UFC 219: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 29/12/2017 às 13:33

Neste sábado, o UFC chega ao seu último evento de 2017 e a T-Mobile Arena será o palco do histórico encontro entre Cris Cyborg e Holly Holm. O duelo feminino fecha o animado card do UFC 219.

Não sabendo o que é derrota desde 2005, Cyborg vai para sua primeira defesa de título no octógono. A brasileira terá, para muitos, o maior desafio de sua carreira.

Isso porque do outro lado do córner, a Filha do Pastor tenta ser a primeira mulher campeã em duas categorias diferentes no UFC.

Além dos títulos, Holm pode ser única lutadora a vencer Ronda Rousey e Cris Cyborg.

No co-main event, Khabib Nurmagomedov retorna após um ano de hiato. O russo encara o casca-grossa de Nova Friburgo Edson Barboza.

O card ainda conta com retorno do sanguinário Carlos Condit. O “Assassino por Natureza” busca a recuperação diante do “Magnífico” Neil Magny.

Ótima oportunidade para os palpites dos colunistas do Sexto Round e de Gustavo Menor, o campeão do Confere em 2016.

Vamos a eles!

David Carvalho: Levantando todas as considerações sobre o boxe de Holm, convenhamos, Cris Cyborg é a mais perfeita definição de “lutadora de MMA” da atualidade. Caso não se encontre na longa, ela vai para média distancia ou encurta. Não funcionou? Derruba. Enfim, Cyborg tem as qualidades que, somadas ao punch não consigo ir diferente. Cris Cyborg nocauteia

Felipe Paranhos: Enquanto não aparecer uma adversária tecnicamente capaz com o peso de Cyborg, ela será sempre favorita. Por outro lado, Holm é uma lutadora que atua defensivamente muito bem e que pode gerar problemas para a brasileira. Será que, se a luta passar de dois rounds, Cyborg terá o mesmo vigor físico que a faz imbatível? Vou de surpresa: Holm, TKO nos minutos finais.

Gustavo Menor: Cyborg, finalização.

João Vitor Xavier: Outra luta que tem um cheirinho de zebra, este bem mais leve. Holm sabe que essa é a chance de se imortalizar no mundo do MMA. Tem alguns dos melhores treinadores do mundo e um jogo chato para a brasileira. Porém, acredito muito que Cyborg saberá ter paciência para não entrar no jogo que favorece os contra-ataques da norte-americana. Vejo Cyba indo para cima só na boa e, eventualmente, fechando o caixão. Cyborg, nocaute.

Laerte Viana: Se tem uma mulher com jogo para destronar Cyborg, essa é Holly Holm. A questão é que a curitibana mostrou uma postura mais paciente/estratégica em sua última luta, o que certamente é o jogo a fazer contra a ex-campeã, que costuma ir minguando com o decorrer do tempo. Cyborg saberá fazer Holm nadar para as águas profundas e, uma vez lá, afundará nos rounds de campeonato. Cyborg nocauteia.

Leo Salles: Parafraseando Martin Luther King Jr., ”I have a dream…”. Sonhei com uma mulher de cabelos dourados colocando um chute preciso na cabeça de uma lenda. Holm, KO.

Lucas Carrano: Holm, possivelmente, será um dos maiores desafios da carreira de Cyborg. A Filha do Pastor não é uma das maiores de todos os tempos como a brasileira, mas os estilos casam bem e o queixo da americana deve fazer a luta ir longe. Cyborg vence, por nocaute tardio. 

Lucas Rezende: Creio na estratégia inteligente da brasileira. Holm é unidimensional e todos sabem disso. Cyborg finaliza.

Luiz Fernando Ferreira: Holly Holm tem as ferramentas certas para destronar a brasileira. Apesar de Cyborg ser muito mais completa que a ex-campeã, vejo esse combate se arrastando até os últimos rounds e, uma vez lá, o cansaço irá pesar. Predestinada a derrubar os mitos e pronta para fazer história novamente, a Filha do Pastor vai chocar o mundo de novo. Holm, KO.

Renato Rebelo: Não acho que Cris será juvenil ao ponto de atacar uma contragolpeadora campeão mundial de boxe como se não houvesse amanhã. Se fizer isso, o risco de levar uma canelada na lata é tão grande quanto o de cansar rápido. Vejo Cris temperada, madura, esperando os momentos certos para explodir. Não só isso, mas também a vejo misturando as ações, com entradas de quedas e trabalho no solo. Aliás, acho que termina por lá. Cyborg, finalização.

Rodrigo Tannuri: Como acredito que Holm está no MMA com a missão divina de destronar Ronda Rousey e Cyborg, vou dar uma chance pra grandiosidade do destino mais uma vez. Holm, decisão.

Thiago Sampaio: Fiquei bem tentado a apostar na Holly. A bela loira é de longe a adversária que oferece maior perigo para a brasileira e, se fizer o jogo certo, batendo e saindo, combinando esquivas com chutes altos, pode levar a melhor. Mas não tem como ignorar a agressividade da brasileira, que não só é nocauteadora nata, mas também uma lutadora inteligente. A Filha do Pastor ainda não sentiu tamanha potência com uma luva de três onças. Cyborg, nocaute.

David Carvalho: O Russo pareceu bem melhor no corte de peso, mas, mesmo assim, concordo com o Laerte que disse que, mesmo sofrendo nos camps anteriores, Khabib nunca demonstrou ter sentido na hora do “pega pra capá”! Barbosa vai ter que tirar todos os coelhos da cartola possíveis para tentar surpreender o russo, mas não acredito que isso aconteça. Fico com Nurmagomedov via TKO.

Felipe Paranhos: Esse é mais um caso em que o favorito é favorito, mas nunca teve uma luta tão passível de ser surpreendido quanto essa. Ainda que tenha parte fundamental de seu jogo – os chutes – possivelmente marcada, Barboza é muito superior em pé. Óbvio que o russo tem material para subjugar o friburguense no chão. Óbvio. Mas ele também nunca enfrentou um adversário tão superior em um quesito do jogo. Vou de surpresa de novo. Barboza, KO.

Gustavo Menor: Khabib, decisão.

João Vitor Xavier: Fui e voltei na escolha dessa luta, por uma série de fatores. O tempo fora de Khabib, as dificuldades com o peso…Mas, no fim das contas, não dá para apostar contra o russo, principalmente numa luta de três rounds. Acho que Edson tem seus momentos, mas Nurma faz o dever de casa e desafia Ferguson. Khabib, decisão.

Laerte Viana: Edson não se porta bem quando é pressionado e Khabib é um fenômeno nisso. Contudo, é a última rodada dos palpites e tenho que arriscar. Mesmo que eu não acredite muito nisso, vou me apegar na chance que o brasileiro tem em tirar um coelho da cartola e anotar outro highlight. Barboza nocauteia.

Leo Salles: Sonhei com o filho de uma região inóspita tentando o velho jogo de sempre. Porém, foi surpreendido com uma potente joelhada voadora do cavaleiro da região serrana fluminense quando tentava agarrar suas pernas. Barboza, KO.

Lucas Carrano: Ousadia. Como não tenho muito a perder, vou contrariar a lógica aqui – que obviamente diz Nurmagomedov nas papeletas via amassamento. Em 3 rounds apenas, Edson vai surpreender e com a defesa de quedas em dia levará. Barboza via decisão.

Lucas Rezende: Khabib derruba e esmaga. Por mais que Edson apresente perigos em pé, não o vejo impedindo o russo. Khabib por TKO.

Luiz Fernando Ferreira: Nurmagomedov é um bicho diferente. O russo irá amassar mais um no seu perfeito cartel. Khabib, TKO.

Renato Rebelo: Khabib, decisão.

Rodrigo Tannuri: Khabib é uma máquina de grappling, mas sua trocação segue rudimentar. Sinceramente, acho que a subestimada defesa de quedas de Barboza estará em dia e, assim, seus chutes vão punir o frágil joelho do russo. Barboza, TKO.

Thiago Sampaio: O jogo simplesmente não encaixa para Barboza, que ficará sem uma de suas principais armas, o chute, perante o perigo de ser quedado. Khabib já voltou outras vezes de longos períodos parado e parecia que estava passeando no parque. Vai derrubar em algum momento e o domínio é questão de tempo. Khabib, finalização.

David Carvalho: Carla Esparza é dura na queda, aguenta muita pressão em pé e, se tiver espaço, parte para o wrestling (como uma All-American, é especialidade da casa). Calvillo tem suas qualidades, mas nada que assuste a ex-campeã.  Cynthia sai da invencibilidade e Carla vence nos pontos. 

Felipe Paranhos: Essa é a única luta em que vou no favorito. Calvillo me parece bem superestimada no momento, uma vez que sua trocação é medíocre e sua única boa valência em pé é o jab. A questão é que basta isso para vencer Esparza. Quem tem grappling para negar o jogo da ex-campeã – e a atleta da Alpha Male tem – facilmente vence. É o que vai acontecer. Calvillo, decisão.

Gustavo Menor: Calvillo, decisão.

João Vitor Xavier: Cynthia Calvillo é um tanque no chão e em cima tem a trocação melhor que a básica Esparza, cujo jogo de wrestling é melhor. Aposto que Calvillo, mais motivada, deve conseguir boa vitória. Calvillo, decisão.

Laerte Viana: Calvillo é basicamente uma grappler, mas não acredito que conseguirá quedar a ex-campeã e dominar as ações no solo. Sendo assim, a tendência é que a luta se desenrole em pé, e aí a experiência de Carla vai entrar em ação. Esparza vence na decisão.

Leo Salles: Sonhei com uma ex-campeã desprezada fazendo seu melhor combate na organização, anulando o hype da cria do laboratório dos machos-alfa. Esparza, por decisão.

Lucas Carrano: Esparza passa longe de ser uma sumidade – deve ser, inclusive, uma das ex-campeãs mais questionáveis do plantel do Ultimate. Entretanto, creio que será ela a apresentar a promessa da Team Alpha Male às derrotas. Esparza, decisão.

Lucas Rezende: Campeã de TUF engana muita gente. Calvillo é invicta e produto da Alpha Male e seguirá límpida para a próxima.  Calvillo por TKO.

Luiz Fernando Ferreira: Cavillo é mais jovem e com muita mais motivação que a ex-campeã. Não será dessa vez que a representante da Alpha Male perderá a sua invencibilidade. Calvillo, decisão.

Renato Rebelo: No duelo entre duas excelentes grapplers, vou com a mais jovem, maior e mais faminta. Troca de guarda em prol da Alpha (Fe) Male. Calvillo, decisão.

Rodrigo Tannuri: Na boa, cansei de apostar contra Cara… digo Calvillo. Simples assim. Calvillo, decisão.

Thiago Sampaio: Mesmo sendo pouco lembrada como ex-campeã, Carla Esparza é o maior teste da Calvillo até agora no MMA. Mas desde que perdeu o cinturão, não mostrou nada que impressione, além da conhecida eficiência no wrestling. A mexicana/americana da Team Alpha Male é superior em pé e, se conseguir capitalizar, vai levar a melhor. Calvillo, decisão.

David Carvalho: Sim, um dos meus lutadores preferidos volta à ação. Só tenho receio que este tempo parado tenha “enferrujado” The Natural Born Killer.  Já Neil continua na difícil tarefa de se provar – mas o rapaz só anda pegando enrosco. Acredito que Condit está mais para RDA e Lornez Larkin do que para Hendricks e Lombard (que foram as últimas duas derrotas e duas vitórias de Magny). Não vejo jogo do Magny encaixando, por isso, fico com Condit nos pontos.

Felipe Paranhos: Nas CNTP, óbvio que Condit destruiria o apenas mediano Magny. Mas, na coletiva do UFC on Fox 21, Condit declarou que um golpe do ground and pound de Demian Maia o deixou grogue. Revi a luta. Maia soltou um total de UM soco no ground and pound. Sabemos como a resistência a golpes se comporta e, se o que Condit falou é verdade, seu queixo de aço já se foi. Sendo assim, acredito que, mesmo sendo absolutamente inferior tecnicamente, Magny pode vencer Condit. Magny, TKO.

Gustavo Menor: Condit, KO.

João Vitor Xavier: Mesmo fora há muito tempo, não vejo Condit tendo dificuldades contra o regular Magny. Mais técnico e agressivo, imagino um passeio do “Assassino por Natureza”. Condit, nocaute.

Laerte Viana: A inatividade do Condit me preocupa, ainda mais contra um cara maratonista que nem o Magny. De qualquer forma, acredito que a agressividade do ex-campeão irá furar o bloqueio quase sempre vazado do orelhudo. Condit, nocaute.

Leo Salles: Sonhei com um ex-campeão que, meio desacreditado, mostrou a velha forma contra um coronel de um certo exército: um cruzado de direita no queixo fez bambear o querido magnífico, que, atordoado, se curvou todo no chão após sequência avassaladora de socos no GnP. Condit, TKO.

Lucas Carrano: Difícil opinar com isenção aqui. Não iria contra o “Natural Born Killer”. Num mix de palpite e torcida, Condit vence por nocaute. 

Lucas Rezende: Quero crer que Condit terá uma apresentação como em seus tempos dourados, mas Magny é um casamento esquisito demais para me fazer mudar de ideia. Magny por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Magny tem todas as condições de anular o ex-campeão. Porém, mesmo dando pinta de desacreditado, vejo Carlos Condit tendo um retorno triunfal no estilo Dominick Cruz. Condit, nocaute.

Renato Rebelo: Sei lá. Num desses vídeos pré-luta achei Condit meio desmotivado – voltando da aposentadoria apenas para investir em seu negócio de cafés gourmet. Magny, com 2m de envergadura, definitivamente não é desafio para meio-grávido. Vou na zebra. Magny, decisão.

Rodrigo Tannuri: Todos sabem que adoro o Magny, mas ele é um lutador esforçado, que vence lutas muito mais por ser uma máquina de cardio do que pelas habilidades em si. Só que Magnyfico não terá essa arma contra Condit, que também é maratonista. Pra piorar, o oponente é bem melhor em pé e afiado no chão. Condit, decisão.

Thiago Sampaio: O Natural Born Killer é bem mais lutador do que o orelhudo e, se não for derrubado, deve levar com uma certa vantagem em pé. Magny pode ter mais de 2m de envergadura, mas o ex-campeão interino é eficiente na longa distância. Como está há mais de um ano parado, deve tentar resolver logo para não deixar a luta se prolongar. Condit, nocaute.

Restante do card:

Dan Hooker x Marc Diakiese
Khalil Rountre x Michał Oleksiejczuk
Myles Jury x Rick Glenn
Louis Smolka x Matheus Nicolau
Marvin Vettori x Omari Akhmedov
Tim Elliott x Mark De La Rosa

Ranking dos colunistas:

1 – João Vitor Xavier – 955 pontos
2 – Luiz Fernando Ferreira – 945 pontos
3 – Laerte Viana – 940 pontos
4 – Renato Rebelo – 930 pontos
5 – Lucas Rezende – 925 pontos
6 – Felipe Paranhos – 920 pontos
7 – David Carvalho – 910 pontos
7 – Gustavo Menor – 910 pontos
8 – Thiago Sampaio – 870 pontos
9 – Rodrigo Tannuri – 850 pontos
10 – Lucas Carrano – 830 pontos
11 – Leo Salles – 440 pontos

  • Mateus Elias

    Óbvio que são “apenas” palpites e que de fato essa é uma luta bem complicada pra Crhis tanto pelo estilo contra-golpeador da pastora quanto por outros motivos, mas dá um frio na barriga quando leio palpites pra holm kkkkk queria muito que a Cyba defendesse a cinta salvasse esse ano da queda de Aldo, Anderson, Cigano e tantos outros brasileiros

  • Raphael Pinheiro

    It takes a lot to…. Renatão apostando no Magnyfico! Rumo ao pódio do ranking?

    • Renato Rebelo

      Só não vê quem não quer #contratudoecontratodos

  • Silas K

    Edson “The Muay Thai King” Barboza por decisão marjoritariamente dividida.

  • Beto Magnun

    Como Laerte, falou o Edinho não se porta bem quando pressionado. Ainda que o russo não consiga quedar num primeiro momento acho que ele vai torturar o Edson no clinch.
    Na principal não acho que a Cris vai ir pra cima de uma contra golpeadora. Ela deve ir com calma e cravar a americana no chão. Depois disso é sopa no mel.

  • Bruno Machado

    Sempre vejo esse papo de rounds finais e gás, como se a cyborg não tivesse um bom condicionamento.. Eu queria saber em quem luta a cyborg cansou? Sério alguém me cita uma vez? Ela pode cair o ritmo obviamente, como TODO lutador cai, mas eu nunca vi ela cansada no octogono em hipótese alguma.. Acho que tem gente confundindo cyborg com Amanda Nunes..

    • William Oliveira

      Entendo sua duvida e até concordo parcialmente, mas acredito que seja mais uma aposta de que, se a luta chegar nos rounds finais (4º e 5º), ela estará cansada. Não sabemos de fato. A única vez que ela chegou tão longe faz anos e de lá pra cá certamente mudou como lutadora.

      É a mesma coisa do Borrachinha, a questão é que ambos carregam muita massa muscular, são grandes pra categoria (Cyborg tá mais pra peso leve), então conclui-se que pagarão com o condicionamento um dia. O próprio Borrachinha nunca cansou de fato dps do TUF, a galera fala demais do gás dele como se fosse um Roy Nelson ou Mike Perry da vida. Pera aí, já ficou mais do que provado que ele não é lutador de um round..

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Esse negócio que o Paranhos falou do Condit me deixou cabreiro em… e com tantas guerras nas costas não é de se duvidar, mas Magny que teve atuação ruim até contra o Johny Hendricks não boto fé nem…

  • Lucas Venagas

    essa equipe do sexto round recebe algum tipo de pagamento ou salario,ou algo do tipo?
    aqui os caras acreditam que o bisping vai vencer o gsp e que a holm que tirando a luta da ronda teve dificuldade contra todas lutadoras que enfrentou praticamente vai vencer a cyborg
    isso sem falar no condit tem boa defesa de quedas
    a cyborg nao foi nocauteada pela jorina baars em uma luta de MT completa e nego falando de gás e nocaute da holm,vamo parar de forçar
    cyborg vai vencer e vai vencer em pé a super campea de boxe que passou aperto contra quase todas lutadoras que ao menos sabiam dar um soco que enfrentou

    • Jp Mikelane

      não fale merda, jovem…
      Eu achava que sabia muito sobre lutas até o dia que comecei a visitar esse site. 2 coisas eu aprendi (e, por mais óbvio que possa parecer, isso me fez ser um entendedor de lutas melhor do que antes) : “zebras acontecem, luta é luta” e “todo prognóstico minimamente fundamentado deve ser respeitado.”
      Vc irá dormir melhor se aceitar que não existe luta vencida antes do fim. Cyborg É SIM muito favorita, mas a loira tá no game. Vide cartel de boxing.

      • Lucas Venagas

        ops,cyborg venceu a luta em pé,na area da grande boxeadora contragolpeadora,nem precisou levar para o chao
        a pena que ela morreu no gas
        destaque positivo foi o condit mostrando a sua elogiada defesa de quedas,que triste

    • William Oliveira

      Kkkk eu tbm achava que o Bisping ia vencer o GSP msm, onde eu pego meu salário?
      Renato nunca me falou nada sobre isso, sacanagem.

    • Matheus B

      Esse Lucas gosta de ”causar” aqui no Sexto Round. Só escreve bobagem. Parece até com aqueles idiotas do Combate.com

      • Lucas Venagas

        acertei em toda minha previsao,condit mostrou sua bela defesa de quedas,cyborg ganhou a luta em pe sem nem precisar levar para o chao,mostrou excelente gas
        tempos dificeis para ser meu hater matheuzinho

    • Felipe Couto

      Cara, ngn dá a mínima para essa sua obsessão com o Bisping. Sério. Tente em outro lugar…

    • Expert

      Recebem sim. Ontem mesmo vi o Renato saindo com mais maletas que o Geddel Vieira.

  • Ricardo

    Para terminar o ano, meu top 10 dos palpites mais “modinha” de 2017, incluindo a última luta de 2016.

    1) Ronda finalizando Amanda kkkkkkk (nunca no universo)
    2) Overeem vencendo Ngannou
    3) Belfort vencendo Gastelum
    4) Aldo vencendo Holloway na segunda luta
    5) Thomas Almeida vencendo Jimmie Rivera
    6) Serginho moraes vencendo Kamaru Usman
    7) Johny Hendricks vencendo Paulo Borrachinha
    8) Oluwale Bamgbose vencendo Paulo Borrachinha
    9) Dan Kelly vencendo Derek Brunson
    10) Qualquer luta do Erick Silva, Pepey ou Rony Jason.

    Como a luta não aconteceu não pude incluir Holm ganhando da Cyborg…ai, ai, ai…tudo por pontuação, né?

    Se fosse pra casar dinheiro…aí era diferente, certo? Ai eu sou o chato em falar modinha, mas deixa quieto!

    • Bruno Machado

      parece palpite de “especialista” de bar de esquina

      • Ricardo

        A ideia é essa mesmo!

        Lembrei de outro que substituiria o Dan Kelly: Wanderley Silva ganhando do Sonnen.

    • Diogo Barbosa

      Tu apostou em quem quem na Namajunas vs Joana?

    • William Oliveira

      Dan Kelly é mágico e conseguiu o inimaginável muitas vezes, palpite perdoável, pera aí haha

      • Ricardo

        É…tem razão.
        Tiveram palpites bem piores, é que não pensei muito ao escrever.

    • Ilton Souza

      Qual o problema que tem apostar em uma zebra, ainda mais quando essa aposta é minimamente fundamentada? Pelo jeito você acerta todos os resultados de todas as lutas.

  • Lee

    Queria saber o que essa holm tem feito pra ficar um monte de gente dizendo que cyborg terá uma luta dura. Na moral, hein!

    • William Oliveira

      Sério isso? Kkk quantos atletas na história dos esportes de combate conseguiram o feito de não apenas chegar no topo, mas também se tornar o numero um da sua divisão, em duas modalidades diferentes? Se não considerarmos BJJ, só lembro do Overeem. Mesmo se considerarmos, não são muitos. A carreira dela no kickboxing, boxe e MMA são de elite. Perdeu pra GDR numa luta controversa e estava na frente da Tate até o final. Enfim, é sim o maior desafio da Cyborg e luta fácil não é.

      • Mauro

        William, temos também o Daniel Cormier, multi campeão no Wrestling, e campeão no MMA. Relativamente o Miocic, campeão amador de boxe, e campeão do UFC. Realmente, são bem poucos.

    • Mauro

      Holm já foi eleita 7x seguida a lutadora do ano. É multi campeã no boxe, é campeã amadora no kickboxing, e foi campeã no MMA. É boxeadora, tem mais envergadura, e tem uma canelada sangrenta. É sim a luta mais difícil da carreira da cyborg.

      • Lee

        Ah, cara! Ah,ah! MMA nao tem anda a ver com boxe. As últimas 4 lutas dela foram sofríveis!

  • William Oliveira

    Cyborg TKO, talvez por GnP
    Khabib decisão
    Calvillo decisão
    Condit KO, chega de confiar na envergadura do Magny, o cara não sabe usar então de pouco adianta. Lembrando que o Condit enfrentou o DHK que tinha uma vantagem boa de envergadura e conseguiu se virar e achar uma joelhada voadora inesquecível. Entretanto, a questão é a deterioração, certamente não vai ser o mesmo. Se for metade do Condit que foi a guerra com Lawler, deve nocautear o Magny.

    • Diogo Barbosa

      Boto fé num Khabib TKO.

  • Mauro

    Cris Cyborg é a favorita, e acredito que ganha, mesmo eu não torcendo para isso. No entanto, o confronto de boxe com muay thai é sempre perigoso. Se não me engano, Holly tem maior envergadura, e uma guarda mais fechada, pode conseguir contragolpear com efetividade a Cyborg. É a zebra, mas é a maior pedreira da carreira da brasileira.
    O russo é o favorito, mas acho que Edson vence.
    Condit passa por cima.

  • Baixista Loko

    Carai Leo Salles , tu dormiu ora caramba hein ? Sonhou que um pobre baixista ganha na mega da virada? Kkkkkkk

  • felipe

    cada palpite esquisito.

Tags: , , , , , , , , ,