilo nem tão agressivo nos últimos combates, é difícil de ser encontrado em cheio por conta da movimentação frenética e nunca foi finalizado. Previsão de duelo equilibrado, com leve vantagem para o The Magician. Dodson, decisão.

Restante do card:

Sean O’Malley x Andre Soukhamthath
Ashley Yoder x Mackenzie Dern
Beneil Dariush x Alexander Hernandez
C.B. Dollaway x Hector Lombard
Mike Pyle x Zak Ottow
Bryan Caraway x Cody Stamann
Jordan Johnson x Adam Milstead

Ranking dos colunistas:

1 – Lucas Carrano: 19-11 (63,3%)
2 – Felipe Paranhos: 18-12 (60%)
2 – João Vitor Xavier: 18-12 (60%)
2 – Luiz Fernando Ferreira: 18-12 (60%)
3 – Hericly Monteiro: 15-11 (57,6%)
4 – Renato Rebelo: 17-13 (56,6%)
5 – Laerte Viana: 16-14 (53,3%)
6 – David Carvalho: 15-15 (50%)
6 – Lucas Rezende: 15-15 (50%)
7 – Leo Salles: 14-16 (46,6%)
7 – Rodrigo Tannuri: 14-16 (46,6%)
8 – Thiago Sampaio: 13-17 (43,3%)
9 – André Azevedo: 12-18 (40%)

  • Renato Rebelo
  • Julio Varoni

    Pensei q vocês também iriam comentar sobre Dern, q eu acho q vai ter uma luta difícil.

    • Matheus V.

      Essa luta tem um risco tremendo de ser muito feia tecnicamente, mas mesmo transcorrendo em pé vejo a Dern com mais chances. Muito difícil não apostar nela, acho que seria unanimidade nos palpites.

  • Louis

    Torcendo demais pro Ortega vencer um dos lutadores mais superestimados da atualidade.

    Não que o Edgar não seja excelente e extremamente consistente, mas muitos o colocam num nível onde não está e o tratam como o suprassumo da técnica(o que eu já li de gente afirmando que ele tem um boxe de alto nível n está no gibi. Inclusive já li aqui no fórum que a trocação dele tá no mesmo nível ou mesmo superior ao do Garbrandt, e teve gente concordando kkkk). Não é, tem claras limitações, tá longe de ser um grande talento – que o Ortega pra mim é, porém que obviamente ainda não tem a compostura e eficiência do Frankie.

    Enfim, pena que a luta contra o Holloway caiu, pq n tenho dúvidas de que o havaiano daria um choque de realidade.

    • Tairon de Oliveira

      Edgar é redondo, mas o boxe dele mesmo sendo eficiente, é bem básico (ortodoxo, sem firulas), e inclusive creio que em questão de técnica acho que não é muito diferente do boxe do Ortega, mas o que pesa é a diferença de experiência e tempo de treino na carreira.
      Não acho que ele seja superestimado, mas é um cara que é puro “hard work”, ao invés de ter apenas talento.

    • Ton lima

      Sinceramente, chamar o edgar de fora de serie depende das valências, no cardio e no queixo realmente é acima do normal, mas na técnica não (aldo brincou no striking com ele em 10 rounds…) . Em pé é a mesma coisa que o ortega e queda melhor, mas o t-city já provou que é diferenciado nas transições de solo até mesmo por baixo, não só finalizando, mas batendo também (quase rolou interrupção medica contra o tavares por uma cratera que o ortega abriu com uma das cotoveladadas da guarda).

      Não vejo esse favoritismo todo do edgar também não, se dá pra chamar alguém de diferenciado tecnicamente é o ortega no solo, pra mim é 50/50

      • William Oliveira

        Brincou no striking é um baita exagero, Aldo perdeu uns 2 ou 3 rounds, a primeira luta foi bem apertada até..

        Pra mim tbm é 50/50, aliás, 55/45 pro Ortega, mas é puro achismo msm.

        • Ton lima

          Na primeira luta perdeu os 2 ultimos bem apertados pq tava cansado (abusou dando soco na grade e essas coisa). Na segunda lutando mais metódico depois do nocaute pro irlanda, indo só na boa e sem disperdiçar golpes, pra mim não perdeu nenhum…

        • thai verdadeira

          Na segunda luta , Aldo brincou mesmo

    • Felipe Alves

      Edgar superstimado? Cara se interna pra falar uma coisa dessas ja que o edgar é sim monstro kkkkkk

      • Louis

        Tem gente que acha q o striking dele tá no nível do Cody Garbrandt e ninguém reclama disso.

        É superestimado sim.

    • Esquerda Valente

      “Edgar superestimado”

      Sério mesmo que eu alguém escreveu isso?

    • thai verdadeira

      Concordo, é por aí mesmo, em certas áreas da luta, colocam ele como um monstro, um exemplo é o boxe e sua movimentação kkkk misericórdia, se não fosse o seu queixo, Edgar já teria sido nocauteado mil vezes , o boxe é “bom” e a movimentação é bem mediana, levou sufoco contra o Jeremy sthepen, e vem neguinho engrandecer o Jeremy para não diminuir o feito do Edgar, enquanto o Edgar passar o carro no frango do yair , é tudo mundo acha um grande feito …Jeremy é mediano , passando por uma boa fase, mas moicano mostrou que na base de uma boa movimentacao, Jeremy perde, Holloway fez o mesmo, já Edgar quase é nocauteado, POR TER UMA MOVIMENTACAO MEDIANA E APENAS UM BOM BOXE.

    • EJR

      “tá longe de ser um grande talento – que o Ortega pra mim é, porém que obviamente ainda não tem a compostura e eficiência do Frankie.” já arranjou uma boa desculpa pra uma possível derrota do Ortega. KKK

  • Wellington Fonseca

    Deixaram a Dern de fora? #Heresia

  • Igor Bittencourt

    fiquei chocado como conseguiram enrolar em 3 linhas uma aposta na cyborg haha

    edit: esse pessoal era mestre em linguiçar na faculdade

    • Hericly Andrade Monteiro

      Tenho dois mestrados, um deles em encher linguiça kkkkkk

    • KRS Porlaneff

      Rebelo e JVX eram usuários do Gerador de Lero Lero rssssssssssssss

  • William Oliveira

    Cyborg TKO
    Ortega SUB
    Arlovski TKO
    Ketlen SUB
    Munhoz SUB

    • Esquerda Valente

      Posso me enganar, mas acho mais fácil o Edgar finalizar o Ortega do que o contrário kkkkk

      Claro que o cabeludo pode vencer, mas não consigo ver, em hipótese nenhuma, terminando numa interrupção. Edgar é raçudo demais.

      • William Oliveira

        Ter raça não faz com que ele não precise de ar pra ficar acordado haha

        • EJR

          Ter raça FAZ com que ele nunca tenha sido nocauteado, muito menos finalizado.

          • William Oliveira

            Repito, isso n vai ajudar ele a ficar acordado sem acesso à oxigênio.

          • EJR

            É cara, mas primeiro o encardido Ortega vai ter que achar o pescoço do baixinho mais encardido ainda. Que venha um lutão, digno de dois ótimos lutadores. Valeu!

          • William Oliveira

            Com certeza, alto potencial pra luta da noite!

Tags: ,