Holloway ou Whittaker?
Não, RDA é o lutador de 2017

João Vitor Xavier | 03/01/2018 às 20:18

Não, caro leitor. Não ignorei o 2017 fantástico dos campeões Robert Whittaker e Max Holloway. Sei muito bem que o australiano cortou a cabeça de Ronaldo Jacaré e Yoel Romero, dois gigantes da categoria peso médio e reis sem coroa,

Também estou ciente do tamanho do feito de Holloway, que nocauteou José Aldo, o maior peso pena de todos os tempos, não só uma, mas duas vezes.

Dominando um temido ex-campeão

Porém, meu Lutador do Ano é mesmo Rafael Dos Anjos. É bastante provável que o nome do brasileiro só apareça nas listas de “Virada” ou “Reviravolta”. Mas o que RDA conquistou em 2017 vale mais do que isso.

Após um ano muito ruim e recheado de mudanças, Rafael deu dois grandes passos no desconhecido. Deixou a Kings MMA, onde seu muay thai foi forjado a ferro e fogo pelo lendário Rafael Cordeiro, e também mudou de categoria, subindo para o peso meio-médio.

Foi essa mudança que levantou a bandeira amarela nos seus fãs e em todos que seguem o MMA. Sinceramente? Não acho que ninguém esperava o sucesso que Dos Anjos teria na nova divisão. Eu tive muitas dúvidas quanto a isso.

Mas ele foi lá e fez. Mostrou, mais uma vez, que a dedicação e o trabalho valem muito mais do que só o talento – que ele também tem, obviamente.

Dos Anjos voltou a dar lições, desta vez em autoconfiança, mostrando uma crença inabalável na própria capacidade, quando todos lhe davam como apenas mais um ex-campeão em fase descendente.

Atravessando Magny

Com atuações incríveis diante de Neil Magny e, principalmente, contra Robbie Lawler, além da boa vitória sobre Tarec Saffiedine, Rafa se colocou na rota do campeão Tyron Woodley. E ele merece muito essa chance de título, é o principal contender com muita folga.

O ano de Robert Whittaker também foi incrível. Mas já sabíamos que ele era um top do peso médio e 2017 só veio para confirmar isso – em um nível maior do que todos pensávamos, sem dúvidas. Ninguém imaginava que ele estava maduro para bater os dois principais nomes dos médios, mas ele foi lá e fez exatamente isso.

Já Holloway também teve um 2017 inesquecível. Ele simplesmente destronou Aldo de forma decisiva e ainda conseguiu provar, para os poucos que pensavam que aquela vitória fora um acidente, que ele é mais lutador que o brasileiro. Está a caminho de desafiar o próprio “Scarface” na lista de melhores penas de todos os tempos.

A minha escolha é totalmente pessoal e baseada em todos os desafios que cercavam Rafa – a incerteza de uma categoria nova, onde todos os principais lutadores são maiores do que ele, a mudança de academia, enfim…

Me impressionou a maneira como ele soube lidar com isso tudo e ainda conseguiu, em apenas seis meses, se colocar no topo de uma divisão mais pesada e tão disputada quanto a do meio-médio.

Se ele conseguir mais um título para sua galeria, fará história ao se tornar o primeiro brasileiro bicampeão do UFC. Entrará em um seleto grupo que conta com Georges St. Pierre (meio-médio e médio), Conor McGregor (pena e leve), BJ Penn (meio-médio e leve) e Randy Couture (meio-pesado e pesado).

Mais do que isso, entrará de vez no “Mount Rushmore” do MMA brasileiro como um dos maiores lutadores de todos os tempos no Brasil. E, quem sabe, será o Lutador do Ano de 2018 também.

  • Moscoso

    Não tem como concordar,o Whittaker foi monstruoso esse ano e merece o prêmio

  • Tairon de Oliveira

    Vitórias contra:
    Mediano Safadinho
    Superestimado Magny
    Desmotivado Lawler

    Sei lá. Depois leva uma piaba do Woodley e cai em decadência, devido ao exagero da mídia em colocar as vitórias que teve nos meio-médios como muito maiores do que realmente foram.

    • João Mário

      E se o Lawler tivesse motivado pra luta e foi anulado pelo RDA? Como vc iria saber se foi um ou outro?

    • Vinicius Maia

      Motivação é algo complicado de se notar. Se for algo como o Aldo é notório. O Lawler se desmotivou na luta mesmo, mas concordo em partes com vc. Creio que o Lawler ta na descendente vide a luta contra o Cowboy Cerrone.
      Acho muito pachequismo colocar o RDA na frente do holloway e Whittaker.
      Holloway venceu sem margem pra contestação o maior peso leve duas vezes seguidas e o Whittaker venceu o caramulhão do Romero com um joelho estourado. Se isso não é ser um homão da porra e melhor lutador do ano eu não sei oque daria esse mérito pro lutador.
      Abraço Tairon. feliz 2018.

      • Tairon de Oliveira

        Sim, exatamente isso.
        Não tiro o mérito do Rafael, mas o Whittaker FEZ MUITO MAIS, ao meu ver.
        O MH também.

        • Diogo Barbosa

          Certamente, minha unica tristeza com Hollaway foi ele não ter entrado 3 vezes no 8 pra esfolar a rapaziada.

      • Malk Suruhito

        Não entendi pq a luta do Cerrone é o sinal que o Lawler tava desmotivado. Entrou para lutar depois de mais de um ano e contra um cara que de 4 vitórias na categoria, nenhuma por decisão e 3 bonus. Sendo que ele entrou para matar. Se tirarem só pelo histórico do Cerrone na categoria naquele momento, o Lawler retornou bem demais. O Cerrone que após aquela, só foi ladeira abaixo.

        • Vinicius Maia

          Opa. A luta contra o Cerrone não mostra desmotivação. Mostra que o Lawler perdeu meio que pressão. Ele não nocauteou o Cerrone naquela Blitz e pra mim ele perdeu aquela luta. Marquei pro Cerrone.
          O que na minha opinião desmotivou o Lawler foi durante a luta contra o RDA ele foi perdendo a motivação vide que o RDA tava engolindo ele.

          • Diogo Barbosa

            Acho que o que pegou contra RDA foi que toda vez que ele tentava uma Blitz o Rafa saia pela tangente, quando rolava umm clinche tinha joelhadas, etc…
            É foda quando o cara meio que tem “resposta pra tudo” o que você faz.

          • William Oliveira

            Exatamente, total mérito do RDA, pra mim o Lawler sempre foi vencível, wrestler boxer bom em tudo, grandioso em nada.
            Até demorou pra um cara com um striking mais refinado expor isso.
            Condit msm não ganhou por se expor demais brincando de headhunter.

          • Malk Suruhito

            Ok, pensei que vc falou desmotivado como um todo. Essa de “se entregar” em alguma disputa, acho que ocorre com qualquer um de nós, em jogos e disputas do tipo. O Rory machucou muito mais ele, só que ao mesmo tempo dava lacunas para ele vencer (como acabou ocorrendo) e o RDA não fez isso, bateu, bateu e anulou tudo que ele tentou. Já tentaram jogar The King of Fighter contra um cara perito em jogar com o Billy Kane do outro lado? Então…

          • Vinicius Maia

            kkk me batia o desanimo quando pegavam o Eddie do Tekken kkkk. Joguei muito pouco KOF kk. Jogava mais Tekken, Soul Edge etc etc.

          • felipe

            apelagem era com o Paul do Tekken

  • Festim Diabalico

    concordaria se vc dicesse que o dos anjos é o melhor lutador brasileiro de 2017
    lawler quase empatou com cerrone, nem comento o nocaute para o woodley, lawler não tem condições de credenciar dos anjos a tal ponto de ser o melhor de 2017
    Agora jacaré e romero credenciam whithaker como o melhor de 2017
    se o premio não for para whitaker vai ser uma baita injustiça

  • Nathan Dreak

    Infelizmente não concordo também. O ano é do Whittaker.

  • Carlton Smith

    Vitórias contra:
    Ex campeão do StrikeForce Saffiedine
    Magny que acabou de vencer o Condit
    ex campeão do UFC Lawler

    Sei lá. Depois da uma surra no Woodley e vira o campeão mais dominante da categoria, ainda bem que a mídia mostra a verdade sobre ele em colocar as vitórias que teve nos meio-médios contra os lutadores tops que enfrentou!!!!!

  • Daniel Piva

    O ano do Rafael foi ótimo? Sem dúvidas. Mas me parece que forçam a barra para valorizá-lo em alguns momentos. Com todo o respeito, mas não consigo comparar os feitos e vitórias dele com as do Whittaker em 2017.

    • João Vitor Xavier

      Eu acho que a valorização do ano do RDA é proporcional à desconfiança anterior. Ninguém achava que ele poderia fazer o que fez. O cara não tem um apelo especialmente grande nos EUA e forçou a sua entrada como top contender numa categoria mais pesada em um ano. A mesma divisão que é recheada de nomes com mais potencial de venda de PPV…

  • Flávio Sampaio

    Não acho que o ano foi do Rafael, mas sim do Wittaker, vencer Jacaré e Romero no mesmo ano não é pra qualquer um. Claro que Rafael foi excelente também, mas pelo nível brutalidade dos adversários vou de Robert Wittaker.
    Rassalto ainda, que Rafa abateu um assassino, Robert dois, assim como destaco uma leve decadência do Lawler.

    • Daniel Henrique

      Concordo com vc em tudo . Ainda acrescento que , ao contrário que diz na matéria , Whittaker não era top dos médios nao. Se falava sempre de Romero, Jacaré, Moussasi , Rockhold e até Weidman em má fase , mais não se falava em Whittaker pra cinturão. Nessa aí o João está sendo engenheiro de obra pronta. Whittaker teve um ano incomparável com o ano do Rafael , muito acima derrotar Jacaré e Romero do que derrotar Lawler, Magny e Tarec .Dos três citados , coloco Rafa em terceiro . Derrotar Aldo duas vezes também é um feito maior.

      • João Vitor Xavier

        Daniel, quando disse que RW era top dos médios, não o comparei em grandeza a Rockhold, Jaca e Romero. Mas quis dizer que ele era um top-10 consolidado! O peso médio do UFC tem entre 60 e 70 lutadores, ser um top-10 é ser um top, concorda?

        De resto, respeito, mas discordo, rs…abs!

        • Daniel Henrique

          Abraço mano , entendi o top então …

  • Diogo Barbosa

    O Rafael tem como grande feito a sua vitória sobre Lawler, que diferente da maioria daqui acho que fez o que sempre vinha fazendo (Não nocautear o Cerrone não é tão diferente de não nocautear o Matt Brown) .
    Muito bom, excelente pra ele, mas não tem como comparar abater Romero e Jacaré.
    Wittaker na frente fácil, fácil.

    • Flávio Sampaio

      O jogo do Lawler continua o mesmo, agressivo e com boa trocação, mas me dá uma leve impressão que há desmotivação nele, acho que falta um pouco de fome de vitória mesmo. Sem desmerecer a vitória do Rafa, acho que mesmo se pegasse o Lawler motivado venceria (talvez com menos facilidade), mas comparando com Wittaker que pegou Romero e Jacaré com fome de cinturão, o australiano tem meu voto fácil.

    • Malk Suruhito

      Abate, abate mesmo, ele fez a bolsa de Jacaré. O Cubano ele ficou no limiar e venceu.

      • João Vitor Xavier

        Você colocou um ponto interessante, que eu não abordei no texto. A vitória do Whittaker sobre o Romero foi bastante equilibrada!

        • Diogo Barbosa

          Foi sim, mas foi limpa também, limpa que digo é não deixar dúvidas, isso levando em conta que o joelho foi para os quiabos durante a luta.
          Acho que só de entrar no 8 com o Romero já merece o respeito XD.

  • Duns Scot

    João, como sempre, com sua dose de pachequismo.

    • João Vitor Xavier

      Não sou hipócrita de dizer que sou 100% imparcial, porque isso não existe. Não escondo que sou fã do Rafael, mas também sou fã do Whittaker, por exemplo, e do Johnson, que nem citei! E lhe garanto que a minha opinião seria a mesma se não gostasse do RDA.

      De qualquer forma, agradeço pela crítica, abs!!

      ps: Mesma resposta que dei para o Felipe!

  • Matheus V.

    Para ser justo com todo mundo, o Whittaker foi o melhor lutador do primeiro semestre e o RdA do segundo hehe

    • Diogo Barbosa

      kkkkkkkk
      Boa,
      O que interessa mesmo é o prêmio Kevin Casey

  • Douglas Karpinski

    Olha, vou na contra a mão dos meus colegas e vou concordar com vc, tentarei justificar, sem me apedrejar galera:

    Wittaker : foi ótimo mesmo, Jaca e Romero não é pra qualquer um, ele se renovou, apareceu maior que esses dois gigantes, rapido, dificil de ser quedado, contra o Jacaré vitória linda, contra Romero foi boa, cinta caiu no colo com a recusa do GSP numa categoria travada após o pior reinado de campeão que já vi, e olha que bater MCGregor não é coisa facil…..

    RDA : ex-campeão que sobe pra tentar a vida na categoria mais concorrida do UFC, menor que todos, lutou 3 vezes em 2017, contra um ex-campeão do strike (não tão expressivo), contra um Magny, sim é um ótimo lutador, é novo, e esta corrigindo suas falhas, não o vejo superestimado, e Lawler que despensa apresentações….

    no resumo da obra, por uma luta a mais e a questão de estar em uma categoria muito competitiva sendo menor, vou de RDA…

    Abraços Amigos!

  • Mauro

    Eu ouvia dizer que o Sexto Round era imparcial, mas dizer que um lutador que não é campeão, venceu dois zé ruelas (Magny e Safadinho), é o lutador do ano? Meu bom, Dos Anjos está atrás inclusive do Demétrius, que se tornou o homem com mais defesas de cinturão, e que o TJ, que nocauteou o Cody. Não brisem! Não brisem não! Pelo amor de Deus.

    • Diogo Barbosa

      Tá longe de ser o do ano, mas é incrível como você não faz um comentário sem demonstrar o haterismo brabo com Rafael.
      DJ fez duas lutas no ano seguindo o roteiro de costume de uma categoria rasa, não houve surpresa ou um real desafio em nada que ele fez. Ninguém tava achando que ele fosse tomar pau enquanto ele fez contrário, TJ fez somente uma luta, ganhando a cinta, um grande feito, mas não foi o único a fazer isso neste ano, tampouco foi surpresa.
      A graça da premiação são as adversidades e as performances, não a cinta até porque se fosse, Namajunas estaria em alta.
      Wittaker e Rafael são Underdogs natos, daí a comparação (descabida, por sinal). Edgar sequer tem lutado, o potencial que ele tem pra ser o lutador do ano é o mesmo de qualquer lutador de alta performance.
      Cê tá na mesma linha da crítica que fez ao site.

      • Mauro

        A categoria é rasa? Concordo, mas ninguém dizia isso quando era o Anderson Silva batendo no Sonnen, o fato é que Demétrius entrou para história esse ano, queira ou não.
        Tj Dillashaw se tornou bicampeão dos galos, nocauteando o Cody, que muitos davam como favorito. O sujeito estava invicto, e o TJ lhe aplicou um baita nocaute. Somente isso já é suficiente para lhe colocar como candidato.
        Quando citei Edgar, foi apenas para fazer uma comparação. O texto dá a entender que o Dos Anjos merece ser o lutador do ano por ter uma chance de ser campeão, e não exatamente por seus feitos. Se for isso, Edgar, após atropelar o Yair, também tem. Não coloquei Edgar como lutador do ano, pra mim a briga é entre Demétrius, Holloway e Robert, apenas fiz uma comparação para demonstrar como colocar Dos Anjos como lutador do ano é ridículo.

        • Diogo Barbosa

          Aplicar um nocaute no campeão na única luta?
          Não era zebra, era uma luta parelha, grande feito mas em nada surpreende.
          No texto ele deixa claro que “A minha escolha é totalmente pessoal e baseada em todos os desafios que cercavam Rafa – a incerteza de uma categoria nova, onde todos os principais lutadores são maiores do que ele, a mudança de academia, enfim…”
          Não por ser campeão em duas categorias. Sobre TJ se tornar “bi-campeão” é um dos títulos mais ridículos que já vi, é um nme bonito pra louvar algo que não é nem mais nem menos que ganhar um cinturão. muito mais interessante os casos em que o cara defende a cinta.

          • Mauro

            Não disse que era zebra, pra mim era certeza que ganharia, vocês que enchiam a bola do Cody, e tj foi lá e se tornou o campeão, que até onde eu sei, é mais importante que ser desafiante? “Ah, mas é uma categoria nova, e mais pesada…” Não! É a categoria do Rafa, que pesa 90 kg em off, “mas é uma categoria competitiva…”, Sim, bem competitiva, mas galos>outros.

          • Diogo Barbosa

            A categoria dele é aquela que ele luta, se subiu é nova.
            Por essa lógica Khabib pode ir pros pesados que tá sussi.
            O fato de você achar previsível só mostra a linha de raciocínio que eu citei. Menos adversidades.

          • Mauro

            O fato de eu achar que tj era superior, não muda o fato que todo mundo deu o Cody como favorito, e até o combate tratou como “deu zebra”. Não seria isso uma adversidade? Ou adversidade é vencer safadinho e Magny?

          • Diogo Barbosa

            Não,seria tão grande quanto Lawler, mas seria, evidentemente MUITO superior a Magny e SAFFEDINE, que pra mim são meia-bocas / bons..
            Combate sequer é mídia especializada, se vc pegar as ODDS, e os palpites de qualquer site que se preze (o próprio 6R) já vai ver que para todos era uma luta parelha., se considera o combate uma mídiaa especializada, experimente colocar dinheiro nos palpites deles, vai gastar muito com Erick Silva.

          • Bodhisattva

            Você adora dizer que o RDA pesa 90kg em off como se fosse um demérito, mas quanto pesam em off seus idolos? Pq o jones bate 110kg facil, Woodley pesa mais de 100kg, o Till pesa mais de 100kg, O irlandes quase chega nos 90kg, fora o Daguestani que ja declarou que chega a 109kg….. Qual o seu ponto então? Onde vc quer chegar com isso? kkkk

          • Mauro

            Meu ídolo é Frankie Edgar e Patricio pitbull. E dos anjos pesava 90 kg lutando nos leves, não vou elogiar isso nunca.

          • Bodhisattva

            Tá “serto”…… Ninguém disse pra elogiar, o que acho ridiculo da sua parte é atacar algum lutador especifico por algo que 99% faz. Critique o jogo não o jogador. Vc adora desmerecer o dos anjos, mas não vejo vc fazer o mesmo com tantos outros que tb adotam a mesma pratica. De todos os citados no meu comentário anterior vc novamente só mencionou quem? Rda!!! kkkk Não dá pra te levar a sério….kkkk

          • Mauro

            Se outros lutadores aqui fosse tão bajulados, talvez eu criticasse.

          • Bodhisattva

            ahamm…… Primeiro que vc deveria procurar um dicionário e ler o que significa bajular. Outro, as conquistas citadas entre os 3 concorrentes ao posto merecem sim, ser enaltecidas (procure o dicionário tb). E 3º, até parece que o único lutador enaltecido aqui no 6R, tanto pelos administradores quanto pelos usuários é o Dos Anjos (como se fosse o único que merecesse ser enaltecido)……. kkkkk

          • Mauro

            Robert e Holloway com certeza merecem ser enaltecido. Dos Anjos merece ser tão enaltecido quanto Edgar, Ngannou, Oezdemir… não estou diminuindo seu feito, estou dizendo que ele é ao menos especulado como lutador do ano apenas aqui, na terra dos fanboys.

          • Bodhisattva

            Putz, quanta abobrinha….. Vai procurar na mídia especializada fora do país então cara….. Eu acabei de ouvir um podcast gringo e os mesmo 3 lutadores citados na matéria aqui do 6r tb estão em pauta lá. RDA após 2 derrotas acachapantes, sai de sua zona de conforto há anos (kings), muda tudo em seu camping, se reinventa (apresentou um boxe infinitamente superior do que nos leves), sobe pra uma das categorias mais disputadas e talentosas do evento (se não for a mais), onde ele é claramente menor que qualquer outro lutador, enfrenta 3 do top 10 e vence todos com propriedade mesmo sendo underdog em todas elas e já está na ponta do ranking, prestes a obter o TS. Não merece ser enaltecido? Vc é um chorão cara, chega de mimimi teu por hje….. kkkk

          • Mauro

            Dos Anjos só ficou pequeno contra o Magny. Contra qualquer outro, até mesmo contra o campeão, Dos Anjos não sente a diferença de altura, e não sentiu a diferença de força contra o Lawler, pois Dos Anjos também é bem forte.
            Ainda não vi Dos Anjos sendo enaltecido em algum veículo internacional como é enaltecido pelos ufanistas, mas ok, já que você diz que ouviu isso, ta bom.

          • Bodhisattva

            AH cara, se tu não ouviu nenhum veiculo gringo mencionando o rda, então vc não acompanha nenhum deles. Até o Joe rogan no ultimo programa dele falou pacas disso. Outra coisa, tamanho não se refere apenas a altura, mas sim volume. Ou vc acha que não havia uma clara diferença de peso entre o Lawler e o rda? Vc só fala m……

          • Mauro

            Eu cheguei no 6r atualmente, então quem eu tô vendo mais ser enaltecido é o Dos Anjos.

          • felipe

            Leves>galos

      • Mauro

        E repito, acho que Dos Anjos tem boas chances de ser campeão, apesar de considerar o Woodley favorito.

      • Silas K

        Para o Mauro é Deus no céu, TJ na terra e Rafa no inferno…kkkkkk

    • João Vitor Xavier

      O Magny é tão zé ruela que anulou o ex-campeão interino Carlos Condit, já venceu o Gastelum, entre outros, né? rs!!

      TJ Dillashaw tem uma luta em 2017….

      Johnson venceu Wilson Reis e Ray Borg em 2017…

      • Mauro

        Condit, tal qual lawler, está morto pós USADA. Agora dirão “mas o jogo ainda é o mesmo”, sim, o jogo do Belfort ainda é o mesmo também, do hendricks também é o mesmo, mas nem deles tem mais gás, punch e força para fazer seus jogos. Não mudo o fato que Magny é Zé ruela.
        Tj fez uma puta, e advinha? Foi o campeão… Creio que ser campeão é melhor que ser o desafiante, não? E se vc se importa tanto com ranking para dizer como dos anjos venceu tres ranqueados em um ano, então eu digo que Wilson Reis e Ray Borg eram melhores ranqueados que safadinho e Magny. E como se não bastasse, Demétrius se tornou a pessoa com mais defesa no UFC…mas claro, vencer lawler e ser o desafiante é que faz de slguem ser o lutador do ano.

        • Diogo Barbosa

          Se o “mas o jogo ainda é o mesmo” refere-se aos meus comentários eu digo, a QUALIDADE ainda é a mesma (volume força e blablablá”, isso digo sobre Lawler, Condit tava bem mais lento mesmo, o que não deixa de ser boa parte pela estima que colocam nele afinal, como já havia dito para você em outro comentário, o cara estava 2/7 nas últimas lutas, já tinha uma defesa de quedas pífia de 30 e poucos porcento.
          Sempre foi um lutador que troca muito bem, com bom condicionamento e uma boa guarda no chão, mas ficou manjado ..

          • Mauro

            Eu acho o Dos Anjos um ótimo lutador, foi o melhor brasileiro atrás da Cyborg sem dúvidas. Creio que tem boas chances de ser campeão, e me surpreendeu em sua última performance. no entanto, não vou cogitar quem não é campeao para lutador do ano, pq se fosse assim, o Ngannou e aquele que enfrentará o DC tem que ser citados, pois chegaram ontem no UFC, aplicaram nocautacos, e agora estão aí para serem campões.

          • Diogo Barbosa

            Sim, Ozdemir também deveria estar na brincadeira, afinal chegou do zero a cem de uma forma excepcional.
            Nganou certamente será, não boto tanta fé nele contra Mioccic, (Embora eu sempre morda minha lingua no confere).

        • Bodhisattva

          “eu digo que Wilson Reis e Ray Borg eram melhores ranqueados que safadinho e Magny. E como se não bastasse, Demétrius se tornou a pessoa com mais defesa no UFC..” ……….. Entao pelo seu raciocínio a categoria dos moscas que é tão rasa, apresenta o mesmo grau de talento e dificuldade dos meio médios, que é uma categoria muito mais vasta tanto em numeros quanto em prospectos? Quer comparar Reis e Borg com Magny e Lawler? Aham….. Senta lá Mauro….

          • Mauro

            Tu pensava a mesma coisa quando Anderson Silva vencia leites, Okami ou cote?

          • Bodhisattva

            Sim.

      • William Oliveira

        Gastelum, Lombard, Hendricks, Condit..

        De medianos tbm venceu o Garcia, Means, E. Silva..

        Mas realmente, só um “zé ruela” hahaha

        • Mauro

          Ja disse, Zé ruela.

          • Renato Rebelo

            Mauro, fica aqui uma advertência por ataque pessoal. Conto com a sua colaboração.

          • Mauro

            Tudo bem, mas aonde foi um ataque pessoal? Se foi o “ze ruela” gostaria de deixar claro que me referi ao Magny, e não ao usuário. Não me defendendo, apenas explicando.

    • William Oliveira

      Kkkkkkkk o cara tem q entender mt pouco pra chegar e dizer que o Magny, 13-5 no UFC, é um “zé ruela”, sério msm, nível site do Combate esse comentário.

      Maior organização do mundo, uma das 2 categorias mais competitivas, o cara tá rankeado faz uns 3 anos, nenhum zé ruela se manteria vencendo tanto. Vc é um hater sem graça, nada mais.

      • Mauro

        Bisping foi ranqueado por dez anos no UFC, já venceu Luke, Dan, e Anderson, foi campeão, é um dos lutadores com mais golpes conectados, e nem por isso deixa de ser menos Zé ruela, certo? Magny é Zé ruela, e o único que dos anjos pegou de grande até agora foi o Laércio com joelho arrebentado, e não vai ter fanboy que mude isso.

        • William Oliveira

          Errado. Ninguém que vira campeão é zé ruela. Ninguém que se mantêm no UFC por 10 anos é zé ruela. O joelho foi arrebentado pelo próprio RDA, mérito dele.

          • Mauro

            Mérito dele? Tá certo. Anderson quebrar a perna foi mérito do Chris, afinal defendeu o chute do brasileiro. Parabéns Rafa, deu dez mil socos num lutador com a mesma lesão que “acabou” com a carreira do ganso e mesmo assim não conseguiu nem um knockdown.

          • William Oliveira

            E não foi mérito do Weidman? Kkkk Checar low kicks é uma das paradas que vc aprende no primeiro ano de MT, lol

            E RDA conseguiu um knockdown, e enfim, o plano nunca foi nocautear, não se luta contra o Robbie Lawler atrás de nocautes, RDA sempre foi um lutador metódico e é por isso que é um dos maiores vencedores desse esporte. E não há hater que vai mudar isso.

          • Mauro

            Empurrar o lawler, que está com as pernas fodidas e cai, é considerado knockdown? Que loucura.
            Dos anjos sempre foi Metodico? Sério? Benson e cerrone lembram os contrário, mas ok, se ta nessa de Lutador de muay thai não querer nocautear, tá bom, acredite no que quiser.

          • William Oliveira

            Ser metódico significa vc seguir, como a própria palavra já diz, o método escolhido e/ou mais apropriado. No MMA, o plano de jogo. Claramente o plano pro Cerrone era botar pressão uma vez que é o que funciona contra ele. Isso não é o que funciona contra o Lawler, não me surpreendo em vc não entender isso. São lutadores completamente diferentes e qualquer grande atleta como o RDA vai usar estratégias também distintas pra enfrenta-los.

            Sem falar que antes do que vc empurrão teve um gancho de esquerda, ou vc acha que o Lawler ia pro chão fácil assim? É só empurrar agora? Kkk

          • Mauro

            Não entendo, uma hora elogia-se como dos anjos foi agressivo e conectou muitos golpes, e outra hora diz que dos anjos foi metódico porque ser agressivo não funciona com lawler? É tão difícil dizer que teu lutador não teve punch?

            E romper ligamento faz com que marmanjo chore, então sim, é só empurrar que alguém com ligamento fodido vai cair.

          • William Oliveira

            Dá pra ser metódico, agressivo e ter um volume de golpes enorme tudo ao msm tempo, uma coisa não anula outra.

            Nieky Holzken é um cara super metódico no kickboxing e que venceu o Raymond Daniels não dando espaço pra ele, sendo agressivo e andando pra frente, aplicando muitos low kicks e tendo um volume de golpes sempre presente afim de não permiti-lo ganhar a luta usando o footwork de karateca dele pra lutar na longa distância e conectar chutes, o único jeito que a luta poderia ir pro norte americano.

            Nunca neguei que o RDA não é power puncher e nem vi alguém o fazer, isso é fato. RDA é um lutador que como striker se baseia no seu volume, versatilidade e clinch afiado.

            Pode até não ser difícil derrubar alguém com problemas na perna, mas antes disso teve um gancho de esq. do RDA que entrou limpo, no meio da combinação aplicada pelo Lawler, não tem como negar isso.

          • Mauro

            E vc tem razão, cerrone sucumbi facilmente a pressão…por isso vi que lawler estava morto quando não conseguiu nocautear alguém tão nocauteaveel.

          • William Oliveira

            Apesar de bem passível a nocaute Cerrone continua um lutador de elite, no mínimo top 10. Ele venceu 4 lutadores antes de perder pro Masvidal e 2 eram rankeados, com o M. Brown e Rick Story.

            O Matt Brown não ter o nocauteado como fez contra o Sanchez já prova que Cerrone até cede, mas nem tanto.
            Vc precisa aplicar um volume mínimo ou ter um poder um pouco diferenciado. Lawler não é tão rápido com as combinações e tão pouco é um baita power puncher como T Wood, Till, Ponzinibbio, Perry, Price..
            Sua maior arma é certamente sua resiliência, com o gás e ótima defesa de quedas vindo em sequência.

          • Mauro

            Permita-me fazer as pazes contigo. Tu me acha Hater, não sou. Na verdade se eu sou hater de alguém é do Aldo e da Cyborg, e mesmo assim não nego suas qualidades.
            Não sou fã do dos anjos, mas lhe acho um lutador ótimo. Dei lawler como favorito, mas dizia que dos anjos era tecnicamente superior. Nao garanto que foram os low kick que machucaram o lawler, pois já vi jogador de futebol ter a mesma lesão correndo ou em divididas nem tão perigosas, mas não creio que a lesão diminua os feitos do dos anjos, que foi dominante. Não dou dos anjos como favorito, mas não me surpreenderia ele ser campeão não.
            Não sou fã, mas até gosto de vê-lo lutar.
            O fato de eu retrucar alguns exaltados pelas boas performances do dos anjos não me faz bater dele.

          • Bodhisattva

            Imagina se fosse hater então hein…..kkkk Tu é um zé ruela…..

          • Mauro

            Não, meu bom, apenas odeio fanboy. Se tu quer conviver apenas com quem tem a mesma opinião que vc, e idolatrar quem tu idólatra, então faça uma fan page fechada.

          • Bodhisattva

            Entao vc se odeia “meu bom”…. pq vc é fanboy de uns e totalmente hater de outros. Eu adoro opiniões divergentes, principalmente quando fundamentadas, o que não se aplica a vc em seus argumentos, visto que nem desenhando vc compreende.

          • Mauro

            Se ser hater é bater de frente com fanboy, então sim, eu sou. Argumentar? Argumentar com quem acha que se tornar o campeão mais dominante da história do UFC é inferior a apenas conseguir o TS? Se Dos Anjos merece palmas por esse feito, Ngannou merece Tocantis inteiro, que chegou ontem no UFC, não sentiu a pressão, fez duas lutas em 2017, aplicou 2 nocautaços e conseguiu o TS.

          • Bodhisattva

            Ah…. kkkkk…… Shut the fuck up, man!!! Desiste, já deu pra ti, ta ficando feio. Ngnnou merece, mas nem fazia parte da conversa. A questão é o teu haterismo pelo Dos Anjos, que é inegável e sem propriedade alguma.

          • Mauro

            “Mas nem fazia parte da conversa”, EXATAMENTE! não fazia parte da conversa devido a não ser brasileiro. Um brasileiro subir de divisão, pegar um decadente, depois um mediano, e então fazer uma excelente performance, e ser merecidamente o desafiante, merece ser o lutador do ano, ou ao menos ser cotado, a frente de quem se torna o maior recordista de cinta do UFC ou de quem se torna bi campeão da categoria. No entanto, um negão sair de um evento pequeno, ir a um evento grande sem sentir o peso, e nesse ano atropelar dois tops e conseguir o TS com grandes chances de ser campeão (mas torcerei pelo Miocic), nem é cotado.
            E não sou hater do Dos Anjos, sou hater do patriotismo. Quando eu ver euforia que considero descabida por qualquer lutador que seja, eu vou partir pra cima, sem dúvida alguma.

          • Bodhisattva

            Tu és um bucha, isso sim. kkkkk

          • Renato Rebelo

            Bodhisattva, fica aqui uma advertência por ataque pessoal. Conto com a sua colaboração.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Bem acirrada, mas eu votaria no Holloway, tá que o Aldo já tinha perdido pro McGregor, mas ainda sim o cara é o melhor pena da história, e foi derrotado 2 vezes do mesmo jeito praticamente, o cara é muito sinistro, Whitakker também merece, mas vou de Holloway, e sem falar que os 2 treinam em academias com pouco nome, comparando a muita gente na ATT, Jackson, Combat Club e tal…RDA fez um ótimo ano, e entendo o porquê da escolha, mas não é a minha.

  • Vinicius Maia

    Respeito sua opinião mas discordo veementemente. Whitaker venceu Romero com o joelho lesionado e venceu o Jacaré de uma forma que ninguém tinha feito antes.
    Holloway venceu o maior pena do mundo duas vezes no ano de forma dominante.

    • Diogo Barbosa

      Detalhe, ele SUBIU, pegando caras maiores.

  • Anderson Tomaz

    Nunca discordei TANTO de um art aqui do 6R quanto esse
    RW foi maior, sem dúvidas!
    Venceu o bicho papaão da categoria com joelho fudido e tirou Jacaré pra nada

    • Felipe Couto

      O Xavier sempre foi um pouco pacheco mesmo, mas hj ele se superou.

      • João Vitor Xavier

        Não sou hipócrita de dizer que sou 100% imparcial, porque isso não existe. Não escondo que sou fã do Rafael, mas também sou fã do Whittaker, por exemplo, e do Johnson, que nem citei! E lhe garanto que a minha opinião seria a mesma se não gostasse do RDA.

        De qualquer forma, agradeço pela crítica, abs!!

  • Igor Bittencourt

    Se a gente for olhar contexto de cada lutador um que ganhou 4 lutas num fds no Japão ou outro que lutava só no amador e dormia nos fundos da academia mas ganhou de dois profissionais nesse ano poderiam ser os destaques do ano.

    Viajaram legal nessa matéria, por mais que seja opinativa. Whittaker nunca esteve na nata da categoria antes de pegar o cinturão, ele tava abaixo inclusive do mousassi que era super flopado. O cara nocauteou o jacaré e anulou o Romero no mesmo ano. Isso nunca pode ser comparado com uma vitória contra saffiedine, Magny e lawler.

    Se formos considerar o contexto da vida do lutador o RDA até merece o prêmio de reviravolta do ano mas comparando simplesmente as vitórias o Whtitaker é o cara do ano.

  • Paulo Magalhaes

    Rafael é um exemplo, tira o foco das notícias que emanam da nova união, demotivacão, boxe, ufc malvado, mas o ano foi do Robert Wittaker mesmo.

  • Bernardo Filho

    Acho que o xavier pagou de emocionado dessa vez.

    • João Vitor Xavier

      kkkkkkkkkkk! Garanto que não!

  • Carlos Ximenes

    Na minha opinião Whittaker foi o lutador do ano, Cyba a lutadora do ano e já fazendo o papel de “mãe diná” Ngannou lutador de 2018 e Joanna Sopa de Letrinhas a lutadora de 2018 após retomar a cinta e empilhar mais um ou duas defesas.

  • Minirott

    Triste é ver os dois melhores penas de todos os tempos terem sucumbido pelo Irlanda, um até hoje não acertou os parafusos q se soltaram em meros 13 segundos, quer lutar boxe mesmo dentro do octógono.

  • Minirott

    O ano é do Havaiano, na minha humilde opinião.

  • Silas K

    Acho que foi o Holloway por ter nocauteado duas vezes o já tido uma vez como melhor do mundo, seguido pelo Whitaker por ter vencido Jaca e Romero e conquistado o cinturão dos médios e na sequência o Rafa, que pode ser o lutador de 2018.

  • Cássio Rafael Guimarães Nascim

    Concordo com os demais. Whitaker.

  • Jin-E

    Vou na contramão e concordar com o redator.

    O pessoal aqui não tá considerado fatores como “adversidade” e “incerteza” no caso de RDA. 99% dos lutadores, numa série de derrotas seguidas, pensam em descer de peso ao invés de subirem. Depois consideram mais ir pegando atletas de baixo nível para se recuperarem ao invés de logo se toparem com ex-campeões ou TOP 10. Por fim, diferente de Holloway e Whittaker que estavam numa ascendência monstruosa, havia uma enorme descrença na decisão do Rafa que despedaçou todos os prognósticos negativos (incluindo os do próprio colunista).

    Xavier, infelizmente, vc foi mal-compreendido e faltaram com boa vontade em entender sua matéria (e muito pq tb se trata de um atleta da casa).

  • Henrique

    Pra mim Whittaker foi o cara de 2017, mas respeito sua opinião.

  • Lorenzo Fertitta

    Ótimo artigo Xavier, que só por gerar opiniões dissonantes já cumpriu seu objetivo. O top 3 é esse aí mesmo, e qualquer um desses está bem escolhido como lutador do ano.
    No meu caso, acho que o voto se refere ao quanto cada lutador me surpreendeu em 2017 e o Whittaker, sendo underdog, venceu dois candidatíssimos a cinta negando quedas, nocauteando e com joelho lesionado. RDA em segundo, Holloway em terceiro e DJ vindo logo atrás. Texto bacana, vale o debate.

    • felipe

      Sempre excelentes comentarios. Parabens mano!!!!

  • Davi freitas

    pra min o melhor foi o borrachinha kkkkkkk

    mas o robertinho foi fenomenal
    ja o holloway foi mistico
    o rafa foi cosmico

    • Mike Martin

      Fico com o Jorginho com exceção do the Eraser todos aí são feras

  • Rudá Corrêa Viana

    Qualquer um dos 3 seria bem escolhido como o melhor do ano. Alguns concordam com o João mas a maioria discorda colocando Whitaker como o homão do ano por ter vencido jaca e Romero. Rafael ja entra em desvangtagem pois nao chegou a cinta e os outros dois, sim. Mtos alega do que rafa pegou Robbie lawler em decadência mas se formos parar para pensar, jacaré lutou de nariz em pé (e foi nocauteado levando nockdown tentando fugir pelo lado forte do australiano) e Romero (com gas tao forfe qto belfort) foi burro o suficiente por não magoar mais ainda o joelho de Whitaker durante a luta (não entendi pq ele não chutava mais aquele joelho); Holloway nocauteou José Aldo duas vezes onde na primeira Aldo tava desanimado e na segunda apresentou game plan pior é lutpu boxe ao invez de MMA.

    Não dá pra diminuir o feito de Rafael. Porem acredito q Holloway foi mais homão do que os dois: entrou como franco atirador se colocando a disposição para vir ao rio destronar Aldo e na segunda, nao arregou e pegou aluta na ponta do laço qdo o adversário original apresentava jogo cometamente diferente. Encararou de frente. Pra mim, o ano eh dele. Mas rafa (pela dificuldade apresentada na categoria nova onde está em plena desvantagem física) e Whitaker (que destronou dois tops ganhando a cinta) estão de bom tamanho. Esse eh top 3 do melhor de 2017.

  • Mike Martin

    Pra mim o ano foi do GSP voltou após um longo período de hibernação vencendo um oponente teoricamente mais forte na realidade é apenas mais alto e mais pesado ganhou um cinturão da categoria de cima e cravou seu nome como GOAT pois foi o que Fedor A.S não souberam fazer parar por cima e provou aquela máxima que um dia foi Rei jamais perde a Majestade

  • Erik Gomes

    Revoltante como DJ ter superado o Maior de Todos os Tempos, batendo recordes de defensas de cinturão, defesas de cinturão consecutivas, vitórias por lutas valendo o título e por aí vai… Passa abatido pelo Sexto Round!
    O Combate não falar nada é normal e previsível, mas aqui no Sexto Round, nenhum colunista… É decepcionante!
    Colunistas do Sexto Round, vamos olhar pro ranking P4P e esquecer o patriotismo injustificável?

  • William Oliveira

    O haterismo contra lutadores brasileiros disfarçado de “realismo” é a nova modinha dos fóruns de MMA haha é mt patético

    Ótimo texto, concordo com muitos pontos levantados e foi bem convincente, entretanto ainda considero o Holloway o lutador do ano, as duas vitórias sobre o maior peso pena da história, de forma convincente, a maneira que está agindo, como verdadeiro campeão resgatando a essência do esporte, simplesmente exemplar. Pegou a segunda luta faltando menos 3 de semanas, bateu no peito e foi lá cumprir o dever. Homão da porra.

    Em segundo acredito que iria de Whittaker pela dificuldade que considero dois monstros como Jacaré e Romero, e em terceiro RDA. Todos grandes lutadores e motivos pelo qual esse esporte é tão grandioso.

  • Shotokan Karate

    JVX todos aqui no site sabem o quanto sou fã declarado do Rafael mas pra mim não tem como não eleger como melhor do ano Max Holloway. A razão é mto simples, ele ganhou (e convenceu vamos destacar) por DUAS VEZES ao Zé Aldo. Whittaker teve seus méritos mas a relevância dos feitos do Holloway o tornam mto mais dignos desse prêmio.

Tags: , , , ,