Pensando Alto: A Análise
Informal do UFC St. Louis

Lucas Rezende | 15/01/2018 às 03:25

Para os que não acreditam em coincidências é fácil explicar a razão de tantas zebras terem se encontrado sob o mesmo teto durante a realização do UFC Fight Night 124, na cidade de St. Louis, Missouri, nos Estados Unidos.

Afinal de contas, atrasar o evento 24 horas do horário de praxe e realiza-lo no domingo em vez do já costumeiro sábado pode influenciar e muito, a vontade das estrelas. Tanto que não apenas Uriah Hall e Zak Cummings foram limados após incidentes malucos, mas também exercendo a mesma influência esquisita nos que remanesceram.

Mas para evitar entregar os acontecimentos antes mesmo da hora certa, encaremos de frente os principais fatos do evento.

Jeremy Stephens x Doo Ho Choi

Considero seguro afirmar que a kriptonita do Superboy coreano é uma até bastante previsível: competição de qualidade. Superado por Cub Swanson e demolido por Jeremy Stephens, a expectativa sobre o asiático de feições amigáveis se esvai assim como o planeta natal de Clark Kent.

Técnico e versátil, é possível dissecar o arsenal vasto de Doo Ho Choi, o que explica tamanha confiança em trocar punhos voadores contra Jeremy Stephens sem sequer preocupar-se em cobrir o queixo ou demonstrar qualquer tipo de preocupação no rosto.

Até o instante em que a mão direita que passou raspando uma, duas, três vezes, se ajustou, corrigiu e encontrou a distância no segundo assalto. Aquela que a cada vez que zunia centímetros da face de Choi, eu me contorcia pensando no estrago que poderia causar.

Para excomungar Choi, Stephens definiu o combate com o mesmo meteoro cadente que despachou a carcaça de Rony Jason, há alguns anos, determinando de vez, que ainda não é hora para Choi encabeçar a categoria.

Por sorte, o serviço militar sul-coreano espreita e se Chan Sung Jung e Kyung Ho Kang podem ser indícios, será uma temporada bastante proveitosa para seu retorno triunfal.

Jessica-Rose Clark x Paige VanZant

A zebra Jessica-Rose Clark apresentou não só inteligência para superar a estreante da categoria, Paige VanZant, mas também um bocado surpreendente de força psicológica.

Após ter a casa assaltada, somando prejuízos de mais de trinta mil dólares em posse, além de seu gatinho de estimação assassinado pelos monstruosos meliantes, a australiana esqueceu a tragédia por 15 minutos ou então usou de motivação para conquistar a maior vitória de sua carreira.

VanZant tentou e tentou reproduzir o nocaute Karate Kid que ceifou Bec Rawlings, mas o mesmo truque não funciona contra duas australianas. Sistematicamente anulada e quase finalizada por um triângulo sorrateiro, a enferrujada VanZant retorna após 13 meses com mais um revés em sua ainda verde trajetória.

No entanto, já é a terceira, nos últimos quatro combates. Será que apressaram demais a jovem ou nunca foi mesmo aquilo tudo?

Kamaru Usman vs. Emil Meek

Valhalla receberá Emil Meek de braços abertos. Ensanguentado, amassado e derrotado, o viking só tem mesmo da bravura e resiliência para se vangloriar, pois todo o resto lhe foi tirado por Kamaru Usman.

O contraste de estilos se fez presente enquanto o norueguês tentava tirar proveito dos parcos instantes que tinha, antes de Usman arrastá-lo ou arremessa-lo de volta para a zona do conforto, ora ameaçando com finalizações, ora pontuando com ground and pound, ora somente espremendo o relógio até a última gota.

Vitória previsível e premeditada de um combatente que ainda parece correr por fora do Top 5 dos meio-médios. Kamaru Usman uniu seu sétimo triunfo consecutivo e pouco ainda se fala sobre o rapaz. Demian Maia conhece bem esta situação.

Será que basta para que os patrões lhe concedam uma chance contra alguém que possui mais do que uma vitória dentro da organização, na próxima?

Darren Elkins x Michael Johnson

Finalizado pela oitava vez, o magricela Michael Johnson de 66kg domina a técnica dos três tapinhas como poucos.

Veloz como de praxe e potente, do jeito que esperávamos, Johnson não demorou para estourar o nariz de Darren Elkins num chafariz vermelho e laçar um primeiro assalto despreocupado, sem atingir o solo e com o adversário já avariado.

Para seu azar, nem só de cabelos ensebados e decisões duvidosas sobre arte corporal se define Darren Elkins. Resiliente até o último fiapo de sua franjinha desgrenhada, Elkins precisa da potência de um Chad Mendes para ser desligado por completo. Do contrário, suas chances respiram e até crescem.

Michael Johnson, que não é nenhum estranho ao aperto de um estrangulamento, estreou a derrota por mata-leão, preenchendo uma enorme lacuna em seu cartel, que já exibia reveses por triâgulo, Kimura, guilhotina e até mesmo chave de calcanhar invertida. Parabéns pela estreia bem-sucedida!

Menções Honrosas

  • O até então invicto, Matt Frevola, debutou já abrindo mão da invencibilidade ao cuspir o protetor bucal com o primeiro punho de Marco Polo Reyes e partindo em viagem só de ida para as profundezas da inconsciência, com o golpe seguinte. Vai ficar bonito nos highlights do mexicano.
  • Assim como o compatriota Chan Sung Jung, o sul-coreano Kyung Ho Kang prestou dois anos de serviço militar obrigatório na amigável fronteira entre as duas Coreias e retornou, após hiato de três anos, sufocando Guido Cannetti com um triângulo preciso, ainda no primeiro assalto. As academias desses cartéis não devem em nada para American Top Team, Team Alpha Male, Nova União e companhia, hein?
  • Leo Corrêa

    Boa resenha.

  • Lero

    O problema do Usman é ninguem do topo querer enfrentar ele, porque sabem que é luta desgracada e sem muito a ganhar.

    • Xizou

      Dana devia dizer ou vc o enfrenta ou ele pega seu lugar no ranking

      • magnuseverest

        Vai sobrar para o Maia matar esse Usman no peito.

  • FabioH

    Rezenluc sempre mandando bem nas resenhas, parabéns!

    • Lucas Rezende

      Tamo junto!

  • Ricardo

    Vamos ver se o Michael Johnson continuará a frente do Al Laquinta nos leves rsrsrsrs

    Ridículo é a palavra mais branda para esse cenário.

    Adivinha se eu não me aproveitei desse lutador fraquíssimo?

    É pouco, mas é easy money.
    https://uploads.disquscdn.com/images/48aeeba31c9ca4c5d226696e34202e2b25b26206c1c9173c1715db87859615dc.png

    • Saulo Henrique

      Quanto você apostou? De qualquer forma, parabéns. Mais uma graninha extra..hehe.

    • Festim Diabalico

      “.utador fraquíssimo”….essa vc não implaca nunca, cara
      vc pode dizer que ele é fraquissimo no grapling, ai tudo bem
      por que na trocação é um dos melhores, balançou Elkins no primeiro round, a solução foi leva-lo para o chão aonde ele realmente fraco
      o cara tirou poirier para nada, estava triturando gaethje, mas ai aconteceu algo sobrenatural com gaethje, é a unica explicação, venceu barbosa e vc vem falar que um cara desses é fraquuissimo, sugura o haterismo
      deveriam tirar o nome do jhonson do peso leve, mas se não tiraram a posição é totalmete justa pois venceu poirier que era top 6 e só perdeu para tops

      • Ricardo

        Aposta o teu dinheiro nele então.

        • Festim Diabalico

          Eu não aposto dinheiro em ninguém cara, apenas curto mma
          não paga de bobo não zé, minha critica é dirigida ao termo que vc usou para rotular o cara como “lutador fraquissimo “e provei para vc que isso não cabe nunca
          Apenas por que apostou no Elkins acha que pode chamar o lutador que perdeu de fraquissimo, este é o seu nivel cara
          Então quando rolou:
          poirier vs jhonson e barboza vs jhonson quem apostou no poireer e no barboza perdeu

  • Filipe Anjos Menti O.o???

    Desde a primeira vez q o vi perdendo para o Swanson eu disse:”Esse Choi ai e uma versao coreana do Takanori Gomi”…e n me enganei!Possa ser ate q cale minha boca mais a frente,mas quando eu vejo essa caminha ja nesse estilo,o fim n e nd agradável!

    • Beto Magnun

      Se fosse o Gomi do Pride tava ok.

      • Filipe Anjos Menti O.o???

        Nem isso meu caro kkkkkkkkkkk!

    • Renan Dalmaso

      Takanori no fim de carreira né, até maldade comparar ambos, Takanori foi um dos melhores da história na sua divisão de peso

  • Ícaro

    Pra mim Kamaru dominaria todos na divisão, exceto Woodley e Wonderboy.

    • Victor Martins

      Ele precisa ganhar de um Top 10 primeiro, cedo demais pra falar isso
      Pra mim o Lawler, RDA e Masvidal ganham dele, Lawler tem uma das melhores defesas de quedas da divisão.

    • Diogo Barbosa

      Nem fodendo.
      Tem chão ainda.

  • KRS Porlaneff

    Puta que pariu, é sério essa história da Jessica Rose-Clark, que os ladrões ainda mataram o gato dela?

    Tive três que estavam com a gente há bem mais de 10 anos e morreram ano passado num intervalo de 2 meses e meio – dois morreram de velhice e uma de câncer de pulmão – e chorei demais por causa deles.

    Sei que vocês não tem nada a ver com isso, mas fiquei malzão depois de ler o que aconteceu.

    • Lucas Rezende

      É um absurdo sem tamanho. Parece que ele foi chutado e acabou morrendo posteriormente.

    • Jin-E

      Tb achei muito punk essa história. Mas a mulher é muito guerreira. Passou por cima disso tudo e conquistou a maior vitória dela no UFC.

  • Anderson Schaefer

    a melhor parte desse evento foi a homenagem pro matt hughes, evento bem mais ou menos em pqp

  • Victor Martins

    Essa galera do reality do Dana são umas desgraças.

    Darren Elkins tem que disputar o título e coloquem Stephens vs Ortega.

    VanZant ainda é jovem, dá pra recuperar o prejuízo, mas se não evoluir vai continuar perdendo

    • William Oliveira

      Se não me engano eles ficaram 6-2 nas primeiras 8, algo assim. Certamente estão positivo no UFC. Generalização sem sentido.

      Elkins ganhar titleshot contra um cara vindo de fora da divisão é viagem tb.

  • Beto Magnun

    Tinha apostado no Choi por KO, mas assim que começou a luta comecei a me arrepender. Ele foi bem no primeiro round, principalmente pq o Stephens tava lutando com o homem invisível. Mas essa guarda dele é bizarra e ele parecia muito confiante nos movimentos de cabeça. Enfim, deu no que deu.
    “Para seu azar, nem só de cabelos ensebados e decisões duvidosas sobre arte corporal se define Darren Elkins.” Ri alto disso. A tatuagem do Elkins, tira uns pontos de carisma, mas dá uns 5 dados extras de dano. MJ é bom lutador pra caramba, mas desde a derrota pro Miles Jury, ele se mostra uma ameba quando fica de costas pro chão. Achei que ele tinha melhorado nesse aspecto, mas parando pra analisar tirando o Khabib e o Elkins, ele não tinha pego nenhum wrestler bom (ah teve uma virada em cima do Dani Castillo).

  • William Oliveira

    Bom lembro qnd anunciaram essa luta, cravei que a defesa do Choi era lamentável demais e que acabaria sendo nocauteado pelo heavy hitter Lil Heathen, não deu outra. Achei que demoraria mais, entretanto.

    Agora não sei quem foi, mas me recordo da suposição de que Stephens não batia tão forte dada a baixa quantidade de nocautes nas suas aparições no peso pena (2). Isso n significa nada. Stephens bate como um caminhão, ele tem poucos nocautes pq tem dificuldade de conectar esses golpes únicos, mas quando entra? Geralmente são decisivos. Acredito q seja sim o cara com mais poder na divisão. Só é um cara sem mt volume de jogo e com um bom QI de luta, se contentando então com vitórias por decisão.

    Elkins guerreiro fudido, máximo respeito a esse cara, espero que ele receba um title eliminator agora, talvez contra o Emmett. Stephens precisa fazer mais, a derrota pro Moicano não faz tanto tempo e foi clara, pra mim.

  • William Oliveira

    PVZ precisa voltar alguns passos, ter pelo menos umas 2 lutas contra meninas do TUF que não sejam mt boas, se ela vencer as 2 aí sim pode pegar lutas decentes, eu daria aquela freak Ariel Beck.

    Usman mostrou ser um monstro novamente. Hora de casar ele contra um top 5, de preferência o Colby.

    Guido Cannetti leva o troféu AJ da semana. Sem comentários o que ele fez.

  • Davi freitas

    esse cara o elkins eo robbie lawlaer dos 66 o cara quase se mata em todas as lutas q loko o cara e muito bom pqp

  • Davi freitas

    o choi ja eras o cara so ganhou hype mas nao se cresce masi nessa divisao ultra disputada so sorte

  • Jin-E

    A Clark tava pilhadaça mesmo com a história do roubo e do gato morto, viu?

    Olha o que ela fez na Vanzant:

    https://i2.wp.com/tudosobremma.com/wp-content/uploads/2018/01/Bra%C3%A7o-de-Page.jpg?resize=430%2C420&ssl=1

    Ao mesmo tempo, ainda que a loirinha possa ser queridinha do Dana e esteja com um cartel meio encardido na organização, foi raçuda pra ir até a decisão com o braço partido, hein?

    • William Oliveira

      Na real isso foi no rodado q a PVZ tentou, quase certeza.

      • Jin-E

        Sim, vc tá certo. Foi no soco rodado. A própria falou.

        • William Oliveira

          Pdc, deu pra ouvir um baita estalo na hora, que mulher!

  • Victor Cutrale

    Cartel é de droga ou de empresa. Quartel é militar.

  • Mauro

    Vamos por partes:
    Michael Johnson: Um atleta talentoso e ao mesmo tempo, burro. O considero um striker tão bom quanto Aldo ou Holloway, no entanto, é totalmente sem estratégia. Quando se está vindo de derrotas, precisa de uma vitória normal para dá confiança, e depois você tenta fazer algo diferente. Chutar um werestling quando está sobrando na luta? burrice.

    Jeremy: Não entendi dá o favoritismo a um garoto talentoso, porém ainda garoto. Eu já imaginava um nocaute do Jeremy, e aconteceu o que pensei. Primeiramente o Choi mostrou-se ser bastante técnico, uma movimentação vistosa, e braços rápidos. Mas Jeremy não “quase nocauteou” o Edgar atoa. Lapada!

    Choi: Jogaram aos lobos cedo demais.

    Jeremy x Elkins/Aldo/Emmett é a luta a ser feita.

    • Leonardo Sá

      Eu faria Ortega x Elkins valendo o próximo TS e Emmett x Stephens/ Korean Zombie

      • Mauro

        Creio que Ortega não luta agora, talvez até espere Holloway x Edgar.
        Emmett x Stephens seria uma ótima.

  • Douglas Karpinski

    Choi tem talento, e potencial para crescer, pena jogarem ele aos lobos dessa maneira, vão estragar o cara…..

Tags: , ,
Instagram