Texto:" /> CSAC revoga licença de Jones e aplica US$ 205 mil de multa | Sexto Round
 

Comissão revoga licença de Jones
e aplica US$ 205 mil de multa

27/02/2018 às 18:47

Texto: AG. Fight

Em audiência realizada nesta terça-feira (27), em Anaheim (EUA), a Comissão Atlética da Califórnia revogou a licença de lutador de Jon Jones por um ano por ter falhado no exame antidoping.

O julgamento é referente ao problema que o ex-campeão teve com exames realizados antes da sua luta no UFC 214, quando enfrentou Daniel Cormier em 29 de julho de 2017.

Além disso, o norte-americano terá que pagar uma multa de 40% da bolsa que recebeu pelo confronto – cerca de R$ 666 mil.

O julgamento durou cerca de três horas e tanto a promotoria quanto a defesa de Bones tiveram o mesmo tempo para elaborar suas versões. Alguns especialistas também foram ouvidos e as duas partes tiveram chance de fazer perguntas.

A defesa do atleta alegou que Jones teria ingerido Turinabol – substância proibida pela USADA – de forma inconsciente, através de um suplemente contaminado.

O lutador foi o último a ser ouvido, logo após uma pausa de cerca de dez minutos. Ele alegou inocência e garantiu que foi extremamente cuidadoso durante o período pré-luta para não falhar novamente.

“É muito ruim estar nessa situação. Não sabia que estava ingerindo a substância. Fiquei surpreso, comecei a olhar para as pessoas a minha volta e perguntar: ‘Como isso entrou no meu corpo?’. Foi uma situação muito ruim, mas tentei não pensar em nenhuma teoria da conspiração e me apoiar nas pessoas que eu amo”, disse o lutador.

“Fui muito cuidadoso durante o meu camp, tomei muito cuidado. Trabalhei muito duro para mudar e achei que essa luta seria o momento perfeito para isso, com as pessoas na minha vida e tudo mais. Toda a minha equipe se certificou de que eu estava ingerindo coisas permitidas pela USADA. […] Não tenho ideia de como isso aconteceu e quero saber, como todo mundo”.

Ainda durante a sua fala, o ex-campeão admitiu que não compareceu a aulas explicativas da USADA sobre substâncias que podem ser ilegais. Ao contrário disso, Jones foi representado por seu empresário que, segundo o próprio atleta, forjou sua assinatura nos formulários de instruções do órgão.

Esta é a segunda vez que Bones foi julgado por doping. Em julho de 2016, o lutador foi flagrado com duas substâncias proibidas em seu organismo durante o período de competição do UFC 200.

Na ocasião, a defesa de Jones conseguiu provar que o ex-campeão não tinha consentimento do que estava ingerindo e o atleta foi suspenso por um ano, por negligência.

A Comissão optou por não suspender o atleta, mas isso não quer dizer que ele esteja livre de punições maiores. Após o período de revogação da sua licença, Jon Jones terá que fazer novo requerimento para atuar no estado da Califórnia – a partir de março de 2019.

Além disso, a USADA ainda fará o seu julgamento e pode aplicar uma pena mais severa ao norte-americano. Ainda não existe previsão de quando Jones terá que enfrentar o júri da organização responsável pelo controle antidoping do Ultimate.

  • Renato Rebelo

    Em suma, a Comissão Atlética apenas passou a mão em uma parte da bolsa do Jones e terceirizou a decisão (suspensão) esportiva pra USADA (ainda não há data pra esse julgamento).

    A única chance dele voltar a usar esse ano é a USADA dar apenas um ano de suspensão a ser cumprida de forma retroativa.

    • Thiago Hartman

      nao entendo pq o dinheiro vai para as comissoes atleticas e nao para o oponente. na vdd, eu entendo, so n acho justo ekekke

      • Renato Rebelo

        Lembrando que as Comissões Atléticas são órgãos públicos…

        • Mauricio

          Aqui no Brasil tbm?

          Tipo Concurso para entrar?

        • Santiago

          Na verdade são instituições privadas, mas que prestam serviços de utilidade pública, tipo o sistema S. Portanto as comissões andam de mãos dadas com o governo. Um exemplo é a CBF aqui no Brasil, que é um órgão privado mas subordinado aos órgãos do governo, inclusive este tem o poder de intervenção se for necessário.

    • Doniel Porter

      “A única chance dele voltar a usar esse ano…” – Isso foi um ato falho, uma zoeira ou um presságio?

      • William Oliveira

        Por mais improvável que seja, é possível. Se ele n dissesse, alguém perguntaria com certeza kk

    • Santiago

      Não é bem assim Renato. O negócio é um pouco mais sério do que parece. O texto diz que a licença foi revogada e não suspensa. Significa dizer que daqui a um ano ele poderá solicitar outra licença mas não é garantido que a mesma será concedida. Se a Comissão decidir a revogação poderá ser extendida por tempo indeterminado.

    • Rudá Corrêa Viana

      Renato, uma pergunta: pq pararam os “dois centavos” no final da notícia?

  • Jônatas Freitas

    Não duvido que ele volte a lutar ainda este ano

  • Lee

    O caras enche a boca pra falar de treinamento, de foco, de perseverança, de mudança, mas nao comparece sequer a aula do orgão que regula as drogas. Tudo conversa fiada na minha opinião

    • Victor Martins

      Pior é o cara se dopar e depois vir com papo de ”Deus abençoe” como o Jones faz

  • Yosvani bolt

    Da próxima vez, seja mais responsável, USADA não brinca em serviço.Que isto sirva de lição, não só para Jon Jones, mas para todos os lutadores que têm talento

  • Wellysson Patricio

    Se Jones tá suspenso eu sendo ele dava uma banana pra usada e não pagava multa nenhuma e mandava a usada pra puta que pariu!

    • Igor Bittencourt

      Vc não leu o texto? Ainda vai ter o julgamento pela usada, quem multou ele foi a comissão atlética da Califórnia. Se ele não pagar não volta a lutar nos EUA nunca mais pq as outras comissoes vão seguir a da Califórnia

      • Ricardo

        O rapaz acha que EUA é que nem Brasil que as pessoas não pagam multas e meio que fica por isso. Primeiro mundo é outro mundo.

  • Marcelo

    O fato de ter que pagar 666 mil só confirma que ele é mesmo uma besta.

  • William Oliveira

    O resultado mais provável no julgamento da USADA, depois de ouvir a defesa dele, deve ficar em torno dos 4 anos, já que é sua segunda ofensa.
    Justiça sendo feita, finalmente..

    • Wellington Fonseca

      Se a USADA ainda levar em consideração o depoimento dele junto à Comissão de que não compareceu às aulas explicativas do órgão que regulamenta o controle antidopagem e que seu empresário forjou assinatura nos formulários, creio que realmente pegará uma pena severa (pelo menos é o que todos esperam e é o que seria o correto).

    • Esquerda Socialista

      Surpresa? Nenhuma.

  • Malk Suruhito

    “Ao contrário disso, Jones foi representado por seu empresário que, segundo o próprio atleta, FORJOU sua assinatura nos formulários de instruções do órgão.”

    POHA, JUÃO JONES!!!

    • Victor Martins

      kkkkkkkkkk o cara é thug life

      • Caçador do Empirico e Coelho

        se ele tiver procuracao, o que provavelmente deve ter por ser empresario dele, nao tem problema nenhum.

  • Nathan Dreak

    Se o Belfort quer a Liga das Lendas. Tem pessoal que defende a Liga dos Dopados com suplemente contaminado liberado.

  • Victor Martins

    É o Adriano Imperador do MMA. Ponto.

    • KRS Porlaneff

      Menos, vai… Didico joga(va) muito mas não foi nem um dos 20 melhores atacantes que já jogaram pela seleção.

      E Jones, com ou sem doping, ainda é e durante muito tempo vai ser um dos cinco melhores lutadores de MMA da história.

  • Paul Kersey
  • Juliano Veiga Thur

    Um dos melhores lutadores que já vi lutar, porém as cagadas que faz são semelhantes ao seu nível técnico