Perder o cinturão pode ser
bom também para McGregor

João Vitor Xavier | 17/01/2018 às 22:28

Tudo indica que o UFC irá mesmo tirar o título peso leve da cintura de Conor McGregor e colocá-lo em jogo no duelo entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson, atual campeão interino.

A ideia é que o combate ocorra no UFC 223, que será disputado em abril, no Brooklyn.

Khabib x Tony confirmado para o UFC 223

Ainda que arrisque irritar seu maior astro, o Ultimate se viu em um beco sem saída com a notícia de que The Notorious só pensa em voltar a lutar em setembro, completando quase dois anos sem aparecer no octógono.

Desta forma, Dana White mantém a maioria dos fãs hardcore felizes e volta a dar andamento a uma das divisões mais animadas do UFC. A questão fica por conta do ego ferido de seu maior astro, que certamente não gostará de ter perdido novamente um cinturão contra sua vontade.

Porém, acredito que isso também seja bom para Conor McGregor.

É notório que a discordância entre o irlandês e o Ultimate é de ordem monetária. Ou seja, Conor quer X para voltar a lutar e a organização não parece disposta a cobrir esse preço.

Enquanto isso, McGregor curte os 100 milhões de dólares que ganhou contra Floyd Mayweather e o UFC se vira para subir as vendas de pay-per-view – que abaixaram notoriamente de 2016 para 2017.

Hora de voltar à órbita terrestre?

Sem o cinturão, porém, Conor fica livre de qualquer obrigação em defendê-lo contra nomes que mereceram estar na posição de contenders, como Nurmagomedov e Ferguson, e pode fazer outras lutas, muito mais lucrativas.

Falo da trilogia com Nate Diaz ou de uma superluta épica contra Georges St. Pierre.

Mantenho que, do ponto de vista financeiro, essas duas lutas são muito mais chamativas que um duelo contra os tops do peso leve.
Diaz conquistou uma base de fãs formidável nos duelos contra McGregor e não perdeu nenhum dos seus antigos seguidores, que já eram muitos, principalmente “emprestados” do irmão Nick Diaz (volta, monstro!).

Isso sem contar na rivalidade construída entre os dois em 2016. O Bad Boy de Stockton é o maior rival da carreira de McGregor, sem dúvidas.

Já GSP é um dos maiores fenômenos de PPV da história do UFC, além de um nome que também ultrapassa o MMA, principalmente no Canadá.

Não é difícil cravar que as duas lutas dariam muito lucro e poderiam quebrar todos os recordes já estabelecidos pela parceria entre Ultimate e McGregor.

Uma superluta contra um dos dois nomes citados não tira de McGregor a possibilidade de enfrentar o vencedor de Khabib x Ferguson, caso ele queira reclamar o cinturão perdido no “tapetão”. O title shot certamente estará esperando pelo Notorious, mesmo com derrota em uma superluta.

Diante de Diaz ou St. Pierre, Conor certamente poderia ganhar o que acha que merece para retornar ao UFC, principalmente com a participação em pay-per-views.

Para o UFC, fica a certeza do sucesso absoluto de um evento e o retorno de seu maior astro. Isso sem deixar de lado o mérito esportivo, como já foi feito por muito tempo durante o “reinado” do irlandês no peso leve.

  • Bodhisattva

    Acho que o Irlandês volta a hora que quiser e contra quem quiser. Se quiser GSP, terá GSP, o que provavelmente seria recorde de ppv. Do ponto de vista financeiro é o que faz mais sentido. Mas se ele quiser disputar a cinta, de qualquer categoria, alguém acha que o UFC não vai dar a ele? Enfim, acho que é questão de tempo até chegarem as cifras corretas.

  • Bodhisattva
  • Mike Martin

    Também vou de GSP X CMG pasmem pela cinta dos leves lá , khabib se lesiona na véspera, CMG se oferece, Ferguson recusa, dana devolve cinta a CMG, GSP descobre a cura para a sua colite é um regime, mais magro desafia CMG que aceita e o resto fica por conta de vocês. ….

  • Davi freitas

    a cara chamar o diaz de monstro e pra acabar mas concordo com o resto so isso me imcomodou

    • Baixista Loko

      Nick era sinistro, nate que é mediano/bom

      • Lero

        Eu acredito que o Nate é melhor lutador do que o Nick em termos gerais

      • Davi freitas

        dopado pra min nao tem respeito nenhum nenhum o nick so aguenta apanhar so isso q ele sabe fazer e abaixar a cabeca e dar soco um cara lamentavel o irmao dele nem se fala deploravel na moral eu nao sei quem q falou pra aqueles 2 q eles erao lutadores

        • Paulo Zanchet

          Eles tem um estilo diferente de lutar. No começo eu também relutei pra aceitar isso, mas não são de todo ruins. Bom cardio, boxe e jiu jitsu legais, excelente absorção de golpes, provocadores… Não são lá muito plásticos nos seus golpes, nem possuem aquele carisma, mas são relevantes sim! Quer dizer, tem um golpe muito bacana deles, sua marca registrada, é o famigerado tapão de mão aberta (Stockton Slap). Acho o Nick melhor que o Nate.

          • GERMAN0

            pra quem vê, eles parecem ter um estilo simples, mas na verdade o Boxe deles não é comum, aquele 1 2 maldito acerta toda hora, ele vai magoar sua cara de tanto acertar o mesmo lugar, eles tiram potencia do golpe mas compensam em volume, no fim do round você tomou 100 Jabs e 15 tapas na cara, até quem os vence sai do 8 desmoralizado … menos RDA, esse espancou Nate pra matar

          • Mike Martin

            Bateu muito no Nate kk

        • GERMAN0

          cara, Nick tem 1000 anos de praia, era campeão dominante no Strikeforce até o UFC comprar tudo, veio pro UFC e tirou a alma do BJ Penn, em seguida perdeu pro Condit, GSP e AS, só perdeu pra cabaço né ?

          • Mike Martin

            Condit foi uma luta parelha pra caramba na época achei que o Diaz ganhou

          • Malk Suruhito

            (é que o comentário dele tá bloqueado para respostas)
            Sério que um cara que usa o Avatar do Brock Lesnar tá reclamando de dopados por canhamo no MMA?

        • Bodhisattva

          Fala isso pro Rob Lawler…..

    • Douglas Karpinski

      Tenho que descordar de vc amigo, os irmãos Diaz são marrentos, mas tem uma história espetacular, só olhar o cartel deles….

  • Paulo Vinícius

    Talvez se fosse o Khabib o campeão interino, mesmo com toda a suposta desvantagem que CMG teria decorrente do casamento de estilos, ele poderia conseguir a falada quantia. Teria um evento histórico na Rússia e isso chamaria muita atenção.

  • KRS Porlaneff

    A LW é uma categoria numerosa demais pra ser travada com um lutador feito o Conor de campeão. É a mais numerosa não só do UFC como do MMA, independente da liga e do país.

    Por mais que depois de tantas mancadas seja complicadíssimo dar um voto de confiança para o Khabib, a luta entre ele e Ferguson é a luta a ser feita e tem que valer cinturão.

    Ótimo texto e ótimo ponto de vista, mas pedir a volta de Nick Diaz e chamá-lo de monstro (elogiando) foi mais desnecessário que cozinhar feijão pra ceia de natal.

  • Ricardo Souza

    Conor só esta esperando Raphael dos Anjos virar campeão dos meio-médios pra poder correr atrás do terceiro cinturão

    • Mike Martin

      Se RDA não se lesionar estiver 100% vai levar um Pau !!!

    • Shotokan Karate

      E tomar um pau…

  • Nathan Dreak

    O texto é confuso porque não separa corretamente o lado esportivo e comercial. Pelo que entendi, Connor sem cinturão, não lutaria com Fergusson ou Khabib, lutadores mais relevantes esportivamente. Assim poderia pegar lutas mais fáceis que dariam mais dinheiro, seja a trilogia contra Nate, ou a mais luta ridícula ainda pelo lato esportivo com GSP, mas muito boa financeiramente. Para mim, fica claro que pelo lado comercial e financeiro, lutas contra Diaz e GSP são melhores ainda que sem cinturão. Esportivamente, Khabib e Fergusson são muito mais relevantes e seria pior para ele sem dúvidas. Além do mais, esportivamente não faz sentido ser melhor perder o cinturão. Ou seja, o texto falha em separar os lados.

  • Paulo Magalhaes

    Sinceramente não sei de o de os irmãos Diaz tiram tanto apelo, bons lutadores, o nick principalmente, queixo duro, bom boxe, bom jiu jitso, mas nada que diga oooo, fora do cage também não vejo essas coisas, provocam, fazem cara feia, mas prefiro mil vezes o t.talk do sonnen por exemplo.

  • Diogo

    Título perdido no tapetão foi demais, quando um time não aparece ele perde por w.o. é só aparecer e lutar.
    Têm que perder mesmo, a vida segue e quem gosta de luta quer ver a verdadeira disputa , Kabib x fergusson.
    Conor is my egg.

  • André Vilhena

    Na minha opinião, Conor, está usando o artifício de lutar apenas em setembro, para assim se livrar, de Khabib ou Ferguson, ele irá aguardar e depois desafiar o vencedor. Está usando um pouco a tática do Anderson quando era campeão.

Tags: , , , , ,